Igreja Universal é obrigada a devolver dízimo de fiel

Cresce apoio popular à separação Igreja-Estado nos EUA
Padre argentino que não crê em Adão e Eva é proibido de lecionar

A Igreja Universal do Reino de Deus em Belo Horizonte foi condenada a devolver valores destinados à congregação desde 1996, em valores ainda a serem apurados na liquidação da sentença, e ainda ressarcir um homem em R$ 5.000 por danos morais. Segundo o TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), o fiel foi considerado incapaz de tomar decisões por contra própria.

Na sentença, desembargadores entenderam que a Igreja Universal fora negligente ao aceitar as doações. “A instituição religiosa que recebe como doação valor muito superior às posses do doador, sem devida cautela, responde civilmente pela conduta desidiosa”, disseram desembargadores da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Segundo laudo pericial psiquiátrico pedido pelo tribunal, o doador das quantias é portador de enfermidade de caráter permanente.

Conforme relatos do TJ-MG, o fiel fora compelido a participar de reuniões antecedidas ou sucedidas de pedidos de doações financeiras.

No processo, o freqüentador dos cultos, que não teve seu nome divulgado, foi representado pela mãe.

O fiel trabalhava como zelador e tivera todo o ordenado tomado pela doação que fazia à instituição religiosa. Em dado momento, com o agravamento da doença, fora afastado do trabalho e, segundo dados do processo, passara a emitir cheques pré-datados para a Igreja Universal.

Ainda de acordo com o tribunal, o homem contraiu empréstimo em instituição financeira e chegou a vender um lote por valor aquém do que o terreno valia em prol da Igreja Universal.

Com “promessas extraordinárias”, segundo o processo, o homem fora induzido a fazer as doações financeiras e, por seu turno, pessoas que tentavam demovê-lo da prática eram tachados de “demônio”. A mãe seria o principal ente do mal para ele.

Inicialmente, o juiz da 17ª Vara Cível de Belo Horizonte havia argumentado que a incapacidade permanente do doador só fora constatada a partir de 2001, isentando assim a igreja de restituir valores anteriores a esse período.

Estipulou assim em R$ 5.000 o valor a ser reembolsado e mais R$ 5.000 por danos morais.

Tanto a igreja quanto o rapaz, representado pela mãe, recorreram da decisão. Em nova análise, o desembargador Fernando Botelho, relator do recurso, disse entender que a interdição veio apenas corroborar uma situação de incapacidade pré-existente.

“Mesmo antes de 1996, ano em que o autor passou a freqüentar as dependências da igreja e a fazer-lhe doações, já apresentava grave quadro de confusão mental, capaz de caracterizar sua incapacidade absoluta, já que, no laudo pericial, restou consignado que ele não reunia discernimento suficiente para a realização dos atos da vida civil”, informou em seu despacho o relator do processo.

Ainda cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília-DF.

A reportagem do UOL tentou entrar em contato com os advogados da Igreja Universal do Reino de Deus, mas foi informada que um dos representantes da igreja perante o TJ-MG está em viagem a São Paulo e só retorna a Belo Horizonte no sábado.

O advogado Luiz Eduardo Alves, que atuou no caso representando a instituição evangélica, não foi localizado por meio dos números telefônicos repassados à reportagem.

(adendo)

