Tag Archives: algoritmos

Facebook acha que cruz é feia e corrompe criancinhas, e bloqueia a bagaça

Eu sinceramente acho que uma das piores imagens que o Cristianismo resolveu usar como seu símbolo é o da cruz. Tecnicamente, é quando o deus deles se ferrou, entrou na porrada e foi parar no pau-de-arara. Sei lá, usem a imagem dele pregando o Sermão da Montanha. Mas não. Na psique cristã, eles se sentem regozijados com o deus dele todo fodido. Algo como PT achando que o Lula é um pobre coitadinho. É aquele lance de mártir, como Pedro Américo pintando Tiradentes de vasta cabeleira, com uma túnica branca como se ele fosse o próprio Jesus. Teve um final tão ruim, mas pelo menos não é divulgado o sujeito pendurado numa corda.

Pelo visto, quem não gosta desses lances de instrumentos de tortura é o Facebook. Ele mandou uma imagem da Cruz de São Damião (essa da imagem ao lado) pra vala, o que fez com que pessoal tivesse chiliques homéricos. Afinal, as pessoas precisam defender sua entidade onipotente, pois ela não pode se defender sozinha.

Esta é a sua nada santa SEXTA INSANA!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Máquinas podem ter consciência? A resposta não irá agradar a vocês

Eu estava vendo o último vídeo do Café e Ciência. O Café e Ciência é um canal de divulgação científica no YouTube, cujo mantenedor é tipo um misto de Raul Seixas e Neil deGrasse Tyson, sem as músicas chatas do primeiro e o paunocuzismo do segundo. No referido vídeo intitulado “Poderia as Máquinas obterem Consciência?” o Felipe discute… bem, ele não discute se as máquinas poderiam ter consciência. Ele comenta o que uma pesquisa em periódico classifica como sendo os diferentes níveis de consciência.

Mas máquinas podem ter consciência?

Versão curta: não se tem versão curta. Por quê? Porque a pergunta está errada. Vamos ao vídeo?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

YouTube, monopólios e a Terra dos Algoritmos Honestos pero no mucho

AVISO

O artigo está longo. Está enorme. Leia por sua conta e risco. Mimimi no comentário sequer será aprovado e comentarista espertão será banido. Este é meu espaço e escrevo o que eu quiser.

Aviso dado

Era uma vez dois manés. Eles queriam gravar vídeos e compartilhar com os amigos. Assim, criaram um site que você poderia subir vídeos em uma resolução que seria risível hoje, mas na época 480p era excelente para qualquer monitor da época, e mandar isso pela Internet dessa mesma época era ótimo, cala a boca. O serviço era gratuito e muito legal. O ano era 2005 e foi assim que foi criado o YouTube, Broadcast Yourself. Eu adorava o YouTube nessa época. A sua página principal era uma rede social, que você via o RSS dos vídeos que você curtia/assinava, via os seus comentários, as pessoas entravam diretamente em contato com você. Um sonho!

Google tinha o seu horrível sistema chamado Google Vídeos, que demorava uma eternidade para carregar, era pesado, ruim de mexer no player, um verdadeiro cocô. Google fez o que melhor sabe fazer: comprou o YouTube, e não fez algo que nunca soube fazer: melhorar o que compra. Não, nunca na história do Google ele fez algo melhor com aquilo que comprou. O que criou do zero era, é e sempre será uma negação em termos de tosqueira, excetuando o motor de busca. Podem ver.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας