abr 20

Palhaçada do dia: Plantbook. Criado por designers, óbvio

17 Comentários
Escrito por .
Ceticismo, Ciência, Comportamento, Engenharia, Fí­sica, Idiocracia, Informática, Mídia, Mitos Desmascarados, Sexta Insana, Tecnologia
Tags: , , , , ,

Eu não sei o que ensinam em “faculdade” de design. É difícil para mim, que estudei num curso universitário de verdade, entender certas coisas. Uma delas é como pode um bando de gente sem o menor conhecimento de nada inventar coisas que variam de “impossíveis” a “completamente idiotas”. Então eu vejo dois manés da Coreia do Sul inventaram um computador movido a água, que produz hidrogênio, que produz eletricidade, que emite oxigênio, que trará as Tábuas da Lei do alto do Sinai.

Bem-vindos ao mundo chato da Termodinâmica que desbaratará mais uma SEXTA INSANA!

Pessoas com córtex cerebral têm dificuldade de entender o pseudo-status que muitos atribuem aos dizainers, como se eles fossem… bem, faculdade de design é alguma coisa? Só se for escolher fontezinha, quando a maioria das só conhece Times New Roman e Arial, e vivem muito bem assim. Alguns usam Comic Sans, o que faz o pessoal seboso que fez dizáine subir nas tamancas, creio que é a necessidade de justificar sua profissão ao dizer que tipo de fonte você deve usar no seu site e eu desafio alguém aqui a dizer sem consultar qual é a fonte usada no texto “Porque você quer saber”, no alto à esquerda. Não sabem nem a fonte padrão do Windows ou MacOSX. Isso é importante? Mudou o seu dia? (não eu também não sei e nem me importo. Fiz a frase lá em cima e estou me lixando pra fonte que usei).

O problema dos dizáiners é acharem que são o supra-sumo do mundo, a ponto de inventarem absurdos, como foi o caso daqueles “gênios” que criaram a Biolamp, que faria o mesmo serviço que uma árvore. Quando falamos dos perigos de não se abortar anencéfalos, a crentalhada vem reclamar no meu e-mail.

Seunggi Baek e Hyerim Kim são dois inúteis que vivem de enganar as pessoas. Eles criaram um “conceito” (aka, uma merda que jamais será construída, pois nunca funcionará) de um notebook movido a água (sim, eu também me lembrei do carregador de celular “movido a água”).

Os “autores” dessa ignonímia, se inspiraram no bambu (vai, pergunta!) e funciona da seguinte forma: O carregador é imerso em água. Uma fonte de energia fará a eletrólise da água e o hidrogênio produzido gerará corrente elétrica, que por sua vez carregará as baterias do notebook (feio pra cacete, por sinal). O LED piloto é uma folhinha verde… pois é, ecologicamente correta, e como sobrará oxigênio, ele será devolvido à atmosfera, fazendo o bem ao mundo. Deem uma olhada na monstruosidade:

Lord Kelvin, o que vossa mercê teria a nos dizer sobre isso?

Thou shall not violate the Second Law Of Thermodynamics, Motherfuckers!

Muito bem, não é nada disso, eu sou um porco e designers são muito importante na sociedade. Assim sendo, senhores DESIGNERS, me expliquem todo o fundamento científico para aquela peça de sex-shop ecológica conseguir fazer eletrólise. Ou então, me digam: de onde tirarão a eletricidade que fará a eletrólise? Das lágrimas de fadinhas lésbicas, cuja energia celestial virá através de fios de crina de unicórnios? Só se for, porque ao que eu saiba, se já tem eletricidade, SUAS BESTAS, não prcisa fazer eletrólise e hidrogênio não vira potencial elétrico, seus ignorantes.

Mas é conceitual, isso alavanca a humanidade, não precisa ser certinho e pouco importa se não está cientificamente certo. blábláblá.

O pior é que vai ter gente achando o máximo, mas isso só será reflexo do analfabetismo científico que reina por aqui. Aliás, analfabetismo de tudo que é jeito, mesmo.

Plantbook… até o nome é coisa de retardado!


Fonte: Os próprios pais desta monstruosidade

Artigos relacionados:

  1. Pesquisadores gênios descobrem o óbvio: ter computador não faz alunos lerem mais
  2. Pesquisa indica o óbvio: os alunos estão no colégio sem saber nada
  3. O misterioso mundo mágico e conspiracionista vindo dos céus
  4. Ideia Idiota do Dia: Tenha o seu DNA pendurado na sua parede
  5. O dia do evangélico, criado por um deputado evangélico, patrocinado por evangelicos

3 Pings to "Palhaçada do dia: Plantbook. Criado por designers, óbvio"

  1. Designers resolvem problemas dos mendigos sugerindo novas placas » Ceticismo.net disse:

    [...] Se um engenheiro acha que arquiteto é alguém que não teve competência de ser engenheiro e nem coragem para reconhecer que é um decorador, designer acaba sendo algo digno de pena, ainda mais quando bolam o Plantbook, o notebook ecológico. [...]

  2. Gatos do Mal eram armas para alemães no século XVI. Ou quase. » Ceticismo.net disse:

    [...] sempre inventaram moda. Estamos acostumados a ver insanidades como o BioLamp e o Plantbook. Só que enquanto hoje os frescurentos designers inventam besteiras para salvar o mundo, [...]

