Artigos da semana 33

Eu gosto desta foto do Nelson Rodrigues. É bem a foto que esperaríamos de um escritor catamilhografando  tec-tec-tec algum artigo, peça ou crônica. Eu me identifica com ele, mas unicamente por ser um péssimo digitador, embora não catamilhografe com dois dedos apenas, mas não escrevo digitando com os dez dedos.

Enfim, é um domingo preguiçoso daqueles que já acostumei de postar os artigos que foram ao ar durante a semana e muitos de vocês não viram Que tal vermos agora? Enquanto isso, eu fico no tec-tec-tec, ou seja lá qual for a onomatopeia de escrever num teclado de computador (teclado não-mecânico, é claro. Odeio aquele barulho)

Os buracos da autoestrada da informação

Estamos na Era da reclamação. Isso é um ponto indiscutível. Antes, a gente entrava na Internet para buscar informações; e encontrávamos! Hoje, entramos na Internet para dizer que não encontramos informação alguma, que é um absurdo, como assim me pedem coisas que eu não sei, como irei aprender, bláblábláblá.

Continuar lendo “Os buracos da autoestrada da informação”

De bordados a outros tipos de imagem, Ciência é muito legal!

Eu vi duas coisas legais. Fiquei pensando que poderia ser duas postagens diferentes, mas nah! Acho que cabem muito bem em uma simples postagem. São duas coisinhas que eu vi e achei legal, e queria compartilhar. Eu coloco coisas no Twitter, mas – que Diabo! – de vez em quanto precisamos rechear o site (Wink! Wink!)

E tudo começa com um bordado!

Continuar lendo “De bordados a outros tipos de imagem, Ciência é muito legal!”

BREAKING NEWS: Adolescentes que dormem mais sentem menos sono no dia seguinte

Eu gosto de ser divulgador científico. Me dá a oportunidade de ler mais e trazer incríveis descobertas da Ciência, e como esse conhecimento melhora a Humanidade, trazendo desenvolvimento e impulsionando novas técnicas e saberes, melhorando a vida das pessoas. Uma nova pesquisa estava preocupada com o rendimento dos alunos. Pesquisando a fundo, os pesquisadores fizeram sérias pesquisas e concluíram que essas pesquisas pesquisadas levaram à incrível conclusão concluída: adolescente que dorme mais terem menos sono no dia seguinte. Como nunca descobriram isso antes?

Bocejando aqui ao ler estas bobagens, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “BREAKING NEWS: Adolescentes que dormem mais sentem menos sono no dia seguinte”

Homo erectus foi pra vala por ser preguiçoso, disse pesquisador (palavras dele)

Homo erectus não era um homossexual que estava sempre pronto para a cópula. Ele formava um grupo de hominídeos que viveu há cerca de 1,8 milhões de anos e 300 000 anos atrás. Seu nome significa literalmente “o homem que andava ereto ou em pé”. Esses hominídeos eram que nem brasileiros: onde menos se esperava tinha um lá. A maior parte ficou, entretanto, na África, mesmo. Agora, pesquisas recentes mostram que seu tatatatatatataravó Homo erectus foi mandado pra vala evolutiva porque era preguiçoso. Deve ser por isso que você é o que é, já que quem puxa aos seus não degenera.

Continuar lendo “Homo erectus foi pra vala por ser preguiçoso, disse pesquisador (palavras dele)”

Semana Santa, feriados religiosos e a hipocrisia generalizada

Nenhum grupo está livre da hipocrisia. Pelo contrário, ela abunda em todos os grupos sociais. Isso acontece no dia-a-dia, mas nem sempre é visível; é preciso algum evento que intensifique este fenômeno inerentemente humano. Nos próximos dias, teremos um perfeito exemplo disso. Aliás, já estamos: é a Semana Santa. Uma data que eu nunca entendi direito, pois é feriado o dia que Jesus entrou na porrada, Papai do Céu ficou puto da vida com isso, sendo que era preciso isso ou jamais haveria Cristianismo. Jesus volta do reino dos pés juntos, disse “Rá! Pegadinha de Jesus” e andou dando umas perambuladas (mas só os apóstolos o viram. Curioso, não?)

Mas a hipocrisia não é essa. É do pessoal revoltz que chilica por qualquer coisinha. Se veem uma decoração de Natal ficam putinhos, se olham para uma igreja xingam muito no twitter e reclamam até de entrevista de padre. Fica a pergunta: eles não reconhecem a folga desta semana, não é? E a da semana que vem?

Como assim “semana que vem”?

Você sabe por que a preguiça faz cocô embaixo da árvore?

Eu amo a ciência. Como não amar o maior prodígio da humanidade, que é pesquisar, formular perguntas e caçar as respostas? Não há nada como o nosso Lar a Ciência. Por isso, acho muito legal quando leio uma notícia muito importante como esta, onde pesquisadores estudam o comportamento de mamíferos, em especial a preguiça. O que ela tem de especial? Bem, ela é leeeeeeeeeenta, com 3 garras e vive em árvores. O mais interessante dela, é que quando chega a hora, ela desce (lentamente, claro), cava um buraco e faz seu cocozinho na santa paz de Deus, mesmo correndo o risco de ser pega por predadores, e depois volta pro seu lugar, no galhinho amigo. Por que ela faz isso? Não se sabe ao certo, mas um cientistas parece ter achado a resposta.

Continuar lendo “Você sabe por que a preguiça faz cocô embaixo da árvore?”

O homem moderno é um fracote, diz cientista

Diz a verdade: Depois de correr de manhã, puxar ferro por umas duas horas, fazer step, aeroboxe e ficar rebolando em alguma academia, tentando enganar que está malhando, você acha sinceramente que é o tal, com seu muque inchado, onde você tatua algum bicho malvado, tentando impressionar acéfalas? Você é digno de risos! De longe perderia para um primo seu da Antiguidade. Até mesmo uma mulher neanderthal te surraria tranquilo, amiguinho. Você não passa de um molenga, um molóide, um panaca que só fez encher o rabo de anabolizante e agora nem precisa se preocupar se a cueca tá apertando, pois tudo lá embaixo encolheu… não que você fosse usá-lo para algo além de canal excretor.

O antropólogo australiano Peter McAllister (não, não tem nada a ver com Lee Van Cleef) resolveu desbancar os machões com seu novo livro: Manthropology, com um subtítulo bem provocador: “A ciência secreta do inadequado homem moderno”, onde ele compara dados antropológicos e fisiológicos entre homens da era atual com os que viveram na Antiguidade, ou mesmo da pré-história. E, pelo jeito, estamos em sérias desvantagens… Continuar lendo “O homem moderno é um fracote, diz cientista”