A Alma

Por Voltaire
extraído do Dicionário Filosófico

É um termo vago, indeterminado, que expressa um princípio desconhecido, porém de efeitos conhecidos que sentimos em nós mesmos. A palavra alma corresponde à animu dos latinos, à palavra que usam todas as nações para expressar o que não compreendem mais que nós. No sentido próprio e literal do latim e das línguas que dele derivam, significa “ o que anima”. Por isso se diz: A alma dos homens, dos animais e das plantas, para significar seu princípio de vegetação e de vida. Ao pronunciar esta palavra, só nos dá uma idéia confusa, como quando se diz no Gênesis: “Deus soprou no rosto do homem um sopro de vida, e se converteu em alma vivente, a alma dos animais está no sangue, não mateis, pois, sua alma.”

De modo que a alma – em sentido geral– se toma pela origem e causa da vida, pela vida mesma. Por isto as nações antigas acreditaram durante muito tempo que tudo morria ao morrer o corpo. Ainda é difícil desentranhar a verdade no caso das histórias remotas, há probabilidade que os egípcios tenham sido os primeiros que distinguiram a inteligência e a alma, e os gregos aprenderam com eles a distinção. Os latinos, seguindo o exemplo dos gregos, distinguiram animus e anima; e nós distinguimos também alma e inteligência.

Porém o que constitui o princípio de nossa vida, constitui o princípio de nossos pensamentos? São duas coisas diferentes, ou formam um mesmo princípio? O que nos faz digerir, o que nos produz sensações e nos dá memória, se parece ao que é causa nos animais da digestão, das sensações e da memória?

Há aqui o eterno objeto das disputas dos homens. Digo eterno objeto, porque carecendo da noção primitiva que nos guie neste exame, teremos que permanecer sempre encerrados num labirinto de dúvidas e de conjeturas.

Não contamos nem com um só apoio onde firmar o pé para chegar ao vago conhecimento do que nos faz viver e do que nos faz pensar. Para possuí-lo seria preciso ver como a vida e o pensamento entram em um corpo. Sabe um pai como produz a seu filho? Sabe a mãe como o concebe? Pode alguém adivinhar como se agita, como se desperta e como dorme? Sabem alguns como os membros obedecem a sua vontade? Terá descoberto o meio pelo qual as idéias se formam em seu cérebro e saem dele quando o deseja? Débeis autômatos, colocados pela mão invisível que nos governa no cenário do mundo, quem de nós poderia ver o fio que origina nossos movimentos?

Não nos atrevemos a questionar se a alma inteligente é espírito ou matéria; se foi criada antes que nós, se sai do nada quando nascemos; se depois de haver nos animado no mundo, vive, quando nós morremos, na eternidade. Essas questões que parecem sublimes, só são questões de cegos que perguntam a cegos: que é a luz?

Quando tratamos de conhecer os elementos que encerra um pedaço de metal, o submetemos ao fogo em um crisol. Possuiríamos crisol para submeter a alma? Uns dizem que é espirito; porém, que é espírito? Ninguém sabe, é uma palavra tão vazia de sentido, que nos vemos obrigados a dizer que o espírito não se vê, porque não sabemos dizer o que é. A alma é matéria, dizem outros. Porém, o que é matéria? Só conhecemos algumas de suas aparências e algumas de suas propriedades; e nenhuma destas propriedades e aparências parece ter a menor relação com o pensamento.

Há também quem opine que a alma está formada de algo distinto da matéria. Porém que provas temos disso? Se funda tal opinião em que a matéria é divisível e pode tomar diferentes aspectos, e o pensamento não. porém, quem teria dito que os primeiros princípios da matéria sejam divisíveis e figuráveis? é muito verossímil que não o sejam; seitas inteiras de filósofos sustentam que os elementos da matéria não têm forma nem extensão. O pensamento não é madeira, nem pedra, nem areia, nem metal, logo o pensamento não pode ser matéria. Mas esses são raciocínios débeis e atrevidos. A gravidade não é metal, nem areia, nem pedra, nem madeira; o movimento, a vegetação, a vida, não são nenhuma dessas coisas; e, sem dúvida, a vida, a vegetação, o movimento e a gravitação são qualidades da matéria. Dizer que Deus não pode conseguir que a matéria pense, é dizer o absurdo mais insolente que se tenha proferido na escola da demência. Não estamos certos de que Deus tenha feito isso; porém se que estamos certos de que poderia fazê-lo. Que importa tudo o que se tenha dito e o que se dirá sobre a alma? Que importa que a tenham chamado entelequia, quintessência, chama ou éter; que a tenham tomado por universal, incriada, transmigrante, etc., etc? Que importam em questões inacessíveis à razão, essas novelas criadas por nossas incertas imaginações? Que importa que os pais da Igreja dos quatro primeiros séculos acreditassem que a alma era corporal? Que importa que Tertuliano, contradizendo-se, decidisse que a alma é corporal, figurada e simples ao mesmo tempo? Teremos mil testemunhos de nossa ignorância, porém nem um só oferece vislumbre da verdade.

