Bill Gates ataca Andrew Wakefield e ativistas anti-vacinas

Imprensa Golpista ataca bruxas romenas
Suprema Corte Indiana determina que astrologia é ciência

O dr. Sanjay Gupta é um neurocirurgião americano e um professor adjunto da neurocirurgia na Escola de Medicina da Universidade Emory e chefe adjunto do Serviço de Neurocirurgia do Grady Memorial Hospital, em Atlanta, além de ser correspondente da CNN.

Cada semana, o Dr. Sanjay Gupta entrevista pessoas influentes, médicos e pesquisadores. Em 4 de fevereiro, Gupta entrevistou ele, filho de Satã, todo o mal do mundo da Informática e um dos maiores filantropos do mundo, William Gates III, mais conhecido como Bill Gates ou Guilherme Portões (veja a entrevista completa AQUI), que cedeu 10 bilhões de dólares para ajudar na erradicação da pólio no mundo. Além da grana, que pegou emprestado comigo, gates soltou o verbo contra i irresponsável Andrew Wakefield.

Caso vocês não se lembrem, Wakefield fez uma “pesquisa” vagabundérrima, causando alarde no mundo, ao afirmar que vacinações poderiam levar crianças ao autismo, demonstrando uma safadeza sem precedentes, e que levou muitos pais a tomarem a atitude idiota (não por culpa dos pais) de não vacinarem os seus filhos.

Como eu disse no artigo A Eterna Briga Contra o Autismo:

A “brilhante” ideia de Wakefield baseou-se num modus operandi digna dos melhores charlatões: Ele coletou amostras de sangue de criancinhas que participavam da festa de aniversário de seu filho, e “presenteou” cada uma com 6 dólares pela participação. Médicos do mundo todo reagiram com veemência. O Método Científico fez o seu trabalho. Mas as pseudociências contrariam até mesmo Einstein e viajam mais rápido que a Luz. Ainda hoje recebe-se e-mails fajutos “alertando” sobre vacinas que causam autismo.

Gates usou todo o seu poder de influência para dizer o que médicos já sabiam, mas ninguém dá a menor bola pros médicos, pois estes “não sabem de nada”, comko eu já cansei de ouvir por aí. De repente, levem tio Gates a sério, quando ele diz:

Dr. Wakefield foi exposto por ter usado dados absolutamente fraudulentos. Ele tinha um interesse financeiro em alguns processos, ele criou um documento falso, o periódico permitiu que ele [o artigo] fosse publicado. Todos os outros estudos realizados não apresentaram qualquer ligação [entre o autismo e as vacinas] de novo e de novo e de novo. Então, é uma absoluta mentira que já matou milhares de crianças. Porque as mães que ouvem esta mentira, muitos delas não tiveram os seus filhos, não tomaram uma vacina contra coqueluche ou sarampo, e seus filhos estão mortos hoje. E assim as pessoas que vão e se engajam nos esforços anti-vacina – você sabe, eles, eles matam as crianças. É uma coisa muito triste, pois essas vacinas são importantes.

Isso, num modo mais direto significa que Wakefield e seus adeptos não passam de homicidas, assassinos de vidas que tinham todo o potencial do mundo para o sucesso, pois todos nascemos com este potencial. Mas não, a fama e glória são mais importantes que seres vivos e isso ainda colhe podres frutos hoje. Não é muito triste, Bill, é algo monstruoso e na minha opinião Wakefield deveria ser preso em uma solitária, pois perder a licença médica é muito pouco perante a catástrofe que ele causou.


Fonte: Bad Astronomy

Imprensa Golpista ataca bruxas romenas
Suprema Corte Indiana determina que astrologia é ciência

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!