Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

O último testemunho de Darwin

Charles Darwin foi um marco na Ciência!

Queiram os religiosos, ou não, a Teoria da Evolução é a melhor explicação até hoje para o surgimento das espécies. Claro que ignorantes, burros, apedeutas e analfabetos científicos procuram refutar usando de artifícios bobos como mencionar a 2ª Lei da Termodinâmica (que não tem nada a ver com Biologia) e com o Big Bang (que pertence à Cosmologia). Ainda procuram atacar pelo surgimento da vida, que não faz parte da Teoria da Evolução. Evolução explica tão somente como surgiram as espécies.

Repitam comigo: Espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies, espécies…

Na ânsia desesperada em provar que seu deus existe, usam de artifícios descarados como fazer com que Darwin renegasse a Evolução. Digno de risos. Vamos examinar as mentiras.

A conversão de CHARLES DARWIN no leito de morte, onde aceitou Jesus e renegou a Teoria da Evolução.

Este boato se refere à história de Lady Hope (Lady Hope Story). Elizabeth Reid Cotton, Lady Hope (9 de dezembro de 1842 – 8 de março de 1922) foi uma evangelista britânica da qual geralmente acredita-se ser a Lady Hope que afirmou em 1915 ter visitado o naturalista britânico Charles Darwin pouco antes de sua morte em 1882. Hope afirmou que Darwin rejeitou sua Teoria da Evolução em seu leito de morte e aceitou Jesus Cristo como seu salvador.

A família de Charles Darwin negou a história e sustenta que Lady Hope “Não estava presente durante a sua última doença ou qualquer doença”. A história de Lady Hope é amplamente conhecida, até mesmo por criaburricionistas, como sendo falsa – ou ao menos não verificável – e se for verdade, é provavelmente exagerada. A história permanece como uma lenda urbana popular, ainda que isto permaneça em nítido contraste com as publicações de Darwin e sua conhecida opinião à respeito do cristianismo.

Curta biografia: Elizabeth Reid Cotton nasceu em 1842 na Tasmânia, Austrália, filha do general britânico, General Sir Arthur Cotton. Aos 35 anos, casou-se com um viúvo, o aposentado Almirante James Hope, que era 34 anos mais velho do que ela, tornando-se Lady Hope de Carriden em 1877. Sir James faleceu quatro anos depois.

Ela e seu pai fizeram parte do movimento evangelista de temperança em Beckenham, Kent, a cerca de 9 km de Downe (onde Charles Darwin faleceu em 19 de abril de 1882), próximo ao ano de 1880.Hope casou-se novamente em 1893 com Thomas Anthony Denny, um comerciante irlandês 24 anos mais velho do que ela. Ela continuou a usar o nome “Lady Hope” ao invés de “Senhora Deny”. Deny morreu em 1909. Hope viajou para os Estados Unidos em 1913. Foi lá que, em 1915, 33 anos após a morte de Darwin, em Northfield, Massachusetts, que a história apareceu pela primeira vez.

Hope morreu aos 80 anos de câncer em 1922 em Sidney, Austrália, onde está enterrada.

A história de Lady Hope apareceu pela primeira vez em um jornal batista (como sempre, só aparece em publicações religiosas) americano chamado Watchman Examiner (Vol. 3, pag. 1071), em 15 de agosto de 1915. A autora foi apenas identificada como uma “consagrada mulher inglesa”, “Lady Hope”, mas a pesquisa feita por Leslie Gilbert Pine, um antigo editor do Burke’s Peerage (Nobreza de Burke), não encontrou outra Lady Hope senão Elizabeth Hope que já era adulta por volta de 1880 e que ainda estivesse viva em 1915.

O artigo foi precedido por um relatório de quatro páginas em uma conferência bíblica de verão realizada em Northfield, que ocorreu entre 30 de julho à 15 de agosto de 1915.

Vamos dar uma olhada no texto original do artigo:

Aconteceu numa gloriosa tarde de outono, que nós desfrutamos algumas vezes na Inglaterra, quando fui convidada a entrar e me sentar com o bem conhecido professor Charles Darwin. Ele estava acamado, tendo assim ficado meses até à morte. Erguendo-se da cama com o apoio de almofadas, a sua face parecia inundada de prazer quando entrei no quarto.

Ele levantou a mão para a janela a fim de assinalar o belo pôr do sol que se esboçava no horizonte, enquanto que com a outra mão segurava uma Bíblia aberta, que estava sempre a estudar.

“O que é que está a ler agora?”, perguntei. “Hebreus!”, respondeu. “Ainda estou a ler Hebreus, o Livro Real, como o costumo chamar”.Depois, apontando o dedo para certas passagens, comentou-as. Aludi, então, a algumas opiniões de peso expressas por muitos sobre a história da Criação, e depois aos seus comentários aos primeiros capítulos do Livro de Gênesis. Ele pareceu desolado, os seus dedos contraíram-se nervosamente, e sua face irradiou um sentimento de agonia, quando disse:”Eu era jovem e com idéias disformes. Levantei interrogações, fiz sugestões, assombrando-me sempre com tudo; e para meu espanto essas ideias espalharam-se, como o fogo tocado pelo vento. As pessoas fizeram delas uma religião”.

– Fez a seguir uma pausa, e depois de mais algumas frases sobre a Santidade de Deus, e sobre a grandeza deste Livro, olhando para a Bíblia que, com ternura segurava durante todo aquele tempo, disse:”No jardim tenho uma casa de verão onde cabem cerca de 30 pessoas; é ali (apontou na direcção da janela). Quero que fale ali muito. Eu sei que você lê a Bíblia às pessoas nas aldeias. Gostaria que amanhã à tarde alguns servidores do lugar, alguns locatários, e alguns vizinhos, se reunissem ali. Falar-lhes-ia?”

“Sobre que é que lhes falaria?”, perguntei.

“Cristo Jesus” – replicou ele logo, numa voz clara e enigmática, acrescentando num tom mais baixo – “e a Sua salvação. Não é o melhor tema? E depois quero que cante alguns hinos com eles. Você traz consigo o seu pequeno instrumento, não traz ?”

A radiância que a sua face emanou quando disse isto, jamais me esquecerei; pois ele acrescentou: “Se a reunião principiar às 3 da tarde, esta janela estará aberta, e saberá que me unirei a vós nos cânticos”

Seria lindo, não é? Papai Darwin se tornando uma Ovelhinha do Senhor após ler Hebreus, certo? Errado! Toda a família de Darwin negou a história e fez campanha contra a mesma.

Francis, filho de Darwin, escreveu em uma carta em 28 de maio de 1918: “O relato de Lady Hope sobre as idéias de meu pai à respeito de religião são totalmente falsas. Eu tenho acusado-a publicamente de falsidade, mas não vi nenhuma resposta. O ponto de vista agnóstico de meu pai é citado em meu “Vida e cartas de Charles Darwin”, Vol. I, pags. 304–317. Você tem a liberdade para publicar uma declaração sobre. isso. De fato, eu ficarei satisfeito se você assim o fizer.”

Após a história ter sido revivida em 1922, a filha de Darwin, Henrietta Litchfield, declarou em The Christian em 23 de fevereiro de 1922, um artigo com o título “Leito de morte de Charles Darwin: História de conversão negada”, por Sra R.B. Litchfield – Eu estava presente em seu leito de morte, Lady Hope não estava presente durante a sua última doença ou qualquer doença. Acredito que ele nunca nem mesmo a viu, mas de qualquer forma, ela não teve influência sobre ele em qualquer departamento de pensamento ou crença. Ele nunca desmentiu quaisquer de suas opiniões científicas, nem naquele momento e nem antes. Nós achamos que a estória de sua conversão foi fabricada no EUA (…) A história como um todo não tem fundamento de modo algum.

