Pesquisa mostra que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor à religião do que à cultura

Africano que tinha ressuscitado morreu outra vez e não voltou. Ninguém sabe o motivo
Comida vegan é tão insuportável e desnecessária que nem vegan come

Uma pesquisa da ONG OXFAM Brasil, que mais parece nome de remédio contra flatulência, fez uma pesquisa que resultou numa coisa que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor para religião do que para coisas sem importância como estudo e trabalho. No país que odeia ciência e contratam índios mágicos que dizem controlar o tempo e usa cartas psicografadas como provas em tribunais, não sei por que alguém acharia isso inusitado.

A pesquisa da OXFAM buscava saber o que os brasileiros consideram como sendo mais importante para melhorar de vida. Os resultados, para surpresa de ninguém foram:

  • Fé religiosa: 28%
  • Estudar: 21%
  • Ter acesso a atendimento de saúde: 19%
  • Crescer no trabalho: 11%
  • Ganhar mais dinheiro: 8%
  • Ter acesso à aposentadoria: 6%
  • Apoio financeiro da família: 5%
  • Cultura e lazer: 2%

Pois é. Cultura e lazer ficam em último. O sujeito espera trabalhar de sol a sol e a única coisa que ele estará contando é sua fé. Aliás, para ser honesto, eu fiquei surpreso com “estudar” ficar em segundo lugar. Provavelmente, estavam se referindo a estudar a Bíblia. Vai saber!

Somos um país de ignorantes que se vangloriam por eleger ignorantes. Eleeram o Tiririca apenas por ele ser engraçado, enquanto outros são eleitos por serem padres ou pastores. FHC perdeu a disputa pela prefeitura de São Paulo por ser ateu, para depois dar uma de religioso e, assim, conseguir ser eleito presidente.

Quando partido de Esquerda, seguidora do materialismo dialético de Marx, vem pedir à benção de líderes religiosos, soltando aquelas bobagens tipo a Dilma reconhecendo que estamos num Estado laico, mas feliz a nação que Deus (não disse qual) é o Senhor, vemos o que você tem que fazer para continuar sendo eleito. De minha parte? Esses políticos estão certíssimos. Se eles sabem que a larga maioria da população é religiosa, seria estupidez não fazê-lo. As regras do jogo são essas e ganha quem erra menos.

É fácil de entender este comportamento, quando se é pobre, na necessidade, você é acostumado que não vem nada de lugar nenhum, e a sua única saída é apelar para o Altíssimo, embora ele seja meio surdo e não escute as suas preces. De repente, é um plano dele para você. É imediato e satisfatório. Ter que lutar por melhor educação e trabalho é dispendioso (em todos os sentidos) e nem sempre garantido.

As pessoas foram adestradas a confiarem sempre nos seus líderes religiosos, pois eles sabem o que é melhor para elas. É a única realidade que conhecem. É a única forma de terem um vislumbre de melhoria de vida, se não nessa, na próxima.


Fonte: UOL

Africano que tinha ressuscitado morreu outra vez e não voltou. Ninguém sabe o motivo
Comida vegan é tão insuportável e desnecessária que nem vegan come

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας