Partisans do Imposto de Renda caçam ostentadores “pobres”

Medinho de agulhas? Toma várias, então (microscópicas, claro!)
Mulheres são menos propensas a receber ajuda por medo de acusação de assédio

Eu já tinha dito antes que o Big Brother são seria um mecanismo nefasto de um governo autocrático. Seria cada um de nós, tomando conta de todos os vizinhos. Ninguém estaria seguro e isso por culpa de nós mesmos, colocando toa a nossa vida online. Falam tanto de privacidade, mas colocam de um tudo nos Instagrams, Facebooks e Whatsapp da via. Acham que seu WhatsApp tem camada de criptografia? Sabe onde fica? Nos servidores do WhatsApp, não no seu celular. O celular que você dá o seu número para o contato que quer conversar pelo aplicativo acima. Quem mais quer privacidade é o que mais se expõe, facilitando quem quiser fuçar a sua vida. Sabem quem conta com isso? Dois tipos de criaturas nefastas, vindas das profundezas abissais: bandidos virtuais e agentes do Imposto de Renda.

O egocentrismo levou as pessoas a acharem que tudo o que elas fazem é de hiper-importância para toda a humanidade. Inventaram até o Gato Curioso só para fingirem que são tão importantes que estão dando entrevista. Eu não entendo por que gostam que estranhos façam perguntas, muitas vezes perguntas beeeeeeeeeem pessoais. Cada um, cada um.

Franceses, por exemplo, se renderam ao vício de colocar toda a sua vida na Internet, mostrando todo o luxo que adquiriram, sejam carros, iates, mansões ou 100 mil, 100 mil dólares! Só que o pessoal do Fisco não está nada satisfeito com essa palhaçada. As Rãs-Leão resolveram ir fuçar todo mundo nas redes sociais para saber se a miséria que choram nas declarações de imposto de renda condizem com a ostentação.

Segundo o RT, o Ministro do Orçamento Gerald Darmanin declarou que o projeto piloto começará no início de 2019, e “(o Fisco) será capaz de ver que, se você tem várias fotos de si mesmo com um carro de luxo enquanto não tem meios para possuí-lo, então, talvez sua prima ou sua namorada tenha emprestado para você … ou talvez não ”.

Então, você está na boa com suas redes sociais? Acha que isso é porque os comedores de queijo são uns manés para investigar rede social enquanto você aqui tá de boas? Acho melhor você botar o seu Facebok de molho, então. Desde 2016 a Receita Federal daqui faz o mesmo. Só em 2017, 2 mil espertões acharam que estavam longe do longo braço da Lei e ficavam em altas ostaentações nos Facebook da vida, algo muito diferente das pitangas choradas na declaração. Tiveram que ir se entender com o Leão. Não apenas isso, ainda descobriram um milionário cheíssimo da grana que estava… numa laje fazendo um churrasquinho sem-vergonha. Os auditores da Receita sacaram na hora que era um laranjão dos mais escrachados. Muito provavelmente, ele está vebdo o Zuckerberg quadrado numa prisão para deixar de ser mané.

Sendo assim, amiguinho, como falei, acho melhor você ficar esperto com esse seu Audi maneiríssimo.

Medinho de agulhas? Toma várias, então (microscópicas, claro!)
Mulheres são menos propensas a receber ajuda por medo de acusação de assédio

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!