Category Archives: Medicina

Mitos da Medicina

Todo mundo tem uma receitinha mágica medicinal ou mesmo um diagnóstico já pronto, mesmo que (e principalmente) não faça a menor ideia do que está passando o que está sentindo o ou mesmo falando. Aquelas receitinhas de vó da sua avó ainda perduram até hoje, com diagnósticos mais do que malucos e recomendações que não fazem o menor sentido, mas insistem que é isso e que médico não sabe de nada.

São os Mitos da Medicina

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pesquisa estuda por que homens não são a única causa da enxaqueca em mulheres


HOLD MY BEER!

A Ciência busca entender muitas coisas, em especial o que causa dor-de-cabeça nas mulheres. Um dos motivos pode ser o namorado delas como esse aí da foto. O que a Ciência não tenta entender, pois é perda de tempo, é POR QUE este Zé Ruela resolveu fazer isso (droga! Não tem piscina debaixo da minha janela).

Depois que a Ciência parou de se importar com o estúpido comportamento masculino, passou a se dedicar a coisas muito mais simples, como qual é o último dígito de Pi e por que mulheres têm mais enxaquecas que homens, e o que causa essas enxaquecas (cínicas dizem que é por causa dos homens, mas eu não tocarei neste assunto).

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Síndromes Psicológicas Esquisitas

A mente humana é misteriosa, idiossincrática, confusa e totalmente gambiarrenta, sendo a coisa mais louca que se tem notícia. Ainda assim, é melhor ter ou se vira nuteleiro. Há um sem-número de condições e/ou síndromes psicológicas de toda espécie. Algumas bem mais esquisitas que outras, como alguém que acha que o pênis está diminuindo (redução genital) ou acha que todos são cópias ou robôs e vivem em um mundo de conspirações.

A mente é estronha e eskésita, e aqui examinamos algumas dessas esquisitices.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Desinfetante de mãos ajuda a deixar bactérias mais resistentes

Há nove anos, eu publiquei um artigo mostrando como materiais de limpeza (em especial, desinfetantes), estavam fazendo com que bactérias acabassem se tornando mais resistentes a antibióticos. Isso porque basta uma única bactéria que tenha nascido com uma mutação que lhe dê condições de sobreviver neste meio que rapidamente ela se divide, formando uma colônia de bactérias com esta mesma capacidade de resistência.

Sim, Seleção Natural é uma cachorra!

Mas não precisa se alarmar por causa disso, deixe para se alarmar quando souber sabonetes bactericidas para as mãos estão contribuindo para o aparecimento de bactérias cada vez mais resistentes e daqui a pouco nem a porcaria do álcool-gel perfumadinho que você carrega na bolsa vai limar estas lazarentas.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pesquisadora dá grilo para várias pessoas comerem para ver se é bom

A China tem cerca de 1,4 bilhão de habitantes. É muita gente, se você não entendeu a implicação deste número. Alimentar esta galera toda não é fácil, como eu penso que você pode imaginar. Assim, acabam apelando para todo tipo de iguaria, como cães, macacos e até insetos. Grilos principalmente. É nojento? Que nada! Grilos são ricos em fibras, como a quitina, um polissacarídio insolúvel, como a celulose dos vegetais, que faz parte dos exosqueletos dos artrópodes. A quitina é diferente da fibra alimentar encontrada em alimentos como frutas e vegetais, mas será que o resultado seria o mesmo? Porque seu corpo não processa as fibras vegetais, e isso serve como fonte de alimento para bactérias probióticas, fazendo maravilhas no seu trato intestinal (sem sarcasmo).

Uma pesquisa resolveu estudar os resultados da ingestão de fibras de origem artrópode para saber se influenciam as bactérias encontradas no trato gastrointestinal. Em outras palavras: botaram o pessoal para comer insetos.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Igreja boazinha cura paciente com AIDS, só que depois a paciente morreu vítima da AIDS

Eu sempre digo que religião é um câncer sociológico. Ele se alastra fundo, causa metástase e acaba sendo mais do que maléfico. E mortal! Eu aceito que a pessoa resolva se conectar com uma esfera que ele não compreende, passe a acreditar que haja seres supranaturais ou, pelo menos, sobrenaturais, mas tenho verdadeiro asco por institucionalização da fé, em que um líder diz o que você tem que fazer, pensar e agir ou um Deus bom, justo e misericordioso vai destruir a sua vida de forma selvagem.

Muitos pesquisadores têm uma religião, mas sabem diferenciar as coisas. Aí, as pessoas ignorantes (por não saberem) depositam sua esperança em alguém que fala bem e isso é sua ruína (na verdade, isso vale para religiões, política, vendedores de “bilhetes premiados” e o cara que usa, abusa e lambuza e não liga no dia seguinte).

Nisso acaba o triste caso de uma pessoa que estava com vírus da AIDS, estava se tratando, o tratamento estava fazendo efeito e acabou numa religião, na qual foi levada a testemunhar como Jesus a curou. Parou o tratamento e o resto você já sabe. A igreja você pode adivinhar qual é.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Faculdade de Medicina tem cadeira de Espiritualidade. Vai um passe aí?

Eu já falei que o Brasil vive na Era Pré-Científica, mas as pessoas não aceitam. Eu digo que no Brasil a população odeia Ciência, me xingam. O mundo real concorda, mas as pessoas tampam os ouvidos e fazem LÁ-LÁ-LÁ-LÁ-LÁ. Eu ja nem falo mais de Homeopatia, já que esta bosta é reconhecida desde a década de 1960. Estamos caminhando para a catequização dos meios científicos. A religiosização dos cursos universitários. Agora, na UFF, temos cadeira de religiosidade na faculdade de Medicina.

De branco, os médicos já andam. Ao invés de tratamentos teremos despachos?

Pegando gente que acredita em fantasminhas de porrada, esta é a sua SEXTA INSANA!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Canabinoides afetam a memória. Maconheiros iam reclamar mas esqueceram

Atualmente, há um grande movimento para liberar geral a maconha para tratamento médico. Claro, quem fala isso é uma besta, já que tem muita diferença entre usar canabinoides e o jererê. Alguns pacientes fumam maconha para combater a epilepsia, a esclerose múltipla e ocorrências de dores crônicas, mas em países em que isso é permitido é preciso de receituário específico. Em alguns estados norte-americanos, tratamentos com maconha são permitidos, apesar de haver lei federal criminalizando o uso. Sim, é uma bagunça, mas ter estados com leis independentes acabam nisso.

De qualquer forma, uma das alegações é que canabinoides não têm efeito colateral, mas só quem não entende um mínimo de farmacologia vai alegar isso. O problema é que pesquisas recentes estão mostrando que remédios extraídos de princípios ativos encontrados na maconha afeta a memória.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Bluetooth na cabeça: um sistema para ver o que anda no seu cérebro

Verificar o que as pessoas têm na cabeça é uma tarefa nem sempre muito fácil. A parte fácil não é lá muito bem aceita; além de sujar o machado e a sala, os comitês de ética faça enchendo o saco para que o paciente, no mínimo, saia vivo. Outros procedimentos, apesar de não serem tão divertidos, envolve eletrodos e/ou maquinário de grande porte, o que complica muito. Enfiar eletrodos no cérebro seria um meio-termo, mas também causa problemas, como tudo ser muito bem esterilizado e ter fios, muitos fios, de um lado pro outro. Seria legal se pudéssemos colocar um implante definitivo (ou quase) no cérebro e ele mandar de lá de dentro todas as informações que precisássemos, sem necessariamente usarmos fios conectores.

Sim, uma espécie de cérebro bluetooth. Tudo fica melhor com bluetooth!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Poder do magnetismo caça células tumorais

Os diferentes tipos de cânceres e tumores são uma droga. O incrível projeto feito por um designer inteligente errou feio, errou rude. E se já não batava ter células tumorais em órgãos que você jamais gostaria que tivesse células tumorais (a rigor, nenhum de nós quer ter célula de tumor em canto algum), ainda tem as chamadas “células tumorais circulantes”. Estas celulinhas sacanas estão à solta no sangue de pessoas que sofrem da maioria dos cânceres, mas são raras (felizmente), e por causa dessa raridade, elas são difíceis de serem detectadas (infelizmente).

Entretanto, um grupo de pesquisadores está desenvolvendo novas técnicas para detectar, capturar e destruir estas celulinhas do inferno!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας