Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Porque o debate com criacionistas é perda de tempo

Isso é um fato. Eu diria uma verdade inquestionável. Uma lei, apesar de não ter nada a ver com a Termodinâmica, já que estamos falando de mentes idiotas e desordenadas e sabemos (quer dizer, os criaBURRIcionistas não sabem) que Entropia não tem nada a ver com desordem.

Não há nenhum site que faça divulgação científica que não seja alvo desse bando de trolls, apedeutas, sem as menores bases de Ciência em nível fundamental de 1º ao 5º ano (antigo CA à 4ª série). Obviamente, nem todos têm a minha grandiosa paciência de responder aos defensores do Design InteliJUMENTO. Eu deveria ganhar uma medalha, mas sou um cara modesto.

Mentira, não sou. Como dizia Nelson Rodrigues: “A modéstia é a desculpa do incompetente”.

Bom, isso posto, temos algumas perguntas que advém dessa posição.

1) Por que CriaBURRIcionistas?

Porque é exatamente isso que são: burros! Convenhamos, a gente explica tim-tim por tim-tim o que é Evolução. A besta NÃO LÊ; e se ler, não entende. Algo relacionado com analfabetismo funcional ou algo do gênero, sabem? Também não descarto o quesito Lavagem Cerebral.

Por mais que você exija uma prova, o distinto “cria” (expressão que usamos para os toscos que defendem a besteira do Criacionismo) não apresentará nenhuma, porque ele SABE que não tem nenhuma. Diz que aceita por fé e ACHA que as pesquisas científicas também são aceitas por fé.

Isso remete a duas coisas: a) Ele é um idiota porque acredita em algo que disseram a ele pra acreditar. b) Ele se recusa a aceitar as pesquisas pois elas não são baseadas na fé dele. Eu poderia até mesmo citar o Rig Veda e dizer que devemos aceitar por fé, mas é ÓBVIO que o “cria” rejeitará. Só a fé dele (cacófato não intencional, mas bem adequado) serve, a das outras religiões, com seus mitos de Criação, não – e muito menos aceitam as provas da Ciência. Dois pesos, duas medidas e muita canalhice.

Podem-se apresentar milhões de evidências, ele vai encontrar algum subterfúgio pra dizer que aquilo não é real, nem que fale imensas besteiras. Bem… besteira maior é aceitar que o homem veio do barro, quando nem mesmo os inventores do mito (a saber, os judeus) levam aquilo ao pé da letra. Resumindo, o cara quer saber mais que os demais e não importa você mostrar as evidências textuais, ele se recusa mais uma vez a ouvir, tampa os ouvidos e diz alto lá-lá-lá-lá-lá-lá-lá, que nem criancinha birrenta.

No meu tempo, remédio pra criança birrenta era o plano de psiocologia C. C de chinelo…

2) Por que falar com CriaBURRIcionistas?

Não tem por que. A gente fala com eles, porque eles simplesmente enchem o saco. Por exemplo, postamos uma notícia que foram encontrados tecidos moles num fóssil de dino. Perde-se tempo explicando o que é um tecido mole e que ele estava fossilizado. A besta chega e diz que isso prova que o dino não tem milhões de anos. Então, você explica que ele foi fossilizado e os pesquisadores desmineralizaram com o auxílio de reagentes e analisaram os vestígios com equipamentos especializados (ninguém toca no assunto de microscópio, mas o “cria” acha que sim). O cara continua defendendo até a morte que eram tecidos tão moles quanto se eu comprasse um bife no açougue. Qualquer imbecil sabe que nenhum pedaço de carne dura dias, meses, quanto mais anos (e nem entro no assunto de milhões de anos), se for por vias normais. Só que até mesmo imbecis ainda usam um pouco de sua massa encefálica, mas só quando tem massa encefálica.

Quando se responde ao cria, você não está na verdade respondendo ao tolo. Você está falando com seus leitores diários ou com pessoas que chegaram ao seu site procurando informações. Ninguém chamou o cria na conversa, mas como todo chato, ele chega atropelando todo mundo com suas besteiras. Você responde e ele ignora, ou porque soltou seus dejetos verbais ou porque suas ligações sinápticas não processarão a informação.

Aprendizado é pra quem quer aprender. Ninguém aprende por infiltração.

