Pesquisa estuda como o malvadão Tiranossauro mordia as presas

Todo mundo gosta de dinossauros, e não é pra menos! São verdadeiramente monstros que existiram, e mesmo que milhões de anos separem a Era dos Dinossauros e a Era dos Homens, vemos com fascinação do que estes seres malvadões eram capazes, em especial o Tiranossauro rex, o rei dos lagartos tiranos, que algum revisionista miserável resolveu dizer que ele tinha penas.

Agora, fica a pergunta: seno um dinossaurão malvadão, ainda assim era preciso poderosas mandíbulas para esmagar, destroçar, triturar os ossos das vítimas. Como ele conseguia isso sem afetar os ossos do próprio crânio?

Continuar lendo “Pesquisa estuda como o malvadão Tiranossauro mordia as presas”

Quando uma planta faz seu lanchinho

<img src="https://ceticismo.net/wp-content/uploads/2019/planta-carnivora.jpg&quot;

Plantas formam um reino tão interessante quanto o reino animalia. Às vezes, eu acho que plantas são muito mais interessantes, pela sua biologia, seu modo de vida e sua complexa bioquímica. Claro, a fotossíntese seria o que mais chama a atenção das pessoas e eu até copncordo, mas a forma como muitas delas lidam com a falta de matéria-prima para sintetizar sua alimentação também é fascinante. Sim, eu estou falando delas: as plantas carnívoras.

Quando falamos de plantas carnívoras, a primeira que nos vem à mente é a chamada “vênus papa-moscas”, da espécie Dionaea muscipula. Ela captura, aprisiona e digere insetos e pequenos aracnídeos). O vídeo a seguir é um timelapse mostrando um pouco de uma vênus papa-moscas.

Continuar lendo “Quando uma planta faz seu lanchinho”

Natureza Ética: Planta carnívora não livra a cara nem de anfíbios

A Natureza é boa e ética. Só esqueceram de falar isso para a Natureza, principalmente as plantas. Plantas têm sua parcela de malvadeza, ainda mais aquelas que acham que vegans são retardados, que seriam quase todas, mas nem toda planta consegue traçar uma bela peça de carne (como salamandras, por exemplo).

Um exemplo são plantas das famílias Nepenthaceae e Sarraceniaceae, que são daquelas plantas carnívoras que riam armadilhas de queda, em que o animal escorrega para um fosso na planta e fica preso lá, sem poder sair, enquanto a plantinha queridinha digere o animal ainda vivo.

Continuar lendo “Natureza Ética: Planta carnívora não livra a cara nem de anfíbios”

Na Índia, vaca sagrada vira x-tudo e estamos conversados

Kamadhenu não é pouca merda, não. Ela pertence ao deus Indra, o deus das tempestades da religião hindu. Uma espécie de Iansã que passeia de elefante. Kamadhenu tem o poder de enfurecer os seres e transformá-los em monstros incontroláveis dar ao seu dono tudo o que ele quiser. Indra, portanto, apesar de ter sido chutado do comando sobre todos os demais deuses, ainda é muito rico e poderoso. O detalhe é que Kamadhenu é uma vaca (no sentido zoológico e não por ter dado uns rolés na rua Augusta nas perdidas da madrugada) e, por causa disso, vacas são consideradas sagradas, ninguém pode passar a mão na bunda delas, digo, ninguém pode sequer mexer com elas e muito menos matar. Matar deuses dá um azar danado.

Como nada supera a engenhosidade humana na hora de fazer merda, e levando em conta que o Capitalismo dá aos seus clientes o que eles querem, apareceu uma espécie de mercado-negro de vacas na Índia, tendo em vista uma única coisa: churrasco!

Continuar lendo “Na Índia, vaca sagrada vira x-tudo e estamos conversados”