As voltinhas que nossa Lua dá

lua

Ninguém vê a Lua em toda sua grandiosidade. Ok, pelo menos, ninguém aqui  na terra. Por causa da sincronia do seu movimento com a terra, a mesma face fica sempre virada para nós. Só que nós temos duas coisas fantásticas: nosso conhecimento científico e nosso desenvolvimento tecnológico. Isso nos possibilitou ver a Lua em movimento de rotação, mostrando todos os seus segredinhos que ela pensou estarem escondidos.

Continuar lendo “As voltinhas que nossa Lua dá”

A face radioativa da Lua

Se você é daqueles Team Aristóteles, bem, ele mais errou do que acertou (dizem que acertou). Ele achava que a Lua era uma esfera absolutamente sólida, lisa e perfeita. Errou completamente, como Galileu mostrou. Ela tem aquele aspecto de areia mijada, cheia de buracos, e vocês jamais verão divulgadorzinho de ciência dizer que a Lua tem aspecto de areia mijada, cheia de buracos, mesmo ela tendo aspecto de areia mijada, cheia de buracos.

Somando a isso tem o fato de ela ser tudo, menos simétrica, quando o lado que a gente sempre vê no céu ser bem diferente do lado que fica escondido.

Continuar lendo “A face radioativa da Lua”

Participe do concurso resolvendo o problema número 1 dos astronautas: o número 2

Mandar uma tripulação humana para o Espaço, ao invés de robôs, tem suas vantagens, principalmente se você viu filmes ruins como 2001, uma Odisseia no Espaço (sim, eu acho um filme ruim. Não gostou, azar. O blog é meu. Rá!) A bem da verdade, HAL-9000 estava certo e humanos só fazem merda. Pensando nisso (de uma forma alegórica e literal), a preocupação número 2 da NASA (a número 1 é manter os astronautas vivos) é como o astronauta fará o número 1 e o número 2. Claro, na Estação Espacial Internacional, tem banheiro, e no caminho de ida, certas partes estão mais fechadas que as escotilhas e não deixam passar nada.

Mas e na Lua, próximo objetivo? Infelizmente, não dá para ter uma “casinha” espacial, mas fazer nas calças não é uma opção. Ou é?

Continuar lendo “Participe do concurso resolvendo o problema número 1 dos astronautas: o número 2”

Artemis: uma sinfonia para a Lua

O Projeto Ártemis visa levar astronautas de volta à Lua, com a primeira mulher a pisar lá. Novas pesquisas em termos de foguetes nos darão algo fantástico que a NASA não tem feito desde o histórico Saturno V. Estamos no aguardo, seja a NASA ou a SpaceX.

Enquanto ainda não chega, que tal apreciarmos este belíssimo vídeo? É uma pequena peça musical em homenagem à sinfonia da pesquisa espacial.

Continuar lendo “Artemis: uma sinfonia para a Lua”

Dando o mesmo rolê que nossos avós fizeram, sem chegar junto

Na foto acima estão Fred Haise, Jack Swigert e Jim Lovell. Eles tiraram esta foto um dia antes do lançamento da Missão Apollo 13. A malfadada Apollo 13. Swigert acabara de substituir Ken Mattingly como piloto do módulo de comando depois. Mattingly não pôde ir porque ele fora exposto ao sarampo e a paranóica NASA não quis arriscar (a bem da verdade, ele não contraiu a doença e não apresentou nenhum sintoma). A coisa deu errado e foi ouvido a famosa frase “Houston, a gente tá ferrado, caraio” (paráfrase).

Eles não pousaram na Lua e o regresso foi heróico, apesar das mazelas, como conectores quadrados e redondos se misturando entre diferentes aparelhos, tendo que partirem para gambiarra. Na descida, a URSS, a maior rival dos americanos, ordenou que liberassem as frequências para que não houvesse interferência e a China delicadamente pediu aos seus cidadãos que qualquer americano que caísse lá teria que ser bem tratado, sob pena de irem bater um papinho com Buda da pior maneira possível.

Continuar lendo “Dando o mesmo rolê que nossos avós fizeram, sem chegar junto”

Um mosaico das marcas de uma enluarada senhora

Uma pessoa traz em si as marcas de sua vida, de sua história. Algumas ficam bem visíveis, no rosto crestado de rugas; em outras, as marcas são internas, e bem mais profundas.As marcas de vida de uma senhora podem estar visíveis, mas ela ainda guarda elegância, charme e altivez.Suas marcas estão lá, mas se estradas têm histórias, algumas marcas são uma vida inteira, como é o caso da Lua e suas crateras.

Continuar lendo “Um mosaico das marcas de uma enluarada senhora”

Projeto Ártemis: Quando voltaremos à Lua

Tio Trump já abriu os cofres e já mandou o recado que é pra mandar americanos de volta à Lua. O prazo é 2024 e o nome do projeto é Ártemis,a irmã de Apollo, a Deusa Caçadora que contemplava a Lua. O objetivo primário é voltar lá, mas se pensa em muito mais, como fincar uma residência lá em que cientistas passarão mais tempo na Lua para estudar e descobrir tudo o que tiver lá para ser descoberto. Uma missão como essa é audaciosa, mas audácia é algo que nossos antepassados já tinham desde que o primeiro hominídeo resolveu o que tinha além da soleira de sua “casa”.

Bóra saber mais um pouquinho!

Continuar lendo “Projeto Ártemis: Quando voltaremos à Lua”

Os próximos pousos na Lua

O futuro começou quando migramos da África para dominar o planeta Terra. Nossa maior ambição é ir em direção a outros mundos. Já estivemos na Lua e estamos mirando em Marte. Mas a Lua está lá, nos convidando a voltarmos e tocarmos a sua face mais uma vez. Para tanto, nossa missão é melhorar nossas tecnologias atuais e irmos em direção ao infinito e além.

Continuar lendo “Os próximos pousos na Lua”

A música para uma deusa, um satélite e uma missão

A NASA pretende voltar à Lua, carregando astronautas consigo. É o Projeto Artemis, a irmã de Apolo, a deusa caçadora, a que vive na Lua. O plano está em levar astronautas (homens, mulheres, mas não javeiros, porque só querem levar gente) na Lua até 2024. Daí, os estagiários se juntaram e celebraram a missão com música. Diferente da FIOCRUZ que faz RAP tosco falando mal de organismo geneticamente modificado, o vídeo ficou legal, inspirado numa música da Ariana Grande. Aumente o som!

Continuar lendo “A música para uma deusa, um satélite e uma missão”

Feliz Aniversário, Humanidade, Feliz 50 anos do pouso na Lua

Hoje temos um aniversário muito especial. Não de uma pessoa. Não que pessoas não sejam importantes. O aniversário de hoje mostra o quanto pessoas são importantes. Mas, mais do que isso, o quanto pessoas trabalhando me conjunto conseguem realizar maravilhas. Quando nossa Ciência e Tecnologia se juntam, milagres acontecem.

Ciência é sobre o que é. Engenharia é sobre o que pode ser. Quando os melhores dessas duas se juntam, resulta no que estamos comemorando hoje: 50 anos em que pousaram na Lua pela primeira vez.

Continuar lendo “Feliz Aniversário, Humanidade, Feliz 50 anos do pouso na Lua”