mai 11

O americano Bart Ehrman cresceu em uma família religiosa e, quando adolescente, havia se tornado um evangélico fervoroso. O interesse pela Bíblia e por sua história o acompanhou a vida toda e hoje, após 35 anos de estudo, diz ter abandonado o Cristianismo por não acreditar que Deus poderia estar no “comando de um mundo cheio de dor e sofrimento”.

Professor de estudos religiosos na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, Ehrman já escreveu 21 livros sobre religião, incluindo Verdade e Ficção em O Código Da Vinci, sobre o best-seller de Dan Brown, e O que Jesus Disse? O que Jesus Não Disse? – Quem mudou a Bíblia e por quê, que figurou entre os mais vendidos na lista do jornal The New York Times. Agora, em Jesus, Interrupted (ainda sem tradução), que será lançado no Brasil no segundo semestre, Ehrman tenta revelar as contradições da Bíblia, que provam, segundo ele, que o livro não foi enviado à humanidade por Deus.

De um tempo para cá temos visto um crescimento do número de títulos com críticas às religiões. O que está motivando os leitores?

Bart Ehrman – Há uma reação contra a direita conservadora do mundo religioso. Aqui nos Estados Unidos há vários líderes desse tipo que tiveram muita atenção da mídia por muito tempo, e as pessoas que estão do lado esquerdo deste espectro começaram a se incomodar. Muitos desses livros escritos por essas pessoas chamadas de “neo-ateístas” são uma representação deste movimento.


Alguns dos principais representantes do “neo-ateísmo” são Sam Harris e Richard Dawkins. Em um artigo recente da revista Time, o senhor reconheceu que compartilha leitores com eles. Mas o senhor se considera parte deste movimento?

Bart Ehrman – Não me considero um ateu e não acho que estou fazendo a mesma coisa que esses autores. Eles têm feito coisas boas, mas estão atacando a religião sem conhecer muito. Quando eu escrevo, faço isso como alguém que já esteve profundamente envolvido com a Cristandade, mas que agora a rejeitou. Por isso, a minha perspectiva é completamente diferente.


O que fez o senhor passar de um fiel cristão a um “agnóstico feliz”?

Bart Ehrman – Fui criado na Igreja Protestante e fui um cristão muito ativo por vários anos. Mas eu deixei a cristandade não por conta dos meus estudos históricos sobre a Bíblia, mas por não conseguir mais acreditar que poderia haver um deus no comando deste mundo cheio de dor e sofrimento.


Qual é o motivo de o livro se chamar Jesus, Interrupted [em tradução livre: Jesus, interrompido] ? Quando e como ele foi interrompido?

Bart Ehrman – O título significa que há inúmeras vozes diferentes falando no Novo Testamento. São autores diferentes, que possuem pontos de vista diferentes e que, muitas vezes, são conflitantes. Com tantas vozes assim falando no mesmo livro, muitas vezes é impossível escutar a voz do Jesus histórico, porque ele foi interrompido por outras pessoas.


E é possível definir qual é a maior contradição da Bíblia?

Bart Ehrman – São muitas discrepâncias, mas é possível destacar duas. O apóstolo Paulo, por exemplo, acha que a pessoa chega a Deus apenas pela fé, e não pelo que faz. No capítulo 24 de Mateus, no entanto, nós lemos que boas ações levam ao reino dos céus. Essas duas visões são excludentes em um assunto determinante, que é a salvação. Também há visões diferentes sobre quem era Jesus. No evangelho de João, Jesus é Deus, mas nos textos atribuídos a Marcos, Mateus e Lucas não há nada sobre isso. No evangelho de Mateus fica claro que ele acredita que Jesus é um ser humano, e que é o Messias. A Igreja acabou juntando essas duas visões, de que ele é humano e divino, e criou um conceito que não está escrito nem em João e nem em Mateus.


O senhor acha que essas discrepâncias fazem da Bíblia uma história falsa?

Bart Ehrman – Eu diria que os diferentes autores da Bíblia tem versões diferentes da história e por isso é errado tentar fazer com que eles digam a mesma coisa. Há muitos erros na Bíblia e, mais importante que isso, há diferentes pontos de vista teológicos e isso precisa ser reconhecido.


Desde quando a Bíblia começou a ser questionada? De que maneira isso enfraquece a Cristandade?

Bart Ehrman – As pessoas só começaram a notar essas diferenças na época do Iluminismo, no século XVIII. Antes disso, os estudioso da Bíblia eram teologicamente comprometidos com ela e não imaginavam que poderia haver erros. Essas descobertas são problemáticas especialmente para quem acredita que a Bíblia foi entregue a nós diretamente por Deus. Se isso ocorreu, por que não temos a Bíblia original? Por que temos apenas manuscritos escritos mais tarde e que não são iguais? Essas diferenças mostram que não existe um livro com inspiração divina que foi entregue a nós.


E como isso afeta especificamente a Igreja Católica?

