Nyos, o Lago Assassino

Grandes Nomes da Ciência: Humphry Davy
Páscoa da Apropriação Cultural

A Morte, em seu manto negro, vagou pela África. Não que isso seja algo inusitado, mas a Asrail, o Anjo do Destino Final encontra meios para selar os destinos de muita gente. Há muito anos, ela consultou sua ampulheta e viu que estava atrasada com muitas almas a serem entregues de volta a Obatalá, o Criador de Tudo.

Em 21 de agosto de 1986, mais de 1.700 pessoas e mais de 3.500 cabeças de gado morreram em poucos minutos, envoltos numa mortalha assassina, invisível e inodora. Foi o bizarro caso do lago Nyos.

O caso foi para lá de esquisito. Seria algo digno de episódio do Arquivo X. Quase todos os moradores das aldeias de Cha, Nyos e Subum, na República dos Camarões, morreram durante o sono. Relatos dos que encontraram os corpos dizem que várias dessas vítimas foram achadas com sangue em torno de seus narizes e bocas. Que diabos aconteceu?

Quando os poucos sobreviventes acordaram, ficaram estarrecidos com as cenas, pois não havia sinais de luta ou sequer violência. Nada de cortes, hematomas ou quaisquer outros sinais que alguém entrou matando geral. Nada. As pessoas simplesmente…. morreram. Só pessoas? Não. O gado também morreu de forma estranha. Da mesma maneira que as pessoas, eles simplesmente morreram. Até mesmo as moscas caíram mortas.

 

Testemunhas relataram que o assassino veio sobre a forma de uma nuvem branca. Antílope, cães, ratos… nada ficou em seu caminho. Houve quem dissesse que haviam ouvido explosões e até mesmo o cheiro de ovos podres.

O pedido chegou até as autoridades, mas como o local fica lá longe , onde Judas tinha perdido as cuecas, a ajuda demorou 2 dias para chegar lá. Quando ela finalmente veio, os médicos ficaram boquiabertos com o cenário apocalítico. Parecia que uma maldição de proporções bíblicas tinha caído sobre o pessoal, e Asrail abalou geral.

Depois de pesquisar, a culpa foi dele, quieto, resoluto, sonso, agindo com desfaçatez. Ele é o assassino psicopata que ceifou várias vidas de uma vez: O Lago Nyos.

O Lago Nyos é um lago formado no interior de um “maar”, a noroeste da República dos Camarões; e não, não está escrito errado. É “maar”, mesmo, com dois “A”. Maar é uma cratera vulcânica alargada e pouco profunda criada por uma erupção vulcânica oriunda de uma explosão de vapores e gases causada pelo contato da água subterrânea com lava ou magma.

Sabe quando você deixa cair água sobre carvão em brasa para apagá-lo e daí sobe vapor d’água, cinza entre outras coisas que você não está vendo? Mesma coisa. A diferença é que a água não vai esfriar totalmente a lava e o grande volume de vapor d’água faz uma explosão.

Por quê? Muito simples.

1 mol de água tem 18 gramas e sabendo que a massa específica da água é de 1g/cm3, podemos dizer que 1 mol de água tem 18 ml. Só que aquecendo, esses 18 ml sob a forma de vapor ocupa um volume muito, mas muito maior. De acordo com as leis da Termodinâmica, quanto maior a temperatura, maior a pressão e maior o volume ocupado por um gás. Como a transformação é isométrica, ou seja, o volume é constante, a pressão torna-se cada vez maior até que chega o ponto de ruptura. Em outras palavras: KABUM!

O Lago Nyos é profundo e situa-se a média altitude no flanco do Monte Oku, um vulcão inativo pertencente à Linha vulcânica dos Camarões. As águas do lago são extremamente ricas em dióxido e monóxido de carbono. Foram esses os algozes. Enquanto o CO2 asfixiou todo mundo, privando-os de oxigênio, já que é um gás mais pesado que o ar, o CO fez o favor de completar o serviço, pois ele é mais facilmente carregado pelas hemácias do que o oxigênio. Se já tinha pouco oxigênio no local, porque o restante foi embora, com o CO2 tomando o lugar dele, o pouco que ficou não adiantou de nada.

