Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

A Ciência confirma a Bíblia que antecipou a Ciência

Antigamente era mais legal de se debater com crentes fanáticos. Eles sempre tinham alguma invenção (louca) para justificar seus argumentos. Agora, em tempos de Ctrl+C / Ctrl+V, fica fácil. Quem já era ignorante, repassa qualquer besteira e se diz o autor dela. O bom disso é que o próprio passar vergonha por escrever besteiras e passa por ladrão por se apoderar de textos que não são deles.

A principal pseudoargumentação é aquela que dizem que a Bíblia é verdadeira, pois a Ciência já confirmou muito do que tem lá no texto bíblico. Desde a formação do planeta, passando por Zoologia, Astronomia, Química, Física, Matemática, Engenharia etc., várias alegações que tudo isso foi dito na Bíblia antes dos descobrimentos oficiais mostram, no mínimo, duas coisas: 1) Total analfabetismo bíblico, já que muitas das alegações são totalmente fora de propósito ; 2) Total analfabetismo científico, já que o que a Ciência diz não confirma a Bíblia, muito pelo contrário. Afinal, o que a Bíblia diz que foi confirmada pela Ciência? Vamos ordenar.


1º Caso: Astronomia

a) A Terra e o Nada

Em um tempo que se acreditava que a Terra estava situada em cima de um grande animal ou gigante (1.500 A.C.), a Bíblia falou da posição da Terra no espaço: “O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada.” (Jó 26:7). A ciência não descobriu que a Terra não era sustentada por nada até 1650.

Para princípio de conversa, 1500 A. E. C. é uma data tão remota que não faz sentido comparar com 1650 E.C.. Em segundo lugar, este mito é um mito hindu, mas havia muitos outros. Em terceiro lugar, Tales de Mileto e Aristarco de Samos já sabiam que a Terra estava no Espaço e não era sustentada por nada. Até mesmo Ptolomeu, feroz defensor do Geocentrismo e da Astrologia, sabia que a Terra não estava ali sendo sustentada pelo "nada". Parece que o pessoal andou assistindo História Sem Fim e não a entendeu.

Peraí! Nada? Se a Bíblia estivesse certa sobre isso, deveria saber que a Terra não está "suspensa sobre o nada. Para começar, o Espaço interplanetário e interestelar não é cheio de "nada. Ainda que seja finamente disperso, temos gases, poeira etc. Até mesmo a existência de feixes de luz e energia são alguma coisa e a Terra não está sendo "sustentada" e sim descrevendo órbita ao redor do Sol por causa da força gravitacional. Não é muita coisa influenciando a Terra para ser tido como "nada"?

Para PIORAR, a citação está errada. No Bíblia Online vemos o capítulo inteiro.

Sim, Jó tá passando "um pito" em Deus. E temos outro problema, o versículo 11:

As colunas do céu tremem, e se espantam da sua ameaça.

Mas se alegarem que é linguagem figurada, teremos que assumir que todo o livro é linguagem figurada. Se assumirmos o texto como predição da verdade, resta a pergunta: onde estão os pilares, pilastras ou colunas que seguram o céu?

b) A Terra e seu formato

As Escrituras nos dizem que a Terra é redonda: “Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra” (Isaías 40:22). A palavra traduzida como “círculo” aqui é a palavra em hebraico chuwg, que também pode ser traduzida como “circuito” ou “bússola” (dependendo do contexto). Ou seja, ela indica algo esférico, arredondado ou arqueado – não algo que é plano ou quadrado. O livro de Isaías foi escrito aproximadamente entre 740 e 680 anos A.C. São pelo menos 300 anos antes de Aristóteles sugerir, em seu livro Sobre os Céus, que a Terra talvez fosse uma esfera. Dois mil anos depois (num tempo em que a ciência acreditava que a Terra fosse plana) as Escrituras inspiraram Cristóvão Colombo a navegar ao redor do mundo.

Circuito ou BÚSSOLA? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAH

Filhos, a hebreuzada nunca criou máquina nenhuma. Procurem na Torah ou algum outro escrito semítico da época de Josias. O que eles já tinham já havia sido inventado e, o tosco que traduziu isso vem com "bússola"? Ah, mas eu sei de onde tiraram isso. Do strong da palavra "chuwg"

rom ‘chuwg’ (2328); a circle:–circle, circuit, compass.

Maravilhoso, mas o tosquinho que traduziu isso com aquele mjinidicionário inglês-português que deram no curseco de esquina não sabe ler um Merrian-Webster que diz:

Full Definition of COMPASS

1

a : boundary, circumference <within the compass of the city walls>

b :  a circumscribed space <within the narrow compass of 21 pages — V. L. Parrington>

c : range, scope <the compass of my voice>

2

:  a curved or roundabout course <a compass of seven days’ journey — 2 Kings 3:9(Authorized Version)>

Curiosamente, Merrian-Webster menciona o segundo livro de Reis. hehehe

O mais lamentável é a desculpa ridícula que chwg representa círculo, circunferência, circuito e espaço circunscrito, mas também representa esfera, arcos e algo arredondado. Bem, vejamos:

É. Igualzinho.

Mas tem um outro detalhe: chama-se "versículo inteiro", como vemos no Bíblia Online novamente:

Isaías 40:22 — Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar.

Esse versículo é um tiro no pé total. Primeiro, ele diz “círculo da Terra”, quando a Terra deveria ser referenciada como uma esfera, que é um objeto tridimensional, e não um círculo, que é um afigura bidimensional. A bem da verdade, a Terra não é nem mesmo uma esférica, segundo imagens de satélites, mas vamos considerar como uma circunferência só para facilitar. Terceiro, esta sentença é tão clara em dar a ideia de uma figura bidimensional que ele fala que os céus são “como uma cortina”. Como uma cortina abraçaria um objeto tridimensional?, Diz que se desenrola como uma tenda, mas uma tenda só cobre o teto! Não, não. Este versículo deixa claro a visão hebreia que a Terra era chata feito pizza.

c) As incontáveis estrelas

Cerca do ano 610 A. C., o escritor inspirado Jeremias escreveu: “Assim como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo, e os levitas, que ministram diante de mim (Jer.33:22).”

A Versão de Douay diz: "Como não se pode contar as estrelas do céu, nem medir-se a areia do mar."

Assim no 7º século A. C. a inspiração ensinava que as estrelas são inumeráveis. É impossível contá-las assim como é impossível contar a areia das praias.

Eu olho pro céu e, apontando, tento contar as estrelas. Por favor, tentem. Ou será que é preciso um livro escrito na Idade do Bronze tardia para entender que não dá? Curiosamente, a Bíblia não fala de planetas, galáxias etc. Curiosamente, ela não fala da órbita de Marte; aliás, nem deu nome a estrela nenhuma. Uau, não dá pra contar estrelas. Deus existe!

Enquanto isso, gregos mapearam os céus, arranjaram as estrelas em constelações, mediam o tempo etc., assim como egípcios e babilônios, mais uma vez, estudaram astronomia e seus estudos em muitos casos não foram corrigidos até hoje. Rá > Jeová.


2º Caso: Geografia

a) Correntes marinhas?

Mathew Maury (1806 – 1873) é considerado o pai da oceanografia também chamada de oceanologia. Ele percebeu a expressão “veredas dos mares” em Salmos 8:8 ( escrito 2.800 anos antes) e disse, “Se Deus disse que há veredas no mar, eu vou encontrá-las”. Maury então acreditou literalmente no que Deus disse e foi procurar essas veredas, e nós devemos muito a sua descoberta das correntes continentais quente e fria. O seu livro sobre oceanografia permanece um texto básico sobre o assunto e ainda é usado em universidades.

Primeiro, Maury disse isso? Eu não sei qual é a fonte, que o cópia/cola deve ter tirado do reto. Segundo, o capítulo em questão diz:

Salmos 8:6-8 — Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés: Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo, as aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares.

Isso significa que aves viajam pelas correntes marinhas? Não, é apenas um poema. Não vi nenhuma lição científica aí, ou tentarão dizer: a Bíblia já falava de aves e animais. EEEE!

Só que o autor deste besteirol não sabe que em 1513, Juan Ponce de Leon descreveu a corrente do golfo, o mesmo que teve um mapa detalhado por Benjamin Franklin, em 1769 (37 anos antes do nascimento de Maury). Mesmo que Maury tenha produzido muitos mapas de correntes oceânicas, fica claro que a existência das correntes era conhecida bem antes de seu tempo e é altamente improvável Maury não esta consciente disso. E mesmo assim ainda temos que acreditar que ele se baseou numa expressão tola como "veredas dos mares".

b) Ciclo da Água

As Escrituras nos informam “Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.” (Eclesiastes 1:7). Essa frase parece não ser profunda. Mas quando é considerada com outras passagens bíblicas, ela torna-se mais fantástica. Por exemplo, o rio Mississipi despeja aproximadamente 518 bilhões de galões de litros de água a cada 24 horas no Golfo do México. Para onde vai toda essa água? E esse é só um entre milhares de rios. A resposta está no ciclo hidrológico, tão bem explicado na Bíblia.

Eclesiastes 11:3 diz que “Estando as nuvens cheias, derramam a chuva sobre a terra”. Olhe para as palavras resumidas da Bíblia em Amós 9:6 "Ele … o que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra”.

A idéia de um ciclo completo da água só foi compreendido pelos cientistas no século dezessete. Entretanto, dois mil anos antes das descobertas de Pierre Perrault, Edme Mariotte, Edmund Halley, e outros, as Escrituras mencionaram claramente um ciclo da água.

Vamos por partes. "Todos os rios vão pro mar". JURA? Quer dizer que ninguém que morou perto de um rio ou mar viu isso, precisou uma hebreuzada no meio da Palestina ver isso? Estranho, posto que babilônios, assírios, hititas e, claro,egípcios moravam perto de rios e da costa de mares, E ELES NÃO VIRAM ISSO? Nem poderiam, posto que (e escreverei de forma bem didática):

NEM TODOS OS RIOS VÃO PRO MAR, SUA MULA!

Duvidam?

Qualquer criança de Ensino Fundamental 1 sabe que o rio Solimões, ao se encontrar com o rio Negro, passa a se chamar rio Amazonas. O rio Negro NÃO VAI até o mar, apedeutas. Nem ele nem os demais afluentes do rio Amazonas. Olhem aí na imagem acima, vejam quantos rios NÃO VÃO até o mar. Mas a Bíblia diz "todos". "Todos" significa "todos"; ou será que na filologia crental "todos" significa "bem, não só todos, todos"?

E nem todos os rios vão pro mar. A desculpa a ser usada é qual?

c) Fogo no rabo

A crosta da Terra está assentada sobre um fogo interior (Jó 28:5)

Eu pensei que vulcões expeliam lava, agora é fogo.

Não existe fogo no interior da Terra. Duvida? Consulte qualquer livro de Ensino Fundamental. Simples! Próxima?

d) Rocha que aparece

Esta crosta saiu das águas, sob as quais esteve muito tempo (Gênesis 1:9)

Já existia rocha milhões de anos antes da água sequer aparecer por aqui, e esta provavelmente veio de algum cometa. Gênesis falhou, mas não para a mente fanática!

d) As leis meteorológicas

A Bíblia descreveu um “ciclo” de correntes de ar dois mil anos antes de os cientistas descobrirem: “O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos.” (Eclesiastes 1:6). Nós sabemos agora que o ar ao redor da Terra gira em gigantescos círculos, no sentido horário em um hemisfério e no sentido anti-horário no outro hemisfério.

Novamente, chegou atrasada. Tales de Mileto não só observava correntes eólicas como previu uma excelente safra de azeitonas. Ele nunca foi bem visto porque era pobre e acharam estranho aquele zé mané sair comprando várias prensas, se endividando. Imagino até que fizeram um preço camarada, ja que ele ia se ferrar mesmo. Infelizmente para esse pessoal, as previsões dele estavam certas e houve uma bela superprodução de azeitonas e só ele tinha as prensas, as quais arrendou e ganhou uma boa grana. Pagou pelas prensas e ainda meteu uma grana preta no bolso.

Tales de Mileto provou 3 coisas:

1) A Bíblia fala o óbvio e nunca faz nada que preste.

2) Mostrou que a Ciência pode servir de profissão.

3) Inventou o dumping e mostrou que o Capitalismo já funcionava na Grécia Antiga.

E se pegarmos o versículo anterior, leremos: "Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu".

Mas não era a Terra que girava ao redor do Sol?


3º Caso: Física

a) Termodinâmica, sempre ela

Três lugares diferentes na Bíblia (Isaías 51:6; Salmos 102:25,26; e Hebreus 1:11) indicam que a Terra está se deteriorando. Isso é o que a Segunda Lei da Termodinâmica (a lei da entropia crescente) afirma: que em todos os processos físicos, todo sistema ordenado ao longo do tempo tende a se tornar mais desordenado. Tudo está se desgastando e deteriorando à medida que a energia está se tornando cada vez mais escassa. Isso significa que o Universo irá se deteriorar ao ponto que (em tese) haverá uma “morte da energia térmica” e portanto não haverá mais energia disponível para o uso. Isso só foi descoberto pela ciência recentemente, mas a Bíblia afirma isso de forma concisa.

A Bíblia afirma isso de forma concisa, sendo que Entropia NÃO É desorganização de nada. A Segunda Lei da Termodinâmica simplesmente diz que nenhum trabalho pode ter 100% de eficiência. Bem, nenhum é nenhum, e isso inclui o próprio Deus. Até agora ninguém viu nada perfeitinho e imutável, logo, Deus é incompetente.

Aliás,o que é um sistema ordenado? Aquilo que achamos bonito? Sim, porque a Natureza existe para nos agradar. Mas se é assim, porque os cristais de neve são bonitos? Não era para serem toscos e desordenados? Ah, mas os cristais de neve provam que a Bíblia está certa, mesmo quando é dito que a Bíblia fala que as coisas caminhos para a desordenação.

Se você é um maníaco e fanático religioso, tudo isso faz muito sentido.

Hebreus 1:1 – Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho.

Isaías 51:5-6 – Perto está a minha justiça, vem saindo a minha salvação, e os meus braços julgarão os povos; as ilhas me aguardarão, e no meu braço esperarão.
Levantai os vossos olhos para os céus, e olhai para a terra em baixo, porque os céus desaparecerão como a fumaça, e a terra se envelhecerá como roupa, e os seus moradores morrerão semelhantemente; porém a minha salvação durará para sempre, e a minha justiça não será abolida. (sim, coloquei o versículo anterior para vocês verem o significado real da citação)

Salmos 102:25-26 – Desde a antiguidade fundaste a terra, e os céus são obra das tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; todos eles se envelhecerão como um vestido; como roupa os mudarás, e ficarão mudados. (Deus vive mais que humanos. Física pura!)

Para a mente religiosa, isso prova muito as leis da Termodinâmica. Físicos caem na gargalhada. Notem que eu coloquei Hebreus primeiro, afinal, não é do Velho Testamento e com ele fora de lugar, a profecia parece soar sem nexo. Aliás, soa o que realmente é.

b) Termodinâmica de novo

As Escrituras dizem, “Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados.” (Gênesis 2:1). O original em hebraico usa o particípio para indicar que uma ação completada no passado nunca mais iria acontecer. A criação foi “acabada” de uma vez por todas. Isso é exatamente o que a primeira lei da termodinâmica diz. Essa lei (chamada geralmente de lei da conservação da energia ou massa) afirma que nem a massa nem a energia podem ser criadas ou destruídas.

Foi por causa dessa lei que a teoria do “Estado-imutável” ou “Criação contínua” foi desconsiderada. Hoyle dizia que em alguns pontos do universo chamados “irtrons”, a matéria ou a energia estava sendo criada constantemente. Mas, a primeira lei da termodinâmica afirma exatamente o contrário. Realmente não há “criação” ocorrendo hoje em dia. Tudo está “acabado” exatamente como a Bíblia diz.

Ok, quando algo é criado não é criado de novo. Meu pedreiro construiu a minha casa. Logo, meu pedreiro prova que a Bíblia está certa. Mesmo que eu desmorone a casa, não será construída a mesma casa. Um médico faz o parto de uma mulher. Se deus não existisse a mulher daria à luz a mesma criança várias e várias vezes. Sim, faz muito sentido. Ademais, há teorias que o Universo segue ciclos, como é dito no Hinduísmo. Logo, o Budismo, religião mais antiga que o cristianismo, está certo e Shiva é o Supremo Deus. Provem o contrário.

Por fim, uma pergunta. Se os redatores da Bíblia já conheciam as Leis da Termodinâmica (ok, vamos fingir que conheciam), então por que os hebreus não inventaram máquinas a vapor?

Mas Heron de Alexandria fez. 😉

c) A Bíblia e as ondas de rádio

Deus fez a Jó uma pergunta muito estranha em 1.500 a.C. Ele perguntou: “Ou mandarás aos raios para que saiam, e te digam: Eis-nos aqui?” (Jó 38:35). Isso parece ser uma afirmação cientificamente ridícula – que a luz pode ser enviada, e depois se manifestar em fala. Mas você sabia que toda radiação eletromagnética, de ondas de rádio ao raio-X, viaja na velocidade da luz? É por isso que você fazer uma comunicação instantânea sem fio com alguém do outro lado do mundo. O fato de que a luz podia ser enviada e depois se manifestar em fala não foi descoberto pela ciência até 1846 ( 3.300 anos depois) , quando “o cientista britânico James Clerk Maxwell sugeriu que a eletricidade e as ondas leves eram duas formas da mesma coisa” (Modern Century Illustrated Encyclopedia).

Sim, raios. O que seria isso para alguém do século 7 AEC (e não 1500 anos AEC)? Sei lá, talvez… isto:

Claro, ninguém jamais viu isso antes de Maxwell.

d) A Bíblia e a dimensões de um navio

Em Gênesis 6, Deus revelou a Noé as dimensões da arca de 42 milhões de litros cúbicos que ele deveria construir. Em 1609 em Hoor na Holanda, um navio foi construído de acordo com essas medidas (30:5:3), revolucionando a construção de navios. Por volta do ano 1900 todos os grandes navios nos oceanos tinham aproximadamente a mesmas proporções da arca (confirmado pelo “Registro de Navio de Lloyd” no Almanaque Mundial).

Olhem, eu não vou nem questionar as dimensões dos navios (já que cada navio possui configurações que mudarão conforme seu uso, e isso acontecia com galeões de carga, combate ou de veraneio dos potentados). Vou entrar na brincadeira e aceitar que isso é verdade. Só faço UM pedido: tentem colocar todas as espécies de animais dentro de um desses navios, sim? Noé conseguiu. hehehe

("milhões de LITROS CÚBICOS". Interessante.)

e) A Bíblia e universo subatômico

Só há pouco tempo atrás, a ciência descobriu que tudo que nós vemos é composto de coisas que não conseguimos ver – átomos. Em Hebreus 11:3, escrito há 2000 anos atrás, a Escrituras nos dizem que “aquilo que se vê não foi feito do que é aparente”.

I beg your pardon. Pouco tempo? Demócrito e Leucipo já falavam sobre átomos. E o que Hebreus diz?

Hebreus 11:1-3 – Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem. Porque por ela os antigos alcançaram testemunho. Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

Hebreus está falando DA PALAVRA DE DEUS, não de átomos, prótons, nêutrons, elétrons, quarks ou do Bóson de Higgs.

A brutal desonestidade dos religiosos fanáticos é tão absurda que eles modificam na cara de pau os versículos de seu livro religioso. Então, quando o debate for sobre fé, MAGICAMENTE, eles citarão Hebreus cap. 11 para provar que a palavra de Deus pode mudar as coisas.

Ficamos entendidos que a Bíblia não CRIOU NADA que a Ciência descobriu depois? Puro senso comum, quando muito. Mas e sobre as BESTEIRAS que a Bíblia falou em termos de conhecimento?

É o que veremos na próxima página.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pages: 1 2

  • Pingback: Vereadora de Curitiba diz que Bíblia e científica e deve ser ensinada em colégios » Ceticismo.net()

  • Renato Vital

    O que é mais corriqueiro nos cristãos é querer justificar uma coisa pela outra, sem fundamento nenhum e sob ameaças. Tudo aquilo que discordamos e questionamos, são sempre respondidos de forma ameaçadora e cruel. Eu ia pedir para os editores do site fazer uma matéria sobre as ondas do rádio e aquilo que não podemos ver a olho nu quando o assunto é abordado pelos cristãos, mas acho que esse artigo já me esclarece bastante coisa. Mesmo assim, fica a dica.

  • Bruno Neto Silva

    Lembro TB de um versículo de jó que falava de neve e os criacionistas interpretaram como era do gelo. Kkk. E 2pedro3:7 que está falando de julgamento e eles interpretaram como sendo a lei da conservação das massas. Kkk.

  • Filipe Bello

    Cristãos acham que interpretar a “briba” é pegar os versículos e modificar seu sentido para que se pareçam verossímeis.
    Como os tais gafanhotos do apocalipse como sendo tanques de guerra…

  • Ivan

    Pior que este povo é tão cego e tão fanático que não há cristo que faça eles abrirem uma simples apostila de história ou geografia para entender que estão crendo em uma imensa mentira.

  • Se algo é antigo não deve ser levado em conta? Então não deveríamos descartar todos
    os conhecimentos angariados ao longo do tempo através da história, arqueologia,
    paleontologia, geologia e etc.?

    Mas é exatamente isso o que a Ciência faz: descarta teorias que não servem mais por terem se mostrado erradas. Ou vc ainda acreditar que camisas velhas se transformam em ratos?

    Ah, bem, você é daqueles que acredita em cobras falantes

    Depois você afirma que o relato bíblico é oriundo de um mito hindu, porém, não apresenta nenhuma explicação sobre qual mito você se refere

    Pode escolher: http://sacred-texts.com/hin/index.htm

    🙂

    Mesmo assumindo que esta relação fosse verdadeira, isto não explica como homens tão primitivos poderiam saber sobre este fato sem o apoio da ciência moderna

    Saber o que? Que a Terra está suspensa sobre o nada? Mas ela não está, meu caro analfabeto funcional.

    Sua hermenêutica deixa evidente que você é um leigo no que diz respeito à exegese e a baixa crítica. A mera afirmação que o termo hebraico “chuwg” pode ser traduzido como bússola nada tem haver com a invenção deste artefato

    Isso eu sei. Foi o que eu escrevi, mas seu analfabetismo funcional impediu-o de entender. Pegar uma tradução isolada não implica que ela seja exatamente aquilo, quando há outras traduções.

    Sua argumentação é tão carente de coerência que não merece comentário.

    Por isso vc está desconstruindo-o, certo? Não, não está “mimimi sua argumentação é ruim”. Não me disse nada até agora. Apenas bravatas.

    Vários conceitos que são comuns em nossos dias como, por exemplo, os da trigonometria e da geometria como você cita sequer eram conhecidos na época e, é óbvio, que o texto não tinha a intenção de alcançar este nível de detalhe.

    Primeiro, caro ignorante, não é trigonometria, é geometria. E gregos já estavam dominando isso há tempos. A Bíblia foi escrita no século 6 AEC. Egípcios, babilônios, hititas e assírios já dominavam matemática mais avançada que isso há séculos. Vai estudar.

    Em Apocalipse 8:8, por exemplo, João cita que viu “…como que grande montanha ardendo em chamas que foi atirada no mar…” Para nós, esta definição se encaixa com a descrição de um meteoro

    Irrelevante. Um círculo é um círculo, ua circunferência já era chamada de circunferência.

    E “meteoro” é um nome grego criado há séculos. Gregos >>>>>>> hebreus toscos

    Quando a bíblia afirma que Deus guarda o seus filhos debaixo de suas asas isto por acaso quer dizer que Ele tem a aparência de uma ave ou que teria penas?

    Quando a Bíblia fala que Jesus era filho de Deus, talvez signifique que
    1) Ele não era exatamente filho de deus
    2) Deus é apenas uma ideia de algo bom
    3) Paraíso é Nova York.

    Assim é mole, quando eu quero dar o sentido que eu quero, né?

    Se a bíblia tivesse dizendo
    que o céu é azul você, certamente argumentaria que a bíblia estava errada porque
    o céu, de fato, não é azul

    Vamos analisar a argumentação crental: “A Bíblia diz que o céu é azul. O céu é azul. EEEEEEEEEEEE!!! Mais uma vez a Bíblia está certa e Jesus vem pra nos salvar. YUHUUUU”

    . De resto, percebo que você tem o
    péssimo hábito de interpretar literalmente textos poéticos e figurativos

    Belo festival de apelo à autoridade “muitos cientistas eram cristãos”. Grandes merdas. Fenícios já sabiam de correntes marinhas, todo mundo sabia sobre correntes marinhas, mas o pessoal cristão da Europa tem que ser o descobridor de tudo, né?

    E sim, claro que temos que levar a Bíblia ao pé da letra. Ela fala pra não ir além do texto. Ou então, vamos levar em conta que seu deus é uma figura de linguagem também, Jesus não fe nada a não ser num relato poético, sem vínculo nenhum com a realidade.

    Aqui vemos mais uma vez sua dificuldade interpretativa. Você usa um
    conceito moderno de rio para tentar desmentir um texto antigo.

    Então a Bíblia errou. Mas Tales de Mileto acertou. Adivinhe quem é mais antigo?

    Dizem equivocadamente que baseado
    neste texto concebeu a teoria do geocentrismo, porém a narrativa do episódio não
    é uma afirmação científica.

    Ué. Quem fala que é científico são os crentes retardados, não as pessoas sãs.

    Recentemente, a arqueologia encontrou as ruínas destas cidades sepultadas
    baixo de grossas camadas de cinzas e enxofre o que comprova a narrativa bíblica.

    Interessante. A arqueologia achou a cidade de Tróia, que como diz a Ilíada, tinha sido construída por Posseidon, como castigo imposto por Zeus. Conclusão: Posseidon e Zeus existem.

    E não, não tem nenhum fogo por baixo da Terra.

    ua afirmação de que já existiam as rochas antes de existir água, que
    também, é uma teoria, não desmente o fato de a terra ter saído das águas
    posteriormente que, inclusive, é assim descrito na teoria da formação da terra.

    Qualquer livro de Ciências de 6º ano mostra que vc está meio enganado, amiguinho. Tenta se matricular num colégio.

    Porque se é tão óbvia a existência de um ciclo dos ventos então não seria necessário que isto fosse ensinado nas escolas!

    Se é tão óbvio que Deus existe, não precisaríamos de religião. 🙂

    TODOS acreditavam nesta teoria até a descoberta Copérnico.

    Aristarco de Samos já tinha demonstrado que a Terra girava ao redor do Sol. Regiomontanos, na Idade Média, argumentou a mesma coisa. E Copérnico roubou os trabalhos de Al-Tusi (que nem de longe era cristão). Já falei para estudar.

    A energia total do Universo tende a se tornar cada vez mais desordenada e, por consequência,

    É mesmo? Não é o que meus livros de Física dizem. Aliás, essa nem é a primeira lei da termodinâmica

    Por isso alguns cientistas propuseram teorias como “big crunch” prevendo as consequências
    destes fatos.

    Nope. Big Crunch é a teoria que implica não da desorganização, mas da perda de expansão. Aliás, esta teoria está sendo posta de lado aos poucos. Sinto muito em ter que lhe dizer.

    Por isso, a afirmação bíblica de que a terra o próprio céu, isto
    o universo, desgastariam

    Ver erosão acontecendo é algo facilmente observável. Nenhum poder superior. Seu deus não poderia ter dito coisas como, sei lá, como produzir cimento, ligas metálicas etc? Nem aço os hebreus sabiam fazer.

    Mas fica uma pergunta: quando vc não quer, a bíblia é um texto alegórico, poético etc. Qdo lhe convém, retrata a verdade. Bem típico de religiosos: ignorância, arrogância e covardia ao fugir das questões.

  • Você não refutou nenhuma das minhas contra argumentações. Você apenas desviou do assunto sendo arrogante e desrespeitoso e fazendo perguntas e afirmações descontextualizadas e desconexas.

    Eu refuto ponto-a-ponto. Se vc não quer aceitar, é outra história.

    Reitero que suas contra argumentações não seguem uma linha lógica e coerente além carecem de fundamentação argumentativa e comprobatória vamos aos fatos:

    Como se eu ligasse pros seus esperneios. Você só posta aqui para divertimento geral.

    O que desqualifica uma proposição é verificação da falsidade de seu conteúdo e não o tempo;

    Entendi. Se eu escrever uma tese explicando HOJE que as hélices do DFNA são duplas, eu ganharei o prêmio Nobel, embora tenha sido descoberto na década de 1950, certo? Não, péra! Farei um avião e irei exigir ser reconhecido como o inventor dele.

    Não existe nenhuma evidência de que qualquer trecho da bíblia tenha tido origem em mitos hindus ou em qualquer outro mito.

    Chama-se “análise textual”. Sim, existe.

    Você não conseguiu dar nenhuma explicação plausível para defender esta posição; O simples fato de existir um relato que se assemelha não é conclusivo para confirmação de plágio.

    Pegue o relato de Inana. Curiosamente, é IDÊNTICO ao do mitológico Jesus. COm a diferença que o mito babilônio vem 500 anos antes. Aliás, na própria Bíblia tem plágio. Moisés é salvo de um massacre de inoncentes. Jesus é salvo de um massacre de inocentes. Coincidência? Don’t think so., e isso é apontado por vários estudiosos. J. P. Meier, John Dominic Crossan, Geza Vermes, Harold Bloom, Karen Armstrong e outros.

    O conceito do “nada” do antigo povo hebreu se encaixa perfeitamente na descrição do espaço sideral do ponto de observacional.

    Prove. 🙂

    Me mostra os grandes trabalhos científicos dos hebreus. Ops, não tem nenhum, né? Que pena.

    Deste ponto de vista, qualquer definição científica moderna do “nada” é indiferente pois do ponto de vista visual o vácuo quântico e o vácuo absoluto, por exemplo,
    são a mesma coisa. Jó não está fazendo uma declaração científica mas sim uma declaração do ponto de vista fenomenológico e, neste sentido, ele está correto.

    Então, vc está confirmando a tese que a Bíblia não é parâmetro científico? Obrigado por DESTRUIR a própria argumentação. 😀

    Seu questionamento não condiz com a realidade nenhum especialista em textos antigos ou historiador concordaria com a seu posicionamento incluindo os não cristãos. Basta para isto, citar apenas alguns dos escritos dos historiadores Flávio Josefo, Tácito, Seutônio e Plínio para chegar a esta conclusão;

    Me mostre os trabalhos deles que mencionam esse casos dos círculos, por gentileza. 🙂

    Vou dar uma pista: Josefo NUNCA escreveu sobre isso. Tácito? Todas as obras dele estão perdidas, muito mal savou-se Anais, e este é desacreditado, uetênio? Hummm, também n]ão. E Plínio? Plínio relatou O QUE dos hebreus do s´[eculo VI AEC?

    Você me chama de analfabeto funcional e tenta comparar a concordância exaustiva Strong com o dicionário Merrian-Webster?

    Sim, meu caro ignorante. É que vc é animalzinho e não entendeu a crítica, que se baseia em pegar apenas um significado, excluindo os demais, apenas para dar sentido ao que se quer. Mas vc é burro demais para ter entendido isso.

    Sua afirmação da noção da terra pelos antigos hebreus é pessoal não conta com o apoio da tradição judaica (vide o torah e a talmude);

    Bília e Talmude são escritos científicos agora? Você mesmo falou que nãoera.

    Você não tem base nenhuma para fazer esta afirmação. Os eventos do êxodo judaico e a conquista da Canaã são fatos históricos comprovados não só pela literatura bíblica com por fontes externas egípcias e cananeias inclusive com descobertas arqueológicas que colocam Ramsés II no episódio do êxodo.

    Israel Finkelstein, diretor do Departamento de Arqueologia da Universidade de Tel-Aviv, especializado em arqueologia bíblia discorda com veemência. Não há UM ÚNICO egiptologista que afirme que egípcios tinham escravos (não só hebreus, mas de qq outra nação) lá. Pelo contrário. As pessoas iam trabalhar no Egito nas épocas de baixa estiagem, pq o Nilo já garantia abastecimento de água e terrenos férteis. Para de ver pseudo-documentário do Simcha Jacobovitz e leia livros de verdade.

    Qualquer historiador cristão ou não com raríssimas exceções situam estes eventos entre 1446 a 1400 A.C. O que demonstra o desvaneio da sua afirmação.

    F-O-N-T-E?????

    Você me chama de ignorante por citar trigonometria juntamente com geometria ao me referir aos conceitos científicos modernos? Presumo que você não esteja familiarizado com as aplicações dos conceitos trigonométricos em vários ramos de conhecimento humano como na astronomia, na navegação, teoria musical, óptica, eletrônica, biologia, entre muitos outros.

    Irrelevante. Círculos são estudados em geometria. Quero ver uma bactéria ser estudada com senos e cossenos. Me mostre 🙂

    Comparar o conhecimento que os povos antigos tinha sobre matemática e outras áreas da ciência é um exagero até para você.

    <b<Gregos discordam.

    a) Eu distorço o sentido do texto para se adequar ao que eu quero; b) A bíblia deve ser interpretada ao “pé” da letra; c) Que nos meus argumentos apelo à autoridade; d) E que minhas afirmações são baseadas na bíblia; e) Você tenta desacreditar da veracidade da arqueologia usando a descoberta de Tróia; f) Você diz que o Big Crunch não tem relação com a entropia do universo;

    Eu menti?

    a) Diferente do que você, estou seguindo as normas da linha portuguesa de interpretação de acordo com o tipo e gênero do texto levando em consideração recursos linguísticos, expressões idiomáticas, contexto e etc.

    Deveria ter estudado História, Arqueologia, Ciência em geral etc.

    Quando você tenta interpretar de maneira literal o livro de Jó ou Eclesiástico que são livros do gênero poético está cometendo um erro de interpretativo. O fato de você não saber ou ignorar este fato deixa clara que você não sabe tanto quanto acha;

    A Bíblia que falou para não ir além do texto. A Bíblia mentiu?

    A bíblia deve ser levada ao “pé” da letra onde isto for adequado de acordo com o tipo de texto. Isto não inclui toda a bíblia.

    Me diga a parte em que a Bíblia diz “gente, olha só, isso aqui é literal, isso aqui não é”.

    Não fiz nenhum apelo a autoridade quando citei alguns cientistas cristãos. Eu estava apenas contra argumentando a sua ideia de que todos os cristãos são ignorantes devido a sua crença

    Nem todo cristão é ignorante. Só os que insistem em afirmar a integral veracidade da Bíblia.

    Você, por exemplo.

    Em nenhum momento fiz qualquer apelo autoridade bíblica ou a usei como base das minhas conclusões. Apenas faço comparação com o que a fatos cientistas e o que a bíblia já afirmava a séculos.

    Ah, sim. A Bíblia que fala de cobras falantes e que a Lua tem luz própria, além de insetos terem 4 patas, coelhos ruminarem, o Sol surgir depois das plantas etc.

    Sua linha de raciocínio é inconsistente. Ninguém está fazendo qualquer afirmação acerca da existência de Deus aqui além de você.

    Então Deus não existe?

    A descoberta da cidade de Tróia não tira o crédito de nenhuma outra descoberta arqueológica só prova que a descrição dela na Ilíada é em parte verdadeira

    Então as muralhas de Tróia foram construídas por Posseidon, certo?

    mas, não é suficiente para afirmar que todo o conteúdo do poema de Homero é verdadeiro nem mesmo comprova a veracidade de todas as descrições acerca da cidade. É uma comparação infantil.

    Estou provando que UMA citação real não faz todo o texto ser verídico. Havia um Egito: Fato. Havia escravos hebreus no Egito: mentira. Roma dominava a província da IUDEA: fato. Criminosos eram libertados na Pessach: mentira. Havia um reino caananita: Fato. O SOl parou no céu: mentira. Havia povos semíticos: fato. Houve campanhas israelitas: mentira. Houve um chefge tribal chamado Davi: fato. Houve um grande reino de Israel: mentira. Huve reis no Egito: fato. Eles eram chamados de “faraós”: mentira.

    Como você parece entender do assunto, acredito que você não tenha entendido meu argumento. Fatos: Em termodinâmica, entropia é a medida de desordem das partículas em um sistema físico.

    Não, não é.

    A entropia do universo está aumentando com o passar do tempo;

    Er… não?

    A entropia do universo aumenta com sua expansão;

    Não.

    Dado estes fatos da ciência não entendi sua afirmação. Não existe relação nenhuma com a expansão do universo e o aumento da entropia deste? Existe alguma comprovação de que a energia do universo não está se desorganizando? Se energia do universo não tende a ficar mais desorganizada então não existe aumento na entropia do universo não acha?

    O Universao está se expandido. É fato, mas Entropia não é desorganização de um sistema. É apenas uma formula matemática que retrata estados. O concveito “organização” é seu e apenas seu. Aprenda aqui: http://ceticismo.net/ciencia-tecnologia/a-termodinamica/

    Claro que você não vai ler.

    Se você me mostrar ao menos um estudo que comprove que energia do espaço não esta se desorganizando… aí então eu vou concordar com você.

    Concordar, não vai, mas vamos aos loinks, se o de cima não serviu (não que vc tenha lido ou sequer lerá os que viera agora:

    http://www.rationality.net/entropy.htm
    http://www.nmsea.org/Curriculum/Primer/what_is_entropy.htm
    http://web.mit.edu/16.unified/www/SPRING/propulsion/notes/node50.html
    http://entropysite.oxy.edu/entropy_isnot_disorder.html
    http://pespmc1.vub.ac.be/entrther.html
    http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/ed079p187?journalCode=jceda8
    http://www2.ucdsb.on.ca/tiss/stretton/CHEM2/entropy_new_1.htm
    http://www.asa3.org/ASA/education/origins/thermo.htm
    http://www.tim-thompson.com/entropy1.html

    Chega?

    Por último, minha citação do big crunch foi apenas mais um argumenta em favor da entropia do universo que, em tese comprova, que a o universo e a terra tiveram um começo e, ao menos teoricamente, terão um fim.

    Não necessariamente.

    Não afirmei que esta teoria esta é correta ou não. Eu poderia ter citado qualquer outra como big freeze ou o big rip com o mesmo propósito que não mudaria o fato de que a bíblia já afirmava que o universo teve um início e terá um fim.

    Argumentum ad Leão-da-Montanha. Saída pela esqueeeeeeeeeeeeeerda

    Na minha última argumentação, eu gostaria de dizer que a maneira com que você trata os religiosos só demonstra que sua revolta tem um cunho pessoal.

    Começou a choradeira…

    Você não tem motivo nenhum para agir de maneira tão hostil comigo até porque você não me conhece e não fiz em nenhum momento um ataque pessoal a você apenas defendi um ponto de vista alternativo e que o ateísmo cego que você está adotando também tem suas inconsistências.

