A vida escondida na escuridão tóxica do rio Tinto

Astrobiologia é um ramo interessante da Ciência. Ela se baseia em algo que não se sabe se existe. De qualquer forma, é preciso prever as condições que possa existir vida e como poderemos procurar por ela. Na falta de mandar um estagiário para outro planeta pra coletar amostras de solo e catar algum lugar que tenha água para pegar alguns mililitros, a solução é procurar aqui mesmo. Isso porque sempre se prefere um estagiário que more perto, senão o vale-transporte fica muito caro, e estagiário não vale isso.

Alguns lugares na Terra são ótimos para e procurar vida (exceto áreas de comentários em site de notícias. Há discussões se há seres viventes ali). Um desses lugares é o rio Tinto, que fica na província de Huelva, nascendo nas montanhas de Sierra Morena na Andaluzia, com cerca de 100 km de extensão.

Continuar lendo “A vida escondida na escuridão tóxica do rio Tinto”

Sistemas fotossintetizantes são mais velhos do que se imaginava

Você lê Ceticismo.net. Você é informado e sabe sobre como o oxigênio surgiu. Se passou a acompanhar hoje, vou dar uma dica: fui há muito, muito tempo, com o que se tornaria mais tarde as algas azuis, ou cianofíceas. Não, nada de plantas ainda. Elas só apareceriam muito milhões de anos depois. De qualquer forma, sabia-se mais ou menos quando começou a haver fotossíntese, mas isso precisará ser reescrito em breve, já que uma nova pesquisa aponta que já havia organismos fotossintetizantes há 3,6 bilhões de anos, mais ou menos um bilhão de anos antes do que se acreditava até agora.

Continuar lendo “Sistemas fotossintetizantes são mais velhos do que se imaginava”

Cianobactérias: a origem do oxigênio na Terra

As principais formas de vida no planeta Terra – não necessariamente na cidade de Tóquio – necessitam de oxigênio livre para respirar, exceto alguns fungos e bactérias, que respiram e se alimentam através de fermentação. Erroneamente se pensa que as plantas respiram gas carbônico. O CO2, o vilão do momento, é usado unicamente para fotossíntese. Logo, em presença de luz, as plantas sintetizam seu alimento E respiram. Na ausência de luz (mais acertadamente, de emissões ultravioleta), as plantas somente respiram. Assim, esqueça aquela bobagem que plantas respiram CO2 de dia e O2 e noite.

Há cerca de 3,8 bilhões de anos, no período Arqueano, ainda não haviam plantas. Nessa época, no entanto, surgiram as primeiras estruturas fotossintetizantes: os ancestrais das algas azuis, também chamadas cianofíceas ou cianobactérias. Ainda hoje, estes seres são os responsáveis pela produção de oxigênio no planeta. Logo, esqueça também aquela bobagem que a Floresta Amazônica é o “pulmão do mundo”. Nunca foi e duvido muito que algum dia o seja. Continuar lendo “Cianobactérias: a origem do oxigênio na Terra”