O Hino para Nikkal

Deixe-me louvar Nikkal e exaltar Hirihbi,
o rei do verão; Hirihbi, o rei da devastação
Nikkal, deixe-me exaltar e louvar!
Yarah é luz; então deixe Yarah banhar-te
Com luz

Este é um poema antigo, bem antigo. Encontrado na região de Ugarit, na atual Síria, este texto está num tablete de argila com escrita cuneiforme, mas não é no idioma ugarítico, e sim em hurriano, idioma dos hurritas, povo que lá vivia lá pelo século 15 A.E.C.. Só isso, já seria fascinante, mas a história não acaba aqui. Este poema é a letra de uma música, o Hino Hurriano para Nikkal, a peça de música mais antiga encontrada, datando entre 1400 e 1200 A.E.C., tendo sido descoberto nas bibliotecas da cidade de Ugarit, hoje chamada Ras Shamra. Continuar lendo “O Hino para Nikkal”

Historiador divulga texto inédito de Pessoa sobre religião

Essa notícia é dedicada aos amantíssimos acompanhantes do Ceticismo.net de nome Sabino, Orlando e Iara, posto que é algo direto de seu (deles) país. :-D

Segundo a agência de notícias Lusa, foi descoberto um texto de Fernando Pessoa – aquele que falou que nunca conhecera ninguém que não tivesse levado porrada (sic) – onde o distinto escritor, autor de diversas poesias, tece algumas… considerações sobre a religião, principalmente sobre Fátima. Não, não é sobre a nossa Fátima, mas a Nossa (deles) Senhora de Fátima ;-) .

O historiador português José Barreto afirmou que o poeta Fernando Pessoa encarava a cidade de Fátima como o lugar mítico da construção do nacionalismo católico e monárquico, repudiado pelo autor. Continuar lendo “Historiador divulga texto inédito de Pessoa sobre religião”