Em 1958 A Autobiografia de Charles Darwin foi republicada e editada pela neta de Darwin, Nora Barlow, que restaurou várias passagens da edição original de 1887, retiradas por Francis Darwin. Esta incluía a perspectiva de Darwin sobre Deus, bem como duras críticas ao cristianismo.

Lady Hope deu seu próprio relato levemente diferente em uma carta datada por volta de 1919 – 1920, recebida por S. J. Bole, autor de Battlefield of Faith (Campo de Batalha da Fé – 1940). O texto é citado no artigo do Dr. Paul Marston. A história se espalhou e se tornou uma lenda urbana popular. As alegações foram republicadas em outubro de 1955 na Reformation Review e no registro mensal da Free Church of Scotland em fevereiro de 1957.

Houveram subseqüentes investigações acadêmicas na história. The Survival of Charles Darwin, de Ronald W. Clark, explica a estória mas não entra em muitos detalhes. Em 1994, o professor da Open University, James Moore, publicou o livro The Darwin Legend, do qual alega que Hope visitou Darwin entre 28 de setembro à 2 de outubro de 1881, quando Francis e Henrietta estavam ausentes e a esposa de Darwin, Emma, estava presente, mas que Hope subseqüentemente enfeitou a estória. O artigo do Dr. Paul Marston dá uma analise diferente, mas geralmente suporta esta conclusão. Ele chama atenção para a discrepância entre o artigo de 1915 e a carta posterior de Lady Hope, da qual mais plausivelmente Darwin se encontrava descansando em um sofá ao invés de uma cama, e não inclui a sugestão de que Darwin estava “sempre estudando” a bíblia.

A alegação continua sendo usada por criacionistas modernos, incluindo Boniface Adoyo, o presidente da Aliança Evangelical do Quênia.

Podemos concluir, portanto, que não passam de falsas histórias. Mentiras sobre a “renúncia” em leito de morte são muito comuns. De fato, na biografia de seu avô, em 1879, o próprio Charles Darwin relatou como começou a história de que seu avô Erasmus Darwin teria chamado por Jesus em seu leito de morte em 1802, e ele conclui declarando que “Tal era o estado de sentimento cristão neste país no início do presente século… Nós podemos ao menos esperar que nada do tipo agora prevaleça”.

Por último, mesmo que Darwin tivesse abandonado os seus estudos em seu leito de morte, isto não teria qualquer relevância pois desde a publicação de sua teoria em 1858 até os dias atuais, a ciência vem acumulando toneladas de evidências à favor da evolução.

Inventar mentiras não alteraram as MILHARES de evidências que suportam a Evolução. E mesmo que a Teoria da Evolução caísse hoje, não significa que o criaburricionismo seria a sucessora. Criaburricionismo é mitologia, com suas cobras falantes e Adaltos que pregam que o homem conviveu com dinossauros.


Fontes:

Darwin’s Final Recantation

A creationist site reprints the text of the Lady Hope story.

Did Darwin become a Christian on his deathbed?

Creationist Malcolm Bowden on Lady Hope.

Did Darwin recant?

Answers in Genesis says that the story is probably false.

The Lady Hope Story: True – False

A creationist minister provides a case against the Lady Hope story.

The Lady Hope Story

The Stephen Jay Gould Archive adds some additional information to this account.

Mrs R B Litchfield, “Charles Darwin’s Death-Bed: Story of Conversion Denied,” The Christian, February 23, 1922, p. 12.

Down, the Home of the Darwins: The Story of a House and the People Who Lived There by Sir Hedley Atkins KBE, published by Phillimore for the Royal College of Surgeons of England, 1974.

MITO DETONADO


Capítulo anterior Índice Próximo capítulo
  • NestorBendo

    Tenta ganhar um Nobel com esse vídeo aí, filho.

    Eu pago para ver.

  • Obviamente, você postará, pelo menos, uns 20 periódicos indexados com os trabalhos que desmentem a Teoria da Evolução. Certo?

