abr 14

Pedagogos de Nova York banem palavras para não ofender crianças

5 Comentários
Escrito por .
Bibliografias, Ceticismo, Ciência, Comportamento, Cultura, Evolução, Filosofia, Idiocracia, Linguí­stica, Mídia, Polí­tica, Psicologia, Religião
Tags: , , , , , ,

Pedagogo é igual em qualquer canto do Universo. Se você acha que nada pode ser pior que os psicopedarretardados do MEC, saiba que nem nisso o Brasil está livre de concorrência. A saber, os idiotas da Secretaria de Educação da cidade de Nova York estão correndo por fora e é bem capaz de um monte de tia brasileira querendo fazer algo para não deixá-los tomar a dianteira.

O que está havendo por lá, nas terras de Tio Sam? Pouca coisa. Apenas que estão banindo palavras e expressões dos testes padronizados. Eu até acho que eles têm razão… pelo menos, achei até ver a lista de palavras.

A lista é tão absurdamente idiota que não duvido que seja empregado coisa semelhante nas terras de acá. Segue a lista:

  • Abuse
  • Alcohol
  • Birthday
  • Bodily functions
  • Cancer
  • Catastrophe
  • Celebrities
  • Children dealing with serious issues
  • Cigarettes
  • Computers in the home
  • Crime
  • Death
  • Dinosaur
  • Divorce
  • Evolution
  • Expensive
  • Gambling
  • Halloween
  • Homelessness
  • Homes with swimming pools
  • Hunting
  • Junk food
  • Unemployment
  • Nuclear weapons
  • Occult
  • Parapsychology
  • Politics
  • Pornography
  • Poverty
  • Rap Music
  • Religion
  • Religious holidays
  • Rock-and-Roll
  • Running away
  • Sex
  • Slavery
  • Terrorism
  • Television and video games
  • Traumatic material
  • Vermin
  • Violence
  • War
  • Weapons
  • Witchcraft

Sério, eu estou OFENDIDÍSSIMO por ler "expensive" (caro), "computers in the home" (computadores em casa" e… cahan… dinossauros. Se bemn que, como foi dito, dinossauros remetem à teoria da Evolução (também proibida) e isso pode ofender criacionistas. Por outro lado "religião" pode ofender ateus e foi banido também. Rap foi banido por qualquer um que aprecie música e "pobreza" não pode ser admitido num país sem pobres e, por isso, "desemprego" não pode ser jamais mencionado..

Pais e responsáveis devem estar atentos aos vocabulário usado nas escolas, pois uma lista dessa é inadmissível. Quanto a mim, eu fico feliz que aqui não temos nada disso, pois aqui jamais será um país inútil, cujo Ministério Público resolve banir dicionários, e nem que o Ministério da Educação ache que a língua é dispensável a ponto de estimular que se escreva de qualquer jeito.


Fonte: CBS News


5 respostas para "Pedagogos de Nova York banem palavras para não ofender crianças"

  1. 1. Nihil Lemos disse:

    Daqui a pouco os dicionários ficarão bem fininhos graças a esses desocupados.

    Lucho respondeu:

    @Nihil Lemos, ou então é criada a Novilíngua.

  2. 2. SandroCeara disse:

    Tento lembrar o nome do autor e da obra…

    E um conto de SciFi.

    Em um mundo futuro onde as obras e os professores foram gradativamente cerceados, não pelo Estado, mas por decisão dos eleitores.

    Lembro que, no final do livro, a Biblia resumia-se á uma única frase.

  3. 3. frateold disse:

    Em breve estaremos “grunhindo” como no inicio de tudo, vai ser ótimo. Em um mundo totalmente idiotizado, ninguém vai saber quem é quem!

  4. 4. Gus_Buch disse:

    Tem um episódio de South Park que fala bem desse assunto. O primeiro que aparece o Mr. Hankey, quando eles vão celebrar o natal e começam a tirar todos os símbolos que possam ter algum potencial ofensivo pra alguém… S01E09, acho.

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.