Caçador idiota é morto por elefantes na África do Sul. Eu ri, Darwin mais ainda

Ok, todo mundo fez esta piadinha e vou fazer também. Me processe, mas realmente um dia é da caça outro é do caçador. No caso, o dia de se ferrar foi do babaca que teve a “brilhante” ideia de ir caçar escondido  numa reserva e Darwin estendeu o dedinho dizendo “not today”, e o vagabundo acabou pisoteado por uma manada de elefantes.

Continuar lendo “Caçador idiota é morto por elefantes na África do Sul. Eu ri, Darwin mais ainda”

Olha o passo do elefantinho e veja como ele é antiguinho

Um dos conceitos mais difundido de forma errada é o de fósseis. As pessoas pensam em fósseis como um bando de ossos encontrados em algum buraco numa terra inóspita, esquecido por todos os seres vivos que pisam lá todos os dias. Se isso fosse verdade, teríamos perdido bilhões (sim, bilhões) de anos de evidências. Não teríamos nem mesmo registros de insetos (grande revelação: insetos não possuem ossos. OHHHHH). Registros fósseis de ossos são minoria, e se você quiser "fazer" seu próprio fóssil junto com crianças, pegue massinha de modelar, e "imprima" nelas algumas conchas, pés de galinha ou peixes de plástico. Ao tirar as peças, teremos uma evidência que ali tinha um ser "vivo"; pois fósseis são evidências que um ser vivo deixou para trás.

Até mesmo pegadas são consideradas como registros fósseis, e várias delas foram achadas no deserto árabe, registrando uma trilha de antigos elefantes que viviam na região.

Continuar lendo “Olha o passo do elefantinho e veja como ele é antiguinho”