“Você que tem 200 dólares, 100 dólares, 500 contos, 100 contos, mil meticais, pode vir entregar no altar de Deus. Talvez você não trás dinheiro agora, mas tem aí o seu livro de cheques, pode passar o seu cheque, não tem problema que Deus vai-lhe abençoar (…). Quem quer ser empresário tem que fazer um sacrifício, um desafio. Se você tem um automóvel, vende o seu automóvel e dá todo o dinheiro a Deus e você vai ver que Deus vai-lhe abençoar. Deus vai-lhe dar 3, 4, 5 carros. Talvez você tem duas casas, vende uma casa e entregue a Deus o dinheiro. Se você tem um terreno onde você pensa em construir uma casa para você morar, vende esse terreno e Deus vai-te abençoar grandemente (…) Quem quiser prosperar na vida, quem quiser ter um bom emprego, ganhar dólares, ser director de uma empresa, etc., tem que fazer isso. (…) [poucas pessoas dão, o pastor impacienta-se]. Meu Pai, o diabo está amarrando os corações da pessoas. Tira o diabo do nosso meio! Tira o medo, a vergonha dessas pessoas! Dá-lhes a vontade, o desejo de ofertar, meu Deus!” – grita um pastor da Igreja Universal do reino de Deus numa casa de culto na Beira.

As pessoas não dão, não podem dar, não querem dar o dízimo, quando “o maior mandamento de Deus é dar ofertas”?

“Deus amaldiçoa as pessoas que não dão o dízimo e as ofertas, porque estão a roubar a Deus. Por isso ele amaldiçoa através de doenças, pestes, guerras, fome, seca, cheias, etc.!”

Que se dê o dízimo e tudo correrá pelo melhor na vida. O que é fundamental é ter autodeterminação.

“A autodeterminação é importante, minha gente. Muitos de vocês querem ou não querem dinheiro?” – remata um pastor numa casa de culto em Maputo.

Cresce apoio popular à separação Igreja-Estado nos EUA
Padre argentino que não crê em Adão e Eva é proibido de lecionar

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Pastor Luciano

    O adepto ideal. Fiel, obediente, ignorante.

    Não vemos a hora de por as mãos em nano-robôs capazes de alterar as sinapses neurais e programar nos descrentes os nossos dogmas.
    Mensagens subliminares não são o suficientes.

    Precisamos de mais doações para pesquisas nesta área! Deus quer que TODOS o ajudem!

  • Fatima

    Acaso os frequentadores – todos – não sofrem, de certa forma, lavagens cerebrais?

    Discursos inflamados mexem com instintos profundos nos seres humanos: necessidade de participar de um grupo e nele ser aceito, necessidade de transceder-se a si mesmo, tendo algo grandioso/extraordinário a esperar/buscar.

    Palavras oferecem um meio para o significado; aliadas à uma oratória inflamada podem proporcionar ao detentor de tais ferramentas a retirada – ainda que momentânea – da razão dos ouvintes/espectadores.

    Somente uma coisa ainda me deixa menos inquieta com o estado de coisas atual ‘ainda existem juízes em Berlim’.

    Abraços!

  • Bruno Caxito

    Como a Fátima disse, todo fiel sofre um pouco de lavagem cerebral.

    O medo da punição por não “dar ao pastor” er… quer dizer à deus é visto claramente sendo semeado através daqueles discursos no adendo.

    Crente é hipócrita, eles falam que dão o dizimo por caridade e amor a igreja mas, quase todos fazem isso pelo medo que esses pastores passam.

  • Chico Sá

    Não tem jeito! A religião é um campo fértil para os canalhas.

  • Francildo José

    espero que essas decisoes judiciais continuem, que mais pessoas entrem na justiça ! tem muita gente lesada por estes enganadores.

  • Marcos

    os inucentes e assaltado nas igrejas universal do reino de deus sem perceber.

  • andreia

    🙁 k vergonha 😈 o diabo ta muito feliz com vcs pastores de merda vcs não tem vergonha de rouba o dinheiro das pessoas ? 😡 e ainda diz k é Deus quem esta pedindo, vcs sabia k a igreja é o segundo maior comercio aonde se ganha dinheiro?Boa escolha pastores.

