Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Revelada a origem da construção do mito de Jesus

Por Israel Knohl
Traduzido por: Charles Coffer Júnior

A primeira menção do “Messias morto” chamou-se Mashiah ben Yosef (Messias Filho de José) é do Talmud (Sukkah 52a). No meu livro “O Messias Antes de Jesus” (University of California Press, 2000), considero que a história desse Messias morto é baseada em um fato histórico. Penso que está ligada à revolta judaica na Terra de Israel na seqüência da morte do Rei Herodes, em 4 a.C.

Esta insurreição judaica foi brutalmente reprimida pelos exércitos de Herodes e do imperador romano Augusto, e os líderes da revolta messiânica foram mortos. Estes eventos definem a tradição do Messias morto Filho de Joseph em movimento e abriu o caminho para a emergência do conceito de “messianismo catastrófico”. Interpretações do texto bíblico ajudaram a moldar a convicção de que a morte do messias era um elemento necessário e indivisível de salvação. A minha conclusão, baseada em escritos apocalípticos datados deste período, foi de que certos grupos acreditavam o Messias iria morrer, ser ressuscitada em três dias, e subir ao céu (ver “O Messias Antes de Jesus”, 27-42).

Ada Yardeni e Binyamin Elitzur recentemente publicaram o texto de um fascinante texto que eles chamam de “Hazon Gabriel” ou o Apocalipse Gabriel (Cathedra magazine, vol. 123). Este texto, gravado em pedra, veicula a visão apocalíptica do Arcanjo Gabriel. Yardeni e Elitzur datam-no pelos seus recursos lingüísticos e as formas das letras para o final do primeiro século a.C.

Nas linhas 16-17 do texto, Deus aborda Davi da seguinte forma: “Avdi David bakesh min lifnei Efraim” (“O meu servo David, Efraim pergunta“). Na Bíblia, Efraim é o filho de Joseph. Este prevê a criação de uma equivalência entre David e Efraim e os Talmudicos “Mashiah ben David ” e “Messias Filho de Joseph”, e confirma a minha teoria de que o Messias Filho de Joseph já era uma figura conhecida no final do primeiro século a.C.

Embora Yardeni e Elitzur ofereçam uma excelente leitura do texto, na minha opinião, uma das mais importantes palavras não foi devidamente decifrado. Linha 80 começa com a frase “Leshloshet Yamin” (“Em três dias“), seguida por outra palavra que os editores não podiam ler. Em seguida vem a frase “Ani Gavriel” ( Eu, Gabriel”). Creio que este “ilegível” palavra é realmente legível. É a palavra “hayeh” (viva), e que o Arcanjo Gabriel está dando ordens a alguém: “Leshloshet Yamin hayeh” ( “Em três dias, você deve viver“). Em outras palavras, em três dias, você deve retornar à vida (compare “bedamaiyikh ha’ee” – traduzido como “viver no teu sangue” – em Ezekiel 16:6). A palavra “haye” (viver) está escrito aqui com alef. Ortografia semelhante aparece nos Rolos do Mar Morto, por exemplo, no rolo de Isaías, onde a palavra “yakeh” (30:31) é escrito com um alef após o Yod.

Esta é seguida por dois traços de duas outras palavras. As letras não são fáceis de fazer, mas a primeira palavra que parece começar com uma gimmel e vav. A próxima palavra não é clara. A letra lamed é perfeitamente legível, e a letra antes dele parece ser um ayin. Creio que a frase pode ser reconstruída da seguinte redação: “Leshloshet Yamin hayeh, ani Gavriel, gozer alekha” (“Em três dias, volte à vida, eu, Gabriel, comando a você”). O arcanjo está ordenando a ressurreição dos mortos dentro de três dias. Para quem ele está falando?

O que é o “príncipe dos príncipes”?

A resposta aparece na linha seguinte, Linha 81: “Sar hasarin” (“príncipe dos Príncipes”). A frase seguinte: “Leshloshet Yamin khayeh, ani Gavriel, gozer alekha, sar hasarin” (Em três dias, eu, Gabriel, comando a você, príncipe dos príncipes. “Quem é o” príncipe dos príncipes “? A principal fonte bíblica para a Revelação de Gabriel é a narrativa do Livro de Daniel (8:15-26), em que o Arcanjo Gabriel revela-se a Daniel pela primeira vez. Gabriel descreve um “rei da feroz semblante”. Este rei “está destruindo os poderosos e o povo dos santos … ele deve também se erguer contra o príncipe dos príncipes “(Daniel 8:24-25).

O autor do Apocalipse Gabriel parece estar a interpretar a narrativa bíblica da seguinte forma: Um rei mal se levanta e praticamente destrói o povo judeu, o “povo dos santos.” Ele ainda consegue superar e matar seu líder, o “príncipe dos príncipes”. Este é o líder que será ressuscitado, em três dias.

Foi o príncipe dos príncipes uma figura histórica? Creio que ele era. A chave para identificar ele está na frase “arubot tzurim”, o que vem depois da referência ao príncipe dos Príncipes. Na Bíblia eo Talmud, a palavra “aruba” significa uma abertura estreita ou fenda. “Tzurim” são rochas (a palavra aparece aqui em uma forma subvocalizada, sem a letra vav). “Arubot tzurim” seria, assim, uma fenda. A morte do príncipe dos príncipes é de alguma forma associada com uma abertura rochosa.

O Apocalipse de Gabriel, como já dissemos, foi datado, com base em lingüística e ortografia, no final do primeiro século a.C. (antes de Cristo). As circunstâncias que envolveram a descoberta da inscrição são desconhecidas. Tudo que somos informados pelos editores é que ele pode ter sido descoberto na Transjordânia. Isto nos leva a Transjordânia ainda no final do primeiro século a.C. Não sabemos de nenhum líder judeu ou rei que foi morto na Antiguidade e cuja morte tenha algum tipo de conexão a um desfiladeiro rochoso?

A revolta em 4 a.C. consistiu-se numa ânsia de liberdade. Os rebeldes tentaram vencer o jugo da monarquia Herodiana, que gozava do apoio dos Romanos. A insurreição, que começou em Jerusalém, e espalhada por todo o país, teve vários líderes. Um estudo de ambas as fontes judaicas e romanas mostra que o mais destacado deles foi Simon, que operava a partir de Transjordânia. Simon declarou-se rei, usava uma coroa, e foi percebido como rei pelos seus seguidores, o que pendia sobre ele a esperança messiânica.

Esta é a forma como historiador do primeiro século judeu Josephus (Flávio Josefo) descreve a morte de Simon em combate: “O próprio Simon, esforçando-se para escapar de uma ravina íngreme, foi interceptado pela Gratus [um comandante do exército de Herodes], que atingiu o fugitivo de lado com um golpe no pescoço, que cortada a cabeça de seu corpo”. Com a sua referência a uma fenda rochosa e o príncipe dos príncipes, o texto parece estar aludindo à morte de Simon, o líder rebelde que foi coroado rei, em um estreito desfiladeiro em Transjordânia.

Carruagem para o céu

Mas o Gabriel de Apocalipse menciona também outras mortes. Na linha 57, encontramos a frase “barragem tvuhey yerushalayim” (“o sangue dos mortos de Jerusalém”). A linha 67 diz: “Ei Baser al barragem zu hamerkava shelahen” ( “Diga-lhe sobre o sangue. Esta é a sua Merkava [celeste carruagem]“). A mensagem a ser transmitida é a de que o sangue das pessoas que foram mortas tornar-se-á sua “carruagem” para o céu.