    Site criacionista não vale. Tem que ser periódico científico, como Science, Nature, PNAS etc.

  • NestorBendo

    Meu prezado apedeuta, como você espera falar de ciência, especialmente de algo tão fundamental quanto a Teoria da Evolução das Espécies, sem esperar mudar o meio científico como um todo, e, portanto, no mínimo concorrer a um Nobel?

    Você acha sinceramente que ciência se faz com o YouTube?

    Se sim, você perde o seu tempo aqui. Ciência não sai do YouTube. Vá atrás do Nobel com o seu videozinho, ou eu vou simplesmente rir da sua cara (o que eu vou acabar fazendo de qualquer jeito, porque você estará tentando fazer ciência com o YouTube).

  • Henivon Caldas Nina

    Evolução?
    Burro é ofender um animal irracional, se comparar os tolos que acreditam nessa teoria tão fraca em argumentos que comprovem a altenticidade da tal Evolução.
    Tenham dó dos animais da classe dos asininos, porque estes com táticas de domadores, respondem bem aos comandos.
    Já os racionais que querem ensinar ao próprio DEUS à cerca de sua criação, realmente, estes são os mais burros que existem na terra, ainda que sejam cientistas.

    Pryderi respondeu:

    Quem escreve “altenticidade” não tem cabedal para falar nada.

  • Robervan oliveira

    UM PEQUENO BAGRE QUE VIVI NAS ÁGUAS ESCURAS DE CAVERNAS TEM SEUS OLHOS ATROFIADOS, QUE NÃO SERVEM PRA NADA ADAPTANDO-SE AO AMBIENTE SEM LUZ, COMPLETAMENTE CEGO E SEM PIGMENTAÇÃO NA PELE. SERIA ATÉ UMA REGRESSÃO E NÃO EVOLUÇÃO. ENTRETANTO SUA SENSIBILIDADE FOI EVOLUÍDA.

    SERES HUMANOS TAMBÉM SÃO DIFERENTES FISICAMENTE PROVAVELMENTE EM VIRTUDE DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E OUTROS FATORES AMBIENTAIS ( OLHOS, CABELO, PELE, NARIZ ETC.) EM VARIAS REGIÕES DO MESMO PAÍS COMO EM PAÍSES E CONTINENTES DIFERENTES. AÍ OS TEÓRICOS QUEREM QUE OSSOS DE MACACOS DE MILHÕES DE ANOS ATRÁS QUE FORAM ENCONTRADOS EM TAIS REGIÕES SOB TAIS CIRCUNSTANCIAS SEJAM ANCESTRAL DO HOMEM. ME POUPEM !!! SE DISSESSEM QUE ENCONTRARAM OSSOS DE UM OU MAIS HOMENS DE SEIS MILHÕES DE ANOS ATRÁS OU MAIS AÍ TUDO BEM. MAS MACACO QUE EVOLUIU ATÉ SER HOMEM CIVILIZADO??? AÍ DIZEM: NÃO!!! MAS NÃO SÃO ESSES MACACOS DE HOJE. ERAM OUTROS. TUDO TEORIA. CIÊNCIA TEM SUA EXATIDÃO E CONCLUSÃO. O QUE NÃO É COMPROVADO É DESCARTADO OU PRECISA DE MAIS TEMPO PARA SER ESTUDADO. AFIRMAR O QUE MUITOS JÁ DESCARTARAM É DÁ MURRO EM PONTA DE FACA. DÁ QUEM QUISER.

    luiz oliveira respondeu:

    Produz um texto em caixa alta para dar impressão de gritar, tem certa dificuldade de se expressar com clareza, confunde “evolução” no contexto científico com “melhoria” no sentido prático, acha que a T.E. afirma que o homem evoluiu do macaco e que por isso o macaco devia ter sumido, pensa que Teoria é palpite, e, pasmem, quer que encontrem um fóssil de seis milhões de anos com o formato de um humano dos dias de hoje… porque os crentes insistem em se repetir, mesmo depois de verem esses argumentos ridículos serem destroçados?
    Ninguém é capaz de criar nada de novo no mundo das fábulas e lendas?

  • Isso acontece desde sempre. Granes merdas é essa profecia.

  • De onde veio seu deus, mesmo?

  • Para mentes simplistas é melhor acreditar que a cegonha entregou o bebê do que todo o processo de gametas se fundindo

  • Almeida

    Vc precisa se informar mais e começar a procurar respostas não na religião, mas na ciência.
    Repare que através da mecânica quântica já foi provado que partículas emergem do vazio, processo bastante comum no universo.

    Tome, leia:
    http://lelivros.pink/book/baixar-livro-alice-no-pais-do-quantum-robert-gilmore-em-pdf-epub-e-mobi/

  • Da poderosa Centopeia Astral

  • Bruno Pereira

    Pelos comentários, parece-me que alguns acreditam que fé e religião são incompatíveis. Que evolucionismo e teísmo são contrários. Pra esses, talvez por osmose funcione. Então repitam comigo:

    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief
    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief
    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief
    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief
    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief
    The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief

    Poderia montar uma lista com os evolucionistas cristãos.. mas acho que não é necessário.
    Abraço.

    Criajumentismo respondeu:

    A existência de evolucionistas cristãos não prova a existência de Deus. Então ninguém se importa se existem evolucionistas cristãos, pois isso não prova nada a respeito de Deus. Exceto se as tais pessoas que seguem o evolucionismo teísta colocarem no ar algumas provas da compatibilidade entre a evolução e a criação. Até que elas não venham, Deus supostamente permanece como uma entidade imaginária. Abraços e bom dia.

    NestorBendo respondeu:

    Não posso levar a sério um cara que nem mesmo presta atenção no que escreve.

  • Pingback: Manual Pratico De Quiromancia PdfPDF Online | Manual PDF()

  • Lorena Martins

    sem fé e impossível agradar a DEUS , pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e recompensa aqueles que o buscam(hebreus 11:06).
    então não teria sentido JESUS FILHO DE DEUS ou o PRÓPRIO DEUS aparecer na sua frente e você viu ele só por isso acredita , ex: você não pode ver o ar mais sabe que ele existe por que você sente , eu não vejo jesus mais sinto ele e tenho fé nele.
    por que me viu , você creu ? felizes os que não me viram e creram(joão 20:29)..
    eu sei que fás tempo esta publicação mas não pude de deixar de comentar..

    Pryderi respondeu:

    Em Mateus 18:19 Jesus fala que o que pedirem a ele (SEM NENHUMA RESSALVA) o pai dele faria.

    Quem está mais certo? Aquele que escreveu hebreus ou o próprio Jesus?

    Lorena Martins respondeu:

    você acha que DEUS OU O SEU FILHO vai aparecer para uma pessoa que aparenta que já foi cristão , e aparece a não gostar do jeito que DEUS trabalha(o que aparenta ser)…DEUS não aparece nem para nos meros cristãos ,por que se não, não precisaríamos ter fé que e o que DEUS quer… jesus sempre esta certo…mas os autores que escreveram a bíblia como hebreus,mateus e outros, foram orientados por DEUS o que escrever….mas nem tudo o que queremos e o que DEUS E O SEU FILHO QUER…

    Pryderi respondeu:

    Qual a diferença de um deus que não aparece, seus seguidores DIZEM que ele existe, ALEGAM que tudo o que foi escrito foi por inspiração dele, de um conto mitológico qualquer de um ser que não existe?

    Lorena Martins respondeu:

    eu não tenho mais o que argumentar com você por que eu não sei como responder a estas perguntas…só que a te a ciência acredita que DEUS E SEU FILHO EXISTE e você também por que se não , não teria usado um argumento da BÍBLIA SAGRADA…E ISSO NÃO ABALA NEM UM POUCO A MINHA FE…

    Pryderi respondeu:

    Ué? Seu deus não lhe inspirou para ter conhecimento afim de me responder?