Como nos atrevemos a afirmar o que é a alma? Sabemos com certeza que existimos, que sentimos e que pensamos. Desejamos ir mais além e caímos em abismo. Submergidos nesse abismo, todavia se apodera de nós a louca temeridade de questionar se a alma, da qual não temos a menor idéia, se criou antes que nós ou ao mesmo tempo que nós, e se perece ou é imortal.

A alma e todos os artigos que são metafísicos, devem ser submetidos sinceramente aos dogmas da Igreja, porque sem dúvida a revelação vale mais que toda a filosofia. Os sistemas exercitam o espírito, porém a fé o alumia e o guia.

Com freqüência pronunciamos palavras sobre as quais temos idéia muito confusa, e algumas vezes ignoramos o significado. Não está neste caso a palavra alma? Quando a lingüeta ou válvula de um fole está estragado e o ar que entra no ventre do fole sai por algumas das aberturas que tem a válvula, e este não está comprimido pelas duas paletas, e não sai com a violência que se necessita para atiçar o fogo, as criadas dizem: – Está descomposta a alma do fole. Não sabem mais, e essa questão não turva sua tranqüilidade. O jardineiro fala da alma das plantas, e as cultiva bem, sem saber o que significa esta palavra. Em muitas de nossas manufaturas, os operários dão a qualificação de alma a suas máquinas; e nunca discutem sobre o significado de tal palavra; não ocorre isso com os filósofos.

A palavra alma entre nós, em seu significado geral, serve para denotar o que anima. Nossos antepassados os celtas, deram à alma o nome de seel, do que os ingleses formaram a palavra soul, e os alemães a palavra seel, e provavelmente os antigos teutões e os antigos bretões não disputariam sobre essa palavra.

Os gregos distinguiam três classes de alma: a alma sensitiva ou a alma dos sentidos (vê-se aqui porque o Amor, filho de Afrodite, sentiu tão veemente paixão por Psiquê, e porque Psiquê o amou ternamente): o sopro que dá vida e movimento a toda máquina, e que nós traduzimos por espírito; e a terceira classe da alma que, como nós, chamaram inteligência. Possuímos pois, três almas, sem ter a mais ligeira noção de nenhuma delas. São Tomás de Aquino admite estas três almas, como bom peripatético, e distingue cada uma delas em três partes: uma está no peito, outra em todo o corpo e a terceira na cabeça. Em nossas escolas não se conheceu outra filosofia até o século 18. E desgraçado o homem que tomasse uma dessas almas por outra!

Há, sem dúvida, motivo para este caos de idéias. Os homens entendiam que quando os excitavam as paixões do amor, da cólera o do medo, sentiam certos movimentos nas entranhas. O fígado e o coração foram assinalados como sendo o local das paixões. Quando se medita profundamente, sentimos certa opressão nos órgãos da cabeça, logo a alma intelectual está no cérebro. Sem respirar não é possível a vegetação e a vida; logo, a alma vegetativa está no peito, que recebe o sopro do ar.

Quando os homens viram em sonhos seus pais e amigos mortos, dedicaram-se a estudar o que lhes havia aparecido. Não era corpo, porque o havia consumido uma fogueira, o mar o tinha tragado e havia servido de pasto aos peixes. Isso, não obstante, sustinha que algo lhes havia aparecido, posto que o tinham visto; o morto havia lhes falado e o que estava sonhando lhes dirigia perguntas. Com quem haviam conversado dormindo? Se imaginaram que era um fantasma, uma figura aérea, uma sombra, os manes, uma pequena alma do ar e fogo extremadamente delicada, que vagava por não sei onde.

Andando o tempo, quando quiseram aprofundar este estudo, convencionaram que tal alma era corporal, e esta foi a idéia que dela teve a antigüidade. Chegou depois Platão, que utilizou essa alma de tal maneira que se chegou a suspeitar que a separou quase completamente da matéria; porém esse problema não se resolveu até que a fé veio iluminar-nos.

Em vão os materialistas alegam que alguns pais da Igreja não se expressaram com exatidão. Santo Irineu diz que e alma é o sopro da vida, que só é incorporal se comparada ao corpo dos mortais, porém que conserva a figura de homem para que se a reconheça.

Tertuliano se expressa deste modo: “A corporalidade da alma ressalta no Evangelho; porque se a alma não tivesse corpo, a imagem da alma não teria imagem corpórea”. Em vão esse mesmo filósofo refere à visão de uma mulher santa que viu um alma muito brilhante e da cor do ar.

Alegam que Santo Hilário disse, em tempos posteriores: “Não há nada que não seja corporal, nem no céu nem na terra, nem no visível ou invisível; tudo está formado de elementos, e as almas têm sempre uma substância corporal”.

Santo Ambrósio, no século 6, disse: “Não conhecemos nada que não seja material, excetuando-se a Santa Trindade”.

A Igreja decidiu, por unanimidade, que a alma é imaterial. Os citados santos incorreram em um erro que era então universal: eram homens, porém não se equivocaram a respeito à imortalidade, porque os Evangelhos evidentemente a anunciam.

