jan 30

O balé das antenas do VLA

6 Comentários
Escrito por .
Astronomia, Ciência, Comunicações, Cultura, Engenharia, Exploração espacial, Fí­sica, Tecnologia
Tags: , , , , , , ,

VLA é a sigla do Very Large Array, um conjunto de radiotelescópios que, juntos, formam um imenso observatório de radioastronomia localizado nas planícies de San Agustin, entre as cidades de Magdalena e Datil, algumas 50 milhas (80 km) a oeste de Socorro, Novo México, EUA. Atualmente, seu nome oficial é The Karl G. Jansky Very Large Array, em homenagem Nichola Tesla…. ok, é brincadeira. A homenagem, muito merecida, é para Karl Gunthe Jansky, físico e engenheiro americano, nascido em 22 de outubro de 1905. Em agosto de 1931, Jansky descobriu algo desconcertante: ondas de rádio. Não que ondas de rádio fossem alguma novidade. O ineditismo estava no lugar de onde as ondas estavam vindo. Do interior, bem do interior da Via Láctea. Jansky se tornou um dos fundadores da radioastronomia.

Uma das minhas maiores frustrações na vida foi saber que astrônomos não ficavam mais horas a fio com os olhos num telescópio. Atualmente, eles ficam olhando para a tela de computadores vendo formas que dificilmente associaríamos a planetas, galáxias ou outros corpos celestes. A belíssimas imagens que a NASA divulga são tratadas e colorizadas por computador. A imagem da nebulosa NGC 6543, a Nebulosa Olho de Gato, praticamente não tem nada a ver com o que realmente é. Triste por um lado, por saber que ela não tem aqueles tons coloridos, mas magnífico por outro, pois não necessariamente precisamos que algo seja lindo e maravilhosamente agradável aos olhos para saber que aquilo tem a sua grandeza e maravilha por ser o que é. O universo não deve se moldar ao que queríamos que fosse

O Karl G. Jansky Very Large Array (doravante chamado apenas de VLA, pra encurtar) também é incrível, não pelo que a ficção fez dele e sim pelo fato dele ser muito mais. Costuma-se associar o VLA com o projeto SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence – Busca por Inteligência Extra-Terrestre), mas não. O VLA não busca apenas isso. Ele estuda emanações de rádio.

As ondas de rádio possuem uma estreita relação com a luz de nossas lâmpadas. A saber, são emanações eletromagnéticas também. Assim como a luz de uma vela nos dá um vislumbre do formato, calor e intensidade de sua chama, além das substâncias queimadas e formadas durante o processo, as ondas de rádio emanadas nos dá muitas informações sobre a galáxia, planeta, estrela etc. Maiores informações poderão ser obtidas no site do National Radio Astronomy Observatory. E, para finalizar, um time lapse com as antenas do Karl G. Jansky Very Large Array em sua dança para vasculhar o Universo:

Você fez esta postagem e encheu de blábláblá só por causa de UM VÍDEO?

Sim. Já que postar vídeo legal não é divulgação científica, apesar de eu fazer isso de vez em quando; mas, que diabo!, a gente tem que ver coisas legais às vezes. E muito melhor quando se coloca uma informação a mais de brinde.


Fonte: Bad Astronomy

Artigos relacionados:

  1. Uma nítida foto do ALMA
  2. Antenas flexíveis podem revolucionar a eletrônica
  3. ALMA do deserto, Olhos para o céu
  4. Dançarina? Nah, agora é um corpo de balé inteiro
  5. O eclipse visto de cima


6 respostas para "O balé das antenas do VLA"

  1. 1. batled disse:

    Show de bola. Valeu pelo vídeo e pela pequena aula de radioastronomia.

  2. 2. ANUBIS1313 disse:

    Uma vez de passagem pelo Rio de Janeiro, mais precisamente em direção a Região dos Lagos, passei por uma antena dessas! Se não me engano no município de Tribobó, uma antena imensa da Embratel. Parei o carro na rodovia para apreciar! Nós poderíamos ter um parque desse porte, se houvesse interesse dos governantes. Lamentos pelos nossos cientistas, que acabam sendo forçados a sair do país para trabalhar! Mas valeu, André…

    Administrador André respondeu:

    Os cientistas não precisam sair do Brasil. Eles são despejados de seus locais de trabalho, como aconteceu com o pessoal do Instituto de Arqueologia Brasileira.

    Fernandoronin respondeu:

    @ANUBIS1313, Boa Noite!!só uma correção: Tribobó é um bairro (entre muitos) do município de São Gonçalo…

    N4gu4l respondeu:

    @ANUBIS1313, Na verdade são quatro antenas, duas enormes e duas menores. Estação de Tanguá, da embratel.

    Muito bom o post e o vídeo.

  3. 3. ANUBIS1313 disse:

    Valeu FERNANDORONIN… eu imaginei que fosse um município do Estado do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.