Morcegos super-heróis têm poderes genéticos capazes de derrotar o capitão Coronga

Morcegos são animais mucho lokos. E nem é só nisso: o bicho é um mamífero, voa, usa eco-localização e ainda por cima aguenta e sobrevive a vírus potencialmente mortais, bactérias filhas da puta e micróbios do caralho! Achou muito? Pois fique sabendo que eles ainda resistem ao envelhecimento e ao câncer.

Continuar lendo “Morcegos super-heróis têm poderes genéticos capazes de derrotar o capitão Coronga”

Morcegos x Pássaros. Quem leva a melhor?

Os filhotes de dinossauros estão por aqui há milhões de anos. São descendentes daqueles que dominaram o planeta, mas, por causa de um pedregulho, perderam tudo. Morcegos são mamíferos, apesar de não serem tão esquisitos quanto um ornitorrinco. Ambos voam, mas não da mesma maneira. Qual seria a diferença? Qual dos dois é mais eficiente? A resposta é clara se pararmos para pensar em termos de morfologia, mas se você está com preguiça, que tal um videozinho?

Continuar lendo “Morcegos x Pássaros. Quem leva a melhor?”

Como os morcegos “enxergam” o que está em seu caminho?

Se você não fugiu correndo de um colégio e aos berros (ainda mais se foi meu aluno), você sabe que morcegos possuem um sonar nato que o ajuda a se guiar durante o voo. Não que morcegos sejam cegos, mas que de noite é realmente bem difícil poder enxergar. Seu sistema de ecolocalização é o responsável por isso, coisa que toda criança de Ensino Fundamental sabe. O que não se sabia até agora é como é feita esta ecolocalização, isto é, se a intensidade do som emitido pelo filhote do Batman tem alguma influência no modo de voar, desviando dos obstáculos.

Continuar lendo “Como os morcegos “enxergam” o que está em seu caminho?”

Novas descobertas sobre a capacidade visual dos morcegos

A expressão “cego como um morcego” nunca foi cientificamente certa, já que morcegos não são cegos, e sim, eles podem ver muito bem de dia, apesar de seu comportamento noturno. Cientistas do Max Planck Institute for Brain Research, em Frankfurt, e da Universidade de Oldenburg analisaram a sensibilidade das retinas de algumas espécies morcegos e detectaram células cones e pigmentos visuais neles, por meio de análise eletrorretinográfica. A pesquisa foi publicada na PloS ONE. Continuar lendo “Novas descobertas sobre a capacidade visual dos morcegos”

O mais antigo morcego conhecido

morcego.jpgMalditos cientistas! Olha só o que arrumaram desta vez: descobriram que morcegos nem sempre tiveram a capacidade de usar seu sonar, porque a sua morfologia (a forma de seu corpo) impedia tal coisa. Tal descoberta foi feita graças ao achado de um fóssil de um morcego primitivo, que por sinal, deve estar fazendo muito criaburricionista se rasgar de raiva.

A antiga dúvida sobre o que veio nos morcegos foi a capacidade de voar ou a ecolocalização é antiga e motivou calorosos debates científicos, tendo sido objeto inclusive do célebre A origem das espécies, de Charles Darwin. A isso deve-se adicionar que realmente eles não são, e nunca foram aves. Mais um prego no caixão do livrinho mágico chamado Bíblia.

Continuar lendo “O mais antigo morcego conhecido”