Avó e bisavó tentam matar criança por não ser quem elas queriam

Essa é uma história de amor, mas de tragédia. Um amor impossível. Um amor que não poderia acontecer. Um amor proibido por duas famílias rivais. Um amor entre uma adolescente e um homem mais velho, que gerou uma criança que virou palco de discórdia e uma quase tragédia. Não, não foi Sófocles, Shakespeare ou mesmo Nelson Rodrigues. É a história da menina indígena que teve filho indígena de outro indígena, mas um indígena da tribo errada. O bebê, fruto deste enlace, foi enterrado vivo pela avó e bisavó da criança.

Claro, isso seria considerado crime hediondo, infanticídio e coisa de gente bárbara, mas como são índios (e sabendo que eles são criaturinhas boas, puras e inocentes), tudo se desculpa, certo?

Continuar lendo “Avó e bisavó tentam matar criança por não ser quem elas queriam”

Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe

Quando se toca no assunto “Mulheres no Ambiente de trabalho”, dá uma confusão de gente reclamando, xingando, vociferando, enterrando um pé no chão e puxando o outro até se rasgar. Ainda existe o mito que mulheres ganham menos que homens para executar a mesma função, apesar da CLT proibir que dois funcionários tenham salários diferentes ao terem o mesmo cargo, exercendo a mesma função. Outro mito é que mulheres não são competitivas. SÃO! E muito!

Existe, entretanto, um fenômeno, ainda que não oficialmente reconhecido por todos, chamado “síndrome da abelha rainha”. É o fenômeno em que mulheres são altamente discriminadas no trabalho e em vários grupos sociais. E a persona discriminante é exatamente outra mulher. Continuar lendo “Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe”

Casal quis fazer doação de material e funcionária do hospital manda enfiar

Eu já vi muita coisa. Poucas delas me impressionam. Mas o que eu vi hoje… eu não tenho como colocar de outra forma e não é exagero, hipérbole ou outra figura de linguagem. Eu literalmente fiquei chocado! Não, nenhuma piadinha nesse caso. Não tenho como dizer outra coisa. CHOCADO, foi assim que eu fiquei. Um casal tentou fazer uma doação para um hospital em Brasília e a gestora só faltou mandar enfiar na bunda.

Essa é a sua SEXTA INSANA e já aviso que vou entrar em modo FULL ANDRÉ.

Continuar lendo “Casal quis fazer doação de material e funcionária do hospital manda enfiar”