set 17

Encontradas fibras tecidas há 30 mil anos

14 Comentários
Escrito por .
Arqueologia, Bibliografias, Ciência, Comportamento, Cultura, Geologia, História, Quí­mica, Tecnologia
Tags: ,

As mais antigas fibras usadas por humanos foram descobertas por um grupo internacional de cientistas na Geórgia, república do Cáucaso localizada na fronteira entre Europa e Ásia. As fibras, de linho (Linum usitatissimum), eram usadas há mais de 30 mil anos, como descreve artigo publicado na revista Science.

De acordo com a pesquisa, as fibras, de diferentes dimensões, eram empregadas como cordas ou linhas para amarrar ferramentas de pedra e costurar cestos ou vestimentas. As fibras eram trançadas ou usadas com numerosos nós e até mesmo tingidas, em tonalidades como cinza, preto, azul ou rosa.

As fibras foram encontradas na caverna de Dzudzuana, que reúne uma série de camadas sedimentares do Paleolítico superior. Também foram identificados restos de cabelo humano, insetos e fungos que costumam crescer em materiais têxteis.

“Essa foi uma invenção fundamental dos primeiros humanos. Eles podem ter usado tais fibras para criar vestimentas, cordas ou cestos, itens usados principalmente em atividades domésticas. Sabemos que eles usavam linho selvagem que crescia nos arredores da caverna”, disse Ofer Bar-Yosef, da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, um dos autores do estudo.

Os itens criados com a ajuda das fibras aumentavam as chances de sobrevivência e de mobilidade nas condições adversas encontradas na região montanhosa. Os cientistas estimam que as fibras podem ter sido usadas para a manufatura de roupas e calçados, que garantiriam a sobrevivência durante o rigoroso inverno. O estudo aponta que as fibras também podem ter sido aplicadas na produção de cestos para carregar itens essenciais, melhorando a mobilidade e oferecendo uma grande vantagem em uma sociedade baseada na caça.

Algumas das fibras descobertas estavam trançadas, indicando que foram usadas como cordas. Outras foram tingidas, com o uso de plantas encontradas na região. As amostras descobertas não são visíveis ao olho nu porque os itens que elas prendiam foram desintegrados há muito tempo. Os pesquisadores descobriram as fibras por meio do exame microscópico de amostras de argila retiradas de diferentes camadas da caverna.

Até então, o uso mais antigo de fibras pelo homem havia sido registrado no sítio arqueológico de Dolni Vestonice, na República Checa, com 28 mil anos. Os cientistas encontraram as fibras enquanto analisavam amostras de pólen de árvores em estudo das variações ambientais e de temperatura em um período de milhares de anos.


Fonte: Agência FAPESP


14 respostas para "Encontradas fibras tecidas há 30 mil anos"

  1. 1. Paula disse:

    Interessante essas curiosidades inúteis. Uma fibra de linho de 30 mil anos…

    Tipo assim os humanos e os golfinhos são as únicas espécies que praticam sexo por prazer.

    Será que alguém topa um golfinho? :lol:

    Administrador André respondeu:

    O que o golfinho tem a ver com a notícia? Alguma tara obscura?

    Paula respondeu:

    @André,

    O que o golfinho tem a ver com a notícia?
    Cultura inutil.

    Alguma tara obscura?
    Da minha parte não, sou normal.

    Administrador André respondeu:

    Pessoas normais possuem taras obscuras. Se você não tem nenhuma tara obscura, você deve ter algum problema obscuro. Simples, não? :P

    Paula respondeu:

    @André,

    Simples demais.
    A não ser que você queira que eu tenha alguma tara obscura. :wink:

    Administrador André respondeu:

    Quem sabe?

    Joseph K respondeu:

    @Paula,
    Cultura inútil? :shock:
    Tal como procurar os antigos assentamentos, onde se começou a usar agulhas, ou a domesticar animais (ou vegetais), ou onde e quando se começaram a fazer objetos mais refinados (ou grosseiros), de pedra, ou onde e como, se começou a pescar, ou, talvez, quando os bandos nômades começaram a se fixar?

    Paula respondeu:

    @Joseph K,

    É, legal isso, né?
    Mas eu já to ficando careca de saber.
    Ultimamente ando até entediada.

    Você tem alguma novidade?
    Gatinho K, por favor!

    Joseph K respondeu:

    @Paula,
    Hum… acho que não me expressei bem, eu acho que esse tipo de conhecimento não é “cultura inútil”, no sentido que nos ajuda a entender muitas coisas, sobre o desenvolvimento (em vários sentidos) da civilização.
    Estou sem novidades, além das conhecidas, como o feriado russo, do “dia do programador”; que em Massachusetts, agora é legal o acompanhamento de GPSs secretos (1); que o BeOS ainda vive (haha, quem se lembra da propaganda de como parar um processador que usa BeOS?)(2); que trajes de nanotubos de carbono estão a ponto de “matar” o kevlar(3); e que o “cheiro da morte” repele insetos de todos os tipos (4).
    Fora isso, não muita coisa de novidade.


    (1) http://www.boston.com/news/local/breaking_news/2009/09/states_top_cour.html
    (2) http://tech.slashdot.org/story/09/09/14/030230/After-8-Years-of-Work-Be-Alike-Haiku-Releases-Official-Alpha?from=rss
    (3) http://money.cnn.com/2009/09/16/smallbusiness/kevlar_killer.fsb/index.htm?postversion=2009091713
    (4) http://www.wired.com/wiredscience/2009/09/deathstench/

  2. 2. Icarus disse:

    set sarcasmo=on

    Impossível isso. A datação esta errada. O universo só tem 6 mil anos.

    E o Javé só cobriu o ser humano depois da primeira “pecada”. Antes disso não havia vestimentas.

    hihihihihi

    Paula respondeu:

    @Icarus,

    Vestiam-se com couro de animais.
    Agora em lugares quentes o ideal era ficar sem nada mesmo, assim como os índios

    Icarus respondeu:

    @Paula,

    Na minha bíblia em Hebraico, só havia Adão e Eva no paraíso :wink: .
    Javé só fez vestimentas para eles depois que pecaram. Lá não fala nada de lugares quentes e couro de animais antes da expulsão. Eles estavam assim porque não conheciam o bem e o mal.

    Vc percebeu que o set sarcasmo=on? Eu estava querendo mostrar como é ridículo isso a luz do conhecimento atual. :cry:

    Paula respondeu:

    @Icarus,

    :lol:
    Não, não percebi, é que as vezes sou mais ingénua que Adão e Eva, Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, A Bela Adormecida…

    set sarcasmo=on
    Eu acredito no Paraíso ( um lugar com lindas praias, um sol de verão, onde as fibras texteis são expressamente proibidas, porque é pecado).

  3. 3. Rodrigo disse:

    Será que alguém topa um golfinho?

    Bem disso eu não sei, mas se procurar no youtube, você poderá ver que já há golfinhos que tão afim desta idéia :lol:

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.