Category Archives: Bibliografias

Sobre a Ciência e seus métodos

Não é um vídeo falando com detalhes do Método Científico. É apens uma reflexão sobre os mesmos e o quanto são importantes. Nada muito detalhado, mas que eu queria gravar assim mesmo. Chamem de vaiade, se quiserem, pois tudo é vaidade.

Isso sem falar que eu queria testar outras formas de fazer video. Tirando o cameraman, até que ficou bem legal. Tá, ok. Não sei se ficou legal, mas parafraseando Tolkien, como autor da obra me dou ao luxo de apresentar do jeito que eu gostar. Espero que vocês tmbém gostem.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Brilhantismo burocrático obriga crianças a pegarem frutas pro almoço. Resultado mais que previsível

Dizem os sábios que de boas intenções, a faculdade de Pedagogia está cheia. Aliando isso a burocratas, temos risada garantida da parte de qualquer um que veja o futuro ou que simplesmente tenha conhecimento daquela chatice chamada "mundo real".

O pessoal do Departamento de Agricultura determinou uma norma obrigando que no almoço das crianças nas escolas elas tenham que pegar frutas, legumes e verduras. Se você já lidou com crianças, já sabe o que aconteceu antes que eu conte.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Aventuras na Era da Invenção que já não inventam mais

Frank Reade weekly magazine era de um tempo pré-Smartphone, quando crianças liam, ao invés de ficar na ânsia de apertar a porcaria dos seus celulares. Viajava-se na imaginação ao invés de ter coisas coloridas explodindo no seus olhos, mas que depois não se absorveu nada, mas criando ligações nas áreas de prazer do cérebro, clamando para serem ativadas de novo.

Com o subtítulo Adventures in the Age of Invention (Aventuras na Era da INvenção), por vezes trazendo Containing stories of adventures on land, sea & in the air (contendo histórias de aventuras na terra, mar e ar), Frank Reade lhe levava a um mundo de aventuras a cada semana. Das profundezas do mar até o resgate em montanhas cobertas de neve, com capas desenhadas por artistas da época que imaginavam as cenas e traziam aos leitores um brevíssimo resumo do que ele poderia encontrar nas páginas a seguir.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Como é difícil ser cientista no Brasil…

Ser cientista não é pra fracos, ainda mais no Brasil, em que você não pode matar um leão por dia. Você é que é atacado pelo leão, nem que seja da Receita, principalmente na hora de receber doações, quando lhe pedem nota fiscal para saber quanto custou aquilo que você ganhou de graça.

Numa entrevista da revista época, a neurocientista Suzane Herculano-Houzel desabafa, mostrando como fazer ciência aqui não é pra qualquer um.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

A lógica ilógica dos livros de Matemática

Hoje, chegaram, desenharam um pentagrama no chão, escreveram palavras cabalísticas, sacrificaram uma picanha, com um vinho merlot (prato de pipoca é o cacete!) e chamaram meu nome 3 vezes na frente de um espelho quebrado. Diante da minha glória, perguntaram-me sobre um problema de um livro didático de Matemática. E sim, o livro tinha muitos problemas, mas não o que esperávamos encontrar.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Inscrições antigas elucidam sobre mudanças climáticas

A história humana se baseia no registro de histórias e histórias ("estória" com "e" é neologismo inventado por Guimarães Rosa. O certo é "História" em ambos os casos). Desde cedo relatamos detalhes de nossa vida, de nosso mundo ao redor, de nosso universo, mesmo que esse universo seja medido em alguns metros. Esses contos de um passado longínquo nos faz aprender muito, como é o caso das pinturas rupestres encontradas em uma caverna na China, com inscrições únicas que nos fazem saber muita coisa. Até sobre mudanças climáticas.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

O que é mumificação

Soldados! Aqui, 4000 anos de história vos contemplam. Aqui, tesouros vos aguardam! Não o tolo ouro, cujo valor varia de sociedade para sociedade. O principal tesouro é a cultura, a Ciência, os segredos escondidos aqui, mas conservados nelas, nas múmias.

O que são, como se formam? Quais os mistérios que a Química pode revelar no estudo das múmias? Egiptologia? Não, eles não foram os únicos a desenvolver técnicas de mumificação,

Mas que é essa mumificação? Por que as sociedades mumificavam? Quem eram essas pessoas? Vistam seus jalecos e coloquem um fedora. Corram pra biblioteca e abram o LIVRO DOS PORQUÊS.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Agricultura foi inventada antes do que se imaginava

Eu sempre rio quando falam de tecnologia, como se isso fosse algo apenas com relação à microinformática da década de 1980 pra cá. Tecnologia, entretanto é maior que isso. Uma das maiores invenções da Humanidade não é nem nunca foi computadores, pessoais ou não. A primeira das grandes invenções foi a agricultura, isso sim. Bem antes da invenção da escrita. Aliás, a escrita só foi inventada exatamente por causa das grandes produções agropecuárias, em que era preciso negociar aquilo tudo e criar uma burocracia de forma a organizar essas contas, enquanto eu tenho que me virar com as minhas faturas.

Acreditava-se até agora que a agricultura tinha sido inventada há cerca de 12 mil anos, na área do Levante, uma região com nome tão genérico que podia se referir desde o Egito até a Turquia. Só que indícios arqueológicos parecem apontar para uma data bem anterior.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Manual Básico do Debate

O debate é uma das maiores conquistas dos seres humanos. Nós aprendemos a dialogar, aprendemos a expor ideias e compartilhá-las. É dessa troca, dessa interação que descobrimos muitas coisas. O problema é que isso é lindo no papel (ou numa postagem de blog), mas as pessoas tendem a ser tirânicas com relação à opinião alheia.

Volta e meia me perguntam como abordar um tema num debate, como atacar o oponente, como expor suas ideias. Eu normalmente não respondo este tipo de pedido, porque, filhos, quem entra na chuva é para se queimar (MATHEUS, V.). Se você não tem condições, pense duas vezes. Mas isso não impede de eu dar dicas básicas. Não será um compêndio total e profundo de coo debater pela Internet, mas ajudará bastante.

Continue lendo >>

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Lagostas, cores e as maravilhas da genética

Eu tenho um bocado de coisas que eu vejo noticiar que armazeno para ler depois. Então, vendo este monte de notícias sobre a façanha da New Horizon, sobre o que mais eu poderia escrever a não ser sobre… lagostas?

Sim, lagostas. Entendam, por que eu escreveria sobre Plutão se um monte de gente já está gastando tinta de monitor ao tacar os textos por aí? Fiquem com os artigos do Cardoso [1] , [2] e [3]. Eles são completos e eu não faria melhor de qualquer maneira. Prefiro falar de coisa que se mexe, faz KABUM! ou as duas coisas. No caso, falo hoje da coisa que se mexe, como a lagosta encontrada no Maine que tinha duas cores. Vira-casaca? Não, genética!

E este é um capítulo do LIVRO DOS PORQUÊS! (você leu isso com aquela minha voz sexy do vídeo).

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας