Ranço estatal acha que ir ao Espaço é só para escoceses. Ou algo assim

Você deve ter visto que dois bilionários, Richard Branson e Jeff Bezos, foram ao espaço nos últimos dias. Isso está deixando muita gente irritada. Podem alegar que tanto a nave do Branson quanto a do Bezos não são foguetes de verdade. Bem, e daí? Vão dizer o que em seguida? As naves não são escocesas? Continuar lendo “Ranço estatal acha que ir ao Espaço é só para escoceses. Ou algo assim”

O ranço contra um carro voador e um Homem das Estrelas

Ontem a SpaceX fez algo maravilindo. Mandou um carro para o Espaço. Quer, dizer, não como Brasil fez com seus profissionais na base de lançamento em Alcântara. Ela realmente mandou um Tesla Roadster para a Fronteira Final no num Falcon Heavy, um foguetão modafóca que só perde para o Saturno V, o foguetão ultramegablastermodafóca que levou o Homem à Lua. Foi a vitória da persistência e sagacidade humana. Finalmente pode-se dizer: Em 1980 achávamos que no século XXI teríamos carros voadores. Hoje, nós temos:

Antes de continuar. Dê o play na música:

Continuar lendo “O ranço contra um carro voador e um Homem das Estrelas”

Voyager 1 liga o turbo e vai pra mais longe, mais rápido

A Voyager 1 é uma sonda fantástica. Lançada em 5 de setembro de 1977, está a absurdos 21 bilhões de quilômetros da Terra, ou cerca de 141 vezes a distância entre a Terra e o Sol, viajando a uma velocidade de mais de 60.000 km/h. Alguns dizem que ela já saiu do Sistema Solar e já está no Espaço interestelar, mas isso ainda é discutível. Não se sabe ainda os limites de nossos Sistema. No entanto, ainda podemos comunicar com a Voyager através dessa distância.

Só que os cientistas do projeto fizeram algo um tanto especial (mas muito amado): Eles deram instruções para a Voyager disparar um conjunto de quatro propulsores de trajetória pela primeira vez em 37 anos para determinar sua capacidade de orientação.

Continuar lendo “Voyager 1 liga o turbo e vai pra mais longe, mais rápido”

Voyager finalmente deixa o Sistema Solar. Só que não!

Com muito alarde, imprensa anunciou na quinta-feira p.p. que a sonda Voyager finalmente deixou nosso Sistema Solar. Ela está agora onde nenhum, homem jamais esteve, apesar que não passamos nem mesmo da Lua. Entretanto, parece que finalmente a Voyager está fora da influência do Sol, nosso amigo Sol. Sendo assim, a Voyager está confirmada como fora de nosso sistema… ou, pelo menos, foi isso que os jornais noticiaram. Mas o Sistema Solar não é simplesmente uma estrela em um dos focos (e não "no centro") com alguns poucos planetinhas (e um planeta-anão ridículo) descrevendo órbitas elípticas.

Continuar lendo “Voyager finalmente deixa o Sistema Solar. Só que não!”

Vladmir Komarov, o maior dos herois russos

O homem que sobe as escadas sabe que está com sua morte decretada. Ele sabe que suas horas estão contadas, mas ele não tem medo, pois é isso que ele quer fazer. Passo a passo, ele entra na cápsula que lhe servirá de carrasco. A Rodina decidiu que a glória do Partido está sobre todos os mortais e que um homem teria que cumprir a missão, mas um laço mais forte que a opressão poupou a vida de outro homem, o homem que viu que a Terra era azul. Por causa desse lado de amizade, o homem que está condenado chega até o seu destino e olha para fora, sendo este o último relance do céu e a última lufada de vento em seu rosto sério. O homem entra na cápsula; não há volta e ele nem pensaria em desistir, pois era um homem decidido.

Esta é a história do Coronel Vladimir Komarov, o cosmonauta russo que morreu para salvar seu melhor amigo.

Continuar lendo “Vladmir Komarov, o maior dos herois russos”