No Irã, divisão pré-crime já fica de olho se a mulher engravida. Vai que queira abortar!

Texas Irã podem andar de mãozinhas dadas. Não tanto por causa da religião, mas por ambos detestarem abortos. Mas há algumas diferenças. Primeiro, no Texas o aborto é proibido mas não tem pena de morte (ainda), enquanto no Irã não é tão bonzinho assim. Em segundo lugar, no Texas esperam acontecer primeiro para depois processar. No Irã, a “Justiça” é um pouquinho mais rápida e denunciam mulheres grávidas antes de qualquer coisa, já para prevenir que elas sequer tenham a ideia de fazer um aborto.

Sabendo que há coisas que só o Fundamentalismo religioso pode proporcionar, esta é a sua SEXTA INSANA! Continuar lendo “No Irã, divisão pré-crime já fica de olho se a mulher engravida. Vai que queira abortar!”

Grandes Nomes da Ciência: Clara Immerwahr

Olhos horrorizados viram com um esgar de reprovação o que se descortinava. Cantos da boca retorcidos, mas não tão retorcidos como pulmões sendo dilacerados por uma ameaça gasosa. Os olhos suplicam para que a loucura pare, mas ela não pare, e o pensamento “não foi para isso que eu estudei” cruzou com um ribombar de trovões pela mente brilhante. Críticas e desconfiança. Mãos suadas se esfregam no vestido impecável e pés giram nos tacões recusando que a Ciência pudesse ter um destino de causar dor, morte e desespero.

Esta é a desalentadora história de Clara Immerwahr. Mais que uma química, um lembrete que cientistas são pessoas e estão fadados a quaisquer desvios de caráter como qualquer um.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: Clara Immerwahr”