Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Deus e o Diabo na terra da Internet

São muitas as historias que circulam na internet, e como não podemos tratar de todas, pois esta série não teria fim, e ocuparia um extenso tempo pesquisando e refutando todas elas, deixamos aqui as mais famosas “histórias verídicas que não passam de mentira”.

Se nossos leitores acharem mais dessas histórias por aí, compartilhem conosco postando comentários a respeito. Nós temos interesse em que vocês usem a cabeça de vez em quando, e se virem as besteiras aqui refutadas em comunidades ou fóruns de discussão, não se acanhem em nos linkar. Entregamos de bandeja pra vocês quaisquer argumentos necessários para derrubar este montes de asneiras. Então, sem mais delongas, mãos à obra!


Pasteur, o pastor de trem

Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário que, compenetrado, lia o seu livro de ciências. O senhor por sua vez lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia e estava aberta no livro de Marcos. Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:

– O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?

– Sim, disse o senhor, mas não é um livro de crendices é a Palavra de Deus. Estou errado?

O estudante dando uma risadinha sarcástica respondeu:

– Claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a história geral e veria que a revolução francesa, ocorrida há mais de 100 anos, fez o favor de mostrar a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem nessa história de que Deus criou o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os cientistas dizem sobre isso.

– É mesmo? – perguntou o velho cristão – E o que dizem os cientistas sobre a Bíblia?

– Bem, respondeu o universitário, agora eu não posso explicar, pois vou descer na próxima estação, mas deixe seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio.

O velho então, cuidadosamente, abriu ao bolso interno do paletó e deu o cartão ao universitário.

O Cartão dizia: “Louis Pasteur, diretor do Instituto de Pesquisas Científicas da École Normale de Paris”. Isso aconteceu em 1892.

Ainda não vi um único site, comunidade no orkut, fórum de discussão ou pregação que não usassem esta historinha boba e sem sentido. Esta baboseira crente é facílima de refutar; mas antes, vamos dar uma olhada básica na biografia de Pasteur, onde citarei algumas linhas bem simples:

Louis Pasteur nasceu em Dôle, leste da França, em 27 de dezembro de 1822.

Químico por formação, em 1886 obteve licença internacional para fundação do Instituto Pasteur, devotado ao estudo e tratamento de raiva, assim como a outros estudos microbiológicos.

Em 14 de novembro de 1888, o Instituto Pasteur de Paris foi inaugurado. Em 1892 o Jubileu de Pasteur (70 anos) foi comemorado na Sorbonne de Paris, com grandes solenidades. Louis Pasteur faleceu aos 73 anos, em 28 de setembro de 1895, em Chateau de Villeneuve l’Etang, perto de Paris.

O resto dessa biografia pode ser encontrado no site do Instituto Pasteur de São Paulo, e também no Instituto Pasteur de Paris. Mas para informações mais completas, pode ser vista no site da Britannica.

Estudando-se a biografia básica e a oficial de Pasteur, coisa que crentes não se dão ao trabalho de fazer, praticamente NADA indica que ele fosse o “diretor do Instituto de Pesquisas Cientificas da Ecole Normale de Paris”. Essa história apresenta pequenas variações entre os sites religiosos, indicando que era presidente, diretor-geral, coordenador, etc… só faltou alegarem que ele era faxineiro de lá. Contudo, no fundo, a história é sempre a mesma. E essa besteira tem sido repetida à exaustão, e se analisarmos bem, ela é cheia de furos!

A historinha relata que ocorreu em 1892, mas acontece que nesse ano, Pasteur já era o presidente do Instituto Pasteur, que ele próprio fundou em 1888, então porque diabos ele largaria o próprio instituto para ser diretor de outra instituição? Pesquisando-se na Internet, no site da Ecole Normale, simplesmente não há citação ao nome dele! Nunca foi o diretor desse instituto!

E tem mais, por que não há citação ao nome desse jovem? Por que não dizem onde ele estudava, já que era “um jovem universitário”? Por que não se cita os nomes das estações de trem? Por que diabos um jovem iria meter a cara no meio desse “livro de capa preta” para ver qual era exatamente a parte que Pasteur “estava lendo”? Conseguem imaginar a cena, um jovem se sentando ao lado de alguém e espiar o livro alheio, numa intromissão da privacidade? Ainda mais em uma sociedade onde os jovens prestavam bastante respeito aos mais velhos?

Ademais, devemos ter em mente uma outra coisa: QUEM? contou esta história? Um jovem “humilhado” ou Pasteur, um homem tido como um genuíno cavalheiro pelos seus contemporâneos? Um homem da classe de Pasteur, que mesmo sendo químico (e não médico) não deixou de atender um menino que sofrera um ataque de um cão raivoso, empregando todos os seus conhecimentos para buscar a cura da enfermidade, reunindo diversos colaboradores afim de pesquisar o antraz e livrar a França de uma série de doenças, expandindo seus conhecimentos e pesquisas pelo mundo afora, teria a arrogância de contar este fato afim de se sentir engrandecido em honra ao grande deus bíblico?

Crente está acostumado a acreditar em qualquer coisa, mesmo.

O petulante “universitário” menciona a Revolução Francesa, o nome dado ao conjunto de acontecimentos que, entre 5 de Maio de 1789 e 9 de Novembro de 1799, que alteraram o quadro político e social da França, e também do mundo.

Para quem não sabe, em causa estavam o Antigo Regime (Ancien Régime) e a autoridade do clero e da nobreza. Foi influenciada pelos ideais do Iluminismo e da Independência Americana (1776). Está entre as maiores revoluções da história da humanidade, no qual não tinha nada a ver com a religião. A verdade é que o combate contra o domínio da religião no Estado ocorreu no período do Iluminismo, ocorrido entre o final do século XVII e as Guerras Napoleônicas (1804-1815). Foi através do Iluminismo que o homem passou a empregar a Razão como veículo de desenvolvimento pessoal e da sociedade, em contraposição ao uso de dogmas impostos pelos religiosos. Autores como Voltaire começaram a examinar, com o emprego do puro raciocínio, as questões impostas pelas “verdades” religiosas. Voltaire, aquele que alegaram ter morrido de uma maneira horrível (cuja história foi desmentida AQUI) era deísta, e empregou seu intelecto no exame das escrituras e textos sagrados, opondo-se firmemente contra as politicagens da Igreja Católica.

