Ciência diz: Não existe resolução de problemas sem café. Mas sempre tem um “mas”

Café é o líquido negro primordial que sustenta a Existência em todas as realidades. É um fato! Não existe pesquisa científica sem café. Não existe meios de resolver problemas sem café. Não há como você entrar em Alfa e ter todo o seu trabalho realizado de maneira eficiente sem café. O problema é que café ajuda otimamente bem na resolução de problemas, mas não dá help na criatividade.

Não, não estou inventando. É Ciência! Imagino quantas xícaras de café foram ingeridas ate se descobrir isso.

Continuar lendo “Ciência diz: Não existe resolução de problemas sem café. Mas sempre tem um “mas””

Artigos da semana 3

E durante a semana do carnaval, tivemos muitas notícias. Algumas boas, outras ruins, outras nem tanto. Se bem que isso acontece todas as semanas, mas o importante mesmo é que eu pude tirar uns dias de folga. Não, não pulei carnaval. Fiquei em casa, sem risco de ser assaltado ou atropelado por um monte de gente, pagando caro em garrafa de água sem geosmina ou ser contaminado pelo coronga vírus.

Vamos dar um rolé pelo que noticiei esta semana (devida e previamente preparada, pois aqui, ó, que eu ia ficar na frente do computador).

Continuar lendo “Artigos da semana 3”

O autismo escondido nos seus olhos

Autismo não é uma doença. Isso você já sabe, se lê meu site. São várias doenças compreendidas dentro do mesmo espectro, e é difícil diagnosticar logo de saída. A saída é ter um diagnóstico genérico e dali ir refinando, ao invés de partir para determinar direto qual a doença que a pessoa está acometida, se é que é do espectro autista.

Não é de hoje que o eletrorretinograma é utilizado para encontrar um biomarcador, isto é, alguma marca biológica que indique que a pessoa está entre um dos múltiplos casos concernentes ao espectro autista, mas agora este teste está cada vez mais preciso.

Continuar lendo “O autismo escondido nos seus olhos”

Sinta na pele, mesmo usando uma prótese

Vocês já devem ter notado que eu adoro noticiar coisas que envolvam novas tecnologias para a fabricação de próteses mais eficientes, mais baratas e, raramente, mais eficientes e mais baratas no mesmo pacote. Bem, toda tecnologia em seu estado inicial é cara, cujo preço só vai barateando ao longo do tempo. Ainda assim, é legal acompanhar o que se anda pesquisando por aí.

Por exemplo, uma recente pesquisa partiu do princípio que próteses são legais, ótimas, mas falta uma coisinha: a sensação de tato. Sim, muitas pesquisas enveredam para isso, ainda mais que o tato é um dos nossos principais sentidos. A que eu trago hoje é uma pesquisa sobre pele artificial que traz sensores eletrônicos.

Continuar lendo “Sinta na pele, mesmo usando uma prótese”

Pesquisa demonstra ligação do uso de maconha com casos de câncer. Thank you, Darwin!

A todo momento, imprensa corre para noticiar novas maravilhas dos “medicamentos à base de maconha”, que não necessariamente é da Canabis sativa, e sim outras espécies, daquelas sem altas concentrações de tetrahidrocanabinol, também conhecido como THC (a molécula que deixa doidão), de preferência focando em substâncias específicas, como as do grupo canabdiol. Não, fumar o jererê não lhe fará mais saudável, e agora vem aquela pesquisa que vão esbravejar dizendo que é financiada pela Big Pharma (a Big Pharma que pesquisa os canabdióis, tão amados pelo pessoal que odeia a Big Pharma).

Uma recente pesquisa identificou o mecanismo molecular ativado pela presença de THC na corrente sanguínea que acelera o crescimento do câncer e HPV.

Continuar lendo “Pesquisa demonstra ligação do uso de maconha com casos de câncer. Thank you, Darwin!”