Pairando no fundo, é claro, está a história de Elias da ascensão ao céu: “Eis, parecia existir uma carruagem de fogo, e cavalos de fogo … e Elias subiu ao céu em um redemoinho” (II Reis 2:11 ).

Simon, o príncipe dos príncipes, foi o líder messiânico de um grupo ativo na Transjordânia. O Apocalipse de Gabriel aparece, portanto, ter sido escrito por seus seguidores, e reflete uma tentativa de lidar com o fracasso da revolta e da morte do seu líder, lembrando os versículos do Livro de Daniel que incorporam as palavras do arcanjo.

O “rei da feroz semblante” é identificado como o imperador romano Augusto, cujo exército brutalmente reprimia a revolta. Simon, o líder rebelde consagrado rei, é identificado como o príncipe dos príncipes. O assassinato de Simon por partidários do rei do mal é interpretado como um cumprimento da visão de Gabriel. Afinal de contas, Gabriel profetizou que o rei de feroz semblante iria contra o príncipe dos príncipes. “Mas ele deve ser quebrado sem mão alguma“, o versículo continua. A implicação é que com a morte do líder messiânico, os seus problemas estão para chegar ao fim: A queda do inimigo e salvação estão próximos. “Leshloshet Yamin tayda ki-nishbar hara melifnay hatzedek” (“Em três dias você vai saber que o mal será derrotado pela justiça”), lemos em linhas 19-21.

Se o Apocalipse Gabriel data para o final do primeiro século a.C., como já foi afirmado, em seguida, durante este período, que foi próximo ao tempo do nascimento de Jesus, havia pessoas que acreditavam que a morte do messias foi uma parte integrante do processo de salvação. Tornou-se um artigo de fé que o líder messiânico morto seria ressuscitada no prazo de três dias, e subir ao céu em uma carruagem.

O Apocalipse de Gabriel confirma assim a minha tese de que a crença em um salin e messias ressuscitado existiam antes da atividade messiânica de Jesus. A publicação deste texto é extremamente importante. Trata-se de uma descoberta que apela a uma reavaliação completa de todos os anteriores estudos acadêmicos sobre o tema do messianismo, tanto judaico como cristão.

Israel Knohl é Yehezkel Kaufmann professor de Estudos Bíblicos na Universidade Hebraica de Jerusalém e um investigador sénior no Instituto Shalom Hartman.


Texto retirado do blog A CRUZ DE CLIO – As Raízes Históricas do Cristianismo em debate

Traduzido por: Charles Coffer Júnior do original em http://www.haaretz.com/hasen/spages/850657.html

  • stark

    Gostaria de saber se você teve em mãos os documentos para dizer que todos são fraudulentos. Negar é uma posição muito cômoda. Você quer que alguém lhe prove de forma irrefutável que algo aconteceu ou não. Sua posição não difere da dos fanáticos religiosos. Muitas verdades científicas são reformuladas com o tempo. A ciência não é 100%. E, antes que venha refutar, NADA é 100%. Nunca chegaremos, em termos históricos, a conclusões de que algo aconteceu de um jeito ou de outro de forma exata; ou até mesmo de que algo NÃO aconteceu. Dizer ou afirmar de forma inequívoca que DEUS ou JESUS não existiu é se colocar como DONO da verdade. Devemos formar nossas convicções sem extremismos. Não cuspo na figura de ninguém porque não sou DONO da verdade. E também ninguém tem o direito de sê-lo. Se Jesus disse ou não que era DONO da verdade, não irei julgá-lo nem o ofender. QUALQUER cientista ou estudioso sempre pensa na hipótese de estar errado. Se Jesus não existiu, como explicar tantos mártires que morreram em seu nome? É claro que devemos filtrar tudo que é dito, mas chegar ao extremo de dizer que fulano não existiu simplesmente porque não chegou NAS SUAS MÃOS o documento registrado em cartório que tal pessoa nasceu. Acho válido discutir se tal doutrina tem pontos positivos ou negativos e avaliar como isso pode ajudar na vida de qualquer pessoa, mas ficar só ironizando e insultando não é atitude racional. Como não foi racional o comunismo ateísta que matou e devastou diversas nações. Não sou arrogante a ponto de dizer que o mal do mundo está apenas no fato da crença em Deus. A ciência também destruiu vidas, como as bombas atômicas não deixam mentir. Ciência também pode ser usada para o mal. Assim como o ateísmo. Existem SIM mensagens válidas na “mentirinha” (será mentira?). A principal: não fazer mal ao seu semelhante. Agora se deturparam a palavra de Jesus, da mesma forma como fazem com as “verdades” científicas, isso porque ocorre porque sempre há um interesse de levar vantagem. TODOS pensam em levar vantagem, inclusive os ateístas. Eu nunca serei radical assim, pois meu objetivo é construir minhas convicções sem influências radicais. Não é com negações veementes e exigências de provas 100% (NADA é 100%) que encontro o melhor caminho. Eu estudo e busco respostas, mas não vou impor minhas convicções a ninguém. Devemos dialogar e não simplesmente afirmar que apenas o lado de um ou de outro é o único certo. Ser ateu é ser radical. Radicalismos levam a erros.

    Administrador André respondeu:

    Gostaria de saber se você teve em mãos os documentos para dizer que todos são fraudulentos.

    Todos o que? Os evangelhos, que colocam Gerasa centenas de quilômetros longe de sua posição ou da tradição judaica que liberta prisioneiros na Pessach, que os próprios judeus nunca ouviram falar?

    Negar é uma posição muito cômoda.

    Aceitar qq merda sem questionar, mais ainda.

    Você quer que alguém lhe prove de forma irrefutável que algo aconteceu ou não. Sua posição não difere da dos fanáticos religiosos.

    Religiosos acreditam em qq besteira por fé. Céticos exigem provas.

    Muitas verdades científicas são reformuladas com o tempo. A ciência não é 100%.

    Pule do 50º andar e prove que Newton estava errado.

    E, antes que venha refutar, NADA é 100%. Nunca chegaremos, em termos históricos, a conclusões de que algo aconteceu de um jeito ou de outro de forma exata; ou até mesmo de que algo NÃO aconteceu.

    Eu sei que Tutancâmon foi rei do Egito. Temos provas, documentos, entalhes, artefatos e a própria múmia. Quanto ao seu Jesus…

    Dizer ou afirmar de forma inequívoca que DEUS ou JESUS não existiu é se colocar como DONO da verdade.

    Então, prove que existiu e não se fala mais nisso, ué.

    Devemos formar nossas convicções sem extremismos. Não cuspo na figura de ninguém porque não sou DONO da verdade.

    Mas vai provar que Jesus existiu, né?

    E também ninguém tem o direito de sê-lo. Se Jesus disse ou não que era DONO da verdade, não irei julgá-lo nem o ofender.

    Eu posso falar dele O QUWE QUISER. Se ele não gostar, que apareça aqui agora, provado que existe.

    QUALQUER cientista ou estudioso sempre pensa na hipótese de estar errado.

    Cristãos, não.

    Se Jesus não existiu, como explicar tantos mártires que morreram em seu nome?

    Se Allah não é o único deus e Maomé não é seu profeta, como explicar que homens-bomba se matem? Sem falar no Heaven’s Gate e no Verdade Superma. Maluco é o que não falta.

    É claro que devemos filtrar tudo que é dito, mas chegar ao extremo de dizer que fulano não existiu simplesmente porque não chegou NAS SUAS MÃOS o documento registrado em cartório que tal pessoa nasceu.

    Nisso eu posso alegar a existência de qualquer coisa, inclusive que Jesus tinha 6 patas, antenas e fazia “Bzzzzzzzzzzzzzz”. Jesus era uma abelhona. Não há documentos que prove que sim nem que não, logo, vc não pode dizer que eu estou errado. 😀

    Acho válido discutir se tal doutrina tem pontos positivos ou negativos e avaliar como isso pode ajudar na vida de qualquer pessoa, mas ficar só ironizando e insultando não é atitude racional.

    E vc vai fazer O QUÊ? Me ameaçar de fogueira, linchamento ou apedrejamento?

    Como não foi racional o comunismo ateísta que matou e devastou diversas nações.

    Que nem Números 31 e Oseias 13:16? Ah, não! Desculpe! Não há nenhuma ordem de matança no manifesto comunista.

    Não sou arrogante a ponto de dizer que o mal do mundo está apenas no fato da crença em Deus.

    Qual deus?

    A ciência também destruiu vidas, como as bombas atômicas não deixam mentir.

    Aquelas cuja detonação foi ordenada por uma nação cristã?

    Ciência também pode ser usada para o mal. Assim como o ateísmo.

    Não há nenhum artigo científico ordenando matar homossexuais, adúlteras e gente que reza pra outra área científica. Já na Bíblia…

    Existem SIM mensagens válidas na “mentirinha” (será mentira?). A principal: não fazer mal ao seu semelhante.

    Oseias 13:16 manda rasgar barriga de mulheres grávidas. Isso não é fazer mal ao semelhante? É fazer bem? Vender pessoas como escravos é fazer bem? Estuprar mulheres, saquear cidades, promover genocídios… isso é fazer o bem?

    Agora se deturparam a palavra de Jesus, da mesma forma como fazem com as “verdades” científicas, isso porque ocorre porque sempre há um interesse de levar vantagem.

    Jesus mandou odiar os pais e executar quem não concordasse com ele.

    TODOS pensam em levar vantagem, inclusive os ateístas. Eu nunca serei radical assim, pois meu objetivo é construir minhas convicções sem influências radicais.

    Isso não fará seu Jesus mais real que a Chapeuzinho Vermelho.

    Não é com negações veementes e exigências de provas 100% (NADA é 100%) que encontro o melhor caminho.

    É acreditar em qq besteira sem questionar?

    Eu estudo e busco respostas, mas não vou impor minhas convicções a ninguém. Devemos dialogar e não simplesmente afirmar que apenas o lado de um ou de outro é o único certo.

    Se vc estuda, deve ter visto as incongruências bíblicas. Claro, crente não seria se não as ignorasse.

    Ser ateu é ser radical. Radicalismos levam a erros.

    Isso eu concordo. então, ficamos assim, vc prova que Jesus existe, e eu continuo rezando para o Sagrado André do Ceticismo (com ele a Oração e a Paz).

    Viu? Ao ponto que eu me reconheço como um deus, não sou ateu. 😀

    krebys respondeu:

    @stark,

    Segundo sua “lógica”, todo deus que tem martíres em seu nome existe…

    Mas se vários deuses tem martíres, logo mtos deuses existem. Só que todo seguidor destes deuses diz que o seu deus é único. Logo, quem está errado?

    Vc diz que NADA é 100%, então seu Jesus não faz parte deste “nada”? Digo isso, pq vc tem a PACHORRA de questionar a ciência, dizendo que NADA é 100%, mas acredita sem nem mesmo questionar uma seita religiosa… ora pois, faça-me o favor.

    skin respondeu:

    @stark,
    NADA é 100%.

    Essa afirmação é logicamento impossível. Quer dizer, se nada é 100%, então a frase “nada é 100%” não pode ser 100%, o que nos permite dizer que existem coisas que são 100%, tornando a referida frase uma mentira.

    JCFerranti respondeu:

    @skin, Nem tanto:
    Toda regra tem uma exceção. Mas qual a exceção e essa regra? Ela mesma é a regra sem exceção!

    Administrador André respondeu:

    Se eu fosse um deus bondoso, eu começaria a sentir pena do idiota.

  • Morggana

    Nada é 100% mesmo, e por tudo que sabe-se até hoje deus e outros hocus-pocus está em 0%, a gravidade neste planeta 99% e por aí vai…

    Radical vem de raiz, ir a o fundo dos problemas e/ou questões, mas no caso de pessoas que acreditam em deus, sem provas e lógica, somente baseado na fé, é justamente o oposto, ou seja, é não querer resolver nada. Quando eu não sei, é deus.

  • stark

    Quando digo que NADA é 100% digo que sua ciência pode funcionar neste planeta e pode não funcionar em outro. Se pulo de um prédio no planeta Marte com roupas de astronauta (é claro) não vou me espatifar porque a força da gravidade é muito menor. NADA é 100% porque nenhum preceito científico é absoluto em quaisquer circunstâncias. NADA é 100% porque não existem absolutismos. Se digo que NADA é 100%, então a sua afirmação de que isso nos permite dizer que há coisas 100% é que é uma mentira. NADA é 100%, entenda, significa que tudo que existe não pode ser absoluto. A única exceção seria DEUS. E como vocês não acreditam em DEUS, ela é perfeitamente válida para a sua convicção (que se resume a negar apenas).
    Agora a convicção tão sagrada para vocês é unicamente atacar a figura de JESUS. Se JESUS não existiu, logo DEUS não existe. Diga isso para um árabe e ele vai dizer que Maomé existiu e, portanto, DEUS existe. Afinal de contas vocês são ATEUS ou simplesmente ANTICRISTÃOS?
    Segundo a minha lógica não disse que se alguém morre por um deus logo ele existe. Disse que se alguém morre por algo, deve-se avaliar os motivos do fato. Não foi um suicídio coletivo que tirou a vida de mártires cristãos, foram as armas de romanos sanguinários que depois se apropriaram da causa cristã para em seguida se utilizar dela em benefício de seu império.

    “Viu? Ao ponto que eu me reconheço como um deus, não sou ateu.”

    Fico feliz que se reconheça como um deus, assim pode compreender que DEUS está dentro de cada um. Agora você não pode mais ser cético. Vai ter que rezar pra outro santo.

    “Radical vem de raiz, ir a o fundo dos problemas e/ou questões, mas no caso de pessoas que acreditam em deus, sem provas e lógica, somente baseado na fé, é justamente o oposto, ou seja, é não querer resolver nada. Quando eu não sei, é deus.”

    Quando digo que não sei, não quer dizer que é DEUS. Quer dizer apenas que não posso afirmar ou refutar DEUS. Ser radical é ser extremista, ir às últimas consequências, ou seja, da mesma que os comunistas fizeram ao isolar a Alemanha Oriental do resto do mundo e destruir qualquer tipo de manifestação.

    “Vc diz que NADA é 100%, então seu Jesus não faz parte deste “nada”? Digo isso, pq vc tem a PACHORRA de questionar a ciência, dizendo que NADA é 100%, mas acredita sem nem mesmo questionar uma seita religiosa… ora pois, faça-me o favor.”

    Quem disse que não questiono seitas religiosas? Não concordo com práticas de diversas igrejas e nem por isso ataco a figura de JESUS. Entendam que não é JESUS que as administra e sim aqueles que se utilizam do nome dele. E como mudo isso? Simplesmente ataco a figura de JESUS? É razoável?
    Dizer que NADA é 100% não inclui ou exclui JESUS, simplesmente conclui que o que foi escrito em nome dele tem de ser avaliado e aceitar ou não em parte, sem extremismos literais. E QUESTIONO SIM A CIÊNCIA porque se ela fosse absoluta não seria ciência. FAÇA ME O FAVOR VOCÊ!!!!!!!!

    “Se vc estuda, deve ter visto as incongruências bíblicas. Claro, crente não seria se não as ignorasse.” (OPA. DUPLA NEGATIVA). Crente seria se as ignorasse
    (como posso ser crente e as ignorar?)

    Estudo sim as incongruências bíblicas. Exatamente pela fundamentação que apresentei: NADA é 100%.

    Administrador André respondeu:

    Quando digo que NADA é 100% digo que sua ciência pode funcionar neste planeta e pode não funcionar em outro.

    Entendi. H2O em outro planeta não é água, é gasolina. A combustão completa de compostos com cadeia carbônica não gera CO2 e água. Gera groselha. 2 + 2 e Plutão é igual a 5, já que Plutão não é mais planeta, logo a Matemática lá não funciona.

    Se pulo de um prédio no planeta Marte com roupas de astronauta (é claro) não vou me espatifar porque a força da gravidade é muito menor.

    Ainda OBEDECENDO as leis de Newton, IDIOTINHA. :mrgreen:

    NADA é 100% porque nenhum preceito científico é absoluto em quaisquer circunstâncias.

    A ignição de dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio produz uma molécula de ´gua.

    Prove o contrário. :mrgreen:

    NADA é 100% porque não existem absolutismos.

    Força é igual massa vezes aceleração.
    Tangente é a linha reta que toca uma circunferência em um único ponto.
    A água se congela a 273 K, sob pressão atmosférica de 1 atm.
    Um equivalente-grama de um ácido reage com um equivalente-grama de uma base, gerando um equivalente-grama de sal e um equivalente-grama de água.

    Sinta-se confortável para provar que estes preceitos não são absolutos.

    Se digo que NADA é 100%, então a sua afirmação de que isso nos permite dizer que há coisas 100% é que é uma mentira.

    O fato de vc afirmar algo, não implica que este algo não seja uma tremenda estupidez.

    NADA é 100%, entenda, significa que tudo que existe não pode ser absoluto.

    Sílica é composta por dióxido de silício. Diamante é composto por átomos de carbono sob arranjo espacial tetraédrico.

    A única exceção seria DEUS. E como vocês não acreditam em DEUS, ela é perfeitamente válida para a sua convicção (que se resume a negar apenas).

    Primeira proposição: Nada é absoluto. (I)
    Segunda proposição:> Vc afirma que um deus é absoluto. (II)

    (II) contraria (I)

    Parmênides já sacaneava os outros com este tipo de armadilha lógica antes da mitologia cristã aparecer. Um exemplo?

    A próxima frase é verdadeira.
    A frase anterior é falsa.

    Boa sorte com seus neurônios entrando em curto-circuito. :mrgreen

    Agora a convicção tão sagrada para vocês é unicamente atacar a figura de JESUS. Se JESUS não existiu, logo DEUS não existe.

    Não necessariamente. Jesusw pode não ter existido (como não existiu). Isso não impede que Hórus, Buda, Ishtar, Dagon, Molok, Zaratustra, Zoroastro e tantas outras entidades não tenham existido. mesmo porque, elas são muito mais antigas que seu carpinteiro mágico.

    Diga isso para um árabe e ele vai dizer que Maomé existiu e, portanto, DEUS existe.

    Maomé não depende de Jesus ter existido. Obrigado por destruir sua própria argumentação. 😉

    Afinal de contas vocês são ATEUS ou simplesmente ANTICRISTÃOS?

    Eu sou deus. Eu tenho certeza que eu existo. Vc disse que somente deus é 100% absoluto. Logo, EU sou absoluto. 😉

    Segundo a minha lógica não disse que se alguém morre por um deus logo ele existe. Disse que se alguém morre por algo, deve-se avaliar os motivos do fato.

    Como os milhares de idiotas que se matam por suas crenças?

    Peraí! Deus não era para ser um só?

    Não foi um suicídio coletivo que tirou a vida de mártires cristãos, foram as armas de romanos sanguinários que depois se apropriaram da causa cristã para em seguida se utilizar dela em benefício de seu império.

    Então, todas as pessoas assassinadas pelos cristãos eram mártires de sua religião também? Logo, o deus cristão é falso e os deuses dos mártires que morreram nas Cruzadas, na Inquisição, na Guerra dos 30 anos etc são verdadeiros.

    Vc não entende muito de lógica, filho.

    “Viu? Ao ponto que eu me reconheço como um deus, não sou ateu.”

    Fico feliz que se reconheça como um deus, assim pode compreender que DEUS está dentro de cada um.

    Entendi. Seu deus não é deus, ele tem um deus dentro dele. Logo, Jesus não é deus, nem o tal deus judaico, nem o deus islâmico etc.

    Mas EU sou absoluto. :mrgreen:

    Estezinho é tão burro que não sabe o que é silogismo.

    Agora você não pode mais ser cético. Vai ter que rezar pra outro santo.

    Não posso. Eu sou um único deus. Reconhecer a existência de santos e outras divindades atentaria contra o meu monoteísmo Andreístico. Reze para mim, mortal idiota!

    “Radical vem de raiz, ir a o fundo dos problemas e/ou questões, mas no caso de pessoas que acreditam em deus, sem provas e lógica, somente baseado na fé, é justamente o oposto, ou seja, é não querer resolver nada. Quando eu não sei, é deus.”

    Quando digo que não sei, não quer dizer que é DEUS.

    Quer dizer que vc é burro, mesmo.

    Quer dizer apenas que não posso afirmar ou refutar DEUS.

    Nem pode refutar um dragão invisível numa garagem.

    Ser radical é ser extremista, ir às últimas consequências, ou seja…

    É afirmar categoricamente que nada é absoluto, mesmo quando damos exemplos que sim.

    da mesma que os comunistas fizeram ao isolar a Alemanha Oriental do resto do mundo e destruir qualquer tipo de manifestação.

    Ou como os cristãos que saíram de suas casas para destruir outros países. Ou como os que saíram para pilhar outros países, mas desviaram do caminho para pilhar outros cristãos. Seus companheiros de religião não são muito inteligentes. Eles seriam capazes até de dizer que a água não ferve a 100º estando sob pressão de 1 atm, pois nada seria absouto. Gente assim deveria estar internada, não acha?

    Quem disse que não questiono seitas religiosas?

    Qdo vc disse que só deus é absoluto.

    Não concordo com práticas de diversas igrejas e nem por isso ataco a figura de JESUS.