Mas os crentes estudam História? Claro que não! Mal sabem a historia de suas próprias religiões, então como poderiam saber disso? Quem estuda, sabe. Que não estuda, acredita.

E para variar, colocar o jovem em uma situação “desconcertadora” no qual se encontra “sem palavras” ou “sem resposta” diante da indagação de Pasteur sobre a Bíblia, é uma tática extremamente desonesta. Aqui mesmo em nosso blog, já deixamos centenas de crentes sem resposta e desconcertados com as nossas respostas e refutações. Quando apresentamos perguntas, eles não nos respondem, só ameaçam e terminam dizendo que vão orar por nós (como coisa que isso nos diz alguma coisa, pobres coitados que são eles).

Basta olharem nas caixas de comentários! Mal conseguem defender a sua Bíblia, que possui mais de 7000 contradições… 😉

Para finalizar, a idéia de que o mundo foi criado em seis dias ainda estava em voga no Ocidente, mas graças às descobertas nas ciências geológicas, já se desconfiava que o mundo era muito mais antigo do que dizia a teologia crista. Nessa época, no final do século XIX, as pesquisas estavam em desenvolvimento e novas idéias estavam surgindo, graças a Alfred Wegener, com a Teoria da Deriva Continental, a Lord Kelvin que estimou em 1863 que a Terra era bem mais antiga, e o resto é história.

E ainda há crente que acredita que o mundo foi feito em seis dias, como os toscos da Young Earth (Terra Jovem). A este pessoal damos o nome de CRIABURRICIONISTAS!

Mas, e se nós quisermos empregar nossos dotes de escritores? E se um dia alegarmos, baseados em pesquisas que nunca divulgaríamos, encontramos uma “continuação” dessa história? Ora, bem que valeria a pena citar aqui, pelo cinismo que nela encerra, bem do nosso agrado:

Cerca de um mês depois Pasteur estava no seu escritório, quando alguém bate à sua porta. Ele mandou que entrasse e um jovem se apresentou:

– Bonjour, monsier! Eu sou aquele jovem a quem o senhor deixou o cartão durante aquela viagem de trem.

– Ah! Sim – responde o ancião. – E o que o traz aqui?

– Como eu lhe prometi, vim trazer a prova que Deus não existe. – dizendo isso largou um volume sobre a mesa do velho cientista, deu meia volta e saiu da sala.

O bom cientista, que usou a maior parte de sua vida na pesquisa e busca da verdade, toma o volume e lê na capa: “A Origem das Espécies” de Charles Darwin, leu tudo de uma sentada e ao final se arrependeu de ter desafiado o jovem aquela dia no trem.

Sendo cioso de como a Ciência funciona e vendo ali uma descrição completa de um método claro e definitivo, explicando como as espécies evoluíram, em contraste com as tolas histórias contidas na Bíblia, Pasteur cuidadosamente guarda o volume em sua estante, enquanto jogava o livro de capa preta no lixo.

Que tal, crentalhada? 😀

Claro que jamais diríamos que o livro de Darwin NEGOU ou AFIRMOU a existência do deus judaico-cristão (bem como de qualquer outro deus), como os crentes adoram espalhar por aí, babando e urrando como alucinados que são. Mas, como poderíamos resistir a isso?


O Teólogo Cronch Cronch

Agora, daremos prosseguimento a outra historinha dos crentes, que é a do gosto da maçã, mais uma história patética, inventada por alguém mais patético ainda.

Certa Universidade nos Estados Unidos, muito conceituada onde de lá saiam brilhantes cientistas, realizava todos os anos uma conferência para debater religião, ateísmo e ciência. Durante uma conferência um cientista ateu foi convidado para dar uma palestra, onde ele iria dizer os motivos científicos pelos quais ele negava a existência de Deus, Jesus Cristo e do Espírito Santo. Ele foi.

Começou a dar a palestra para um grande publico que incluía jovens e idosos. Ele começou a falar… E falou, falou, falou… Até que chegou em uma determinada hora que ele levantou a seguinte questão: Eu queria saber porque ha tantos loucos e fanáticos por Deus no mundo, e caminho há muitos anos como cientista e já vi e testemunhei pessoas que morreram para não negar a Cristo… Então um senhor idoso que estava na platéia ouvindo a palestra se levantou e fez uma pergunta ao palestrante, enquanto comia uma maçã: cronch… Eu queria… cronch. Perguntar… cronch, cronch… Ao senhor… cronch, cronch, cronch… Que gosto tem essa maçã que eu acabei de comer?

O palestrante o olhou com as sobrancelhas erguidas de cima da bancada onde estava a horas dando aquela palestra, e indagou: Eu não experimentei a sua maçã, logo não posso responder qual gosto tinha… Então o senhor o olhou e disse: Então como o senhor pode falar por mais de 2 horas, de algo que nunca experimentou?

Esta historinha é uma das mais ridículas que existem por ai. O que e que ela prova? Nada, praticamente nada!

Não há citação ao nome da “universidade muito conceituada”, não há o nome da cidade, não há a data do suposto fato, não menciona o nome da conferência e o tema deste, não cita os nomes desses “brilhantes cientistas”, não se cita o nome do “cientista ateu” que deu uma palestra, não se sabe o nome do “senhor idoso”, não há os nomes das pessoas que “relataram o ocorrido”, não há registros de tal acontecimento, praticamente nada de nada.

Em resumo, uma historinha falsa até o fundo da alma, se existissem almas…

Para comentar esta história, comer uma maçã não prova a existência de algum ser imaginário. A maçã pode ter vários gostos diferentes, dependendo de diversos fatores (espécie, subespécie, clima, terra, fertilizantes, irrigação, infestação por pragas, adubação, tratamento químico, etc), e tendo gostos diferentes tais como o de uma banana-prata, levemente amarga, doce, consistência aveludada, dura com pouco sabor, ou até mesmo o gosto de uma beterraba, se a manipularmos geneticamente. E daí?