Pesquisa não diz que envelhecimento prejudica idosos, mas diga isso para a universidade

Assessoria de imprensa é uma coisa triste em todos os lugares, mesmo em universidades e órgãos não-governamentais. A gente vai ler uma informação e dá de cara como algo que envelhecimento afeta a saúde de pessoas mais velhas, e em outro lado dizendo que isso é preconceito. Eu fico confuso.

Por sorte, a pesquisa não é esta insânia; trata-se de uma revisão sistemática do impacto do envelhecimento, o qual, segundo a pesquisa, influencia na saúde das pessoas com um impacto que vem sendo subestimado.

Continuar lendo “Pesquisa não diz que envelhecimento prejudica idosos, mas diga isso para a universidade”

Crianças são mais propensas a colocar meninos em posição de dominação

De onde vem a ideia que homens são superiores às mulheres? Claro, vai ter um monte de gente dizendo que é por causa do patriarcado opressor, numa confluência cultural estereotipada em países conservadores liderados pela Direita Religiosa. O problema é que, ao se examinar isso a sério, mediante crivo do Método Científico, chega-se a resultados não muito agradáveis para certos grupos.

Uma recente pesquisa apresentou dados um tanto indigestos a esse respeito. A partir dos 4 anos de idade, crianças associam poder a indivíduos do sexo masculino. Claro, você está agora vociferando contra a Damares ou países árabes, mas isso foi evidenciado mesmo em países mais igualitários, como a Noruega. Vai ter gente tendo muitos ataques de piti por causa disso.

Continuar lendo “Crianças são mais propensas a colocar meninos em posição de dominação”

Como o cérebro decide meter o focinho no pó

A todo momento estamos tomando decisões, ainda que inconscientemente. Pegamos o controle remoto para colocar no nosso programa favorito, e existe um longo processo neurológico para isso. Até mesmo o momento de decidirmos qual pé nós colocamos no chinelo primeiro é um processo de decisão.

Não apenas isso, esta tomada de decisão é feita de uma maneira semelhante ao que faz uma pessoa ser dependente química. É praticamente o mesmo processo bioquímico no cérebro. Sabemos que tudo é uma questão de qual região do cérebro é responsável por isso. O problema é saber qual região é essa, e é exatamente isso que pesquisadores se debruçam para saber.

Continuar lendo “Como o cérebro decide meter o focinho no pó”

Filhos de mães obesas têm maior tendência a atraso cognitivo

Hoje em dia é um tempo que você não pode dizer para as pessoas serem saudáveis ou, pior ainda, largarem hábitos que as fazem doentes, pois isso de alguma forma desperta uma tendência imbecil de achar que você é preconceituoso. Inventaram o tal do fatofobia, digo, gordoshaming, digo, ah, quando você fala para alguma criatura de duzentos quilos que aquilo é que está ferrando a saúde dessa criaturinha que quando vai ao Zoológico, o tratador dos paquidermes vai correndo fazer a contagem dos bichos para saber se não é um fugitivo.

Agora, uma pesquisa vai entrar no surto geral do pessoal da pele grossa e ossos largos: filhos de mães obesas têm maior es chances de sofrer atraso no desenvolvimento.

Continuar lendo “Filhos de mães obesas têm maior tendência a atraso cognitivo”

Macaco de quatro é implantado e pode sair correndo (um dia)

A todo momento surgem tratamentos para devolver movimentos a paraplégicos e tetraplégicos, e quanto mais, melhor, já que cada caso é um caso. Entre cirurgias e exoesqueletos, Ciência tem provido bem novas tecnologias e tratamentos, que se tornaram baratos à medida que forem usados em larga escala, e o tempo de pesquisa e desenvolvimento for reduzido, o que acontecerá rápido se mais e mais técnicas aparecerem.

Agora, pesquisadores estão testando a implantação de um microeletrodo na medula espinhal para estudar a organização da mesma. Quanto mais se souber sobre a medula espinhal, mais fácil se resolverá problemas nela para que as pessoas tenham melhores prognósticos para voltar a andar. Ou andar pela primeira vez.

Continuar lendo “Macaco de quatro é implantado e pode sair correndo (um dia)”