Se o dono do site perde a paciência e deleta o monte de besteiras, eles se acham vencedores. “Viu? Não conseguiu me refutar! Blé”. Não importa que a alegação fosse absurdamente idiota como “Houve um dilúvio porque acharam uma formação rochosa que parece um barco”. Ou então “A Bíblia diz que é a palavra de Deus e pra mim isso basta”. A Bíblia fala que existem unicórnios, mas aí surge a desculpa da “embromenêutica, digo, hermenêutica.

O camarada vai sustentar as besteiras até a morte num ad aeternum homérico, apesar de você já tê-lo refutado (que importa? Ele não leu mesmo…). Você o bloqueia para não tumultuar os comentários e aí você é nazista, ditador, feio, bobo, chato e tem cara de mamão.

Você perderá uma noite de sono por causa de um babaca? Eu é que não vou.

É extremamente irritante você exigir provas e eles não fornecerem. Quando fornecem é de fontes confiabilíssimas como “Jesus Voltará”, “CACP” etc. Se você pede o da Science, começam com o #mimimi que os malvados cientistas não permitem que os ativistas do IDiotismo proponham suas idéias. Mas quando interessa (normal e totalmente descontextualizadas) postam um link pra uma publicação indexada, como no caso do Gentry e seus estúpidos halos de polônio. O que não sabem, por que são absurdamente ignorantes, é que na publicação, Gentry fala do método de análise, mas não dos resultados! Os crias “esquecem” que Gentry não usou amostras coletadas com método e sim aceitou doações vindas de sabe-se lá onde. Os revisores acharam que aquilo era besteira e mandaram o cara pastar. Gentry não conseguiu publicar nem mesmo na página da Universidade onde trabalhava, fazendo um site exclusivo para ele. O que isso prova? Tudo, ué! Por isso que crentes TÊM que aceitar que Shiva é um deus, já que existem sites sobre hinduísmo e que Krishna é um deus personificado. Devemos inclusive rezar pra Ashtar Sheran, pois ele é o caminho, a verdade e a vida.

Já que site particular prova muita coisa, vamos aceitar todas as religiões, todos os deuses e não ficar só no monoteísmo 3 em 1 do Cristianismo Microsystem. Que tal? E vaos aceitar os sites ateus que dizem que tudo isso é um monte de sandices. Isso é que é ser inteligente, afinal um argumento tem que ser válido em todas as circunstâncias, não é mesmo?

A verdade, meus caros crias, é que a informação NÃO É para vocês e vocês sequer são bem-vindos. Assim como blogs cristãos não aceitam que contradigamos as besteiras da Bíblia (posso citar um monte delas, mediante a própria Bíblia e não conheço quem me desafie) e sequer aprovam os comentários. Deixamos vocês postarem aqui por imensa BONDADE. Deviam nos agradecer, pois eu perco meu tempo respondendo a Idiotas, por consideração e magnânima vontade de ensinar. Não a vocês, crias, mas aos nossos visitantes. Mas isso só dura enquanto NÓS quisermos, e não vocês.

CriaBURRIciosnismo é religião. E covarde, ainda por cima! Tão covarde e vergonhosa que não assumem o que são. Travestem-se de Ciência a fim de enganar incautos. Funciona, é verdade. Como outros acéfalos que querem acreditar em cobras falantes. Cristãos esclarecidos e que estudam a fundo sabem que tudo isso não passa de mito, mas nem por isso renegam a sua fé. É inútil explicar a um pobre coitado fundamentalista o que é uma Era Axial e a importância de mitos na sociedade. Nunca lerão Joseph Campbell ou Karen Armstrong. Mais fácil rotulá-los de ateus, apesar de Campbell era cristão e Karen Armstrong foi até mesmo freira!

Mas não são cristãos de verdade.

Francisco Ayala? HEREGE!

Silas Malafaia? Um servo do Senhor. Ele e seus pitis contra homossexuais e pessoas que não seguem sua religiãozinha mequetrefe da qual ele entende muito pouco. Bem, se ele entendesse, ele não a seguiria. Ou entende e arrumou um meio de tirar dinheiro de otário. A vida tem dessas coisas.

3) Qual é a saída para os blogs científicos?