E isso prova alguma coisa? Não, praticamente nada. A mesma historia pode ser usada contra o crente, bastando inverter o ônus da prova, basta trocar os nomes! Vamos dar um exemplo abaixo:

Então um hindu que estava na platéia ouvindo a palestra se levantou e fez uma pergunta ao palestrante que era pastor evangélico, enquanto comia uma maçã: cronch… Eu queria… cronch. Perguntar… cronch, cronch… Ao senhor… cronch, cronch, cronch… Que gosto tem essa maçã que eu acabei de comer? O evangélico o olhou com as sobrancelhas erguidas de cima da bancada onde estava a horas dando aquela palestra, e indagou: Eu não experimentei a sua maçã, logo não posso responder qual gosto tinha… Então o hindu o olhou e disse: Então como o senhor pode falar por mais de 2 horas contra a existência de SHIVA, de algo que nunca experimentou?

Ou então:

Então um muçulmano que estava na platéia ouvindo a palestra se levantou e fez uma pergunta ao palestrante que era padre católico, enquanto comia uma maçã: cronch… Eu queria… cronch. Perguntar… cronch, cronch… Ao senhor… cronch, cronch, cronch… Que gosto tem essa maçã que eu acabei de comer? O cristão o olhou com as sobrancelhas erguidas de cima da bancada onde estava a horas dando aquela palestra, e indagou: Eu não experimentei a sua maçã, logo não posso responder qual gosto tinha… Então o muçulmano o olhou e disse: Então como o senhor pode falar por mais de 2 horas contra a existência de ALLAH, de algo que nunca experimentou?

Essa mesma história pode ser transformada inúmeras vezes, revertendo ao favor de quem a repassar, independente da religião a que pertencer o transmissor desta! Podem ser hindus, muçulmanos, espíritas, sikhs, xintoístas, ateus, agnósticos, rastafáris, budistas, etc. E pode ser usada para “provar” a existência de qualquer coisa, até mesmo o Papai Noel ou o Coelhinho da Páscoa!

Os crentes não gostariam de experimentar o fruto da árvore do ateísmo? Ou do agnosticismo? Venham, nós temos de variados sabores, formas e tamanhos! Como podem falar de nós, ó hipócritas!, se vocês nunca as experimentaram? Quem sabe vocês aprendem a deixar as mentiras em casa, trancadas num baú? Hehehe


Superbonder nas mãos?

Agora, vamos um dos contos da carochinha crentais mais hilários! A historinha da menina que nasceu anunciando que Jesus estava voltando (como sempre, está sempre voltando!):

Num hospital público de Itaguaí(RJ) nesse fim de semana que passou,nasceu uma menina com as mãos coladas,como se estivesse orando.

Os médicos disseram para os pais que iriam operar as mãos daquela menina iria dar uma anestesia.

A operação foi muito fácil porque parece que as mãos estavam coladas apenas por uma pele. Quando abriram a mão daquela criança…

Vocês nem imaginem o que estava escrito…

“JESUS ESTÁ VOLTANDO!”

Os médicos começaram a chorar e todos que estavam no hospital.

O bairro de Itaguaí está num movimento só.

As pessoas que estavam afastadas da igreja estão voltando e outras aceitando Jesus como único Salvador.

Deus trouxe aquela criança ao mundo somente para transmitir aquela mensagem, depois de algumas horas ela morreu.

Ai, ai! Vamos lá analisar mais uma besteirada!

Num hospital publico de Itaguaí (RJ) nesse fim de semana que passou, nasceu uma menina com as mãos coladas, como se estivesse orando.

Ok. Reparem que o besteirol começa falando sobre o nascimento de uma criança em Itaguaí. Mas reparem numa coisa:

Os médicos começaram a chorar e todos que estavam no hospital. O bairro de Itaguaí está num movimento só.

Esperem aí! Um bairro? Afinal, no começo da historinha, só era mencionado o município. Depois, dizem que Itaguaí é um bairro! Por favor, acessem ESTE SITE (que por sinal, é o site oficial do governo municipal de Itaguaí)e vejam que Itaguaí é um município do Estado do Rio de Janeiro. MU-NI-CÍ-PI-O! Sinal de que quem inventou essa merda, ou não sabia NADA da geografia fluminense, ou estava sob efeito de um alucinógeno brabo. Ou ambos…

Só isso seria suficiente para jogar esse boato no lixo, mas não. Tem gente que realmente pediu para ser trouxa. Tem gente que não pode cair de quatro, senão sai pastando e não levanta nunca mais… então resolvemos conferir a fonte dessa história, e obtivemos uma cópia de um e-mail que Nóbrega, um colega nosso, enviou para o Jornal Folha de São Paulo, e vejam só a resposta que ele recebeu:

De: “ombudsman”
Para: [email protected]
(vamos preservar a privacidade dele, ok ??)
Assunto: Re: Está circulando na Internet

Grato, Nóbrega. Esclareço que informaram a fonte errada. Nada disso foi publicado na Folha.

Atenciosamente,

Mário Magalhães
Ombudsman – Folha de S.Paulo
Al. Barão de Limeira, 425 – 8º. andar
01202-900 – São Paulo – SP
Telefone: 0800 0159000

Como sempre, a crentalhada adora mentir descaradamente. Essa historinha é mais furada do que os milagres evangélicos, mais falsa que a prosperidade dos empresários crentes do Folha Universal!

Querem mais? Então, vamos lá!

Não há menção ao nome do hospital publico, não há citação ao nome dos médicos (em partos, geralmente temos a assistência de um pediatra, enfermeiras, anestesistas, ginecologistas etc), não se sabe o nome dos pais, não se sabe o nome da menina, não se sabe quando esta coisa aconteceu, nada se sabe sobre a data de nascimento, não se fala nada sobre os sentimentos dos pais com a morte inútil da menina, nada de nada! Não houve uma única notícia nos jornais de circulação no Rio e Grande Rio. Um vácuo de informação total.

