Caixa Econômica conta com poderes astrológicos para impedir fraudes

Tem muita coisa insana neste mundo de Hades. Ainda mais quando envolve alguma coisa com relação à burocracia estatal. Qualquer um que já teve que ir num cartório ou qualquer repartição pública sabe o inferno que é quando começam a pedir o CPF do seu avô irlandês que nunca pousou os pés no Brasil e tenho dúvidas se vovô Seamus sabia em que continente o Brasil ficava (sim, isso aconteceu comigo num cartório. Foi duro fazer um zé ruela entender que meu avô não só nunca veio aqui, como falecera em 1953, tendo o CPF sido criado em 1965, ainda com o nome de Cartão de Identificação do Contribuinte).

Quando se tem que lidar com a Caixa Econômica, então, é o ápice da insanidade. É tão insano as exigências que querem até saber o seu signo. Até isso eu tenho que decorar?

Continuar lendo “Caixa Econômica conta com poderes astrológicos para impedir fraudes”