    Eu disse que era teu? Ah, sim. Eu não acredito no SEU deus. Bem, o pessoal do Camdomblé que vocês tanto odeiam também não. Eu nunca apdrejei ninguém, mas você foi em alguma igreja perguntar se o pessoal tem problemas pessoais para atacar os outros? Nãom, né? Você é só mais um hipócrita.

    Concorde você ou não nossa discordância é no campo das ideias não na vida pessoal.

    Falou o seguidor da religião que mais matou em todo mundo.

    De modo generalizado você trata todos os cristãos como inimigos e isso fica claro na desproporcionalidade e agressividade das suas respostas.

    Não, na verdade eu trato assim qualquer gente tosca, seja cristão, muçulmano, indiano, judeu ou mesmo ateus.

    Seja lá o que tenham feito com você está na hora de você seguir adiante.

    Falou o seguidor da religião que ataca homossexuais, tem bancadas no COngresso para dizer o que é família, ataca pessoas de outras religiões e gastam rios de dinheiro para dizer o quanto os outros são errados.

    Mesmo que você não creia em Deus ou considere esta ideia tola e infantil você não tem motivo para odiar os que acreditam.

    Eu nunca surrei ninguém por pensar diferente. fale a mesma coisa dos religiosos

  • Silas Ribeiro

    Mimimi de ateu…

    Pryderi respondeu:

    Chola mais, Cebolinha!

  • Bacelar

    Puxa gloria Deus meu amigo, vocÊ conseguiu convencer todo mundo que a bíblia é verdadeira. Realmente Deus usa até as mulas

  • Tradução “o nada não era nada, era algo, mas como não era algo, é nada, mas não era nada porque vc não quer que seja nada, pois aí sua biblia estaria errada e vc não quer que sua bíblia esteja errada

  • Talvez não seja necessário debater se a bíblia está correta ou não

    Er… mas é sobre isso que é o artigo, ué.

    Alex Sandro Dantas respondeu:

    É verdade, embora ela pode estar correta sem necessariamente ter esse objetivo – foi uma declaração despretensiosa do Jó, algo como o “sem querer querendo” do Chaves? 🙂

    Pryderi respondeu:

    Vou explicar a questão, já que não parece estar clara o suficiente.

    Livro de Jó é o mais antigo da Bíblia. Sua narrativa é bem diferente das demais e sequer foi escrita em hebraico, mas aramaico. O LIvro de Jó é uma saga poética, não é para se levar ao pé da letra.

    A questão é que os fanáticos fundamentalistas dizem que TODA a Bíblia é pura expressão da verdade, e que a Bíblia é inerrante, não possui erros, além da própria Bíblia ter diversas passagens dizendo que não é para ser interpretada. Essas contradições se devem por ter sido montada por livros diferentes, sem que um necessariamente não soubesse da existência do outro. Só que fundamentalistas, ainda assim usam a Bíblia para provar que ela é acurada e inerrante, além de trazer conhecimentos científicos antes deles terem sidos descobertos

    O artigo demonstra que este raciocínio é furado, tosco e absurdamente idiota.

    Alex Sandro Dantas respondeu:

    Concordo com você no ponto em que a interpretação estritamente literal – que muitas pessoas fazem – de toda a Bíblia é absolutamente equivocada, sem falar nas interpretações distorcidas por razões no mínimo, digamos, questionáveis. Todavia isto não remove algumas interessantes afirmações nela presentes e, que de alguma maneira, remetem-nos a diversas das mesmas questões perscrutadas pela Ciência. Esta breve entrevista com Gerald Schroeder é um exemplo dessa perspectiva: https://www.youtube.com/watch?v=xeyNdP1yRv4&feature=youtu.be

    Pryderi respondeu:

    Tradução desse vídeo “eu acredito em Deus”. Resumindo ZZZZZZZZZZzzzzzzzzzZZZZZZZZzzzzzzzzzzz

    Rodrigo Pessolato respondeu:

    Seguinte se o suposto deus ai que não curte crianças passando fome e afins fosse tão f#@#$ assim, porque horas cargas não fez o animal que escrevesse seu livro mágico digamos mais simples e direto como:

    Rodrigo versículo 18

    3. Assim na alvorada quando o sol nasce, sentimos nosso planeta se mover pelo espaço que o cerca.
    4. Que a luz que vem de nossa estrela, fonte de nossa vida alimente nossas colheitas.
    5. Oh trabalhador e guerreiros que não viram o caos no mundo quando criaturas gigantescas reinavam na Terra antes dos pequenos humanos.
    6. Nosso planeta tem continentes e homens em todos os cantos, pode-se dar a volta completa nele e não cairá no fim.

    Tipo assim a bíblia o falso livrinho mágico deveria ter sido escrito. Afinal a fonte não é deus o todo poderoso? Ou deus não sabe fazer redação?

  • 1) Sabe o que é citar Tales de Mileto? Falácia do Olha o Avião. Tipo: DANE-SE o que ele falava. O artigo visa demonstrar que a alegada “sabedoria científica” da Biblia é burra. É totalmente irrelevante o que outros povos diziam. A Bíblia é inerrante. A Bíblia está sempre certa. A Bíblia estava à frente das descobertas científicas. A Bíblia diz que a Terra está no vazio. A Terra não está suspensa no vazio. FIM, THE END, PRONTO, ACABOU

    2) Colocar video de cientista distorcendo fatos mediante sua vontade para justificar a existência de Deus é apelo à autoridade. Falácia, filhotinho.

  • Então, vc concorda que literalidade bíblia é algo estupido, certo?

    A propósito: a Bíblia diz que não é para ser interpretada.