Com um pouco de lubrificação, peixe espada vem com tudo

O peixe-espada é, além de um peixe-trocadilho, um belo animal. Só tem um detalhe: ele precisa nadar rápido, o que normalmente é complicado por causa do arrasto causado pela água, por causa da força de atrito. Sendo assim, Jesus, digo, a Seleção Natural selecionou certas vantagens que, bem… são vantajosas, ainda mais quando se é um peixe que nada muito, muito rápido. Assim, o peixão precisa ter o mínimo de arrasto hidrodinâmico, o que, em parte, é conferido pela sua morfologia. em outra por uma lubrificação que recobre seu corpo.

Continuar lendo “Com um pouco de lubrificação, peixe espada vem com tudo”

Cientista sobe pelas paredes ao examinar pele hidrofóbica de lagartixa

A tecnologia vive se espelhando na Natureza. Como eu já falei inúmeras vezes, faz sentido você não bancar o idiota, batendo cabeça anos e anos, se 3 bilhões de anos de evolução biológica já fez este serviço, selecionando e descartando o que é bom e ruim em termos de eficiência para sobrevivência. Um exemplo disso é o nadador Michael Phelps, que foi pras Olimpíadas de Sidney com uma roupa com a tecnologia shark skin, ou pele de tubarão, que imita a textura da pele de tubarões (you don’t say!!), facilitando a flutuabilidade e deslocamento na água.

Mas a Natureza não agraciou apenas aos tubarões uma vantagem dessas. Até mesmo lagartixas, aqueles bichinhos muito maneiros (apesar de gelados). Sua pele, apesar de nunca terem dado nada pela coisa, pode ser uma boa dica de como se fazer tecidos auto-limpantes.

Continuar lendo “Cientista sobe pelas paredes ao examinar pele hidrofóbica de lagartixa”

Por que navios flutuam?

As perguntas mais simples são as mais complicadas, pois muitas vezes desafiam nossos sentidos. Eu vivo dizendo isso e não me cansarei de dizer. Vemos o mundo e tentamos entendê-lo, mas nossos olhos pregam peças na gente e o cérebro muitas vezes se recusa a aceitar a informação.

Muitas coisas são magníficas de se ver. Eu, por exemplo, adoro ver petroleiros e transatlânticos. Eles são um triunfo de nossa engenharia e engenhosidade. Mas algo no cérebro sussurra que não está certo. Sendo o navio (e chamaremos de "navio" qualquer embarcação marítima de grande porte) feito de aço, a pergunta que soa em nossos ouvidos é: "Como aquela bagaça flutua?" E a resposta do Mestre é "Procurai no Livro dos Porquês".

A vontade, o pensamento, isso é Poder! Acorde a minha mente para o grande saber!

Continuar lendo “Por que navios flutuam?”

Hidrodinâmica aplicada pelos gatos

Algumas pessoas pensam que cientistas, às vezes, ficam meio sem ter o que pesquisar e começam a estudar qualquer coisa que brote em suas cabeças. Sinto ter que dizer, mas é verdade. Um bom exemplo disso é o que um pesquisador português (sim, piada pronta) resolveu investigar: como os gatos bebem água, leite ou whisky (o gato do John Wayne bebia, e se você não sabe do que eu estou falando, é porque não é velho como eu). A equipe do dr.Pedro Miguel Reis, do MIT, tirou incríveis conclusões da pesquisa. Continuar lendo “Hidrodinâmica aplicada pelos gatos”