DNA mais triste hoje: morreu Fred Sanger

Contra o preconceito dos preconceituosos que preconceituam
Mosca tem formigas "tatuadas" nas asas. Sim, DI... tá bom!

O mundo não está pior hoje. Está como sempre foi e continuará sendo o que é. Ninguém se importa de verdade com quem vive e morre. Para quem gosta, aprecia ou pelo menos vê algo de importante na Ciência, hoje é um dia triste, o dia em que Frederick Sanger faleceu.

Frederick Sanger nasceu em 13 de agosto de 1918 em Rendcombe em Gloucestershire, com a 1ª Guerra Mundial já dando seus últimos suspiros. Fred era filho de um médico e sua mãe era filha de um rico fabricante de algodão. Ele frequentou a Escola Downs, uma escola preparatória dirigida por quacres e depois foi para a Escola Bryanston em Dorset, na idade de 14. Em 1936, ele se tornou um estudante na faculdade de St John, Cambridge.

Todo mundo pensava que ele seria médico como o pai, e até hoje ainda tem esta frescura que se você não for médico, advogado ou engenheiro, você não fez faculdade. De verdade. Sanger não deu a menor bola pra isso e escolheu Bioquímica. Graduou-se em 1939, começou seu doutorado em metabolismo de proteínas.

Sanger foi criado como quacre e era ferrenho contra qualquer tipo de guerra. Ele se declarou objetor de consciência e, por isso, continuou seu trabalho  na universidade, ainda mais porque não era pobre, temos que ser honestos. Pobres não têm muito que "ter consciência". Não que seja certo, é lógico.

Trabalhando com o prof. Charles Chibnall, Chefe do Departamento de Bioquímica, Fred passou a examinar os grupos formadores de proteínas: os aminoácidos, mas não qualquer aminoácidos e sim os do final da cadeia polipeptídica. A insulina foi escolhida para o trabalho, já que se podia comprar na forma pura. Durante vários anos, Fred trabalhou no desenvolvimento de métodos para determinar a ordem dos aminoácidos da insulina, finalmente, revelando a sequência dos 51 aminoácidos e que mostra como eles ligados entre si.

O que isso acarretou? Fred Sanger ganhou um prêmio Nobel de Química& por seus métodos para o sequenciamento de aminoácidos, em 1958. Não, ele não tinha os equipamentos que temos hoje, não ele não tinha a tecnologia espacial, não ele não tinha computadores, não, ele não tinha nem a wikipédia.

Bem, depois que você sequencia aminoácidos e mete um Nobel no bolso, faria o quê? Aparecer pixando parece? Entrar numa "limo" com o Rei do Camarote? Dar uns pegas na Marilyn Monroe? Não (e no último caso, "infelizmente"). Sanger voltou pro laboratório, pois sequenciar aminoácidos deixou de ser interessante quando virou moda.

O dr. Sanger, desenvolveu a técnica de "didesoxi" para sequenciamento de DNA (maiores informações AQUI), que publicou em 1975 e ainda é usada até hoje. O método permitiu que se estende de 500-800 bases a serem lidas de cada vez, e o vírus tornou-se o primeiro genoma totalmente sequenciado.

Grandes coisas, o que isso lhe deu? Deu a Sanger um segundo prêmio Nobel em 1980, seu apedeuta! Foi o único cientista a ganhar DOIS prêmios Nobel. E você ainda tentando entender que ácidos reagem com bases formando sais e água.

Em 1983, com dois Nobels no bolso, uma sólida carreira científica e reconhecido no mundo todo, Fred Sanger se aposentou, aos 65 anos. Deram seu nome ao Wellcome Trust Sanger Institute, em Hixton, perto de seu amado Cambridge. Sanger concordou com a nomeação do que então se chamava Sanger Center, mas com uma ressalva: "Que ele fosse bom!". Fred não foi traído. Ele abriu oficialmente o Sanger Center em 4 de outubro de 1993.

Fred foi feito um membro da Royal Society  e ganhou o título de Comendador da Ordem do Império Britânico em 1963 e da Ordem de Mérito em 1986. Ele recusou o título de "cavaleiro", como homem simples que era.

Sanger faleceu hoje e todos os quaquilhões de bases nucleotídicas em gazilhões de célulsa em bilhões e bilhões de seres vivos fazem um minuto de silêncio. O homem que ajudou a desvendar os segredos da Vida morreu depois de 2 anos doente, aos 95 anos.

Mas ninguém vai querer saber disso. Estamos preocupados com outras coisa mais importantes:

Com personalidades mais importantes:

Mas eu sei que você se importa. Se não se importasse, não seria do tipo que leria e acompanharia Ceticismo.net, não seria o tipo que acha que foi a Ciência que nos salva de nós mesmos, não seria o tipo que deixa de nos acompanhar para ver qual é a previsão do seu signo para hoje.

Para mim e você, Sanger, mesmo partindo em paz, fará falta, se não como cientista descobrindo coisas novas, como inspiração para novos pesquisadores que tenham a missão de se debruçar sobre o mundo e tentar entender por que as coisas são oque são.

E cada nova proteína, cada macromolécula que for examinada nos mais modernos equipamentos ou um simples garoto tirando DNA de uma cebola, um homem ajeita os óculos e sorri, enquanto volta para seu jardim e pensa sobre seu barco, pois seu trabalho foi concluído.

Contra o preconceito dos preconceituosos que preconceituam
Mosca tem formigas "tatuadas" nas asas. Sim, DI... tá bom!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Avelino de Almeida Bego

    Eu, na minha ignorância, não sabia quem era Frederick Sanger e sua importância.

    Obrigado, André, por contribuir com um pouco mais de conhecimento.

    E meu muito obrigado, Frederick Sanger.

  • Almeida

    Aos que querem se livrar das pseudociências, se tornando um amante fiel da ciência, eis aí um homem a se espelhar:
    Frederick Sanger.

    Dois prêmios Nobel. Ao menos morreu satisfeito e feliz.

  • AndreiDecker

    O Linus Pauling também não ganhou 2 Nobels?

    Administrador André respondeu:

    Mas não foi o primeiro.

  • Irres Ponsavel

    Marie Curie ganhou 2 vezes também…..

  • Victor B.M

    História válida de uma homenagem nos “Grandes Nomes da Ciência”

  • Lucas Favaro

    Só uma correção, Sanger não foi o único a ganhar dois prêmios Nobel. Madame Curie ganhou um de física e um de química, Linus Pauling um de química e um da paz e John Bardeen dois de física.

    Pryderi respondeu:

    Não foram na mesma área. Volta e leia de novo.

    Lucas Favaro respondeu:

    voltei e não encontrei nenhuma referência à “mesma área”

    só o que tem é isso: “Foi o único cientista a ganhar DOIS prêmios Nobel.”