O que os olhos vêem, o cérebro processa (ou não)

ilusao-optica.jpgSomos muito dependentes de nossa visão. Achamos que é o principal sentido do corpo (não é), pois estamos acostumados a procurar com os olhos e esquadrinhar o ambiente em que vivemos com uma varredura de olhar. Só que nada é perfeito nos organismos vivos, apesar do que querem que você acredite; e nossa percepção prega truques em nosso olhos, fazendo surgir as chamadas “ilusões de óptica” (não me esqueçam do P). É por causa disso que sempre nos assombramos com o que vemos, que na verdade não vemos. Apenas somos enganados quando o cérebro preenche lacunas com as poucas informações que recebe.

No vídeo a seguir podemos ver uma série de ilusões de movimento, quando uma figura inanimada, feia e totalmente díspar do que nossos preconceitos visuais associam com algo em movimento, nos prega uma peça e mostra-se belamente movimentando-se, com um auxílio de uma pequena máscara. Veja primeiro que eu explico a magia depois.

Continuar lendo “O que os olhos vêem, o cérebro processa (ou não)”

A vida no interior das células

The Inner Life of a Cell (A vida interior de uma célula) é uma animação de três minutos criada pelos estudantes de biologia da Universidade Harvard, usando os softwares Newtek Lightwave 3D e o Adobe After Effects. Não é o que se pode chamar de uma obra capaz de concorrer a um Oscar com filmes de animação como os que são produzidos pela Pixar ou a Dreamworks, se bem que, ao meu ver, ganha em disparado deles. Vejam o filme e depois me digam se eu não tenho razão. Continuar lendo “A vida no interior das células”