Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Sobre os Perigos do Criacionismo Biblicista

Há mais de três anos, acredito eu, pois não cuido estas datas, ao entrar no mundo do ORKUT, confrontei-me quando convidado a fazer parte de uma comunidade de Filosofia com um biólogo criacionista biblicista.

Minha surpresa foi grande, confesso, pois minha convivência mesmo com quem tivesse noções menores do que seja o fato da evolução já era pequeno, talvez por sorte, e custou-me a crer que tais personagens existissem.

Na ocasião escrevi um pequeno texto, mais retórico que qualquer outra coisa, que continua ainda válido para o tema, e a frase que abria o então conjunto de posts que o continham marca um tanto de minha então surpresa.

“Normalmente eu considero discussões sobre evolucionismo x criacionismo problema de ordem psiquiátrica, portanto não me intrometo pois julgo perda de tempo ou temo por não ser psiquiatria minha especialidade legalmente autorizada, mas hoje estou inspirado! Então vamos lá…”

Óh tolo biólogo criacionista , empilham-se provas em ossos fósseis a tua volta em maior número que os ossos dos tolos mortos que dividiam tua fé, mesmo assim ainda teimas! Óh tolo criacionista, as montanhas se desgastam a tua volta e expõe teus antepassados e teus primos distantes, e a eles não honra e ainda teimas!

Acordai de teu estranho sonho, pesadelo em que tem de empilhar argumentos incongruentes e que não resistem ao próximo esqueleto ou marca deixada na pedra! Note, na PEDRA! Lá estão nosso mandamentos! Foste moléculas complexas, foste moléculas em simbiose, foste protozoário, foste verme, foste peixe, foste anfíbio e foste réptil*. Foste proto-mamífero e és mamífero! Foste o primata na savana abandonado ao seu próprio destino. Comeste carniça e teu semelhante, mas perseveraste! Venceu e agora dominas o mundo! Mas alguns de ti não entendem que isto tudo foste, e este processo continua, para todos os seres que mata, come, escraviza e cultiva. Adornas tua casa com teus primos mais distantes, os cultiva e deles se alimenta e os animais que também come, outros primos seus.

Tens teu melhor amigo num antigo inimigo e mais tarde parceiro. Montas noutro parente distante e o chamas de mais nobre dos animais. No parente de teus piores inimigos passa a mão e diz que ele tem patas de veludo, o chamava de sagrado para que ele eliminasse aqueles que são teus parentes, abundam em número e comiam tuas colheitas, estranha redenção, pois um dia dominou o mundo quando decidiu que não ia morrer mais nas garras de seus antepassados ou parentes. Reclama do cheiro de outro de teus parentes, cujos antepassados foram poderosos, pois resistiram a extinção dos dinossauros, e teus irmãos alcoólatras chama pelo seu nome. Ri de teus parentes mais próximos, cujos atos chama de macaquices, quando tu mesmo neles se vê! Mas mais do que tudo, continua tolo e não olha tua mão sobre uma mesa, e nela não vê que és primata nu que embestou de ser DEUS! Acordai criacionista, pois “nossa fé” dominou o mundo, nela se baseia TODA a medicina que te salva, TODA a veterinária que salva teus animais e teu alimento TODA a tua engenharia agrícola. Somos uma das luzes do mundo! E nossa fé permitirá que seus descendentes sejam mais aptos, mais fortes e talvez encontrem e usem teus restos para nesta FÉ ainda mais terem confiança!

*Aqui, os biólogos poderão corrigir-me para amniota, mas a argumentação continuaria a mesma.

Mas minha surpresa não acabou aí, pois ao longo destes já anos descobri que esta “comunidade” no Brasil é muito maior que se estima a uma primeira vista, e já com destacada presença entre Faculdades e até Universidades (aqui, sua qualidade não é a questão), mesmo com alguns elementos raros entre as públicas, e mesmo com suas estranhas (e nas entranhas, perdão do trocadilho infeliz) relações com os “Neocriacionistas”, os defensores do mais que estranho Design Inteligente, muito mais abundantes do que julgamos, e um tanto ocultos.

Palestras e “currículos associados” são dispersos por nossa sociedade e meios de comunicação, professores se apresentam em escolas e dizem-se criacionistas, e para ministrar biologia e associadas, e cartas são remetidas às redações, não só de revistas de informação leiga como mesmo as de informação científica, e mais e mais pressão se faz sobre espaço na literatura científica propriamente dita (não que isto obterá resultado, sabemos, mas a pressão existe, e esta é a questão – se existe pressão, alguém a faz, e este alguém pode estar se multiplicando!).

Não preciso citar o caso do ensino no Rio de Janeiro, ou nossa ex-ministra do meio ambiente. Também não necessito, exatamente pela pouca importância e peso, citar os vandalismos bastante robustos ao ponto de parecerem contribuições à Wikipédia, nem mesmo os inúmeros Blogs e páginas na WWW. Mas como amostra numérica do fenômeno tais bobagens são significativas.

Como escrevi posteriormente em outros posts, ao longo deste tempo, tenho alertado o óbvio, e talvez esteja sendo vítima da “maldição de Cassandra”, aquela que alerta os troianos sobre o que lhes cairá sobre a cabeça, sem receber crédito, e repetirei com letras gritantes:

ESTA GENTE É MUITO MAIS PERIGOSA DO QUE PARECE!

