Artigos da Semana 88

Estou aqui pensando sobre como minhas férias estão boas, apesar do calor que está vindo com força. Claro, isso não me impediu de postar artigos. Comecei a semana falando do filme d’Os Eternos, mas teve fofocas da antiguidade preservadas com gente xingando muito um comerciante tosco, a exploração do Cosmos e como a Islândia é maravilhosa. Claro, tem sempre a parte magnífica de errado, como cientistas examinando cocô alheio de mais de 2 mil anos.

Vamos para o que rolou esta semana! Continuar lendo “Artigos da Semana 88”

Artigos da Semana 86

Esta semana voltamos aos trabalhos… quer dizer, mais ou menos. Ainda estou de férias e estas postagens tinham sido agendadas. Eu mereço um descanso, né? Bem, vamos ver o que foi postado: a começar pelos artigos que mais gostei, um sobre uma brincadeira com M&M’s e um magnífico timelapse da Noruega.

Bóra ver!

Continuar lendo “Artigos da Semana 86”

De volta mas não tão de volta

Eu passei maravilhosas semanas longe, numa praia, mal acessando a internet para ver uma coisa ou outra. Estas foram as férias mais longas que eu tirei longe da Internet e, com isso, tive tempo para ter muitas ideias pro blog, que serão levadas em execução em breve, ainda na vibe de ser um blog mesmo, sem essas frescuras pretenciosas de divulgar besteiras que ninguém se interessa.

Como ciência, por exemplo. Continuar lendo “De volta mas não tão de volta”

Podem me chamar de alienado

Olá, como estão todos vocês? Estou com dor de consciência, sabem? Eu mal tenho entrado na Internet. Soube que teve uns problemas nos EUA, o Primeiro-Energúmeno falou algo que eu não sei, mas imagino, os níveis de contaminação de corona-vírus muito provavelmente aumentaram, morreu algum famoso e 2021 entrou já naquela base (eu não sei o que é “naquela base”, mas todo mundo diz isso) e eu… bem… Continuar lendo “Podem me chamar de alienado”

De férias, finalmente (ou quase)

Depois de cansativos e exaustivos 6 meses brigando para não ser corongado, apesar do bando de idiotas fazendo de tudo para aumentar a média móvel, consegui a chance de picar a mula e ralar peito de casa, de onde mal saio para fazer compras, o que foi bem reduzida graças aos serviços de delivery.

Acho que todo supermercado deveria ter serviço de delivery. Eu pago satisfeito o frete. É menos dor de cabeça pra mim e ir de carro polui o ar, causa engarrafamento e eu tenho que pagar estacionamento. Sim, a parte do estacionamento é o pior.

Continuar lendo “De férias, finalmente (ou quase)”