A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga

Pesquisadoras concordam com suas tias e mostram que maternidade é mais importante que produção científica
A neurobiologia de quem faz bullying

A senhora da foto é a dona Antônia Conceição da Silva. Dona Antônia era uma boa pessoa. Ela não incomodava ninguém. Era uma pessoa pobre, mas nem por isso fazia mal às pessoas. Você não sabe nada sobre ela. Ninguém sabe. Muito mal saiu uma notícia de jornal informando que essa pobre senhora foi assassinada de forma brutal. Foi estrangulada e morta a pauladas, e isso por dinheiro. Sim, ela foi assaltada, e seu assassino levou a vultosa quantia de 30 reais. Não trinta milhões ou sequer trinta mil. Trinta reais. Uma nota de vinte e uma de dez. só isso. Mas você não sabe., ninguém mais sabe.

Dona Antônia não era ninguém e para a humanidade continua não sendo ninguém.

Você quer saber sobre dona Antônia? A melhor ferramenta seria o Google. Vamos jogar o nome dela lá.

É. Não se sabe muito. Dona Antônia não era uma vereadora. Não sendo figura política, ninguém se importa. Nenhum grupo de ativistas se importou. A Anistia Internacional não ficou sabendo. A ONU não está cobrando medidas. A Viola Davis e a Naomi Campbel não ficaram sabendo, como não ficaram sabendo das mais de 60 mil pessoas mortas por ano de forma brutal.

Dona Antônia era uma senhora humilde de 106 anos, que morava em Feira Nova do Maranhão, a 783 km de São Luís, uma cidade de pouco mais de 8 mil habitantes e renda per capita de menos de 230 reais, na parte urbana, e 93 reais per capita na zona rural. É um município pobre com 5,51 hab./km², mas você nunca ouviu falar de lá. se ouviu, já sabe como a vida lá é difícil. Se nunca ouviu, não se preocupe. A ONU, a Anistia Internacional, os comitês de direitos humanos, os artistas de Hollywood, o pessoal engajado das redes sociais e a larga maioria das pessoas nunca ouviu falar.

A Secretaria de Segurança Pública do estado do Maranhão já informou que a Polícia Civil Regional do município de Balsas já está investigando o crime e o caso será conduzido pela Delegacia Municipal de Riachão. Mas é só isso mesmo. Ninguém ficará no Twitter contando quantos dias o assassinato de dona Antônia está sem solução. Dona Antônia era uma pessoa do povo, não uma vereadora. Não dá manchete internacional isso. É apenas… mais uma. É triste, é desalentador, mas é a verdade.

Dona Antônia não é Marielle. Dona Antônia não era ninguém num mundo em que você só é alguém se for alguém ou que todos os assassinatos são trágicos, mas alguns são mais trágicos que outros. Já não falam mais em dona Antônia e eu estou incluído. Eu quis mostrar que essa senhora é uma vítima anônima como todas os anônimos assassinados este ano. Dona Antônia só não era mais anônima porque saiu uma vez no jornal e eu estou postando agora. Os hipócritas não querem saber dela, ninguém gritará “Dona Antônia Presente!” ou “Dona Antônia Vive”. Dona Antônia faleceu e só para seus entes mais chegados ela será lembrada. Ninguém mais e isso talvez nos seja uma lição de humildade, já que, não importa quem você seja, você só será alguém se isso interessar às pessoas; caso contrário, estará morto, enterrado e esquecido, não restando nem o véu da desesperança dos que aqui ficarem, já que a vida segue.

Estou me olhando no espelho da minha mente e percebendo que talvez eu esteja usando a memória da dona Antônia com um fim. Posso ser um utilitarista, mas pelo menos não sou hipócrita. Jamais fingi maior lamento pela Marielle só por ela ser uma mulher negra assassinada, quando só ficou famosa por ser vereadora e, por isso, darem maior atenção a ela. Eu admito isso. Você tem capacidade de dizer isso também?

Descanse em paz dona Antônia. Mesmo aos 106 anos, a senhora foi cedo demais, já que sua vida foi interrompida de forma bárbara. Ninguém merece morrer assassinado, seja pessoa comum, seja um monarca ou um edil. Desculpe por não termos podido fazer nada.


Fonte: G1

Pesquisadoras concordam com suas tias e mostram que maternidade é mais importante que produção científica
A neurobiologia de quem faz bullying

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!