Quando os pesquisadores retiraram amostras da água do lago Nyos, de uma profundidade de 15 metros, tinha tanto CO2 que quando as garrafas foram puxadas para a superfície, com uma pressão atmosférica bem menor, a água começou a efervescer, como se tivessem jogado sonrisal nela.

A anóxia que se seguiu, ou seja, condições com bem menos oxigênio, fez com que as pessoas sobreviventes tivessem alucinações, com um cérebro berrando por oxigênio. Daí os relatos de explosões e cheiros de ovos podres. Nenhum abalo sísmico foi detectado e a única coisa que justificaria o cheiro de ovos podres seria emanações de gás sulfídrico, H2S, só que ele não foi detectado

Não, pessoal, as Leis da Química pouco se importam com reles mortais.

Meses depois da catástrofe ocorrida próxima ao lago Nyos, pesquisadores continuaram a monitorar os níveis de CO2 nas águas do lago e perceberam que sua concentração estava aumentando de novo. Hoje, a estimativa que outro desastre desses venha ocorrer a uma faixa entre 10 e 30 anos, mas outros estudos apontam que pode ser bem mais cedo. Assim, instalou-se um sistema de desgaseificação em 1992, que nada mais é que tubos metálicos que vão a grande profundidade para ajudar a aliviar a pressão, como uma válvula de uma panela de pressão.

Em 2001, o Gabinete de Assistência de Desastres Estrangeiros dos EUA financiou uma instalação permanente em Nyos e em 2011, dois tubos adicionais foram instalados para assegurar a desgaseificação completa do Lago Nyos.

E sim, esse CO2 vai para a atmosfera. E sim, este CO2 é gás de efeito estufa. E sim, isso vai contribuir para o aumento do aquecimento global. E sim, a Natureza está pouco se lixando para você, seu macaco pelado que desceu da árvore há ridículos 300 mil anos.


Fonte: Science Alert


Tem mais fotos AQUI.

Grandes Nomes da Ciência: Humphry Davy
Páscoa da Apropriação Cultural

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Que morte horrível.

    Já conhecia o lago assassino. Ele é uma constante visita nessas listas de lugares mais perigosos do mundo. Assim como também o é a ilha da queimada grande.

  • ElGloriosoRangerRojo™

    Caraca! Imagina você lá, de boas, quando de repente todo mundo começa a ter dificuldades pra respirar e não aparenta ter nada de errado em volta.

    A morte silenciosa…

  • Não, nada a ver. CO2 simplesmente causa asfixia e anóxia. A pessoa sequer sabe que morreu. Diferente do sarin

    cloverfield respondeu:

    Realmente.
    Dei uma pesquisada pra ver como o sarin mata e deve ser uma morte horrível, dolorosa , agonizante e bem mais lenta do que eu imaginava.

    Lucas Monteiro respondeu:

    Professor André, caso houvesse Químicos no local, teria como de alguma forma eles previrem isto antes de acontecer ? Ou estou somente falando bobagem ?

    Pryderi respondeu:

    Químicos não são adivinhos. Talvez geólogos pudessem prever, mas é meio difícil assim, do nada.

    Lucas Monteiro respondeu:

    Ah interessante, realmente eu esperava algo do tipo desta resposta, me desculpe a ignorância, professor.

  • ElGloriosoRangerRojo™

    Deve ser horrível! Fiz uma cirurgia recentemente pra corrigir um desvio de septo que me causava dificuldades pra respirar e já era agoniante ficar sem respirar direito as vezes. Tento imaginar como deve ser horrível morrer assim…

    Acho que duas das piores formas de se morrer devem ser por afogamento e sufocado.