O esverdeamento causado pelo aumento da temperatura global

Todo mundo está preocupado com a perda de áreas verdes. Há também o problema de aumento das áreas verdes, mas a mudança climática que está acarretando isso. À medida que os verões árticos esquentam, as paisagens do hemisfério norte mudam. Usando os dados do satélite Landsat para rastrear os ecossistemas globais da tundra ao longo de décadas, um novo estudo descobriu que a região se tornou mais verde, à medida que o ar mais quente e as temperaturas do solo aumentam o crescimento das plantas.

Continuar lendo “O esverdeamento causado pelo aumento da temperatura global”

TESS e as observações do céus amigos do norte

O TESS é o Transiting Exoplanet Survey Satellite (Satélite de pesquisa em trânsito de exoplanetas) tem como missão vasculhar o céu em busca de exoplanetas ao redor de estrelas brilhantes próximas. Ao examinar o céu aparente do hemisfério norte, o TESS dá aquela fuxicada para saber quais os potenciais de encontrar um planeta semelhante ao nosso ou de qualquer outro do Sistema Solar, de forma a pensar naquela velha hipótese: estamos sozinhos?

Continuar lendo “TESS e as observações do céus amigos do norte”

Guia para viajar à velocidade da luz

Muitas pessoas sonharam em dar aquele rolé no Espaço interestelar. Já pensou em fazer aquela viagem maneira entre planetas e galáxias? Eu acho uma ideia pra lá de incrível! O problema é que é tudo longe. Então, a saída seria andar rápido, bem rápido, muito rápido. O mais rápido que se pode viajar é na velocidade da Luz.

Mas como seria esta viagem?

Continuar lendo “Guia para viajar à velocidade da luz”

Mundos Oceânicos

A Terra tem 75% de sua superfície coberta por água. Entretanto, não é só aqui que tem oceanos. Em outros lugares do universo e até no nosso Sistema Solar tem oceanos, água líquida, nem que seja subterrânea. Com isso, há muita chance de haver vida lá. Uma possibilidade? Com certeza! Será que tem mesmo? Só a exploração poderá nos dizer.

Continuar lendo “Mundos Oceânicos”

O que sabemos sobre Enceladus?

Enceladus é o incrível mundo gelado do sistema de Saturno. Seus mistérios ainda estão sendo descobertos aos poucos, mas já sabemos muito sobre ele; mesmo porque, uma mísera informação a mais já é muito mais do que se sabia até então. Sua brilhante superfície reflexiva feita de gelo e metano em forma sólida o faz o astro mais brilhante se só levarmos em conta os corpos sem luz própria.

Continuar lendo “O que sabemos sobre Enceladus?”

Estação Espacial Internacional: Uma ponte para ao Espaço

A Estação Espacial Internacional é uma das maiores conquistas da Humanidade. Volitando ao sabor da gravidade da Terra, a ISS é um exemplo como vários países, técnicos, cientistas e pessoas comuns trabalhando em conjunto podem alcançar maravilhas. É uma fantástica aventura pelo Espaço tendo a Terra embaixo observando-a em todo o seu esplendor.

Continuar lendo “Estação Espacial Internacional: Uma ponte para ao Espaço”

Como funciona a Ressonância Magnética

A Ressonância magnética é um importantíssimo método usado na medicina diagnóstica, principalmente pelo fato de ela não.ser invasiva, ou seja, a pessoa não precisa entrar na faca. O vídeo a seguir explica de maneira resumida e facilmente compreensível como os aparelhos de ressonância magnética funcionam. Bóra pro videozim?

Continuar lendo “Como funciona a Ressonância Magnética”

Recentes fotos de nosso amigo Sol

O Solar Orbiter é um satélite observador do… Sol. Este satélite foi desenvolvido pela Agência Espacial Europeia, com a missão de realizar medições detalhadas da heliosfera interna e do vento solar nascente do Sol, nosso amigo Sol, apesar de estar lá, bem longe daqui. Não apenas isso, O SOLO faz observações próximas das regiões polares do Sol, o que é difícil de fazer da Terra.

Continuar lendo “Recentes fotos de nosso amigo Sol”

6 novas tecnologias da NASA para explorar Marte

Volta e meia aparece algum idiota relinchando ao perguntar para que a pesquisa espacial com tanta gente passando fome… bláblábá. Também não entendo por que ele gasta com um celular ao invés de gastar tudo em comida para dar aos pobres.

Já a NASA está desenvolvendo muitas tecnologias para enviar astronautas a Marte já nos anos 2030. O bom é que nenhuma delas irá se perder. Sempre damos uma utilidade, que nem quando compramos alguma tranqueira que não sabemos direito para o que, mas arrumamos um uso rapidinho. Aqui estão seis coisas nas quais estamos trabalhando agora para possibilitar futuras missões humanas ao Planeta Vermelho.

Continuar lendo “6 novas tecnologias da NASA para explorar Marte”