Para resolver tragédia do rio Doce, chamaremos cientistas, SQN!

A República Federativa de Banânia tem sérios problemas. Esses problemas começaram quando Cabral chegou aqui como emissário do Rei (não, ele não frequentou a Escola de Sagres nem poderia, já que ela não existiu) e Pero Vaz de Caminha pede um emprego pros parentes no final da sua famosa carta que falava das vergonhas de fora das índias. Com o passar do tempo, criamos medo,. aversão, raiva, ódio e caímos no sofrimento para com a Ciência. O Brasil é o país que odeia Ciência, cientistas e qualquer coisa que esteja minimamente ligado ao conhecimento.

Depois do desastre catastrófico que aconteceu no município de Mariana, MG, transformando a cidade e adjacências em algo digno de filme pós-apocalíptico que faria Mad Max parecer representar uma caixinha de areia num parquinho. Dessa forma, o que podemos fazer para resolver a situação? Chamar as maiores mentes científicas do país, como engenheiros (de todas as áreas) biólogos, botânicos, ecologistas (de verdade, com formação e não abraçadores de árvores), químicos, médicos e outros profissionais técnicos, certo?

Busca por água acelerou Evolução Humana

Eu sempre digo que a Seleção Natural dá, assim como tira. E, assim como hoje, água sempre foi um problema, a não ser que você seja um daqueles que acredita na revista Sentinela em campinhos verdejantes, pessoas (brancas) bem vestidas, rechonchudinhas e bebês de olhinhos tão claros quanto o do Nosso Senhor Jesus. Buscar água sempre foi um problema, ainda mais quando você está perto da praia e o motivo você sabe (ou deveria saber) o por quê.

A capacidade de nossos ancestrais para se movimentar e encontrar novas fontes de água subterrânea durante períodos extremamente secos foi um fator-chave para a nossa sobrevivência e aparecimento e evolução da espécie humana.

Continuar lendo “Busca por água acelerou Evolução Humana”

Por que as águas dos rios Negro e Solimões não se misturam?

Desde pequenos aprendemos fatos básicos de Geografia. Sabemos que o ponto mais alto do Brasil é o Pico da Neblina, como seus 2.993 metros de altura. Sabemos que ele fica no Amazonas, que também é o maior estado brasileiro, o qual também abriga o maior rio em volume de água do mundo, o Amazonas, o qual alguns dizem ser o maior rio em comprimento, embora a maioria concorde que o mais longo é realmente o Nilo (thanks, Raccoon).

Você sabe, porque frequentou colégio, que o Rio Amazonas só recebe este nome depois do encontro como o Rio Negro e o Rio Solimões. E também já ouviu falar que a água dos dois rios não se misturam. É verdade ou farsa do colégio? Só o Livro dos Porquês para responder!

Continuar lendo “Por que as águas dos rios Negro e Solimões não se misturam?”