(Cassandra, “a louca”, na visão de Evelyn De Morgan)

Já é difícil para um país como o Brasil captar mentes previlegiadas em suas classes mais pobres, e ainda mais o será se lavadas cerebralmente no rumo da alternativa à teoria da Evolução, que não é o criacionismo, mas a ignorância, como diz “nosso bordão”.

Como afirmo, os criacionistas são minhas palavras cruzadas, meu puzzles. E qual o motivo desta minha frase? É que o criacionismo implica em um desafio à uma dúzia para mais de campos científicos. Logo, as próximas vítimas seriam as mestes aptas e com vocação para a geologia, e mais e mais mentes deste quilate tornar-se-ão burocratas ou funcionários sem peso intelectual para a solução de nossos problemas, e talvez inclusive pastores desta mesma linhagem.

Sim, não poupo palavras para estas pessoas.

Assim, em breve, e conjuntamente talvez, nossa medicina e farmácia se impregnarão de tal fenômeno.

E teremos o abandono de volume de cérebros em temas como as aplicações da evolução e sua teorização para o desenvolvimento de fármacos e vacinas, logo tal se dará na agricultura e pecuária, e portanto, o criacionismo se não mantido exatamente como uma patologia anticultural se tornará um gerador de miséria, e nem preciso tocar na ecologia, área que sem a evolução não respira.

Aqui devemos destacar uma visão um tanto “providente” do que seja a divindade dos criacionistas, sempre pronta a salvá-los, não interessando se um estado inteiro já foi desmatado e colapsado ecologicamente, ou as colheitas e gados já padeceram seja lá de que desgraça ou moléstia.

Logo, meus talvez poucos leitores, a questão é muito mais séria do que parece neste fenômeno, somado ao “arquinhos formando peixinho”, que nada mais é que a simbolização entre pares não para divulgarem sua fé, mas sim o “selo de trânsito” que conferirá “vantagens entre pares” (pensem bem sobre isto, e se como digo, até grosseiramente, “a ficha cair”, escrevo mais sobre tal tema). Somem-se as bancadas legislativa “evangélicas”, e seus rebanhos condicionados ao voto, e entenderão que o maior objetivo deste fenômeno, que até o momento parece só cultural e exótico, é, fundamentalmente, como digo, conduzir o Brasil para se tornar uma “teocracia ridícula”.

Acredito que a esta altura não preciso alertar sobre o que ocorreria com os profissionais que sejam “evolucionistas” em seus exercícios profissionais, concordamos?

Portanto, posso ser marcado como paranóico, mas este fenômeno não pode ter o menor grau de liberdade. Aqui, relativismo cultural não se aplica.

E talvez tenhamos de sequestrar a ciência, como Ajax fez com Cassandra, para salvá-la de novos bárbaros, e como universal que ela é e deve ser, violá-la, tornando-a reclusa a pequenos círculos.

(Ajax e Cassandra, por Solomon Joseph Solomon)

Francisco Quiumento, um humilde engenheiro paranóico que divulga ciência dentro dos seus limites.

Sobre Francisco Quiumento

Engenheiro Químico interessado em todo o campo científico, especialmente Astrofísica. E nas horas vagas, agora, um divulgador de Ciência.

  • Cenystro

    Otimo post meio overkill mais otimo

  • Rodrigo

    Overkill… magina, q é isso 🙂

  • Pingback: Sobre Edir Macedo e o Protestantismo em geral no Brasil | Os Amorais()

  • melo dirce

    Muito bem!!Esse é o meu temor ´por isso jamais votaria nas eleições em crente,por isso não votei na Dilma.Eles são muito perigosos e conversam com desconhecidos em geral,como por exemplo em hospitais,médicos evangelistas levam quem sore com a doença que cuidam para a igrja.Será onde vai parar isso?Acho que tem de ter a disciplina geologia e geomorfologia no ensino médio e fundamental com urgência.

    melo dirce respondeu:

    Desculpem-me errei acima queria dizer:não votei na Marina Silva que é crente

  • melo dirce

    André:por favor me explique como é que os criacionistas explicam a existência de negros e chineses por exemplo, se, sem evolução, todos os povos ,toda a terra foi povoada apenas a partir de Adão e Eva?

    Administrador André respondeu:

    Deus os fez assim.

  • saguhh00

    Ótimo artigo. O criacionismo deve ser combatido (com palavras) porque ele é apenas mais uma face da velha ignorância humana regada com fascismo de cunho religioso.
    As pessoas têm o direito de acreditar no geocentrismo se elas quiserem, mas isso não lhes dá o direito de destruir a astronomia. Da mesma forma, as pessoas têm o direito de acreditar no criacionismo, mas isso não lhes dá o direito de destruir a ciência.

  • carlos

    Meu Deus, mas esse asno autor desse poste, só conseguiu essa diversidade de informações graças a ação das igrejas no Ocidente no ramo acadêmico…. Só pra te lembrar que boa parte das grandes Universidades, foram criadas por Cristãos CRIACIONISTAS….. Harvard te manda um abraço amigo simeo!!!

    Pryderi respondeu:

    Sim, e a pesquisa aeroespacial começou com a Alemanha Nazista, seguida de perto pelo tirânico sistema despótico comunista.

    Seu ponto é…?