  • Dêem uma lida nisso antes de sair pagando o “dízimo”:

    http://abdieldamon.wordpress.com/2008/08/29/dizimo-saiba-porque-eu-nao-pago/

    Marcos respondeu:

    Antes de falar é bom voce le a biblia malaquias 3.10

    Administrador André respondeu:

    Grandes coisas! No versículo 5 traz: Virei ter convosco para julgar vossas questões e serei uma testemunha pronta contra os mágicos, os adúlteros, os perjuros, contra os que retêm o salário do operário, que oprimem a viúva e o órfão, que maltratam o estrangeiro e não me temem – diz o Senhor.
    .
    Não conheci um único pastorzinho que não seja ladrão, mentiroso, metido a ter poderes magicos e adúltero.

    Oraculum Blog respondeu:

    @Marcos, Antes de sair falando deveria ler sobre o artigo que fala justamente de malaquias 🙂

  • Raildo Holanda Morais

    Essa tal Igreja Universal é o que de pior já aconteceu ao mundo evangélico.
    primeiro, impantou um sistema agressivo, porém muito eficiente de tomar dinheiro dos incautos fiéis, com mensagens mirabolantes e promessas de recompensa divina. Segundo, as outras denominações, vendo que a Universal era uma rival a ser levada a sério, pelo fato de estar “aliciando” cada vez mais fiéis e crescendo vertiginosamente, enveredaram pelo mesmo caminho e esqueceram-se de que a finalidade precípuade qualquer religião é pregar a salvação da alma e não o materialismo perfeito e acabado que se consubstancia nas conquistas materiais.

  • 😛 o dizimo, e nós e Deus nao temos que dar satisfação a pastor nenhum Jesus veio para acabar com a lei ,hoje estamos debaixo da graça, poque estas igrejas não guardam também, os sabádos também esta no velho testamento poque? ´só pregam o dizimo. Não é só a universal não , quase todas elas , exceto a congregação crtistã e o testemunhos de JEOVA.
    CABE A DEUS JULGAR,SE ESTÂO CERTO OU NÂO.

    Administrador André respondeu:

    Mentira! Nem seu livro vc conhece. O Jóquei de jegue disse:

    Mateus 5:17 Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição.

    Vai estudar.

    XaparraL respondeu:

    @lucimar c s cruz, Se JEOVÁ fosse bom, não precisaria de testemunhas.

    Dízimo em troca de milagres = estelionato religioso

  • IURD pwned. 😈 😈

    Que isso possa acontecer mais vezes.

    Adorei a notícia.

  • lumaria

    TODAS AS IGREJAS DEVERIAM PAGAR AO IMPOSTO DE RENDA 90% DO QUE ARCADAM , ESSE DINHEIRO PODERIA ABRIR MAIS ESCOLAS, HOSPITAIS, CRECHES GRATUITAS, AUXILIAR OS AXILOS , AJUDAR OS ESTADOS MAIS NECESSITADOS E MUITO MAIS ……..CARIDADE É AJUDA . ASSIM TODOS DESCANSARIAM EM PAZ SABENDO QUE ESSE DINHEIRO DO POVO ESTA RETORNANDO PRO POVO …TODAS AS IGREJAS DEVERIAM PAGAR 90% DO QUE ARECADAM PARA O IMPOSTO DE RENDA (GOVERNO ) . NOVAS LEIS A RESPEITO DISSO É MUITO IMPORTANTE!!!!! REFLITAM ……BJS

  • Jairo

    Se espremer as igrejas com impostos elas vão espremer mais ainda os crentes. O estado tem o dever de defender os cidadãos da exploração religiosa, mas os religiosos já se infiltraram no estado para impedir isto.

    Toda igreja é uma empresa que vende um produto que não existe e isto é vigarice. Basta que alguém as chamem nos tribunais.

  • Pingback: Dá ou desce em nova versão » Palavras Sussurradas()

  • Kormoran

    Reativando o tópico, desculpa!

    Mas, será mesmo inocência?

    Eles estão dando esperando algo em troca, meu, é uma lógica bem brasileira, só existe o malandro porque tem algum idiota querendo se passar por malandro!