E porque diabos esse deus iria querer a morte de uma menina inocente só para transmitir uma mensagem tão idiota? Um deus MAIS INTELIGENTE usaria outros meios mais práticos, mais eficientes e menos cruéis, como aparecer em cadeia mundial! Imaginem, no maior Fla-Flu em pleno Maraca, pára tudo e uma luz intensa desce dos céus e o Omni Tripla Ação vem carregado por diversos arcanjos dizendo: “Eu te amo, meus filhoooooooooos!!!!”

De repente, se ele fizer isso, os ateus desaparecem.

E cadê a foto da menina? Nem se deram ao trabalho de pelo menos usarem os celulares (que hoje em dia pode-se usar um celular com câmera embutida para filmar qualquer coisa e postar no YouTube a qualquer momento)? Normalmente, os pais levam filmadoras pra sala de parto. Onde estão as evidências?

Cadê o cadáver da menina, para uma autopsia detalhada e conferir a veracidade dessa história? Nem se sabe o cemitério onde foi enterrada, e mesmo que achassem a menina, os microorganismos já a tinham devorado, decompondo a carne dela e restassem apenas ossos!

Por que será que não foi noticiado nos principais jornais do Brasil? Não me lembro de uma única manchete de 1° página anunciando isso! Nem mesmo um resuminho para a Scientific American, National Geographic, Discovery, Futura? Talvez no Ratinho ou no Faustão? Ah, já sei… só saiu em jornalzinho crente de fundo-de-quintal de igreja de papelão, para depois circular por e-mail, né?

Além do mais, Jesus não vai voltar mesmo. Ele não existe. Podem conferir em nossos artigos aqui no blog.

Essa historinha crente é realmente uma forçada de barra, e há quem acredite! Tem que ser muito idiota, não acham?


Jesus é babá?

Esta é para mostrar como os ateus são maus e Jesus é um cara maneiro. É história da menina que teve os pais ateus mortos e viu Jesus depois, que e bem divulgada em PowerPoints, por correntes de e-mails, com todas aquelas figuras bonitinhas, mágicas, divinas, sublimes… como se religião fosse tudo de bom, maravilhoso, benéfico…

Penn & Teller diriam imediatamente na hora: BULLSHIT!!

Esta historinha é mais falsa que nota de 3 reais, como vocês leitores irão perceber na hora. Como não dá para colocar o Power Point aqui em nosso artigo, resolvemos transcrevê-la aqui:

Se alguém colocasse uma arma em frente ao seu rosto e perguntasse se você acredita em Deus, o que você faria?
Diria NÃO e se sentiria envergonhado pelo resto de sua vida, ou…
Diria SIM, eu acredito, e teria a coragem de morrer por Deus?
ESTA HISTÓRIA É VERÍDICA
Um casal de ateus tinha uma filha e jamais havia dito sequer uma palavra de Deus para a criança
Uma noite, quando a menina contava com seus 5 anos de idade, em meio a uma briga,
O pai atirou na mãe, na frente da criança, e depois se matou
A menina assistiu a tudo
Após a tragédia, ela foi mandada para um orfanato.
A senhora que tomava conta do orfanato era cristã, muito devota, e “apresentou” Deus para a criança
No primeiro dia da catequese a senhora, informando à professora que a menina nunca ouvira falar sobre Jesus Cristo, pediu-lhe que tivesse paciência com ela.
A catequista, então, mostrando uma foto de Jesus ás crianças, questionou:
– Alguém sabe me dizer Quem é este?
E a menina levantou a mãozinha e disse:
Eu conheço, é o homem que estava me segurando no colo no dia que meus pais morreram.
Agora: Se você acredita que Jesus está constantemente presente em nossas vidas e nos segura no colo nos momentos difíceis, você encaminhará esta mensagem para tantas pessoas quanto você conseguir.
Mas, caso você não acredite na presença constante de Jesus, pode apagar, como se nunca o tivesse lido. Como se essa mensagem não tivesse lhe tocado o coração
Não se preocupe, caso você não encaminhe, nada de mal irá lhe acontecer, mas lembre-se das palavras do próprio Jesus:
“Portanto, quem der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante de meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus” (Mateus 10,32)
Tenha um ótimo dia e que Deus te abençoe.

Como vêem, caros leitores, nos estamos vendo aqui um belo exemplo de uma anedota religiosa, onde se prega que os ateus são maus, imorais, violentos, assassinos, incrédulos, infelizes, sem amor-próprio, comunistas, comedores de criancinhas, adoradores do diabo, etc.. e quaisquer adjetivos que vocês quiserem imaginar.

E isso não é verdade, para infelicidade dos religiosos.

As pessoas ateístas são seres humanos, como todos os demais, e possuem sentimentos de amor, compaixão, racionalidade, tristeza, moralidade, ética, e sofrem dos mesmos problemas que todos, encaram os problemas, enfrentam, lutam pela vida, não são anti-religiosos, não impõem as suas idéias e pensamentos em cima dos outros, não fazem proselitismo, não ameaçam as pessoas para que deixem de ser crédulas, não são amargurados ou revoltados. E nem mesmo são imorais ou anti-éticos, como ficam pregando os pastores e padres por ai. Ou ate mesmo, nem mesmo saem de suas casas à noite para cometer assassinatos, roubos, estupros, etc… porque não tem um “deus ou Jesus” no coração.

Existem pessoas atéias má? Sim, existem. Seres humanos têm seu caráter individual independente de facção religiosa ou posição filosófica. A não ser quando os líderes religiosos mostram livros de séculos atrás e querem que aquela seja uma verdade a ser imposta hoje, submetendo as mulheres ao véu da ignorância, homossexuais são condenados à exclusão social, negros são vistos como inferiores e membros de outras religiões tidos como hereges.

Assim, por que os religiosos não podem aceitar os ateus? E se não aceitam, por que se revoltarem e invadirem blogs, comunidades, fóruns etc onde ateus, agnósticos, céticos em geral conversam sobre as SUAS visões, sem irem em igrejas pára ficarem ladrando como fazem aqui em nossos campos para comentários? Pelo ódio que possuem contra os ateus, são os próprios religiosos que estão com falta de “deus e Jesus” no coração, afinal, o livro deles manda amar os inimigos. Onde está esse amor, quando dizem que devemos ser torturados, ou as inúmeras ameaças de morte que recebemos aqui?