  3. Ideia Idiota da Semana: saco plástico como embalagem de água » Ceticismo.net disse:

    [...] Então, meu amigo, você está aí, bebendo sua água mineral pura da montanha (que pode ter uns coliformes fecais), e poluindo o ambiente com a malvadíssima garrafa PET. Sim, aquela garrafa psicótica que devorará o mundo. Então, surge o pessoal que livrará o mundo das cáries: os designers, uma espécie de pedagogo do Desenho Industrial. Quando eles não estão reinventando algo que a Natureza fez melhor há 3 bilhões de anos, ou então um notebook que poderá ser recarregado com água. [...]


14 respostas para "Palhaçada do dia: Plantbook. Criado por designers, óbvio"

  1. 1. Karlos Junior disse:

    Isso me faz pensar que a faculdade de design é da área de Humanas, o que me lembra que o núcleo das faculdades de Humanas da USP tava promovendo a Semana do Baseado no campus de lá. Só com muita maconha pra explicar essa bisonhice aí. Quanto ao nome, quando li achei que algum tosco tinha inventado uma rede social para árvores (vai saber do que as pessoas são capazes no mundo de hoje…). O que faz lembrar dos Entebates ou do Parlamento das Árvores das Histórias do Monstro do Pântano..hahaha Não me surpreenderia encontrar isso a venda na Uruguaiana.

  2. 2. frateold disse:

    Ah André, deixa de ser encrenqueiro. O desenho do ordenador ai é bem bonito. E o canudo no copo com água é só enfeite..deve ser um insenso eletrônico, coisa de asiático (nada contra asiáticos heim!)
    Não importa a fonte mesmo mas, “Porque voce que saber” está à direita e não à esquerda do meu monitor, fiquei horas procurando.

    Administrador André respondeu:

    Minha lateralidade está dislexa.

  3. 3. frateold disse:

    a tempo, aquele “insenso” foi só para confundir voce. É incenso viu? Antes que voce me destrua.

    Administrador André respondeu:

    “Você” tem acento. Também tem assento. ;)

    BlackPardal respondeu:

    @frateold, Incenso…sei :twisted:

  4. 4. Nihil Lemos disse:

    Idéia não só de designer com também de ecochato. Espero que não pensem em fazer o mesmo com iPhone e iPad.

  5. 5. frateold disse:

    …pois “discurpa ai tio”.

  6. 6. Cyber Ramses disse:

    Fico eu pensando: os idiotas não seriam aqueles que inventaram essa aberração, mas sim os que derem dinheiro para que isso seja executado, pois sempre tem ecochato que não entende nada de ciência; é, eu sei, pleonasmo. :smile:

    Pô, até o Homer sabe que não se deve violar a segunda lei: http://www.youtube.com/watch?v=Xy0UBpagsu8

  7. 7. sylverfalls disse:

    André, eu sou estudante de Design. Concordo com teu artigo sobre e inclusive entrei em discussão sobre aquele artigo da luminária: realmente, muitas vezes vários designers esquecem de consultar outros especialistas como engenheiros, químicos ou biólogos quando criam esses aparatos “ecológicos”.
    Um dos meus professores sempre frisa que Design é “projeto”, é planejar algo junto de outros profissionais para facilitar a vida do usuário; isto é o que é nos ensinado mas muitos colegas, provavelmente, não prestaram atenção e com certeza cometerão o mesmo erro que esse.

    sylverfalls respondeu:

    E claro, são tantas coisas que às vezes nem eu teria lembrado de coisas básicas da Física e Química do colégio. Por isso o importante de estar conectado com profissionais de diversas áreas.

  8. 8. Guzz disse:

    André, eu sou designer e te falo: é foda mesmo!
    Povinho mais chato e bundão, principalmente os eco-designers, que se acham o último biscoito do pacote.

    Eu já tinha lido essa notícia fantástica, e na hora pensei no gato-bonsai (lembra disso?). Tem forma, cheiro e aspecto de merd.. digo de hoax

    Próximo passo é fazer aquelas campanhas do Kony 2012 ou qualquer coisa ‘hipster’ escrota

    PS. quer encher o saco de um designer? diga que a fonte Helvetica é medonha e que Comic Sans é foda, o chilique e os gritinhos afetados serão ensurdecedores

    Administrador André respondeu:

    Por pura preguiça, eu não fiz esta postagem inteira em Comic Sans. Como coisa que os leitores saibam a diferença. Se não fosse as serifas, iriam confundir Times Roman com Arial.

  9. 9. frateold disse:

    Bom, sei que não interessa a ninguém, sou engenheiro elétrico e projetista (não trabalho mais nessa área) – por isso, também, sou ruim em língua portuguesa e dou palpites em tudo.
    O fato de projetar-se “produtos conceito” não quer dizer que esse produto vai funcionar ou que vai ser adotado como padrão de alguma coisa, é apenas um conceito e poderá servir de inspiração a alguém no futuro, que produzirá algo funcional (depois de se ralar todo e mudar todo o conceito inicial). Com certeza os “dezainers” não projetaram ou fabricaram o dispositivo acima, eles deram uma forma àquilo (só se eles forem engenheiros, químicos, fisicos ou outra coisa do gênero – e acima de tudo um simples técnico, que vai botar a mão na massa). Desenhar e fazer ficar bonito é coisa de dezainer (é mais bonito escrever assim), coisa que engenheiro ou qualquer outro não sabe fazer. Claro que a mídia idiotinha nunca vai dar os devidos créditos. Pronto, defendi os designers.
    Alguém aqui acredita que uma máquina de ressonância magnética foi criada por médicos e designers? (sei que tá fora do assunto, mas é um paralelo).
    Designers são ótimos para dar forma interessante àlguma coisa e ter pitis constantemente, mas são péssimos projetistas para algo realmente funcional.

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.