Hubble descobre vapor d’água em exoplaneta

O K2-18b chamou a atenção de todo mundo. Foi descoberto água lá. Mas calma, não é água líquida, e sim, tem importância. Apesar das imagens do Hubble indicarem a presença de água no estado de vapor, alguns estão teorizando que tem até nuvens lá. Só que nuvens são água no estado líquido, e a assinatura molecular é diferente.

Continuar lendo “Hubble descobre vapor d’água em exoplaneta”

Os exoplanetas pontilhados nos céus amigos do Universo

A todo momento estão divulgando novos exoplanetas nos confins do Universo. Alguns bem, bem longe. Já está até deixando de ser divertido postar quando novos exoplanetas são divulgados, quando não há algo, digamos, especial (mas muito amado) neles. Eles já somam mais de 4000. Sim, isso tudo. Não, não divulgam sempre. Motivo pelo que já disse: já está sendo muito usual, e enquanto um exoplaneta não morder um cachorro, não será notícia.

Mas você já parou para pensar nestes exoplanetas todos, como um conjunto? É o que o vídeo a seguir se propõe. Mostrar pontinhos num céu à medida que estes longínquos mundos foram descobertos ao longo dos anos.

Continuar lendo “Os exoplanetas pontilhados nos céus amigos do Universo”

Universo dá um que se dane: Tem planeta onde não deveria estar

A todo momento se descobre exoplanetas novos. Ou, melhor dizendo, a todo momento se noticia a descoberta de novos exoplanetas. Descobertos eles foram há muito tempo, mas demora um pouco pros cientistas coletarem os dados, reunirem informações e darem sentido a toda essa algaravia de números que precisam dizer algo útil.

Bem, chegou informações e mais um novo exoplaneta, menor que Netuno, o que pode parecer pouca coisa, mas não é, já que ele é 20 vezes mais pesado que a Terra!

Continuar lendo “Universo dá um que se dane: Tem planeta onde não deveria estar”

Hubble descobre planetão gigante com estratosfera quente feito diabo

Ele está velhinho, mas ainda dá no couro, fazendo a alegria de muita gente. Não, não estou falando do seu Antenor, 70 anos, 32 filhos, o mais novo com 7 anos. Estou falando do Telescópio espacial Hubble, que está de olho em tudo pelo Universo afora (ok, ele não fica tomando conta da vida do seu Antenor). A mais recente descoberta é num exoplaneta. Não que exoplanetas sejam mais novidade (tá bem, são!). mas o interessante foi o que foi descoberto num exoplaneta: a comprovação de uma estratosfera.

Continuar lendo “Hubble descobre planetão gigante com estratosfera quente feito diabo”

A atmosfera de um planeta parecido com Netuno, só que não tão parecido

Quanto mais aprendemos, mais temos a aprender,. Quanto mais descobrimos, mais aprendemos. Quanto mais aprendemos, vemos que tem mais a se descobrir e isso nos explica muito sobre o que temos aqui perto de nós. Quando nós estudamos exoplanetas, muitas respostas aparecem que ilustram coisas que acontecem em planetas do nosso Sistema Solar.

Continuar lendo “A atmosfera de um planeta parecido com Netuno, só que não tão parecido”

Os Exoplanetas de Trappist 1

A NASA divulgou a descoberta de vários exoplanetas no sistema da estrela Trappist 1. o maneiro é que estes exoplanetas estariam em regiões bem similares à da Terra, o que possibilita a existência de água no estado líquido. Se tem água no estado líquido, é sinal que pode ter vida.

Ou será que não?

Continuar lendo “Os Exoplanetas de Trappist 1”

A busca por exoplanetas escondidos

Já catalogamos vários exoplanetas. Mas à medida que nossa tecnologia avança, estamos a cada dia descobrindo mais e mais novos mundos. Mundos que antes estavam escondidos dada a distância, mas com iniciativas como o MOA II, podemos ter um vislumbre do que temos lá fora.

Através da técnica chamada “microlente” conseguimos ver plantas que estão em sistemas muito distantes. Planetas frios como Netuno. Talvez, quem sabe, algum um pouquinho mais quente capaz de abrigar vida.

Continuar lendo “A busca por exoplanetas escondidos”

Proxima Centauri mais próxima de você do que você imagina

Se você não mora numa ostra, sabe da descoberta de Proxima Centauri, uma estrela do tipo anã vermelha, que dista da Terra a ridícula distância de 4,22 anos-luz. A luz demora pouco mais de 4 anos para chegar até lá, o que é praticamente a mesma coisa que levantar do sofá e ir ajeitar o quadro pendurado na parede em frente, em termos astronômicos. Essa estrelinha que brilha, brilha, mas ninguém a vê por ser pequenininha, foi descoberta em 1915 por Robert Innes, sem a ajuda de um astrólogo, já que eles nunca conseguem perceber a ação de corpos celestes que não foram descobertos ainda.

A estrela possui um exoplaneta chamado Proxima Centauri b, que foi anunciado em 24 de agosto de 2016. Estima-se que como ele está em algo semelhante como a Goldlock Zone, possa ter vida lá, embora que ache que é muito cedo para afirmar isso.

Continuar lendo “Proxima Centauri mais próxima de você do que você imagina”

Em busca de novas Terras

Foram necessários milhares de anos para que nós, seres humanos, explorássemos nosso próprio planeta e séculos para que aprendêssemos algo a respeito dos planetas vizinhos, mas hoje novos mundos estão sendo descobertos toda semana. Até agora os astrônomos já identificaram mais de 370 “exoplanetas”, ou seja, corpos celestes girando em torno de outras estrelas além do Sol. Alguns são tão estranhos que confirmam um famoso comentário do biólogo J.B.S. Haldane, segundo o qual “o universo não é só mais bizarro do que imaginamos mas também mais bizarro do que conseguimos imaginar”.

A 260 anos-luz da Terra, há, por exemplo, uma espécie de “Saturno quente”, que gira em torno de sua estrela com tal velocidade que um ano ali dura menos de três dias. Em volta de outra estrela, a 150 anos-luz, descobriu-se um “Júpiter quente” cuja atmosfera superior está sendo arrancada com tanta força que o planeta exibe uma cauda como se fosse um cometa. Continuar lendo “Em busca de novas Terras”