Deixem os idiotas relincharem e chafurdarem em seus chiqueiros. Não quer aprender? Azar. Não temos obrigação de provar nada. Já foi tudo provado e as bibliotecas e a Internet estão cheios de trabalhos e e-books para baixar e ler. Claro, isso só serve para quem é alfabetizado e domina a própria língua. Pior é o cara que faz vergonha com seu próprio idioma e ainda quer interpretar “ingreis”. Só rindo mesmo. Não sabem a diferença entre “mas” e “mais”, não sabem escrever a palavra “simplesmente”, não sabem construir frases inteligíveis, não sabem nada, já que nunca leram um livro na vida. Nem mesmo a Bíblia leram. Coisa normal nos asininos.

No fundo, responde-se aos crias por seu apelo de entretenimento. É divertido fazê-los passar vergonha, mas tem hora que cansa. Daí, como eu disse, basta bloqueá-los e eles que reclamem com seus pastores. Enquanto isso, eu estarei preparando outro artigo de divulgação científica, e mando as besteiras que eles escrevem, dando cabeçadas no teclado, aos meus amigos. Cria é sempre fonte de bom humor, após um dia estafante de trabalho.

A conclusão disso tudo é: discutir com criaBURRIcionista é como lutar com porco no chiqueiro. Você se emporcalha todo, o porco adora e nada muda. Debates com Design InteliJUMENTO é promovê-los a algo similar a científico, o que não são. DI é religião, covarde e inútil. Lugar de religião é na igreja. Lugar de cientista é debatendo com cientistas sérios, que apresentam pesquisas, análises, evidências, provas e faz intercâmbio com outros cientistas, outras análises, outras evidências. Só assim o conhecimento avança. As prédicas nas igrejas são sempre a mesma ladainha, se me permitem o trocadilho.

Se querem acreditar que a Terra é chata feito pizza e o mundo tem 6 mil anos, eu sinceramente estou me lixando; assim como pouco me importo se alguém arreia despacho na encruzilhada ou dá 7 pulinhos nas ondas. Cada um tem a superstição como quer. Cientistas estão ocupados produzindo conhecimento, que será usado até mesmo pelos crias.

Os próprios crias se esquecem sempre, de forma muito conveniente e desavergonhada, que tudo o que usam em suas vidas é resultado dos cientistas a quem tanto criticam e soltam maledicências. Querem exemplos? O computador que os crias usam tem um Sistema Operacional. O Windows foi criado por Bill Gates, um ateu, e ainda por cima é o maior doador de recursos para a caridade na África. É Linux? Bem, Linus Torvalds também é ateu. Para os crias que não compram computadores em 360 vezes na Casa Bahia, e investiram num Mac da Apple, meus sentimentos. Steve Jobs também é ateu. Gostam do conforto da eletricidade em casa e usam lâmpadas elétricas? Bem, ela foi inventada por Thomas Edison, adivinhe o que ele era? As vacinas que tomam, os carros, geladeiras, fogões, microondas, móveis em suas casas montados por processos industriais, cartões de crédito e débito, televisão, canal a cabo, aparelhos de som, etc. TUDO ISSO não foi fruto de gente de quatro rezando, com uma Bíblia, Alcorão ou com o livro de receitas da Dona Benta. Foi fruto de pesquisas intensivas, que demoram anos, décadas e até séculos! Nada apareceu da noite pro dia através de uma benesse divina. Um parente seu foi salvo milagrosamente num hospital? Realmente, foi um milagre… Um milagre chamado MEDICINA.

E a Bíblia fez o que na vida dos crias? Nada! Mandem os crias para uma ilha deserta, munidos apenas do livrinho mágico e totalmente desprovidos de conhecimento cientifico, e estarão todos mortos em questão de semanas (ou mesmo dias) de fome e sede, ou até mesmo se massacrando mutuamente em nome da fé, por mais que rezem ao deus que gosta de brincar com barro.

O conhecimento que eles alegam ser falso, mas que a dorzinha de cabeça os faz recordar que rezar de quatro não vai adiantar nada.

É com esse tipo de gente que merece atenção da comunidade científica? Perder precioso tempo, ao invés de se concentrarem em pesquisas sérias a fim de melhorar a tecnologia e qualidade de vida das pessoas? Tem que ser muito Idiota pra se achar tão importante assim.

Relinchem à vontade, pessoal. Prefiro dar mais atenção ao que meu hamster com Síndrome de Down tem a me dizer.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας