O naufrágio do navio romano num documentário

De manhã, eu estava vendo a série Tesouros Perdidos de Roma, da National Geographic, no Mickey+. Achei meio caótico, já que cada episódio traz muitas pesquisas simultaneamente, num intervalo de menos de 50 minutos, mas ok. Achei um bom programa, com a qualidade visual da NatGeo. mas identifiquei um problema no segundo episódio.

Continuar lendo “O naufrágio do navio romano num documentário”

Meus canais favoritos no YouTube

Assim como vocês, eu também gosto do YouTube. Diferente de vocês, eu vejo coisas não só para me divertir, mas me divertir aprendendo coisas. Sim, eu sei que vocês adoram meus vídeos (mentira. Dada a baixa audiência, nenhum de vocês, seus sacripantas, vê meus vídeos). Muitos me pedem dicas do que assistir. Então, taqui alguns dos canais que eu gosto de acompanhar. A lista de canais não obedece nenhuma ordem. Eu vou lembrando e escrevendo. No máximo, organizei por tema. Sim, eu poderia colocar em ordem alfabética, mas não quis ter trabalho. Me processe!

Continuar lendo “Meus canais favoritos no YouTube”

Grandes Nomes da Ciência: David Attenborough

O homem de cabelos brancos sobe a montanha. Chegando no topo, ele olha em volta e se maravilha. Mas, mais do que isso, ele maravilha a todos os que o observam naquele instante. O ar frio lhe enche os pulmões, ele olha de volta ao milhões que o seguem e começa a descrever tudo aquilo.

Os vivos olhos azuis faíscam, face às maravilhas e terrores que a Natureza pode trazer. O homem é David Attenborough e há décadas nos faz viajar junto com ele, pelos mistérios dos seres vivos.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: David Attenborough”

Juiz encontra nove erros em filme que deu Nobel a Al Gore

gore.jpgUm juiz da Alta Corte britânica identificou “nove erros científicos” no filme Uma Verdade Inconveniente, que rendeu ao ex-vice-presidente americano Al Gore o Oscar de melhor documentário neste ano.

O juiz Burton analisava se o documentário sobre mudança climática realizado por Gore – que sustenta a tese da ação humana como causa do aquecimento global – poderia ser exibido em salas de aula.

A sentença considerou o filme tendencioso, mas permitiu sua exibição sob condição de que os professores apontem os trechos polêmicos e apresentem os argumentos contrários às informações. Continuar lendo “Juiz encontra nove erros em filme que deu Nobel a Al Gore”