A maravilhosa estrada celeste de leite

A Via Láctea é tema carne de vaca em termos de fotografia e timelapse. Mas que diabos! Ela é linda mesmo assim! Adrien Mauduit também acha e resolveu fazer um meda vídeo em lapso de tempo com 16 minutos de duração, mostrando suas melhores fotos da Via Láctea em grandes e close-ups, mas também perto de regiões que raramente são mostradas.

Continuar lendo “A maravilhosa estrada celeste de leite”

Cogitando sob os céus do Atacama

Esbarrei com esse vídeo e me lembrei do Cogita. O Cogita é uma excelente pessoa no Twitter. Tão excelente que eu tenho vontade de bater nele só pela calma e tranquilidade que ele carrega, que por sinal me dá nos nervos! Me lembrei dele justamente pela viagem que fez pelo deserto de Atacama, um dos poucos bastiões da verdadeira noite escura, longe da civilização, luzes artificiais e gente escrota que possa incomodar a observação do céu.

Graças à umidade relativa do ar ridícula (tem regiões que não chove há séculos!), a noite é límpida, sem interferência, excelente para fotografias, filmagens e vídeos feitos com lapso de tempo, ou time lapse ou seja lá coo você chama.

Continuar lendo “Cogitando sob os céus do Atacama”

Eppur si muove: A Terra que não está parada

Vocês sempre podem contar com vídeos em Time Lapse. Eu os adoro e sempre que possível postarei aqui. Ele mostra lugares que muitos de nos não iremos, numa faixa de tempo que escapa a nossa percepção. Não estamos preparados para o muito lento e o muito rápido.

Normalmente, as fotos são com um plano fixo, com o céu se desvelando por cima, num imenso balé cósmico, embora saibamos que não é bem assim. Nós que estamos bailando pelo Cosmos. Então, não seria mais lógico que nos time lapse a Terra é que estivesse se movendo?

Continuar lendo “Eppur si muove: A Terra que não está parada”

Um colar de estrelas para o leite derramado

Saiba, grande príncipe, que quando Héracles nasceu, fruto de um adultério entre Zeus, o Rei dos Deus, e a mortal Alcmena, a deus Hera, esposa do Senhor dos Deuses ficou possessa. Aquela criança era a prova da infidelidade do marido. Hera o odiou profundamente, mas a criança precisav ser alimentada. Sendo um semi-deus, menino Héracles não podia se alimentar dos seios da esposa de Anfitrião. Assim, Zeus ordenoou que Hermes, o Deus-Mensageiro (ou fofoqueiro divino) o levasse quando sua esposa estivesse dormindo, de frma que o bebê pudesse beber de seu leite. Hermes o fez e quando Héracles sugou o leite, fê-lo com tanta força que Hera acordou com a dor e jogou o bebê longe. O leite derramado cobriu o céu noturno e assim foi feita a γαλαξίας κύκλος, o círculo de leite (ou Via Lactea, em latim).

Eu gosto deste mito. É legal, ainda que trágico. Não é bonitinho, como hisoprinhas infantis, mas podemos extrair beleza de qualquer coisa. COmo olhar pro céu noturno e ver a Via Láctea nos abraçando. pena que perto das cidades seja difícil. Ainda bem que tem gente que nos traz essas maravilhas até nós.

Continuar lendo “Um colar de estrelas para o leite derramado”

Grandes Nomes da Ciência: Nancy Roman

Olhos atentos estão observando a tela. Pessoas normais veriam números, letras, mais números, informações, uma algaravia sem-fim de dados. Mas dois olhos veem algo um tanto diferente. Veem o resultado de pesquisas, o canto desses olhos se franze, mostrando pequenas pregas que ilustrariam um sorriso, como quando vimos nosso bebê pela primeira vez.

Quando o bebê abriu os olhos pela primeira vez, ele tinha um problema de visão. Quando os "médicos" consertaram o problema, o esplendor que ele trouxe encheu sua mãe de orgulho. Esse bebê é o telescópio espacial Hubble e sua mãe é Nancy Roman.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: Nancy Roman”

Da escuridão à esperança

Em 1994, o pânico atacou com força os moradores de Los Angeles, Califórnia. As linhas do número de emergência, o famoso 911, começaram a ficar congestionadas. Havia de algo muito errado no céu e algumas pessoas pensaram até que era o Juízo Final. Os atendentes ouviam relatos de estranhas nuvens no céu, como se a Ira de Deus estivesse se manifestando, pronta para punir os pecadores e levar os justos para o reino do Senhor.

A cidade estava um caos. Um terremoto tinha acontecido, as linhas de força foram cortadas e a cidade estava às escuras. O que diabos era aquilo que estava ali em cima, então?

Continuar lendo “Da escuridão à esperança”