Faça do seu filho um pequeno cientista. Me agradeça depois

Science Hack: Vídeos sobre Ciência
Galileu, fofocas e corpos que caem

Eu sempre quis ter uma coisa, mas nunca tive quando pequeno: um kit de pequeno cientista. Era uma coisa tão mágica para mim que devia ser a verdade suprema trazida por Moisés (na época que acreditava em Moisés, Noé e outros contos de fada). Não ganhei um kit daqueles, mas ganhei um Falcon. Eu matei muitos exércitos inimigos com meu Falcon, antes que psicopedarretardadas decidirem que isso poderia me transformar num psicopata. Não transformou. Virei um psicopata por outros motivos. Tempo passou e acabei me esquecendo daquilo. A gente entra naquele período em que alcança a Sabedoria Suprema e acha que sabe tudo – período que chamam de "adolescência". Na faculdade eu vi como a Química ensinada no Ensino Médio era a coisa mais ridiculamente inútil, chata, incômoda e totalmente sem o menor sentido. Não tinha percebido que a Química poderia ser muito mais, já que eu não tinha brincado com kits de Química (meus kits eram improvisados com xampus, cremes, detergente, óleo etc, tendo meu cachorro como cobaia. Me divertia um bocado antes de ganhar minha merecida surra).

Mas e hoje? O que temos?

Esta postagem de hoje veio à mente quando o Leandro Leandrus Félix perguntou se ainda havia aqueles kits. Ge-Zuis! Como eu podia ter me esquecido daquilo? Como não ter em mais alta conta um brinquedo educativo como aqueles? Havia muitos kits do tipo Pequeno Cientista. Desde a década de 60 eles são vendidos (se alguém sabe se existiam estes kits na década de 50 ou antes, favor avisar). Na década de 60 era o Pequeno Químico, que vinha com estante, tubinhos e alguns reagentes. A foto da caixa é um menino nerd, com óculos grossos, guarda-pó e cara de feliz. Hoje, ser nerd é tradução de imbecilóides que são incapazes de dar "oi" para seres humanos dotados de seios e ancas largas.

Não, não se parece comigo. Meu óculos é retangular.

A empresa que fabricava este kit é a Guaporé que, pelo que percebi, não existe mais. No site Brinquedos Raros, podemos ver outros brinquedos produzidos por eles. Como podem ver, havia outros kits de Química, antes que retardados pensassem que toda criança poderia se tornar um traficante de drogas. Hoje não se pode nem comprar acetona para tirar o esmalte da unha; mesmo porque, imagino uma legião de traficantes comprando caminhões e mais caminhões repletos de frasco contendo uma solução a 1% (UM POR CENTO!) de acetona só para destilar e produzir cocaína.

Levando em conta que carros do BOPE induzem à violência, temos que ter cuidado mesmo. Daqui a pouco, pais serão presos por brincar de polícia e ladrão com seus filhos; ou, pior ainda, sociólogos irão sugerir que se brinque de polícia e indivíduos pobres à margem da sociedade que devem ser entendidos, mesmo quando apontarem uma arma para você. Embora que, armas são brinquedos violentos. Elas serão substituídas por garrafas de água, mas então eco-chatos dirão que a água do planeta está acabando e temos que guardar o precioso líquido para as gerações futuras.

Mas e atualmente? Temos como comprar desses kits?

Sim, temos. Um deles é o Alquimia, fabricado pela Grow e que pode ser encontrado na Americanas.com e na Walmart. Entretanto, tenho uma ressalva.

Senhores designers de brinquedo da Grow. 13 elementos químicos diferentes é O CACETE! No máximo, são 13 reagentes.

RE-A-GEN-TES!

E sim, eu também achei meio caro. O que será que eu encontro em sites do exterior? Pèsquisando na Amazon eu encontrei… ISTO! Maravilhoso, não? Infelizmente, as leis idiotas daqui do Brasil impedem que você compre brinquedos, pois eles precisam de aprovações específicas por membros escolhidos para comissões compostas por idiotas. Desta seleção da Amazon, o que eu mais gostei foi este:

Infelizmente, nossos floquinhos de neve jamais poderiam usar tantos reagentes e nem uma lamparina de álcool. Nossas criaturinhas delicadinhas precisam ser proibidas de chegar perto de qualquer coisa que precise de um adulto por perto, pois este estará muito ocupado vendo futebol ou novela ou BBB ou alguma merda inútil na TV. Mais fácil dar um computador, internet e um iDroga. Eles ficam pendurados nos orkuts, escrevendo merda nos tuíteres da vida, se exibindo na WebCam ou puxando briga comigo.

É assim que se estimula o aprendizado, melhora-se o ensino, desperta-se a curiosidade. Crianças com atividades práticas são capazes de executar trabalhos maravilhosos, como publicar em periódicos indexados ou mesmo melhorando o desempenho de células solares.

É legal quando um comentário me leva a pesquisar coisas um tanto esquecidas e mais legal ainda quando eu descubro que muitas dessas coisas ainda existem, apesar de me entristecer que 99,999% não irá se interessar. De qualquer forma, foi uma boa lembrança e uma boa (re)descoberta.

Science Hack: Vídeos sobre Ciência
Galileu, fofocas e corpos que caem

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!