    Ele faria o quê? Me bater? Ele teria que existir primeiro.

    Entendam que não é JESUS que as administra e sim aqueles que se utilizam do nome dele.

    Tem gente que faz isso por causa de vozes dentro da cabeça. Tudo a mesma coisa.

    E como mudo isso? Simplesmente ataco a figura de JESUS? É razoável?

    Não. Basta mostrar aos idiotas que o foco de sua fé não passa de crendice.

    Dizer que NADA é 100% não inclui ou exclui JESUS, simplesmente conclui que o que foi escrito em nome dele tem de ser avaliado e aceitar ou não em parte, sem extremismos literais. E QUESTIONO SIM A CIÊNCIA porque se ela fosse absoluta não seria ciência. FAÇA ME O FAVOR VOCÊ!!!!!!!!

    Entendi. Se matemática fosse absoluta, ela não seria matemática. Ok, cara. Seu psiquiatra falou que vc tem dias assim.

    “Se vc estuda, deve ter visto as incongruências bíblicas. Claro, crente não seria se não as ignorasse.” (OPA. DUPLA NEGATIVA). Crente seria se as ignorasse
    (como posso ser crente e as ignorar?)

    Figura de linguagem, essa desconhecida.

    Estudo sim as incongruências bíblicas. Exatamente pela fundamentação que apresentei: NADA é 100%.

    Então, vejamos. Ele reconhece que a Bíblia tem erros. A Bíblia diz que Jesus existe. Conclusão: A Bíblia está certa neste caso, pois ele sabe que Jesus existe. Como ele sabe que Jesus existe? Porque tá na Bíblia.

    Helio respondeu:

    @stark, Quando digo que NADA é 100% digo que sua ciência pode funcionar neste planeta e pode não funcionar em outro. Se pulo de um prédio no planeta Marte com roupas de astronauta (é claro) não vou me espatifar porque a força da gravidade é muito menor.

    Mas é justamente porque a ciência é a mesma, e vale para todos os lugares, é que você sabe que a gravidade em Marte é menor que na Terra!!!!

    Ou seja, confundindo causa com efeito… 🙄

    Ah, e dependendo da altura do prédio, você vai se espatifar sim!!! :mrgreen:

    PS: se você quer saber o motivo, pergunte para qualquer coleguinha que já tenha feito Física no ensino médio. Eu provavelmente vou usar conceitos mais complexos, como o uso de percentual, fração e casas decimais, e isso deverá dificultar o seu entendimento… isso pressupondo que você consiga entender a diferença entre aceleração da gravidade e velocidade, assim como a diferença entre as suas unidades. 😛

  • imhotep

    Estou de acordo em relação às religiões, elas só servem para alguém ganhar dinheiro tirando proveito de quem nelas acredita.

    São irracionais. Mitos.

    Mas não se pode dizer que não existe algo só porque não se pode provar.

    Porque existe imensa coisa que a ciência não consegue provar mas sabemos que existe.

    Como o pensamento humano por exemplo, um sentimento como o amor.

    Se eu pedir a algum pai ou mãe que prove o amor que tem pelo seu filho, certamente não vai conseguir.

    Mas porque não consegue provar significa que não ama os seus filhos?

    Com isto digo que por não haver provas não significa que não exista.

    Acho que devemos ter uma mente aberta sobre qualquer assunto, ser racionais acima de tudo, e sabemos que na arqueologia como em outras ciências o que hoje é verdade, amanhã já pode não ser bem assim seja pelo avanço tecnológico como por novos achados arqueológicos.

    Na questão do cristianismo e a Bíblia, é óbvio que é um livro de um povo supersticioso.

    Basta ler a algumas páginas da bíblia para perceber que o livro não faz sentido.

    Não se pode dizer “Não Matarás” e logo nas páginas seguintes mandar matar ou até mesmo matar.

    Deus existe… mas foi feito à imagem e semelhança do homem.

    O homem é o criador de deus.

    Administrador André respondeu:

    Mas não se pode dizer que não existe algo só porque não se pode provar.

    Então, não façam afirmação, ué.

    Porque existe imensa coisa que a ciência não consegue provar mas sabemos que existe.

    Gente burra?

    Como o pensamento humano por exemplo, um sentimento como o amor.

    O pensamento não passa de fluxo elétricos e ação de substâncias neuroquímicas. Sobre o amor… http://ceticismo.net/2009/07/21/a-quimica-do-amor/

    Se eu pedir a algum pai ou mãe que prove o amor que tem pelo seu filho, certamente não vai conseguir.

    Depende. Se um deles for neurocientista, consegfuirá provar. Porque um psicopata é muito facilmente identificado por uma simples tomografia computadorizada. 😉

    Com isto digo que por não haver provas não significa que não exista.

    Por exemplo, não tenho provas que vc não é um zumbi acéfalo, logo, vc é.

    Acho que devemos ter uma mente aberta sobre qualquer assunto, ser racionais acima de tudo, e sabemos que na arqueologia como em outras ciências o que hoje é verdade, amanhã já pode não ser bem assim seja pelo avanço tecnológico como por novos achados arqueológicos.

    Interessante que cada pesquisa arqueológica mostra que Jesus não é mais real que a Fada Madrinha. Agora, se vc me provar que judeus libertavam prisioneiros na Pessach…

    Deus existe… mas foi feito à imagem e semelhança do homem.

    O homem é o criador de deus.

    Ergo, não existe. Obrigado por vc destruir sua própria argumentação. 😉

    JCFerranti respondeu:

    @André, Deus existe… mas foi feito à imagem e semelhança do homem.

    O homem é o criador de deus.

    Ergo, não existe. Obrigado por vc destruir sua própria argumentação. 😉

    Esse final foi sério? Todo esse esforço para finalizar com um tiro no pé?

    imhotep respondeu:

    @JCFerranti,

    Lês-te o que escrevi, mas não percebeste nada do que escrevi 😎

    JCFerranti respondeu:

    @imhotep, O que vi foi alguém dizendo que nada é certo, que niguém tem certeza de nada, que temos de manter a mente aberta, mas que não admite a possibilidade de Deus não existir.
    Ah, e finalizando com um tiro no pé usando o melhor argumento que um ateu poderia usar contra um crente.

    imhotep respondeu:

    @André,

    Então, não façam afirmação, ué.

    Que afirmação?

    Gente burra?

    ” “

    Depende. Se um deles for neurocientista, consegfuirá provar. Porque um psicopata é muito facilmente identificado por uma simples tomografia computadorizada

    Então pede lá a um neurocientista que me prove que essas reacções químicas e eléctricas se eu estou a pensar na “Maria ou na Manuela”

    Por exemplo, não tenho provas que vc não é um zumbi acéfalo, logo, vc é.

    Exactamente, como vc não pode provar a maior parte das coisas que vc fez na infância, logo vc não teve infância.

    Interessante que cada pesquisa arqueológica mostra que Jesus não é mais real que a Fada Madrinha. Agora, se vc me provar que judeus libertavam prisioneiros na Pessach…

    Aqui estamos de acordo, provar que jesus existiu é tão impossível como a teoria do big bang, por isso é uma teoria.

    Ergo, não existe. Obrigado por vc destruir sua própria argumentação

    Onde escrevi que jesus ou deus existe? A argumentação é sua, não minha.

    Administrador André respondeu:

    Então pede lá a um neurocientista que me prove que essas reacções químicas e eléctricas se eu estou a pensar na “Maria ou na Manuela”

    http://ceticismo.net/2010/03/11/cientistas-britanicos-pesquisam-computador-capaz-de-ler-pensamentos/
    http://ceticismo.net/2011/07/06/pesquisadores-estudam-novas-interacoes-entre-deficientes-e-maquinas/
    http://scienceblogs.com.br/socialmente/2011/11/cientistas-aprendem-a-ler-mentes-estaria-o-big-brother-muito-distante/

    Chega?

    LExactamente, como vc não pode provar a maior parte das coisas que vc fez na infância, logo vc não teve infância

    Entendi. Vc não pode provar que o Unabomber teve infância, logo ele é um ET.

    Aqui estamos de acordo, provar que jesus existiu é tão impossível como a teoria do big bang, por isso é uma teoria.

    Primeiro, vc é absurdamente estúpido de não saber o que é uma teoria científica. Segundo, nunca ouviu falar de radiação cósmica de fundo. 3ª, UÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ, eu tenho provas que Senaqueribe existiu, e ele veio antes de Jesus. Eu tenho provas que Júlio César existiu, assim como Tutancâmon, Vespasiano, Ciro I, Leônidas, Parmênides, Alexandre Magno etc ecistiram. Mas Jesus, que era visitado por todos os doutores de várias partes do mundo e que fez milagres que nem todos os livros do mundo caberiam (segundo a mitologia cristã, claro), não tem uma única provinha fora da Bíblia.

    Onde escrevi que jesus ou deus existe? A argumentação é sua, não minha.

    No Rio de Janeiro, chamamos isso de “dar um perdido”.

    imhotep respondeu:

    @André,

    Chega?

    O links que postou prova o quê, exactamente?

    O sistema nervoso, o comando eléctrico do cérebro para locomoção de algumas partes do corpo.

    O que isso tem a ver com o pensamento?
    Não provou nada.

    Entendi. Vc não pode provar que o Unabomber teve infância, logo ele é um ET.

    Mas isso é o que vc diz. Não pode provar logo não existe.

    Isso é o que vc diz não eu.

    Primeiro, vc é absurdamente estúpido de não saber o que é uma teoria científica. Segundo, nunca ouviu falar de radiação cósmica de fundo. 3ª, UÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ, eu tenho provas que Senaqueribe existiu, e ele veio antes de Jesus. Eu tenho provas que Júlio César existiu, assim como Tutancâmon, Vespasiano, Ciro I, Leônidas, Parmênides, Alexandre Magno etc ecistiram. Mas Jesus, que era visitado por todos os doutores de várias partes do mundo e que fez milagres que nem todos os livros do mundo caberiam (segundo a mitologia cristã, claro), não tem uma única provinha fora da Bíblia.

    Já disse que não acredito em deus ou qualquer outra superstição.

    Mas não é porque não se pode provar, mas sim porque não é lógico nem natural.

    No Rio de Janeiro, chamamos isso de “dar um perdido”.

    Quando disse que deus existe e foi criado pelo homem.

    Isso foi uma alegórica.

    Para terminar deixo esta réplica a vc.

    Prove que não acredita em Jesus e Deus bíblico.

    Eu tenho dúvidas que vc não acredita por isso prove que não acredita.

    Dizer que Jesus não existe e falar mal dele mostrar erros da bíblia que foi escrita por homens e não foi nem jesus nem os chamados apóstolos que escreveram para mim não prova que vc não acredita em Jesus.

    Para mim vc só está magoado porque não consegue provar que ele existiu.

    Então demonstra a sua ira contra a religião.

    Se estou errado prove.

    Alias nem sei porque se baseia para tentar provar que Jesus não existiu ou deus com um livro que não foi escrito por ele nem por nenhum dos seus seguidores aka apóstolos.

    Administrador André respondeu:

    O links que postou prova o quê, exactamente?

    O sistema nervoso, o comando eléctrico do cérebro para locomoção de algumas partes do corpo.

    O que isso tem a ver com o pensamento?
    Não provou nada.

    Analfabetismo funcional não é um problema só no Brasil. Até mesmo portugueses sofrem disso. Ele deve ser vizinho do Sabino.

    Mas isso é o que vc diz. Não pode provar logo não existe.

    Logo, sou um ET. Simples, não?

    Mas não é porque não se pode provar, mas sim porque não é lógico nem natural.

    Se deus fosse natural, ele não seria deus, ora.

    Eu tenho dúvidas que vc não acredita por isso prove que não acredita.

    Montar um log cético significa que eu sou cristão. E ele ainda se diz lógico.

    Dizer que Jesus não existe e falar mal dele mostrar erros da bíblia que foi escrita por homens e não foi nem jesus nem os chamados apóstolos que escreveram para mim não prova que vc não acredita em Jesus.

    Eu falo mal de uma religião na qual acredito piamente, sendo um exemplo de cristão. he he he.

    Para mim vc só está magoado porque não consegue provar que ele existiu.

    Então demonstra a sua ira contra a religião.

    Se estou errado prove.

    A diz que Jesus não existe.
    A acredita em Jesus. A fé não depende de lógica segundo o livro que A defende, pois é cristão, mas não consegue provar e fala mal da religião que segue, porque acredita mas não prova. Ainda sim é cristão e se ressente do Cristianismo.

    Sério, isso não é nem burrice; é doença mental, mesmo.

    Alias nem sei porque se baseia para tentar provar que Jesus não existiu ou deus com um livro que não foi escrito por ele nem por nenhum dos seus seguidores aka apóstolos.

    Jesus escreveu um livro que apareceu 40 depois que ele morreu. Ok., fecha a conta, usuário expulso.

  • Morggana

    Não tenho como responder por aqui então terei que fazer novos posts, me desculpem!

    Stark,

    Os conhecimentos a respeito das leis que envolvem os planetas, por exemplo, já que você citou Marte, prevalecem aqui também, por isso que conseguiram mandar sondas no planeta vermelho sem nunca terem ido lá!!!
    Pelo visto seu conhecimento sobre isso beira os 0%, assim como a possibilidade de deus existir. A afirmação de que deus existe é um absolutismo (e não exceção) e é também por isso que ninguém consegue provar sua existência e muito menos a lógica de sua existência.

    NADA é 100%, entenda, significa que tudo que existe não pode ser absoluto. A única exceção seria DEUS. E como vocês não acreditam em DEUS, ela é perfeitamente válida para a sua convicção (que se resume a negar apenas).
    Eu não creio em nenhum deus e falo para o judeu, muçulmano ou árabe, qualquer um que seja. Não sou anticristão pois não acredito no gzuis bíblico e acho que os valores morais que ele prega são na maioria primitivos e infantis.
    Os romanos foram muito sanguinários, tanto quanto o exército de Josué e por incrível que pareça não há uma passagem na bíblia falando mal dos romanos e nem de Josué!!!

    Você não pode afirmar ou refutar se é deus, contudo pode procurar a lógica e as evidências sobre isso. Qual a interferência de deus com a nossa realidade? Como ele interfere?