Religiosos não conseguem amar nem os seus semelhantes. Vejam as inúmeras guerras que os Católicos travaram contra Protestantes. E rezam pro mesmo deus, curioso, né? Eles só dizem que amam, da boca para fora, mas JAMAIS dizem com verdadeiro altruísmo, sem a obrigação religiosa de se amarem uns aos outros de forma verdadeira e recíproca. Sempre dizem essas palavras “eu te amo” ou “eu te amo em nome de Jesus” ou ainda “vou orar por você”, na total falta de sinceridade e sentimento. Não que nos importemos. Não damos importância a falaciosos hipócritas.

Vamos relembrar uma coisa MUITO simples: Nos EUA, apenas 0,2% dos presidiários são ateus (de acordo com o The Federal Bureau of Prisons), em um total de 3 milhões de americanos encarcerados na prisão. Isso mesmo, vocês leram direito – ZERO VIRGULA DOIS – e os restantes 99% pertencem às mais variadas religiões, sendo que a maioria dos criminosos são de religiões cristas, protestantes, evangélicas, batistas, adventistas, etc. E o conjunto de ateus na população dos EUA é de 16,1%. E no Brasil, é a mesma coisa. Nossos ateus que estão nas prisões brasileiras são menos de 1% , e o número de ateus na população brasileira é de 7,3% (dados do IBGE 2001 – e são o grupo social que mais cresceu nos últimos anos, e em breve, passarão de 10%). Façam as contas, rapazes !

Baseado nisso, quem são realmente os criminosos? Hehe…

E sabem quais são as diferenças entre um ateu e um religioso?

O religioso pratica o bem ou faz o papel de bonzinho, esperando uma recompensa no final (ou seja, o paraíso, a vida eterna, seja la o que for que chamarem). O ateu não, ele pratica o bem ou caridade, sem esperar nada em troca. Nesse sentido, os ateus são muito mais altruístas que os religiosos.

Vamos citar um exemplo: Bill Gates.

Bill Gates é ateu – e segundo os linuxistas, ele não tem pacto com o Diabo. É o próprio! – é o 2° homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em 52 bilhões de dólares, e ele é o maior filantropo vivo, junto com Warren Buffet. A Fundação Bill e Melinda Gates possui 38 bilhões de dólares destinados à caridade, e ajuda a África, financia pesquisas para a cura da AIDS, fornecimento de vacinas, acesso à educação. E ainda por cima, Bill declarou que, quando falecer, ira doar quase toda a fortuna de 50 bilhões de dólares à caridade.

Vocês conhecem um religioso tao caridoso assim? Edir Macedo? R. R. Soares? Silas Malafaia? Bento XVI? Pelo menos um pastor evangélico? Sabe se algum destes aí doou um reles carrinho de mão? E suas declarações de renda? Bem, nem você viu a declaração de renda deles, nem a própria Receita Federal. Isso não é significativo?

Outra diferença: o religioso é tão ateu quanto o próprio ateu. O religioso não acredita em TODOS os demais deuses, exceto um (o dele), enquanto que o ateu apenas não acredita em um deus a mais. Sacaram? Ou será que eles se predispõem a provar que Ganesh não existe, assim como berram que não se pode provar que o deus deles não existe? Se bem, que não há mesmo uma única prova que o tal de Jesus existiu…

Mas agora, voltemos à analise dessa historinha crente. E como sempre, não há menção sobre as circunstâncias onde ocorreu esses assassinatos, não há nomes dos envolvidos, não há nenhuma data, nenhuma menção ao local, não se diz o nome da menina, não se cita o nome do orfanato, o nome da senhora “cristã fervorosa”, nada de nada.

E ainda querem dizer que a história é veridica? É tão verídica quanto eu afirmar que há um Saci-Perere andando de patinete na Avenida Paulista!

E vejamos, essa historinha possui as Tipicas Justificativas Religiosas.

Se alguém colocasse uma arma em frente ao seu rosto e perguntasse se você acredita em Deus, o que você faria?

Configura a TJR nº 29 (Falou “Meu Deus” na hora do apuro)

Não se preocupe, caso você não encaminhe, nada de mal irá lhe acontecer, mas lembre-se das palavras do próprio Jesus:

Aqui são duas TJR:

E muitas outras. Na verdade, todo o texto é um exemplo completo e perfeito das Típicas Justificativas Religiosas.


A Xuxa é o cão!

E a historinha da Xuxa, que fez um pacto com o diabo, para conseguir o sucesso que ela tem hoje? Essa historinha ridícula tem sido veiculada em inúmeros sites e portais religiosos, e vocês podem ler em mais detalhes no site do Tabernáculo (espero que eles procurem ver quem os linkou, hehehehe). Essa babaquice data desde o tempo que a Xuxa era gostosinha e fazia sucesso (atualmente, não é uma coisa nem outra). Até mesmo os ridículos da IURD publicaram estas bobagens.

E vejam, não estamos fazendo propaganda ou marketing para defender a Xuxa (mas, se ela quiser ser grata conosco, não acharemos nenhum mal nisso 😀 ), mas sim para desmascarar a mentira por trás. E não só ela que tem sido vítima dessas calúnias, mas também vários outros artistas brasileiros e estrangeiros que têm feito sucesso nas paradas. Bem, vamos ler a transcrição do “pacto do diabo” aqui :

Depois de acusar o boneco Barney de “comer cadáveres humanos” e de afirmar que Bart Simpson e o Homem-Aranha teriam ligações malignas, o pastor Josue Yrion, que mora nos EUA, mira em Xuxa. Corre com força na “web” um vídeo em que ele diz que ela vendeu a alma a Satanás por US$ 100 milhões. “Xuxa é satanista. Xu-Xa: é o nome de dois demônios brasileiros, O-xu e Ori-xá.” A assessoria de Xuxa diz que não vai comentar essas barbaridades.

Para início de conversa, o que é necessário para fazer um pacto com o diabo? Vamos dar uma olhada em um site que fala um pouco sobre o assunto, clicando AQUI.

Se isso tudo fosse verdade, e se o diabo existe, então praticamente TODOS os aspirantes à fama como artistas, e TODAS as bandas de música (incluindo as Gospel), poderiam fazer o pacto com o diabo, para serem TODOS famosos. Não importa a musica que tiverem, não importa o talento que tiverem, não importa o ramo em que entrarem, TODOS teriam oportunidades iguais. Se bem que eu não sei como o RBD fez sucesso…

Mas, a realidade mostra outra coisa. Dos milhares de pessoas que tentam fazer sucesso, apenas pouquíssimas chegam lá, gracas à musica que criaram, às oportunidades que agarraram, ao talento que possuem, aos agentes que foram competentes, à aceitação do público pela novidade, pelo marketing pessoal, etc… ou seja, são inúmeros os fatores que levam ao sucesso do artista em seu meio. E o meio artístico é de altíssima rotatividade, pois o que é o hit do momento, amanhã não o sera mais, devido aos gostos e preferências do grande público no mundo.

Se os crentes acreditam tanto assim na existência do diabo, então eu os desafio a chamarem um pastor que faça um ritual de convocação de um demônio qualquer, em uma demonstração pública, com o uso de pentagramas, símbolos mágicos, velas, pombas para sacrificar, com direito a câmeras e máquinas digitais para filmar tudo, e comprovar em rede nacional a existência desse ser imaginário.

Mas, isso nunca aconteceu, só nas igrejas (onde alegam, que fazem pernas e braços crescerem também). Nenhum pastor, nenhum padre, nenhum clérigo, ninguém religioso jamais chamou o diabo para uma demonstração pública, para exibi-lo ao povo crédulo, e convencê-los da existência física desse ser. E olhe lá que métodos, rituais de convocação, velhos livros de ocultismo, etc. não faltam para fazer tal demonstração!

E porque isso não acontece? Por que não ocorrem demonstrações públicas ?

Simples: Não existem diabos, demônios, figuras infernais etc (não, a banda Calypso não conta) São imaginários! Se não conseguem nem provar que o Deus deles existe, que dirá o diabo. Tudo isso não passa de alucinação coletiva de uma entidade que só existe na cabeça dos crentes!

Outra coisa, acusar a Xuxa de um pacto com o demônio, só por causa do nome dela, é uma calunia seria, que por sinal é crime previsto no Código Penal. Mas, quem disse que religiosos respeitam as leis? Além disso, também temos a difamação e preconceito para com as religiões de origens africanas, demonizando-as. Mas, já deveríamos saber disso, os evangélicos são o grupo religioso que mais discriminam as religiões da Umbanda brasileira, com ataques a terreiros, difamações contra mães-de-santo, pais-de-santos, depredação, odio, expulsão de pessoas ligadas ao Candomble de suas casas por traficantes evangélicos, etc. E não só da Umbanda, mas Candomblé e até Centro Kardecista.

Tudo bem que nós aqui achamos que cultuar deuses africanos não é muito diferente de cultuar um cara que apanhou e foi pregado num pedaço de pau. Mas, nunca fui a um terreiro encher o saco lá. Pra mim, não matando animais, podem ficar fazendo “trabalho” até deixarem as floriculturas podres de ricas. Mas, hoje não é mais tão comum o sacrifício de animais. O pior são os “animais” que sacrificam a paciência alheia falando um monte de merda na casa dos outros.

O pastorzinho mequetrefe afirmou no vídeo que a Xuxa pagou US$ 100 milhões para o diabo. Muito bem, cadê as provas? Ele pelo menos tem uma cópia do extrato bancário da Xuxa? e do Capeta? A Xuxa teria esse dinheiro quando começou essa carreira? Nao vamos nos esquecer que no começo, ela era só uma pobre aspirante, com uns trocados no bolso, que nem camarim tinha. trocava de roupa num biombo, conforme ela contou numa entrevista. E o que merda o diabo faria com esse dinheiro? Contratar o Spawn para chefiar suas legiões infernais? Tá de saca, companheiro?

Por acaso ele vive entre nos, em uma mansão na Palma de Mallorca ou em Saint-Tropez? Ele bebe champanhe Don Perignon, veste ternos Armani, um Rolex no punho, e comendo todas as gostosas que aparecem em Monte Carlo?

O Diabo é dono da Microsoft e da Apple? Gente, fala sério vai!

O tosco do pastor alegou que o nome da loura é uma mescla de O-XU , um demônio. Demônio? Se ainda fosse “Exu”, ainda estaria errado, mas seria mais condizente. A outra metade é Ori-XA. Orixás são divindades africanas. Aliás, até mesmo um Exu (dependendo da religião afro) pode ser considerado um Orixá. Logo, como todo pastorzinho de merda, ele não passa de um ignorante que não deve conhecer nem a Bíblia dele. Conhece? Por favor, venha aqui pra ter uma conversinha conosco.

Que mau exemplo os religiosos estão dando às crianças, com o uso de calúnias e difamações contra uma mulher que foi uma inspiração para uma geração que viveu os anos 80 e 90, assistindo às apresentações dela! E alguém ai conhece o caso de pelo menos UMA ÚNICA CRIANÇA que se inspirou na Xuxa para fazer um pacto com Satã? Lembrando da história acima, que tal… cronch, cronch, cronch, o pastor experimentar o satanismo para saber se é isso o que ele está dizendo? Satanismo nem tem a ver com Satã, bando de ridículos, parem de falar besteira! Existe até uma Associação Portuguesa de Satanismo.

Mas, fanáticos estudam? Não, não estudam. “O Deus dos vencidos é o demônio dos vencedores”. Não existe uma única religião que não demonize a religião alheia.

Se Xuxa realmente tivesse feito o pacto com o Diabo, não acham que ela já deveria ter morrido para ter a alma levada ao Inferno? Afinal, pactos são de curta duração, como dizem os livros de ocultismo, variando de 1 a 7 anos, passíveis de renovação através de sacrifício de seres humanos ao Diabo.

Os religiosos deveriam ter vergonha em replicar esta história incansavelmente em seus sites e portais. Se a Xuxa resolver processá-los por calúnia, ela ganharia muito mais do que US$ 100 milhões em indenizações por danos morais e fechar todos os sites. E os crentes ficarão todos com cara de tacho, porque não saberão e nem terão como provar o que estão alegando. Mas, são bem capazes de organizarem uma cruzada, alegando que o Judiciário (a única coisa que ainda tenho “fé”) está tomado por seres satânicos, dispostos a destruírem a moral e bons costumes.

