Um eclipse visto de cima

Eclipses são uma maravilha da Natureza entre muitas maravilhas. Um dos motivos é sua raridade. Afinal, pôr-do-sol tem todo dia, Lua cheia, já nem tanto. Eclipses então, são bem mais raros.  Estamos acostumados a vê-los daqui “embaixo”, mas como é a aparência da Terra durante um eclipse solar total?

Continuar lendo “Um eclipse visto de cima”

Um paradoxal eclipse que ilumina nossos corações

Eclipses sempre foram mágicos, misteriosos e assustadores. Antigos chineses acreditaram que o Grande Dragão devorava o Sol. Possivelmente, Glaurung, aquele grandessíssimo FDP. Outros achavam que era obra de Satã, Nosso Senhor, enquanto outros não achavam nada, pois sua expectativa de vida não era lá grande coisa. Os EUA estavam radiantes com isso. Não é para menos, já que a última vez que um eclipse solar de costa a costa foi em 1918.
Continuar lendo “Um paradoxal eclipse que ilumina nossos corações”

Um curioso eclipse do outro mundo

Eu gosto de eclipses. A humanidade toda gosta… e teme. Na China Antiga, achava-se que eclipses eram maus presságios, pois o Dragão aos poucos devorava o Sol (ou a Lua), mas os poderosos deuses os restituíam. Eles até são simples. Mecânica planetária básica, mas mesmo assim fascinam (apesar de eu ser um pobre coitado que nunca presenciei um eclipse total do Sol. Enfim!).

Marte está a 2,244 x 108 km da Terra. E lá, um solitário robozinho pôde ver a glória e o esplendor de um eclipse. Um eclipse totalmente marciano, mas sem homenzinhos verdes.

Continuar lendo “Um curioso eclipse do outro mundo”

O maravilhoso “círculo de fogo” nos céus australianos

Como vocês são espertos, prestaram atenção nas aspas; já que o Círculo de Fogo do Pacífico não compreende a Austrália. Acontece que hoje é sexta-feira e eu ainda tenho que trabalhar. Nada como algo ameno para nos alegrar, ainda mais que estamos no fim do mês e o salário é apenas uma doce lembrança.

Em 10 de maio deste ano, um eclipse fez dos céus australianos algo muito legal. Como sempre, o Brasil não foi agraciado com a visualização do evento, pois não possuímos estrutura para um evento deste porte. Assim, compartilho com vocês um vídeo em lapso de tempo (time lapse) mostrando o magnífico eclipse que ocorreu neste dia. Espero que gostem.

Continuar lendo “O maravilhoso “círculo de fogo” nos céus australianos”

Um lapso de um Eclipse

Eu sempre tive um desejo secreto: ver um eclipse total ao vivo e a cores. Nada de ver pela TV. Infelizmente, a posição geográfica aqui não ajuda muito e sempre acabamos com eclipses meia-boca. Mas, ainda que me pareça pouco, ainda temos vídeos e fotógrafos que registram estes momentos, como foi o caso de Collin Legg, que registrou fotos de diversas maneiras em 14 de novembro deste ano, na Austrália. Juntou as fotos isoladas e montou um time lapse muito legal.

Continuar lendo “Um lapso de um Eclipse”

As sombras passageiras de nossas vidas

Nenhuma sombra é realmente definitiva. Elas passam por nós e ainda que estejamos em meio às trevas, logo a luz se fará presente. Por mais escuro que esteja, sempre podemos tirar algo de belo, nem que seja para vermos como passa a sombra de um eclipse.

No dia 14 de novembro, australianos puderam ver um eclipse solar, aquele em que a Lua fica na frente do Sol e tudo fica escuro (ou quase). Entretanto, apenas o pessoal no lado norte da Austrália pôde ver o eclipse total.

Continuar lendo “As sombras passageiras de nossas vidas”

O eclipse visto de cima

Se você não é desinformado, sabe do eclipse que ocorreu no último domingo. Infelizmente, a Veja, a Rede Globo e o seu Juca da padaria fecharam um acordo com o Universo e não transmitiram o evento no Brasil. Você está espumando de raiva e quer xingar muito no twitter, nem que seja a minha mãezinha, que teve a graça de não me matricular em nenhum colégio vagabundo que usa o método do Paulo Freire. Entretanto, ver um eclipse daqui do chão é coisa chinfrim. Maneiro mesmo é ver de cadeira cativa.

Continuar lendo “O eclipse visto de cima”