Grandes Nomes da Ciência: David Hahn, o Escoteiro Radioativo

A polícia foi chamada. Os Homens de Azul receberam um alerta e foram investigar um caso de roubo. Ao chegarem perto do automóvel, foram instados em tom de alarme para não chegarem perto. Ao abrirem o porta-mala, o que viram os deixou estupefatos. Não era um corpo, ou mesmo um alien. Era um… reator nuclear! E com níveis alarmantes de radioatividade; e foi aí que se soube da história de um escoteiro com ideias avançadas demais, e noção de menos.

Esta é a história do Escoteiro Radioativo.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: David Hahn, o Escoteiro Radioativo”

Seu filho só come as tranqueiras que você compra ao invés de coisas saudáveis? Culpe o YouTube

Eu sou um cara das antigas. Algumas modernidades são alienígenas para mim. Não, sério, eu não consigo entender certas coisas. O conceito de pais e filhos de hoje é muito diferente do que eu tenho para mim. Eu sou daqueles que acham que os responsáveis pela educação de uma criança são seus responsáveis legais, sendo na maioria das vezes o pai e a mãe (mas não exclusivamente). Pelo visto, eu estou errado. Agora, a reponsabilidade sobre a criação de nossos filhos deve recair nos canais do YouTube.

Continuar lendo “Seu filho só come as tranqueiras que você compra ao invés de coisas saudáveis? Culpe o YouTube”

Quer se livrar do mosquito da dengue? Cultive mosquito da dengue

Apelo à autoridade ou, no bom latim, Argumentum ad Verecundiam (Quid latine dictum sit, altum sonatur) é algo perigoso, mesmo de sábios para sábios. Diferente quando eu quero pegar alguma informação sobre Astrofísica e consultar o Neil deGrasse Tyson, que é um especialista no ramo, devemos ter cuidado com certas proposições (por exemplo, de acordo com o Neil Tyson, Newton era uma flor de pessoa, mas sabemos não ser o caso).

Aí me surge uma maluquice que um “médico”, “doutor” e “professor” da UFMS defende que fazemos errado ao combater o mosquito da dengue, que faz lotação e carrega febre amarela, zyka vírus e o Chikungunya a doença que tem nome de demônio dos Tempos Antigos. De acordo com ele, o certo é deixar pote com água parada.

Continuar lendo “Quer se livrar do mosquito da dengue? Cultive mosquito da dengue”

Parent Fail ou “Olha a merda que você tá fazendo aí, pai!”

Está todo mundo comentando sobre como o menino que deu de comer ao tigre (literalmente), no zoológico de Cascavel, na região oeste do Paraná. Isso mostra como a criação dos filhos anda irresponsavelmente na mãos de idiotas, cuja única ação lúcida que devem ter é limpar a bunda depois de ir no banheiro (se tanto!). Mas seria um caso isolado, não? Lamento dizer, mas não.

Afinal, que merda anda acontecendo com a ação parental, hein?

Continuar lendo “Parent Fail ou “Olha a merda que você tá fazendo aí, pai!””

Tapetadas: O novo comportamento criminoso dos jovens

Como reconhecer um débil mental? De princípio, dado a natureza de nosso blog, poderiam pensar que seria andar com uma Bíblia debaixo do braço. Mas, não. Um verdadeiro idiota, estúpido, retardado, acéfalo, mentecapto, degenerado, inconseqüente e, por fim, um verdadeiro filho da puta anda com um tapete de carro na mão, pendurado feito uma jaca na janela de um veículo em alta velocidade.

Este hábito é conhecido por alguns como”tapetada”, onde o distinto débil mental, com algum cúmplice, cujo QI deve ser menor do que o de uma ameba retardada, sai de carro com o único prazer: pegar o tapete de seu carro, enrolar como se fosse um cassetete (na certa como substituição para o seu minísculo e ridículo pênis) e sair batendo em transeuntes desavisados, mulheres grávidas e até crianças pequenas. Dizem que nem sempre Freud tem razão e um charuto, por vezes, é apenas um charuto. Nesse caso, eu acho que o tapete simboliza algo que o perpetrador gostaria de ter… bem atrás de si. Continuar lendo “Tapetadas: O novo comportamento criminoso dos jovens”