Precisamos nos conformar com a decisão da Igreja, porque não possuímos noção suficiente do que se chama espírito puro e do que se chama matéria. O espírito puro é uma palavra que não nos transmite nenhuma idéia; e só conhecemos matéria por alguns de seus fenômenos. a conhecemos tão pouco, que a chamamos substância, e a palavra substância quer dizer o que está embaixo; porém este embaixo está oculto eternamente para nós; é o segredo do Criador em todas partes. Não sabemos como recebemos a vida, nem como a damos, nem como crescemos nem como digerimos, nem como dormimos, nem como pensamos, nem como sentimos.

38 comentários em “A Alma

  1. se vc se beliscar poderá sentir que esta vivo. Se alguém lhe chamar aos gritos, vc certamente irá atender ao chamado. Seus sentidos lhe orientam como reagir a cada ato que ocorre em sua vida. Mas quando alguém a que vc ama muito lhe magoa ou lhe ofende, que sentido vc usa para expressar o que sente, além das lagrimas que escorrem em sua face? A alma é a parte de vc que existe além da matéria, tire a alma do corpo, e o corpo basicamente desmorona. Pobre Voltaire, a enfermeira que cuidou dele em seu leito de morte disse: Por todo dinheiro da Europa eu não quero ver um ateu morrer novamente.

  2. Voltaire morreu com 84 anos de idade

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Voltaire

    E Voltaire não era ateu (bom, era na visão de vcs. A visão de que até muçulmanos e judeus são ateus tb)

    Frases de nosso amigo:

    “É perigoso estar certo quando o governo está errado”.

    “Ame a verdade, Perdoe o erro.”

    “O trabalho afasta três grandes males: O ócio, o vício e a necessidade”.

    “Quando Deus está no comando, não sabemos ao certo a quem procurar aqui na Terra, procuramos apenas por Ti”.*

    “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você diz, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las”

    “Dirijo minha luta não contra as crenças religiosas dos homens, mas contra os que exploram a crença. Detestemos essas criaturas que devoram o coração de sua mãe e honremos aqueles que lutam contra elas. Acredito na existência de Deus. Em verdade, se Deus não existisse, fora preciso inventá-lo. Meu Deus não é um Rei exclusivo de uma simples ordem eclesiástica. É a suprema inteligência do mundo, obreiro infinitamente capaz e infinitamente imparcial. Não tem povo predileto, nem país predileto, nem igreja predileta. Pois para o verdadeiro crente há, apenas, uma única fé, justiça igual e igual tolerância para toda a humanidade.”

    “Eu não acredito no deus que os homens criaram, mas acredito no Deus que criou os homens”

    Voltaire rules :-D

  3. O melhor que as pessoas que tem um pouco de consciência tem a fazer é esquecer essa estória de Deus, alma, céu, e ainda mais essas religiões.
    E para você Edson(com todo respeito) que parece entender muito bem a tal alma poderia nos fornecer alguma prova de sua existência ?

  4. “Mas quando alguém a que vc ama muito lhe magoa ou lhe ofende, que sentido vc usa para expressar o que sente, além das lagrimas que escorrem em sua face?”

    Isso é explicado por substancia conhecidas como dopamina, feniletilamina e ocitocina! são responsaveis pela sensação de amor.

    O amor não vem da alma e sim de substancia produzidas pelo nosso cérebro.

  5. Veremos o que vocês dirão quando a morte estiver batendo às portas, velhacos, e vocês começarem a perceber que o outro mundo é tão real e material quanto este…

  6. Cleber,

    você disse: Veremos o que vocês dirão quando a morte estiver batendo às portas, velhacos, e vocês começarem a perceber que o outro mundo é tão real e material quanto este…. Fico grato por você exemplificar com tanta clareza as condições em que as pessoas sentem necessidade de crer, em detrimento do bom senso, que não vão morrer.

    Edson Santana,

    você disse: […] mas quando alguém a que vc ama muito lhe magoa ou lhe ofende, que sentido vc usa para expressar o que sente […]? A alma é [não é matéria], tire a alma do corpo, e o corpo basicamente desmorona. Primeiro, a alma seria um sentido que serve para expressar??? Ahn??? Segundo, você propõe que se tire o quê do corpo? O que é um corpo sem alma para você?

  7. Daniel, o conceito que cada pessoa tem sobre “alma” é único e é impressionante como as pessoas mais leigas tratam como se existisse apenas um conceito amplo e aceito por todos.

    Alma pra mim é algo como Amor e Cobiça e Saudade. Um conceito abstrato que define um sentimento abstrato. Não pode ser quantificado no mundo real e muito menos explicado. O máximo que pode-se fazer são comparações por analogia com processos comportamentais, sociais e interações químicas fisiológicas.

    E este é apenas o meu ponto de vista sobre o assunto. Quanto a essas declarações extraordinárias que a maioria incute, apenas penso que se trata de pseudoanálise, interesse de confundir ou crença medíocre.

  8. As almas parecem fornecer respostas rápidas a muitas perplexidades filosóficas sobre a identidade ao longo do tempo, mas não há qualquer boa razão para acreditar que existem. Os filósofos costumavam argumentar que as almas são necessárias para explicar os pensamentos e as emoções, uma vez que os pensamentos e as emoções não parecem fazer parte do corpo físico. Mas este argumento é destruído pela ciência contemporânea. Os seres humanos sabem desde há muito que uma parte do corpo – o cérebro – está peculiarmente ligada à vida mental. Mesmo antes da neurociência contemporânea, sabia-se que as lesões cefálicas causam danos psicológicos. Sabemos agora como certas partes do cérebro estão associadas a certos efeitos psicológicos. Embora estejamos longe de poder correlacionar inteiramente estados psicológicos com estados cerebrais, progredimos o suficiente ao ponto de a existência de uma tal correlação ser uma hipótese razoável. É razoável inferir que a própria vida mental reside no cérebro, e que a alma não existe. Não se trata de dizer que a ciência neurológica refuta a existência da alma: as almas poderiam existir ainda que os estados psicológicos e os estados mentais estivessem perfeitamente correlacionados. Mas se o cérebro físico explica por si a vida mental, não há necessidade de postular almas.

    Além disso, os defensores da alma vêm-se em apuros para explicar como as almas pensam. Os defensores do cérebro possuem o princípio de uma explicação: o cérebro contém biliões de neurónios, cujas interacções incrivelmente complexas produzem o pensamento. Ninguém sabe ao certo como isto funciona, mas os neurocientistas pelo menos avançaram um pouco. O defensor da alma não tem nada de comparável para dizer, uma vez que a maioria dos defensores da alma pensam que a alma é destituída de partes menores. As almas não são compostas de biliões de minúsculas particulas anímicas. (Se o fossem, deixariam de fornecer respostas rápidas para as perplexidades filosóficas acerca da identidade ao longo do tempo. Os defensores da alma enfrentariam as mesmas difíceis questões filosóficas que os defensores do cérebro. Por exemplo: o que torna uma alma a mesma ao longo do tempo, apesar das mudanças nas suas partículas anímicas?) Mas se as almas não têm minúsculas partículas anímicas, não têm algo semelhante a neurónios para as ajudar a fazer o que fazem. Como é que, então, fazem o que fazem?

  9. “É pena não ser burro, não sofria tanto” – Raul Seixas

    Ando refletindo muito a respeito da tolice e da sabedoria… – Estou muito afim de descobrir se uma é melhor que a outra.

  10. Oi,tenho uma pergunta para todos os visitantes do site:Sendo a ciência”Empírico” e Deus um ser imaterial,como se poderia usar a ciência para explicar Deus?E o que dizer de programas como o x-Fator(narra histórias sobrenaturais)…
    Agradeco a resposta!

  11. Oi,tenho uma pergunta para todos os visitantes do site:Sendo a ciência”Empírico” e Deus um ser imaterial,como se poderia usar a ciência para explicar Deus?

    Não pode. Isso cabe aos religiosos, já que eles é que afirmam tal existência. Mas, sem violar nenhuma das Leis Científicas já comprovadas. Ou será que este deus cria leis para poder violá-las? Sem o menor sentido isso.

    E o que dizer de programas como o x-Fator

    Gosto muito de história em quadrinhos. Mas, eu prefiro o Lanterna Verde.

    Claro que não passam disso: Histórias em Quadrinhos.

  12. Olá Patricia !

    A ciência não é usada para explicar Deus, pois algo que não existe não pode ser explicado, simplesmente “não” existe e ponto.
    O que alguns ciêntistas fazem é provar que alguns “fatos” que os fracos não tem como explicar, e assim acabam atribuindo a tal figura, como você disse imaterial, não passam de funções normais do organismo humano. E concordo com o André, quem tem que provar algo são os religiosos.
    Quanto a sua outra pergunta prefiriria não responder… e acho que não vou, vcontudo vou dar-lhe um conselho: aproveite seu tempo de outra forma, que não empobreça e nem polua sua mente, pois o aquela porcaria de programa meu ver é de um conteúdo extremamente fraco e pueril.

  13. Oi pessoal.

    to lendo esse texto de Voltaire e confesso que estou bastante confusa. o tempo todo ele impõe questões para reflertimos, e logo em seguida: “essas questões que parecem sublimes, só são questões de cegos que perguntam a cegos: que é a luz?”
    Enfim, acredito que dizer que essa representação espontânea a que chamamos alma é uma ivenção trata-se de uma saída muito fácil ao dilema de lidar com o aparecimento desta idéia.

  14. Ruth

    Não entendi direito:

    Representação espontânea……rsrsrs do que ?

    Mas é claro que é uma invensão, ou será que já provaram a existência da referida….Alma.
    E por favor não me venha com aquela história: mas também não provaram que não existe, pois só é necessário tentar provar algo quando se tem pelo menos algum índicio de suposta existência, e todos sabemos que não é esse o caso certo.

    Pena que não estarei presente no momento em que a humanidade se tocar, matando e enterrando essa história de Deus, da mesma forma como o inventaram.

    Sds.

  15. Como vcs podem duvidar da força divina??? Ele que nos criou com tanto carinho e amor!!!
    Tudo bem, a ciência pode não ter capacidade suficiente para nos provar a existência de Deus CIENTIFICAMENTE, mas e os sinais que MUITAS pessos já receberam? Como vcs podem me explicar e provar cientificamente o dom que certas pessoas têm de ver espíritos e vultos, de sentirem e presentirem as coisas? Será que essas tbm são substâncias produzidas pelo nosso cérebro?
    Me convenssam de suas teorias!
    Beijos.
    Carol.

  16. Como vcs podem duvidar da força divina?

    Sendo céticos.

    Ele que nos criou com tanto carinho e amor!

    Se vc acha que nascer com doenças graves e incuráveis é prova de amor…

    Tudo bem, a ciência pode não ter capacidade suficiente para nos provar a existência de Deus CIENTIFICAMENTE, mas e os sinais que MUITAS pessos já receberam?

    Você recebeu algum? Como sabe se foi de Deus?

    Como vcs podem me explicar e provar cientificamente o dom que certas pessoas têm de ver espíritos e vultos, de sentirem e presentirem as coisas?

    1) Esquizofrenia.

    2) Charlatanismo.

    Será que essas tbm são substâncias produzidas pelo nosso cérebro?

    Às vezes sim. Outras podem ser compradas na mão de qualquer traficante.

    Me convenssam de suas teorias!

    E quem disse que eu quero convencer vc?

  17. Por falar em almas.
    Por que a alma do Getulio Vargas não se manifesta? E o Kennedy, Stalin, Castelo Branco, Napoleão, Julio Cesar? Einstein?
    Será que somente as almas de pessoas simples têm a capacidade de se comunicar? Por que as manifestações de almas ocorrem muitos anos depois que os parentes mais próximos ja morreram? Para poder-se mentir à vontade se risco de desmentido?

  18. Jorge, é claro que não são só os espíritos de pessoas comuns que podem se comunicar e quem disse que eles não se comunicaram com seus parentes ou pessoas amadas?? Isso nós não sabemos.
    Os espíritos BONS só aparecem pra gente quanto eles já aceitaram a morte entre outras coisas. Se você quizer saber mais sobre o Espiritismo leia o Allan Kardec. Ele é o cara e eu tenho certeza que os seus livros abrirão sua mente!
    Beijos e fique com Deus!
    Carol.

  19. “Tudo bem, a ciência pode não ter capacidade suficiente para nos provar a existência de Deus CIENTIFICAMENTE, mas e os sinais que MUITAS pessos já receberam?

    Você recebeu algum? Como sabe se foi de Deus?”

    Eu não recebi nenhum sinal direto de Deus, mas já vi várias coisas de deixar um de boca aberta e de cair dura pra trás. É inexplicável André! Quando eu vi um espírito pela primeira vez fiquei desesperada atrás de respostas, mas nem respostas e nem nada que fizeram até agora me fez parar de ver essas coisas horríveis. E olha que eu não uso drogas. Sou uma garota normal com esse “dom” horrível desabafando com uma pessoa que eu nem conheço…

    Bom, querendo ou não você não tem a obriação de ficar me dando aulinhas, mas agradeço pela sua atenção e pelas explicações que só me deixaram mais confusa ainda.
    Beijos e seja feliz!
    Carol.

  20. Ah mais um desafio para você.
    Perguntinhas básicas do Espiritismo:
    -De onde viemos?
    -Para onde vamos?
    -Qual o objetivo da existência terrena? E
    -Qual a razão da dor e do sofrimento?
    -Qual a sua abrangência?

    Obs:Na sua opinião André!

  21. Eu não recebi nenhum sinal direto de Deus, mas já vi várias coisas de deixar um de boca aberta e de cair dura pra trás.

    Eu também. Os comentarios que o pessoal deixa neste Blog é um exemplo.

    É inexplicável André! Quando eu vi um espírito pela primeira vez fiquei desesperada atrás de respostas, mas nem respostas e nem nada que fizeram até agora me fez parar de ver essas coisas horríveis.

    Por que será que só as pessoas que acreditam nisso são agraciadas com a capacidade de vê-las?

    E olha que eu não uso drogas. Sou uma garota normal com esse “dom” horrível desabafando com uma pessoa que eu nem conheço.

    Se vc diz…

    Bom, querendo ou não você não tem a obriação de ficar me dando aulinhas, mas agradeço pela sua atenção e pelas explicações que só me deixaram mais confusa ainda.

    Você tb não tinha obrigação de deixar comentário nenhum. Quem fala o que quer…

    Ah mais um desafio para você.

    Qual foi o primeiro mesmo?

    Perguntinhas básicas do Espiritismo:

    Vamos lá.

    -De onde viemos?

    Quando uma estrela explode, ela lança seu material pelo espaço interestelar. Os elementos se combinam, acabam gerando outros elementos (fusão nuclear) e estes se combinam gerando substâncias químicas mais complexas.

    -Para onde vamos?

    Eu não vou a lugar nenhum. Você quer dizer depois que eu morrer? Não sei. Também não me preocupo com isso.

    -Qual o objetivo da existência terrena?

    Precisa ter algum objetivo? Por que? Qual o objetivo das pedras? Da areia? Por que 3/4 do planeta é feito de água? Por que cargas d’água tudo tem que possuir um objetivo obscuro? Não vejo razão nenhuma para me preocupar com tais pensamentos.

    -Qual a razão da dor e do sofrimento?

    Se eu tivesse certeza que Deus existe, eu diria que é por culpa dele e que ele é sádico, pq gosta de dar dor e sofrimento às pessoas desnecessariamente, para que elas provem coisas que não precisam ser provadas a uma entidade tida como onisciente.

    Assim, o sofrimento existe pq as pessoas são gananciosas e querem dominar umas às outras. Normalmente utilizando as religiões como arma.

    -Qual a sua abrangência?

    A dor e o sofrimento são tão vastos quanto a capacidade das pessoas de ficarem divagando, ao invés de efetivamente fazerem algo de útil.

    Obs:Na sua opinião André!

    Taí.

  22. Quando eu vi um espírito pela primeira vez fiquei desesperada atrás de respostas, mas nem respostas e nem nada que fizeram até agora me fez parar de ver essas coisas horríveis. E olha que eu não uso drogas. Sou uma garota normal com esse “dom” horrível desabafando com uma pessoa que eu nem conheço…

    o espiritismo só fara você ver mais e mais espiritos, procure um psicologo, ele dirá de onde vêm essas alucinações!

  23. Obrigado os dois pelas respostas. Gostei!
    André, continua com o teu trabalho é, como eu já disse uma vez, magnífico!
    Beijos e uma boa noite!
    Carol.

  24. para mim a alma dos seres vivos e sem duvidas a inteligencia. um ser sem inteligencia,nao sente amor,nao tem compaixao,nao se preocupa com nada. ou seja, nao tem alma.

  25. Minha mãe morreu querendo falar comigo, há 5 anos. Por que sua alma não vem, falar?
    Fernando
    Obs: Responda quem puder.

  26. olha fernando,procure esquecer este episodio. eu acredito que todo ser humano ao sentir que vai morrer, vai querer falar alguma coisa para alguem, mas, nem sempre da tempo. para mim, a nossa alma, e o nosso cerebro,nossa inteligencia,nosso entendimento. portanto ao morrer nosso corpo, tudo se acaba. procure viver o agora, da melhor forma possivel,seja uma pessoa de bem, e voce sera feliz. aproveite a vida agora, porque depois que voce morrer,com certesa voce nao falara,mais com nimguem.

  27. André, por mais incrível que lhe pareça, a maior parte do que você escreveu eu concordo e já falo há algum tempo embora acredite em Deus mesmo assim! Não pela necessidade de me salvar, pois, não entendo que Deus seja cruel. Também não por estar escrito na Bíblia, pois não acredito em suas lendas… fora o fato de ter sido escrita em tempos distintos, de ter queimado uma boa parte no incêndio de Jerusalém em 70 dc, de ter sido reescrita, traduzida, definido os apócrifos, etc… além de que seria mais uma injustiça de Deus se só alguns pudessem viver naquela época e tb nem todos têm até hj acesso a Bíblia. E sim pq entendo Deus como uma energia que movimenta o Universo, q faz com que o Nada se transforme em Algo. Afinal de contas, ninguém nem mesmo vc respondeu “De Onde Viemos?”… Pois, pergunto: “De Onde Vieram ou Surgiram as tais substâncias químicas simples que produziram as complexas?”.

    Não acredito em crenças absolutas, quando digo “acredito em Deus”, não digo acreditar 100%, pois da mesma forma que vc e qq outro nunca(ao menos por enquanto) responderá inteiramente “De Onde Viemos?”, não tem como provar existência de qq coisa ou ser, sem sentirmos a necessidade de algo anterior que o faria existir. E aí que vem a minha quase certeza de existência: “não somos capazes de responder esta pergunta e nem de compreender o limite entre o Nada e o Tudo, e o q há no meio disso”. Portanto, seria lógico ao meu ver, que exista algo superior, com inteligência inimaginável que determine as condições de existência do Universo! Não necessariamente bondoso ou ruim, vingativo ou benevolente, participativo ou inerte… simplesmente uma energia criadora e determinante de complexidade.

    Por fim, caso exista um Deus “bondoso” e que tenhamos dificuldade de entender por falta de uma habilidade mental superior, com certeza não nos faria como robôs que não pensam e portanto não julgam o certo, o errado, o duvidoso… até pelo contrário, se Ele nos deu esta capacidade, ainda que limitada(se for!?) é pq precisamos utilizá-la e não vivermos presos a realidades criadas para nos escravizar tal como escravizamos os nossos PC’s(embora, o meu esteja se recusando a ser comandado por mim, às vezes “congela” e por outras vezes “se reinicializa sozinho”!). Parabéns por pensar e por repassar suas opiniões para nós! Isto é sinal de bondade!

    A Rebelião das Máquinas já começou há muito tempo!

    Abraços a todos!

  28. André, por mais incrível que lhe pareça, a maior parte do que você escreveu eu concordo

    Obrigado.

    e já falo há algum tempo embora acredite em Deus mesmo assim!

    Por mim…

    Não pela necessidade de me salvar, pois, não entendo que Deus seja cruel.

    Ele existe?

    Também não por estar escrito na Bíblia, pois não acredito em suas lendas…

    Que horas que vc vai entrar no assunto?

    fora o fato de ter sido escrita em tempos distintos, de ter queimado uma boa parte no incêndio de Jerusalém em 70 dc, de ter sido reescrita, traduzida, definido os apócrifos, etc…

    Ahan.

    além de que seria mais uma injustiça de Deus se só alguns pudessem viver naquela época e tb nem todos têm até hj acesso a Bíblia.

    E pq esse deus teria que ser justo? Se olharmos o mundo como ele é, o conceito de “justiça” tá passando muito longe desse deus.

    E sim pq entendo Deus como uma energia que movimenta o Universo, q faz com que o Nada se transforme em Algo.

    Pq as pessoas insistem que precisa haver um deus pra isso?

    Afinal de contas, ninguém nem mesmo vc respondeu “De Onde Viemos?”… Pois, pergunto: “De Onde Vieram ou Surgiram as tais substâncias químicas simples que produziram as complexas?”.

    Pergunto: De onde veio o deus que vc acredita?

    Não acredito em crenças absolutas, quando digo “acredito em Deus”, não digo acreditar 100%, pois da mesma forma que vc e qq outro nunca(ao menos por enquanto) responderá inteiramente “De Onde Viemos?”, não tem como provar existência de qq coisa ou ser, sem sentirmos a necessidade de algo anterior que o faria existir.

    Então vc admite que sua crença baseia-se apenas num achismo. Seu deus existe pq vc quer que exista, certo?

    E aí que vem a minha quase certeza de existência: “não somos capazes de responder esta pergunta e nem de compreender o limite entre o Nada e o Tudo, e o q há no meio disso”.

    Afinal, o que isso tem a ver com o presente artigo?

    Portanto, seria lógico ao meu ver, que exista algo superior, com inteligência inimaginável que determine as condições de existência do Universo!

    Ao meu ver pode ser qq coisa. Até mesmo um Grande Coelho que anda com um relógio atrasado.

    Não necessariamente bondoso ou ruim, vingativo ou benevolente, participativo ou inerte… simplesmente uma energia criadora e determinante de complexidade.

    E que fez um monte de merda, se exarmionarmos bem. Eu teria feito algo muito melhor.

    Por fim, caso exista um Deus “bondoso” e que tenhamos dificuldade de entender por falta de uma habilidade mental superior, com certeza não nos faria como robôs que não pensam e portanto não julgam o certo, o errado, o duvidoso…

    Nem faria males, doenças, desastres, cataclismas, etc etc.

    até pelo contrário, se Ele nos deu esta capacidade, ainda que limitada(se for!?) é pq precisamos utilizá-la e não vivermos presos a realidades criadas para nos escravizar tal como escravizamos os nossos PC’s(embora, o meu esteja se recusando a ser comandado por mim, às vezes “congela” e por outras vezes “se reinicializa sozinho”!).

    Dá Ctrl+Alt+Del em deus e vejamos o que acontece com ele. :-D

    Parabéns por pensar e por repassar suas opiniões para nós! Isto é sinal de bondade!

    Não faço isso por bondade. Apenas externo minha opinião. É um direito meu.

    A Rebelião das Máquinas já começou há muito tempo!

    Hasta la vista.

  29. Continuamos na mesma, sem a resposta do “De Onde Viemos?” ou até mesmo do q vc msm propôs: “De Onde Veio Deus(o q não é o meu, já q eu disse q é energia… acho q não entendeu nada pelo visto)”!?

    Em nenhum momento disse q Deus é justo, ou precisa ser, até pelo contrário, mais uma vez não entendeu pelo visto!

    Talvez a única coisa q vc entendeu é q o meu conceito de Deus vem do achismo msm… falei isso diversas vezes… e portanto, tenho 50% de estar certo e 50% de estar errado… é o msm q perguntar se acha q vai dar Brasil ou Argentina num jogo de futebol… todos acham alguma coisa! Vc tb! Não precisa ter Deus e nem não tê-lo! Ficou claro!

    Vc não vê bondade no q faz, mas, eu vejo e é direito meu! Muitas das vezes fazemos pelos outros sem percebermos… talvez vc não esteja sendo bom, mas, o ato no meu ponto de vista é de bondade sim!

    Quanto ao assunto da alma, além de ter visto vários desvios dentro das postagens anteriores, inclusive a tua, não vejo motivos para discutí-la… pode existir ou não… nunca foi provada… mas, tb não havia sido provada a existência de outras luas até cientistas descobrirem… nem q o homem poderia “voar” através de uma máquina e inventaram o balão, o dirigível, o avião, etc… nada se prova nem se desaprova… nós, seres humanos, somos tão limitados que escrevi muito e não fui compreendido pelo q li em suas respostas evasivas e distorcidas.

    E mais uma vez: “De Onde Viemos?” ou “De Onde Vieram as Tais Substâncias Químicas?” ou “De Onde Veio o Meu Deus ou Energia?”… não sei, vc sabe??? Enquanto ninguém tiver esta explicação, ficaremos na msm: NINGUÉM É CAPAZ de provar absolutamente nada!

  30. Continuamos na mesma, sem a resposta do “De Onde Viemos?” ou até mesmo do q vc msm propôs: “De Onde Veio Deus(o q não é o meu, já q eu disse q é energia… acho q não entendeu nada pelo visto)”!?

    Não sei pq os religiosos insistem nesse negócio de “de onde viemos”. A Ciência busca saber apenas o que causou o univeros a fim de entender o mundo que nos cerca. Mas isso não significa ser importante o fato de estarmos aqui. Pq os grãos de areia estão? Para mim, isso parece masturbação mental gratuita.

    Se vc diz afirmar que há um deus, deve dizer de onde ele veio. Ele é energia? Ora, se eu der uma martelada no seu dedo, estaria usando energia. Seu deus está ali, é?

    Em nenhum momento disse q Deus é justo, ou precisa ser, até pelo contrário, mais uma vez não entendeu pelo visto!

    Quem diz isso são os religiosos. Afinal, para que serve este deus? Para martelar os dedos alheios?

    Talvez a única coisa q vc entendeu é q o meu conceito de Deus vem do achismo msm… falei isso diversas vezes… e portanto, tenho 50% de estar certo e 50% de estar errado…

    E desde quando a crença em um deus não vem de um achismo?

    é o msm q perguntar se acha q vai dar Brasil ou Argentina num jogo de futebol… todos acham alguma coisa!

    Comparação tola. Se eu estudar o desempenho do time, qualidade da comissão técnica, qualidade do gramado, idoneidade da arbitragem entre outros fatores, poderei dizer qual time irá ganhar com certa margem de segurança. Estatística, sabe? ;-)

    Vc tb! Não precisa ter Deus e nem não tê-lo! Ficou claro!

    Deus não está entre as minhas preocupações.

    Vc não vê bondade no q faz, mas, eu vejo e é direito meu!

    Imagino que se eu pedir pra provar, vc me mostrará inúmeras provas de como seu deus é bonzinho e justo, né?

    Muitas das vezes fazemos pelos outros sem percebermos… talvez vc não esteja sendo bom, mas, o ato no meu ponto de vista é de bondade sim!

    O fim não justifica os meios.

    Quanto ao assunto da alma, além de ter visto vários desvios dentro das postagens anteriores, inclusive a tua, não vejo motivos para discutí-la…

    Eu apenas respondi a quem desviou do assunto. Assim como vc o fez. E se não veio aqui para comentar a respeito, abstenha-se de postar.

    pode existir ou não… nunca foi provada… mas, tb não havia sido provada a existência de outras luas até cientistas descobrirem… nem q o homem poderia “voar” através de uma máquina e inventaram o balão, o dirigível, o avião, etc…

    Ahan. Tb achava-se que camisa suja com cereais atirada num canto produziam ratos. E provou-se que era mentira. :-D

    nada se prova nem se desaprova…

    Eu provo que se eu jogar vc de um avião a 1000 metros de altura, sem paraquedas, vc vai morrer. Quer me mostrar que eu posso estar errado? ;-)

    nós, seres humanos, somos tão limitados que escrevi muito e não fui compreendido pelo q li em suas respostas evasivas e distorcidas.

    Talvez pq vc é um péssimo escritor, com idéias distorcidas, que falou um monte de bobagens e que não prestou atenção sobre o que é a droga do artigo. Quem sabe? Vai ver, é isso.

    E mais uma vez: “De Onde Viemos?” ou “De Onde Vieram as Tais Substâncias Químicas?” ou “De Onde Veio o Meu Deus ou Energia?”… não sei, vc sabe???

    Parabéns, vc perdeu o direito de postar neste blog. Além de chato de galocha, insiste em besteiras. Com vc nem pode provar que seu deuisinho existe, não insistirei mais.

    Enquanto ninguém tiver esta explicação, ficaremos na msm: NINGUÉM É CAPAZ de provar absolutamente nada!

    Vc acabou de provar que é incapaz de escrever qq coisa com um mínimo de coerência. Inté.

  31. Comparação tola. Se eu estudar o desempenho do time, qualidade da comissão técnica, qualidade do gramado, idoneidade da arbitragem entre outros fatores, poderei dizer qual time irá ganhar com certa margem de segurança. Estatística, sabe?

    tu tá falando sério? sério mesmo? se Deus existe eu não sei, mas que tu não entende nada de futebol, isso é fato!!!

  32. Bom, vejo que o assunto desviou.
    Mas vou deixar aqui minha opinião sobre “Deus”.
    Não vou discutir aqui CIÊNCIA, pois não sou formado em nada e entendo muito pouco do assunto.
    Mas vejamos, se deus é onipresente, onisciente e onipotente e criador de TODAS as coisas, por que então ele criou o Diabo?
    Ele não sabia que o diabo iria se rebelar contra ele e supostamente seria o grande vilão da história por causar todo mal aos humanos?
    Se deus criou TUDO, inclusive o mal, por que devo ser grato a ele?
    Agora se você me diz que deus é só uma energia, uma força.
    Aí eu pergunto, força pra que? De onde veio essa força? Então pra que acreditar simplesmente numa “força”?

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s