    Os “comunistas” defenderam uma ideologia e se “fecharam” juntamente com outros países, mas você consegue ainda conversar com pessoas que lá viveram e ainda defendem tal ideologia, seus autores, etc. E também pessoas que criticam. Bem diferente de acreditar que deus existe e vai te levar para o paraíso ou inferno, ou mesmo se explodir em nome de deus.

    Se você estuda inconsistências na bíblia me responda, segundo a mesma:

    Vamos supor que minha mãe vá para o céu pois foi uma boa cristã e se arrependeu antes de morrer. Passados 100 anos eu não apareço por lá, oque ela conclui que fui para o inferno( mesmo porque sabia que iria, já que não acredito em deus). Que paraíso mais FDP é este que uma mãe que ama o filho fica feliz em saber que ele está em um lugar (infantil e tosco eu sei) como o inferno???

  • Morggana

    Imhotep,

    O homem é o criador de todos os deuses, concordo contigo.
    O pensamento humano muda drasticamente quando o cérebro sofre uma lesão ou está sob efeito de drogas, por exemplo. E do que sabemos a respeito dele e das alterações eletroquímicas que ocorrem nele é que não há nada de sobrenatural em seus sentimentos como o amor, citado por você.

    imhotep respondeu:

    @Morggana,

    Eu não acredito no sobrenatural.

    Estamos de acordo.

    O que eu digo é: Por não se poder provar não significa que não exista.

    Administrador André respondeu:

    Dragões –> Garagens.

  • imhotep

    Bem, fui considerado acéfalo por um acéfalo.

    Sabemos que pensamentos e sentimentos são reacções químicas e eléctricas.

    então eu peço a alguém inteligente pode ser o André que me prove que ama os seus pais ou filhos.

    Faça o favor de provar André já que é tão inteligente.

    E não me venha com estudos do cérebro porque isso não prova nada.

    Prove que ama os seus filhos ou seus pais se conseguir.

    Dou um exemplo: Imaginem que eu ontem cheguei a casa e fiz o jantar e comi um bom bife devia era 21:30, e estava sozinho em casa.

    Como não consigo provar que ontem ou à uma semana atrás comi um bom bife, para vocês significa que é mentira porque não posso provar.

    Não posso provar mas é verdade e qualquer um de nós já fez coisas que não pode provar mas sabem que foram feitas.

    Administrador André respondeu:

    Bem, fui considerado acéfalo por um acéfalo.

    Ele fala consigo mesmo. Interessante.

    Sabemos que pensamentos e sentimentos são reacções químicas e eléctricas.

    então eu peço a alguém inteligente pode ser o André que me prove que ama os seus pais ou filhos.

    Não os apedrejei, não mandei ninguém odiá-los, não os matei por serem desobedientes, não os joguei no mundo, não bati com uma vara, não os apresentei perante a comunidade para que fossem executados, respeito seus pontos de vista.

    Faça o favor de provar André já que é tão inteligente.

    Quer maior prova de amor do que não seguir o que manda a Bíblia?

    E não me venha com estudos do cérebro porque isso não prova nada.

    coitado.

    Prove que ama os seus filhos ou seus pais se conseguir.

    Ja fiz.

    Dou um exemplo: Imaginem que eu ontem cheguei a casa e fiz o jantar e comi um bom bife devia era 21:30, e estava sozinho em casa.

    Como não consigo provar que ontem ou à uma semana atrás comi um bom bife, para vocês significa que é mentira porque não posso provar.

    Eu tenho todo o direito de duvidar sim. Por exemplo, eu tenho um dragão invisível na minha garagem. Para vc, ele existe realmente. por que eu mentiria?

    Não posso provar mas é verdade e qualquer um de nós já fez coisas que não pode provar mas sabem que foram feitas.

    Se quiser que os outros acreditem, terá que provar, ou aguentar a dúvida.

    — Senhor Fernandinho Beira-Mar, onde o senhor estava durante a hora do crime?
    — Conversando com um ET.
    — O senhor pode provar?
    — Não, mas nem por isso deixa de ser verdade.
    — Ok.

  • imhotep

    @André

    Eu não acredito em deus nem jesus nem qualquer outra dita divindade.

    Mas também não emprenho pelos olhos ou pelos ouvidos.

    Só porque alguém diz ou que fez estudos e que é assim eu tenho que acreditar.

    Os estudos são feitos com amostras e essas amostras dão-nos um resultado que é variável.

    E digo variável porque são feitos com amostras recolhidas.

    O resultado pode ser semelhante com outras amostras mas pode ser variável-mente com outras amostras.

    O mesmo medicamento pode ter vários resultados no tratamento da mesma doença mas em pessoas diferentes.

    Administrador André respondeu:

    Eu não acredito em deus nem jesus nem qualquer outra dita divindade.

    Eu disse que sou deus. Logo, vc tem que acreditar.

    Mas também não emprenho pelos olhos ou pelos ouvidos.

    Vantagens de arrumar alguém que usa camisinha.

    Só porque alguém diz ou que fez estudos e que é assim eu tenho que acreditar.

    Os estudos são feitos com amostras e essas amostras dão-nos um resultado que é variável.

    E replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas, e replicadas até que vemos que sim, aquilo é real e verdadeiro.

    E digo variável porque são feitos com amostras recolhidas.

    Pule 10 vezes do alto de um prédio de 100 andares, sem para-quedas e vejamos o que acontece. (algo me diz que ele não replicará esta experiência)

    O resultado pode ser semelhante com outras amostras mas pode ser variável-mente com outras amostras.

    Estatística, esta desconhecida.

    O mesmo medicamento pode ter vários resultados no tratamento da mesma doença mas em pessoas diferentes.

    Tome meio litro de laxante várias vezes e me diga se em alguma dessas vezes ele tem efeito diferente.

    imhotep respondeu:

    @André,

    Para terminar, digo que em quase tudo concordo com vc.

    Só acho que devemos ter uma mente aberta.

    A prova é importante, mas quando não há prova não significa que não ocorreu.

    Quando toca ao passado seja escrito ou arqueológico temos que ter cautela porque na maior parte só ouvimos uma parte da história.

    Um exemplo: ouvimos falar de Espártaco do que fez etc…; mas o que temos é só uma parte da história que é a contada pelos romanos, mas é tida como verdadeira.

    Na parte arqueológica por exemplo no Egipto, só temos as vitórias e conquistas narradas nos hieróglifos.

    A ciência dá-nos uma datação aproximada, mas depois não sabe explicar nem provar como é que elas foram construídas por falta de meios lógicos como elas foram construídas pela datação que deram.

    O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?

    Para terminar…

    Pule 10 vezes do alto de um prédio de 100 andares, sem para-quedas e vejamos o que acontece. (algo me diz que ele não replicará esta experiência)

    Este miúdo caiu de um 4º andar, e não lhe aconteceu nada de grave.

    Se repetisse 100 vezes o feito… quantas vezes vc acha que sairia ileso como aconteceu?

    E se voltasse a mais 100 vezes acha que o resultado seria o mesmo que as primeiras 100?

    Vc não sabe, nem eu sei, mas supostamente seria diferente umas das outras.

    E com isto quero dizer que não provar não significa que não existe.

    deixo aqui o link da noticia da queda do miúdo:

    http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Braga&Concelho=Guimar%E3es&Option=Interior&content_id=1576880

    Administrador André respondeu:

    Para terminar, digo que em quase tudo concordo com vc.

    Só acho que devemos ter uma mente aberta.

    Eu estou pouco me importanto pro que vc acha ou deixa de achar.

    A prova é importante, mas quando não há prova não significa que não ocorreu.

    Então, não afirme. Afirmou, tem que provar. Meu dragão invisível mandou um beijo direto da minha garagem.

    Quando toca ao passado seja escrito ou arqueológico temos que ter cautela porque na maior parte só ouvimos uma parte da história.

    Adoro quando eles mesmos se refutam.

    Um exemplo: ouvimos falar de Espártaco do que fez etc…; mas o que temos é só uma parte da história que é a contada pelos romanos, mas é tida como verdadeira.

    Por que faz muito sentido Roma falar bem de um escravo e fazer dele um heroi.

    Na parte arqueológica por exemplo no Egipto, só temos as vitórias e conquistas narradas nos hieróglifos.

    E documentos assírios, babilônios e hititas. Vc sabe que pode-se cruzar diversas fontes, não sabe?

    Claro que não sabe.

    A ciência dá-nos uma datação aproximada, mas depois não sabe explicar nem provar como é que elas foram construídas por falta de meios lógicos como elas foram construídas pela datação que deram.

    Meios lógicos de datação por radio-isótopos? Do que este imbecil está falando?

    O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?

    Mas hein?

    Pule 10 vezes do alto de um prédio de 100 andares, sem para-quedas e vejamos o que acontece. (algo me diz que ele não replicará esta experiência)

    Este miúdo caiu de um 4º andar, e não lhe aconteceu nada de grave.

    Eu falo C-E-M andares e este energúmeno me vem com 4 andares. tsc tsc.

    JCFerranti respondeu:

    @André,
    “A ciência dá-nos uma datação aproximada, mas depois não sabe explicar nem provar como é que elas foram construídas por falta de meios lógicos como elas foram construídas pela datação que deram.

    Meios lógicos de datação por radio-isótopos? Do que este imbecil está falando?

    O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?

    Mas hein?”

    Acho, apenas acho que ele está falando de algo do tipo: A ciência já determinou a idade das pirâmides em cerca de 5000 anos, mas ainda não conseguiu determinar o modo exato como elas foram construídas.

    PS. Off topic: Pesquisar a idade das pirâmides na Internet é hilário! Só dá site de ufologia e Nova Era, negando os estudos atuais! Que merda!

    Administrador André respondeu:

    O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?

    Leia de novo.

    Acho, apenas acho que ele está falando de algo do tipo: A ciência já determinou a idade das pirâmides em cerca de 5000 anos, mas ainda não conseguiu determinar o modo exato como elas foram construídas.

    Não foi isso que ele disse. E mesmo que dissesse seria estupidez, pois SABEMOS como as pirâmides foram construídas.

    Pesquisar a idade das pirâmides na Internet é hilário! Só dá site de ufologia e Nova Era, negando os estudos atuais! Que merda!

    Já ouviu falar de periódicos científicos, universidades e cientistas, os quais vc pode mandar e-mail diretamente para gente como Zahi Hawass?

    JCFerranti respondeu:

    @André, Deu limite de respostas, então vai aqui:

    O primeiro paragrafo destacado não foi meu, foi dele, mas você deve ter percebido.

    Eu entendi dessa forma, mas relendo o texto dele:
    “O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?”
    Ele está afirmando que não haviam seres humanos quando as pirâmides foram construídas?

    PianoCat respondeu:

    @imhotep, Eu juro que a princípio pensei que se tratava de orgãos internos de animais em queda livre saindo ilesos.

    PianoCat respondeu:

    @imhotep, “O mesmo medicamento pode ter vários resultados no tratamento da mesma doença mas em pessoas diferentes.”

    Sabe por que isso acontece? Dentre outras coisas, por que a evolução é só uma simples teoria, não é 100%, não é absoluta.
    Sendo assim, as bactérias, fungos e vírus que nos infectam são sempre iguais e as medicinas são quase sempre eficazes… Que lindo esse mundo né?

    Administrador André respondeu:

    Exatamente. Tomem 1 grama de cianeto de potássio. Como a cinética química é uma teoria, nada há de se ter medo.

    JCFerranti respondeu:

    @PianoCat, @imhotep, “O mesmo medicamento pode ter vários resultados no tratamento da mesma doença mas em pessoas diferentes.”

    Sabe por que isso acontece? Dentre outras coisas, por que a evolução é só uma simples teoria, não é 100%, não é absoluta.
    Sendo assim, as bactérias, fungos e vírus que nos infectam são sempre iguais e as medicinas são quase sempre eficazes… Que lindo esse mundo né?

    A evolução é absoluta, mas não é uma simples teoria. Teoria cientifica não é teoria no popular.
    Remédios funcionam de foma diferente em pessoas diferentes para a mesma doença, porque as pessoas não tomam os remédios da mesma forma, não estão no mesmo estágio da doença e outras diferenças. Alimentação, outros remédios, fatores ambientais podem mudar os efeitos, mas para seres nos mesmo ambientes e regras, tomando corretamente os remédios o efeito é o mesmo: a cura dentro do possivel para a medicação!

    PianoCat respondeu:

    @JCFerranti, http://static.guim.co.uk/sys-images/Guardian/Pix/pictures/2010/1/19/1263942659123/SarcMark-002.jpg

    JCFerranti respondeu:

    @PianoCat, E isso seria…

  • Apocalyptica

    “O que está errado? A datação por carbono ou a impossibilidade de serem construídas por não haver meios tecnológicos e humanos na altura em que foram datadas?”

    Será que ele vai falar das pirâmides?

    JCFerranti respondeu:

    @Apocalyptica, Eu achava que sim.
    Mas agora acho que ele vai começar a falar de ETs.

    Apocalyptica respondeu:

    @Apocalyptica, Não é que o cara falou das pirâmides.
    (Quando postei, o todo-poderoso André não havia liberado o posto do JCFerranti)

  • Melarone

    Cara, conversei com Jesus ontem. Ele ta uma arara com o André…
    Disse que logo, logo vai lançar uma praga no “piu-piu” dele.
    Agora…essa galera ai que vem defende-lo, ele vai convidar para uma have do caralho no mês que vem. Muita bebida, mulher e drogas. Sabe como é, Pablo Escobar ta por lá…a coisa é da boa. Mas ele disse também que tem muita gente que comenta aqui no Cet que não precisa mais de droga, pois devem estar usando demais.

    Ps.: O Cet se tornou uma ótima fonte de informação em variados assuntos, parabéns. E ainda, como um complemente, como uma sobremesa, temos o momento humoristico que são os comentários.

    PianoCat respondeu:

    @Melarone,
    1. Você quis dizer Rave, com erre.
    2. Vc primeiro bate e depois assopra? Seu post scriptum não condiz com o comentário. Além disso, seu comentário também não condiz com o post.

  • Pluto
  • Ivani Medina

    http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/paguei-pra-ver

    Pryderi respondeu:

    Quanta bobagem junta!

    Ivani Medina respondeu:

    Por quê?

    Ivani Medina respondeu:

    Para dizer isto “Quanta bobagem junta” presumo que tenha um excelente conhecimento de história. Eis a oportunidade de mostrá-lo contestando os fundamentos do meu texto com a mesma base. Assim esta sua declaração pode ganhar moral. Vamos lá!