Iblis nos defenda!


CHIP MONDEX – A besta tá à solta

Mais uma mentira crente! Se querem saber como essa mentira é relatada, assistam este vídeo no YouTube!

Trata-se, segundo os relatos, de um sistema novo de controle humano, o qual se constitui em um chip a ser implantado sob a pele das pessoas, e que substituirá os atuais documentos, além de poder rastrear a localização de qualquer ser humano na face da terra.

Porém, o que tem causado mais “apreensão” por parte de alguns evangélicos (e Adventistas, em especial), é o fato de o tal chip só poder ser implantado em 2 locais do corpo humano: na testa ou na mão direita (entendeu o porquê da apreensão?). A alegação é de que as pesquisas científicas comprovaram que apenas nestes 2 pontos do corpo é que a implantação do artefato seria eficaz.

E dá para acreditar nessa besteira? Bem, eles acreditam em cobras falantes, precisa dizer mais? Algum de vocês já viu levar um chip no meio da testa? Ouviram falar pelo menos de alguém que tenha algo assim? E-mail não vale. Mais uma bobajada da crentalhada! Se querem mais informações sobre como funciona realmente o Mondex, é só clicar AQUI!

Os religiosos dizem este chip seria a marca da besta, uma vez que “cumpre” direitinhos as características descritas em Apocalipse. Será? Eu sei muito bem quem são as bestas.

Todos nós temos conhecimento deste material “publicitário” há mais de 5 anos. Desde aquela época eles já diziam que o tal chip seria uma realidade mundial em pouco tempo (1 a 2 anos)… e até hoje nada!

Sabe qual o motivo? Porque tudo isso é uma grande fantasia paranóica!

Parece não passar de uma montagem que alguns fizeram utilizando-se de versos bíblicos isolados para tentarem apresentar uma “novidade”… algo que pudesse ser original e chamar a atenção. Infelizmente muitos idiotas caem nessa conversa mole!

Esta história toda de MONDEX partiu de alguma seita fanática americana (ou talvez até brasileira), que existem aos montes por lá (e por aqui também), com o objetivo de alarmar as pessoas. E essa história tem sido repetida à exaustão em inúmeros sites crentes, veiculados por correntes de e-mail (sempre eles), apresentações em Power Point, etc..

Vamos ver algumas inconsistências que são facilmente detectaveis nesta história de chip sub-cutâneo:

1. Uma tecnologia tão eficiente e moderna (com baterias de lítio, rastreamento por satélite, chips milimétricos, etc.) não é nada barato. Se cada um custasse cerca de 1 dólar seriam necessários quase 7 BILHÕES DE DÓLARES para colocar um chip desse em cada habitante do mundo (pois a profecia diz que a marca da besta seria algo de proporções globais). Façam as contas, pessoal, se o tal chip custasse 10 a 20 dólares ! A quantia a ser gasta seria absurda!

2. Um implante populacional desta magnitude, mesmo que houvesse tanto dinheiro para isso, demoraria muito tempo para atingir populações que hoje vivem em situações econômicas e sociais de total isolamento de qualquer desenvolvimento tecnológico (países da África, Oceania, Ásia, etc.). Pode ser algo muito “realista” para um morador do desenvolvido sistema americano, mas certamente não passa de ficção e utopia para alguém que vive nos distantes rincões africanos (ou do nosso sertão nordestino), sem o mínimo para se alimentar diariamente. Considerando que muitos lugares do Brasil sequer têm luz elétrica e rede de esgoto, deixo para vocês as considerações.

3. Por que na mão direita? O que, fisiologicamente, a mão direita tem que a esquerda não tem? Só se for a possibilidade de coçar o cotovelo esquerdo. Isso é uma tentativa desesperada de forçar o texto bíblico. Não vamos esquecer que aproximadamente 10 a 15% da população mundial é canhota.

4. Se é tão simples para implantar, por que eles dizem que é tão perigoso para retirar? A mesma “intervenção cirúrgica” de colocação não seria semelhante à de retirada?

Além do mais, essa mentira do Mondex é apenas uma reciclagem das fantasias paranóicas dos crentes, com nova roupagem. Os seus antecessores foram os códigos de barras, cartões de créditos, tatuagens, o Windows de Bill Gates, etc..

Vocês não acham que essa história do número da besta é uma grande merda? Se formos usar a associação entre as letras e números, para identificar o número 666 nos nomes das pessoas de TODO O PLANETA, iríamos descobrir CENTENAS DE MILHÕES de pessoas com o numero 666 em seus respectivos nomes! Até mesmo os nomes que as madames dão aos poodles não escapariam!

E o que dizer dos 666 que aparecem em números de telefones e celulares, placas de carros, cartões de credito, saldos bancários, datas do ano, IMEI de celulares, números seriais de produtos, códigos de autenticação, paginas de livros volumosos, IP, DNS, SMTP, etc ? E uma infinidade de coisas e lugares que podem ter esse número!

Além do mais, recentemente foi anunciado que o número da besta esta errado! O número real é 616. Podemos ler uma transcrição aqui:

“Foi publicado no jornal canadense The National Post que o Número da Besta está errado. Segundo um fragmento do Novo Testamento, datado do Século III, a marca do Anticristo bíblico seria 616, e não o tradicional 666. “Os acadêmicos têm discutido sobre esse assunto há muitos anos, mas agora parece que chegamos a um consenso de que o 666 não é o Número da Besta verdadeiro”, informou o professor Ellen Aitken, que ensina história na McGill University, do Canadá. “Quando se fala de textos bíblicos, estamos falando de copias feitas 200 anos depois que o original foi escrito. Podem haver muitos erros de cópias causados por razões políticas e teológicas.” O fragmento de papel foi encontrado recentemente na cidade egípcia de Oxyrhynchus e está escrito em grego, a língua original do Novo Testamento, e contradiz todas as versões convencionais da Bíblia, que consideram o 666 como o verdadeiro Número da Besta. “Muitos sermões vão precisar serem reescritos, muitos filmes precisarão serem mudados”, brincou o professor Elijah Dann, que ensina religião e filosofia na Universidade de Toronto, no Canadá. Ao saber da história, o vocalista Paul Di’Anno, ex-cantor do Iron Maiden, reagiu com ironia: “foda-se! Isso significa que a tatuagem atrás da minha cabeça está errada. Se perguntaram, vou dizer que não consigo lê-la”, brinca Di’Anno.”

