Um lançamento espacial visto do Espaço

Sempre vemos foguetes subindo, seja da NASA, da ROSCOSMOS, SpaceX, RocketLab, da ULA ou aquela estrovenga voadora (estou me referindo ao do Jeff Bezos, não as naves kryptonianas). Normalmente, acompanhamos de alguma câmera à distância, mas aqui na Terra. Mas você já viu um foguete subindo ao Espaço com imagens tomadas de uma câmera no Espaço? Continuar lendo “Um lançamento espacial visto do Espaço”

Para o alto e avante, mas sendo observado de longe

Estamos acostumados de vermos foguetes sendo lançados rumo ao Espaço. É uma visão magnífica do engenho humano saindo do nosso berço aqui na Terra e galgando novas fronteiras. Já pensou você bem alto podendo ver o foguete subir, subir, voar assim? Os astronautas da Estação Espacial Internacional veem isso com frequência.

Continuar lendo “Para o alto e avante, mas sendo observado de longe”

Artigos da Semana 28

O bom de acompanhar a ciência feita ao vivo ou não tão ao vivo assim é saber das maravilhas que são desenvolvidas. Acompanhar lançamento de foguetes ou ver vídeos obtidos com fotos tiradas por sondas espaciais. Isso aliado a novos tratamentos ou como a vida segue seu rumo.

Por isso, é sempre bom relembrar o que rolou durante a semana.

Fogo no rabo da Ariane e gritaria para mandar tudo pro Espaço

O Ariane 5 é um veículo de lançamento espacial de carga pesada desenvolvido e operado pela Arianespace para a Agência Espacial Europeia (ESA), mas eu vou é chamar de foguete mesmo. Não gostou, tô nem aí. Esta gracinha tem cerca de 52 metros de altura, 777 toneladas de massa e dois estágios, sendo ótimo veículo para colocar no Espaço coisas que avoam, como satélites geoestacionários (sim, eu sei que eles não voam nem avoam. Não enche o saco).

Continuar lendo “Fogo no rabo da Ariane e gritaria para mandar tudo pro Espaço”

Aventura Humana correndo e voando rumo ao nosso vizinho

Nesta última quinta-feira, 30 de julho, a Aventura Humana deu mais um passo. Um foguete Atlas decolou de Cabo Canaveral rumo ao Espaço. Mas isso vários foguetes fazem praticamente todos os dias. Esse é diferente. ele leva o rover Perseverance, e seu pouso (o do Perseverance, não o foguete)  está programado para acontecer na Cratera Jezero, em Marte, que deve ocorrer em fevereiro de 2021. O rover leva consigo o Ingenuity Mars Helicopter, um helicóptero marciano que não é de Marte, mas vai para Marte, com a missão de dar aquele rolé aéreo pelo Planeta Guerreiro.

Continuar lendo “Aventura Humana correndo e voando rumo ao nosso vizinho”

O caso do astrônomo que viu um OVNI, mas era uma nave espacial

Muitos de vocês devem imaginar que grandes descobertas científicas no campo da Astronomia é feita em imensos laboratórios, telescópios avançadíssimos ou com um monte de Zé Mané que nem sabe geografia de Ensino Fundamental e critica a “ciência gringa” enquanto faz o seu trabalho (cof… cof…) com os dados do Hubble. Você estaria certo, exceto pela última parte, mas não é só isso. Alguns astrônomos amadores já descobriram cometas e até uma galáxia. Legal, né? Imagine quando eu disser para você que um astrônomo amador estava de boas fazendo suas observações até que viu um OVNI.

Mas como assim? Bom, se é um objeto, se ele voa (ou “voa”) e não se consegue identificar, é um OVNI, pois não? Era um batedor de Nosso Senhor Ashtar Sheran? Aliens voltando para saber quantas andam as pirâmides? Quidiabéissu?

Continuar lendo “O caso do astrônomo que viu um OVNI, mas era uma nave espacial”

O que faz o Goddard Space Flight Center?

O NASA Goddard Space Flight Center (ou GSFC) é um laboratório de pesquisas espaciais criado em 1 de maio de 1959 como o primeiro centro espacial da NASA, estando sediado em Greenbelt, Maryland, Estados Unidos. Lá se desenvolve pesquisa de ponta e programas que desenvolvem instrumentos para exploração planetária, aparelhagem científica, sondas espaciais, satélites etc. Tudo destinado a estudar o Sistema Solar, os planetas, asteroides e o Espaço como um todo.

Continuar lendo “O que faz o Goddard Space Flight Center?”

Câmera registra vídeo de fogo no rabo

Motores são muito legais. Todos eles, não importa qual. Desde aqueles movidos a água, passando pelos movidos a vapor, combustão interna e chegando ao ápice: foguetes. Foguetes são muito legais, e eu os adoro. Aquela explosão controlada, com gases extremamente quentes sendo expelidos é o máximo, e por muitas décadas o Saturno V foi tido como a maior máquina construída pelo Homem.

Com o passar do tempo, os foguetes ficaram cada vez mais eficientes e, com isso, mais difíceis de monitorar. Assim, era preciso uma câmera mais rápida, também.

Continuar lendo “Câmera registra vídeo de fogo no rabo”

Por que a atmosfera do Sol é muito mais quente que a sua superfície?

O Sol parece extremamente quente (e é), muito mais quente que qualquer lugar no Universo (não é). Mais quente que a superfície terrestre (é), sua superfície é mais quente até que o núcleo terrestre (não é), só que sua superfície é menos quente que sua… atmosfera? Péra, péra! Sol tem atmosfera? Sim, tem. E ela é quente? Não só é quente como é mais quente que a superfície do próprio Sol.

Mas como o Sol pode ter a superfície menos quente que sua atmosfera, e até mesmo mais fria (eu não disse "fria" e sim "mais fria") que o núcleo terrestre? Hoje é sábado, mas todo dia é dia do Livro dos Porquês!

Continuar lendo “Por que a atmosfera do Sol é muito mais quente que a sua superfície?”

Lá e de Volta Outra Vez ou “Quando caminhamos em outro mundo”

Era uma vez um homem que tinha um sonho: Ir até a lua, catar algumas coisas lá e voltar são e salvo. Isso parece até o começo de alguma história de ficção científica ou mesmo de uma série de TV (o que de fato era). Mas o homem em questão não era o dono de um ferro velho. Era o presidente John F. Kennedy. Seu sonho não era bem ir até a Lua só por ir. Havia muita coisa envolvida. Uma guerra silenciosa, não-declarada, mas que todos sabíamos estar vivendo: a chamada Guerra Fria, que para muitos de vocês que estiverem lendo é História. Para mim, foi real, eu vivi isso e estávamos à espera de um míssil balístico intercontinental visse dizer "Olá" bem na nossa porta de casa.

O míssil, não veio. Mas um foguete partiu. Partiu com nossos corações e desejos de boa viagem, e voltou com um sonho realizado, uma aventura repleta de histórias, e mais histórias seriam escritas. Hoje é dia 16 de julho de 2014, e exatamente há 45 anos, o Homem ia em direção a outro mundo.

Continuar lendo “Lá e de Volta Outra Vez ou “Quando caminhamos em outro mundo””