jan 18

Manuscrito revela a história de Newton e a maçã

8 Comentários
Escrito por .
Astronomia, Bibliografias, Biografias, Ciência, Cultura, Filosofia, Fí­sica, História, Informática, Internet, Literatura, Mídia, Tecnologia
Tags: , , ,

É famosa a história da maçã que caiu na cabeça de Isaac Newton e, assim, ele teve a inspiração para investigar a natureza da atração gravitacional, culminando na lei da gravitação universal, onde dois corpos agem entre si, atraindo-se mutuamente, cuja força é diretamente proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distâncias que os separam. A verdade, porém, não é bem assim. Newton n]ão recebeu uma maçã no quengo e – voilà! – toda a sua pesquisa apareceu por encanto. Quem relatou o ocorrido foi William Stukeley, um de seus biógrafos.

Além de biógrafo de tio Isaac Newton, Stukeley foi um antiquário inglês e pioneiro na investigação arqueológica de Stonehenge e Avebury, cujos estudos apareceram entre 1740 e 1743. Estes deveriam ser os primeiros de uma obra em vários volumes de História Universal. Stukeley propôs que uma antiga religião patriarcal foi a religião original da humanidade, que depois desviaram-se para cultos. Stukeley acreditava que os druidas e os primeiros cristãos eram exemplos desta religião, sendo Stukeley um protestante anglicano. Pode-se dizer que Stukeley foi um dos fundadores da arqueologia de campo.

newtonapple2.jpgComo biógrafo de Newton, Stukeley escreveu a obra “Memoirs of Sir Isaac Newton” (Memórias de sir Isaac Newton, e não “A Vida de sir Isaac Newton”, como alguns péssimos tradutores costumam chamar). Nesta obra há o relato de como tio Isaac (para vocês: SENHOR Newton) teve a inspiração e suas reflexões sobre o mundo. A folha de rosto do livro pode ser vista na imagem ao lado (clique para ampliar).

No relato, há um manuscrito sobre como veio a inspiração, onde Stukeley escreveu:

[Newton] me disse que esteve nesta mesma situação quando a noção da gravidade lhe passou pela cabeça. Foi algo ocasionado pela queda de uma maçã enquanto estava sentado em atitude contemplativa. ”Por que essa maçã sempre desce perpendicularmente até o solo?”, perguntou a si mesmo.

newtonapple.jpgAté agora, este manuscrito, datado de 1752, estava guardado na Royal Society de Londres, entidade na qual tio Isaac foi eleito presidente em 1703. Agora, a Royal Society – que está comemorando seu 350º aniversário – está disponibilizando o texto (entre outras raridades) em seu site, o qual você poderá acessar aqui: http://www.royalsociety.org/turning-the-pages . Um pequeníssimo detalhe do manuscrito pode ser visto na imagem ao lado (clique para ampliar)

Martin Rees, atual presidente da Royal Society, explicou que “a biografia de Stukeley é um instrumento precioso para os historiadores de ciência” e assegurou que a internet “permite a qualquer pessoa ver o documento como se o tivesse em suas mãos”.


Fonte: Estadão

Um Ping to "Manuscrito revela a história de Newton e a maçã"

  1. O boato da Guerra dos Mundos de Orson Welles » Ceticismo.net disse:

    [...] Eu considero a transmissão de A Guerra dos Mundos por Orson Welles como uma obra prima. Talvez não pela vasta quantidade de suicidas que preferiram morrer do que perder a vida pros ETs/Aliens/Marcianos, nem pra histeria nas ruas, nos saques e qualquer coisa que digam que aconteceu. A obra de arte sobreviveu, o fato será narrado, tal qual o caso da maçã de Isaac Newton. [...]


7 respostas para "Manuscrito revela a história de Newton e a maçã"

  1. 1. NoOb disse:

    Irônica-mente a queda da maça lhe veio a cabeça o questionamento da gravidade.
    Com a queda da maça em sua cabeça a idéia (vinda da duvida)
    ^^

  2. 2. Milton V. disse:

    Há uma versão sobre a história da maçã, onde a maçã teria um nome e seria um cientísta que teria enviado uma carta ao tio Newton sobre sua teoria de haver uma força que fazia com que a terra atraisse os objetos. No entanto a mação não entendia de cálculo e o tio Newton sabia tudo sobre cálculo, então ele inspirado por essa maçã realizou os cálculos e homenageou a maçã citando sua influência na descoberta, porém não divulgando o nome da maçã.
    Fato ou Boato?

    Administrador André respondeu:

    Fala pra sua esposa que o pó branco que se põe no café é açúcar, tá?

    Altair5 respondeu:

    @Milton V., Não seria Robert hooke?

    Administrador André respondeu:

    Putz, só agora que eu entendi. De fato, Hooke tinha a idéia da atração gravitacional (ele não usou esse termo) entre dois corpos que variava com a distância.

  3. 3. Milton V. disse:

    Da mesma forma como existe a maçã na história da lei da gravidade, existe a pipa empinada por B. Franklin, que o levou a inventar o para-ráios. Esse pode ser um assunto interessante para abordar no site.
    a) Seria possível empinar a pipa naquelas condições metereológicas?
    b) Alguém sobreviveria ao raio, mesmo usando botas de borracha?

    Administrador André respondeu:

    a) Me escapa agora o nome, mas um outro cientista tentou repetir a experiência de Franklin dias depois e virou torresmo.

    b) Leve em consideração que pode estar chovendo e a água, já contaminada com sais, serviria como condutor de corrente até o chão.

    Corolário: Ben Franklin era louco.

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.