E outros sites, como o American Vision dizem a mesma coisa. Quem está certo? 616 ou 666? Ambas as fontes não são confiáveis!

Por mim, pode ser 1000, 54, 564, 23, 9986, ou qualquer número que seja. No fundo, não passa de uma besteira sem tamanho, porque não prova nada!

Na próxima página, prosseguiremos com mais uma historinha. E dessa vez, envolve o nome de uma das personalidades mais famosas do século XX: Albert Einstein!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pages: 1 2

  • Realmente, não toleramos falaciosos idiotas (ou vice-versa). Bái.

  • drumyoshiki

    @catthy.mv, Pior que essas pessoas existem… Eu conheço um engenheiro mecânico que trabalha em uma multinacional. Ele é devidamente ocupado com mulher, filhos, pós-graduação, e ainda encontra tempo para estudar assiduamente a sentinela e despertai nos intervalos que lhe restam. (sem contar os cultos semanais, digo, reuniões semanais).

    Coitado… De tão desperto e vigilante, vive com as idéias cansadas.

    O mais incoerente é que ele aparenta ser extremamente lúcido em alguns aspectos, mas ao mesmo tempo argumenta com base em coisas como: “Os métodos de datação não são confiáveis” ou “A evolução é apenas uma teoria”.

    Segundo ele, as fortes evidências contrárias ao criacionismo foram plantadas por YHWH, através de seu intermediario, o ministro da falcatrua e de assuntos mentirosos: O chifrudo coisa-ruim. Isso tudo com o intuito de confundir a humanidade, para que os crédulos pudessem ser testados. Bela teoria, não?

  • Pingback: Professora usa a Folha Universal para ensinar “senso crítico” » Ceticismo.net()

  • Ari dark

    Aff, ninguém merece. Pra essa crentalhada tudo é Diabo, Deus ou Jesus… essas estórias que eles inventam são ridículas e completamente absurdas. Chega a ser uma ofensa para seres pensantes. 😡

    Administrador André respondeu:

    Vc não pode se dar ao trabalho de comentar nos assuntos mais recentes? Comentários como este aí não agrega nada.

    Ari dark respondeu:

    @André, Claro, vou fazer isso. É só pq eu peguei por hábito sempre comentar nos artigos que eu leio. Então vou ler os artigos mais recentes. 🙂

  • Pingback: Projeto de Lei impede implante de chips nas pessoas » Ceticismo.net()

  • Guilherme Augusto

    Embora concorde com você no texto há um erro técnico.Números de IP não alcançam o valor de 666,sendo que o valor máximo é 255,já que os endereços de IP é divido em grupos de 8 bits,o máximo que poderia ser alcançado é 11111111.
    Outro erro da teoria do chip(esse não é seu) é que ele precisaria conectar a energia,já que a pele atrapalharia, assim seria necessário usar uma bateria(assim como um marcapasso),sendo necessária a troca da mesma depois de um tempo e logicamente o acesso teria que ser possivel.
    Referências
    http://www.wolframalpha.com/input/?i=binary+11111111+to+decimal
    http://www.copacabanarunners.net/marcapasso.html

  • 616 não é o número que dá nome ao universo marvel?

    Esses teólogos são tudo DCnetes

  • Genilson da Silva

    Puxa que site mais porqueira! O começo da leitura me despertou a atenção, já que ia provar que um texto não é verdade. Mas aí o autor se perdeu no raciocínio e começou a atacar os crentes e a Bíblia e a argumentação, a prova que ia mostrar ficou em segundo plano, apenas destilou seu ódio nas linhas seguintes! Eu acho uma idiotice crentes e ateus brigando com argumentos mal elaborados e ataques pessoais. Da mesma forma que os pastores querem fazer os fiéis acreditarem nele na marra, os ateus tentam forçar seu modo de pensar, na marra também! Bastou usar o ataque “ad hominem” que já perdeu a argumentação!

  • Caio Olimpio

    Ateísmo e Antiteísmo são sinônimos? Vergonha alheia perceber que fizeram do humanismo, uma religião de ódio equivalente ao que criticam no Cristianismo…Percebe-se que o que está errado na crença teísta não é a parte espiritual ou a deidade, mas o componente humano e suas características, que estão presente e atuantes também no ateísmo. A maior beleza do Cristianismo é um Deus que se fez homem e que habita em nós e nos transforma em algo melhor. Essa crença fez e faz a diferença na vida de milhares e não contradiz ou impede o bom conhecimento científico.

    Pryderi respondeu:

    Ateísmo e Antiteísmo são sinônimos?

    Pergunte aos seus amigos cristãos que atacam pessoas das religiões africanas.

    Vergonha alheia perceber que fizeram do humanismo, uma religião de ódio equivalente ao que criticam no Cristianismo.

    Filho, você nem sabe o que é humanismo. De qualquer forma, o que isso tem a ver com as mentiras que seus amiguinhos cristãos inventam para colocar medinho nas pessoas e fanfics idiotas?

    Percebe-se que o que está errado na crença teísta não é a parte espiritual ou a deidade, mas o componente humano e suas características, que estão presente e atuantes também no ateísmo.

    Mas o uqe isso tem a ver mesmo com o artigo? Ah, ok. Você não leu.

    A maior beleza do Cristianismo é um Deus que se fez homem e que habita em nós e nos transforma em algo melhor.

    O deus-homem que blasfemou na cruz.

    Essa crença fez e faz a diferença na vida de milhares e não contradiz ou impede o bom conhecimento científico.

    As Cruzadas, a Inquisição, a Guerra dos 30 Anos, o Cisma do Oriente discordam, Carlos, meu filho.

  • Jazz Marcello

    Estou pasmo com tanta sabedoria!