    Lorena Martins respondeu:

    nem tudo o que a gente quer DEUS concede…

    Pryderi respondeu:

    Então, Jesus mentiu.

    Lorena Martins respondeu:

    não. mas pense como você quiser cada um tem sua opinião..

    Pryderi respondeu:

    Jesus disse que TUDO o que pedissem seria atendido. VOCÊ diz que não. A conclusão óbvia é uma dessas alternativas: 1) Você nunca leu a sua Bíblia; 2) Jesus mentiu; 3) Jesus nunca existiu e você nunca leu sua Bíblia.

    NestorBendo respondeu:

    Quando a criança descobrir o que significa “Prova por absurdo”, talvez compreenda o ponto.

    E, será que a digníssima pode, encarecidamente, desligar a caixa alta?

    Você pode provar à existência de Deus? Eu proponho um desafio, totalmente baseado na Bíblia: leia o livro de Mateus, capítulos 18 e 21, e o livro de João, capítulo 14; lá, o próprio Jesus diz que o que nele crê será capaz de milagres maiores que os dele mesmo.

    Favor curar às doenças do mundo, usando como trunfo essa promessa de Jesus. Se você conseguir fazê-lo até amanhã, juramos que nos converteremos ao cristianismo de imediato. Caso contrário, só a sua cara de retardada já vai ser o suficiente.

    Topas?

    NestorBendo respondeu:

    Isso não parece, Dr. André, com um certo trecho do livro de Reis que o senhor já até citou por aqui?

    Crentalhada mal sabe o quanto é ilógica…

    Leandro, o Almeida respondeu:

    Se os autores foram inspirados por Deus na hora de escrever, por que que há tantos erros científicos na bíblia?

  • Rodrigo Pessolato

    Cara tu não sabe nem quando a suposta biblia foi escrita

  • Markos

    Ninguem prova a teoria maluca e imbecilizada da existencia de um deus. E ai ?

    Olhando pra voce, realmente, devo duvidar que um dia o homem evoluiu.

    kkkkk

  • Markos

    Semi-analfabeto querer rebater argumentos cientificos ‘e complicado …

    Se alfabetize corretamente antes de querer argumentar algo.

    Quanto a ouvir vozes isso se chama esquizofrenia.

  • Silas Siqueira

    Se houvesse tido esta conversão de Darwin no leito de morte, acharia pior ainda a igreja, como poderia Deus ser rancoroso, para que ele obrigue a se arrepender

  • Eu não tenho fé para acreditar que alguém seja burro como você e isso tenha vindo do nada. Sua burrice deve ter sido originada de algum lugar;

  • Leandro, o Almeida

    mas não tenho fé o suficiente pra ser ateu ou cético

    Mas tem fé suficiente para acreditar nas mentiras propagadas pelos religiosos, como essa citada no artigo sobre Darwin.
    Vai entender…

    Ah, sim! E posições filosóficas não dependem de fé, padawan!

    pois acreditar que todo o nosso universo, 
    da maneira como ele é, surgiu do acaso
    é muito difícil mesmo.

    Vc acreditar ou não é irrelevante. O fato é que temos provas disso:
    http://www.universitario.com.br/noticias/n.php?i=17059

    Mecânica quântica. Conheces, tu?

  • Taí, eu concordo plenamente contigo: vc realmente não é ninguém

    Ricardo Dalessandro respondeu:

    Ok pryderi. Que bom concordamos em a coisa. Paz…

    João Antonio Alves Martins respondeu:

    Incrível! Você veio para fazer proselitismo e se vitimizar.

  • Celio Azevedo

    Não me convenceu. Sou cético demais para ser ateu.

    Pryderi respondeu:

    Mas Darwin continuou não dando testemunho. Vc não é cético. Só é burro.

  • João Pedro

    “Vcs se acham tao superiores não e’ mesmo?”
    E somos.