Bart Ehrman – Existem estudiosos na Igreja Católica que concordam com quase tudo o que está escrito em Jesus, Interrupted. Mas na tradição católica a fé nunca foi sobre a Bíblia, mas sobre os ensinamentos da Igreja e sobre acreditar que Jesus é o filho de Deus. E isso não muda se a pessoa perceber ou não os erros da Bíblia. É bem diferente do fundamentalismo cristão que é tão poderoso onde eu vivo, no sul dos Estados Unidos. Aqui as pessoas acham que você só poder ser cristão se acreditar totalmente na Bíblia.


Alguns críticos do seu trabalho, especialmente o líder evangélico James White, dizem que você quer destruir a fé cristã. O que você acha disso?

Bart Ehrman – Estou tentando destruir o tipo de fé cristã de James White! (risos). Mas na verdade nada que eu faça pode destruir o Cristianismo. O problema é que há um certo tipo de fé cristã que diz que a Bíblia não tem erros e é infalível, e eu não concordo com isso. Eu não sou o único que pensa assim. As opiniões que estão descritas no meu livro são as mesmas da maioria dos estudiosos da Bíblia há muitas e muitas décadas, mas eles não costumam falar disso em público. Meu livro apenas pega o que os estudiosos dizem há muito tempo e torna disponível para os leitores normais.


Você recebeu muitas críticas de leitores por conta do livro?

Bart Ehrman – Recebi e-mails de pessoas bravas e sei que na internet há muita gente contrariada. Dizem que quero destruir sua fé, que sou o anti-Cristo. Mas a maior parte dos que escreve ficou grata pelo livro e feliz por eu ter dito essas coisas, já que suspeitavam desses erros, mas não tinham base teológica para questionar a Bíblia.


Entrevista publicada na revista Época

Artigos relacionados:

  1. Porradaria Divina: A Guerra entre os Deuses
  2. Maluquices da Bíblia
  3. Bíblia é manual de maus costumes, diz José Saramago
  4. 10 perguntas embaraçosas sobre a Bíblia
  5. Maluquices da Bíblia


23 respostas para "Entrevista com Bart Ehrman – “A Bíblia não tem inspiração divina”"

  1. 1. Wilhelm disse:

    Bem dado o recado. Basta estudar a gibíblia para concluir que é palhaçada. Mas pensando sobre isso me ocorreu. Será que no futuro, quando livros forem coisas obsoletas e desconhecidas, os religiosos vão falar que o deus criador do universo deu um Site ou texto digital divino para guiar eles?

    Administrador André respondeu:

    Num epísódio do antigo seriado Ark II, os moradores de um vilarejo veneravam um altar que na verdade era um supercomputador.
    .
    Mas, só veneravam. ;)

  2. 2. Fátima disse:

    Se é para venerar uma coisa inanimada, prefiro concentrar-me num Plymouth Fury 1958 vermelho e branco.

    Administrador André respondeu:

    Só se ele tiver pneus radiais faixa-branca e for capaz de sintonizar alguma estação que toque músicas antigas. Seria bem provável que eu colocasse um nome feminino nele…

  3. 3. ZzXx disse:

    Era só o que faltava, o sujeito criticar os outros autores por “não saberem muito sobre religião”, então que tal se os religiosos serem “ateus por vários anos” para só depois poderem questionar o ateísmo?
    Mas tá metendo pau no livrinho de piadas, tá valendo…

    Administrador André respondeu:

    Creio que você não entendeu o que ele disse. Leia de novo. Realmente, ele está certo. O que tem de crítico por aí é algo assombroso. Só que Dawkins não entende de crítica textual bíblica. Ehrman sim. Sugiro que vc leia os livros dele primeiro. Ehrman repreende não o ateísmo, mas os exames superficiais da Bíblia em exemplares traduzidos e não direto em manuscritos antigos.
    .
    Sugiro o livro: “O que Jesus disse e o que Jesus não disse. Quem mudou a Bíblia e porque”

    ZzXx respondeu:

    Ele está se achando por que era religioso antes e por isso sabe mais da bíblia doq os outros, e foi sobre isso que falei, e jah que os cristãos seguem a bíblia manipulada e adulterada, por que atacar a bíblia ‘original’? deu a entender q pelo que ele falou o problema está em lermos a bíblia manipulada… seriam os manuscritos antigos de fato divinos?
    Um dia procuro o livro que você mencionou

    Administrador André respondeu:

    O mal é esse. Em nenhum livro dele ele disse que os manuscritos eram divinos. Por favor, leia antes de comentar.

    ZzXx respondeu:

    Então qual o problema de terem sido adulterados ou não se são tudo a mesma m(*)!?

  4. 4. raony disse:

    vc é um fraco tanto tempo na cristandade e relata que o mundo é muita dor e sofrimento….vc é um palhaço só é mas um querendo ganhar um público sem opinião….seu fracoooooooo………vc tem prblemas psiciatricos…..ou alguma angustia……particular..!!!!! seus argumentos são muitos mas muitos fracos..como ja disse meu amigo paulo:romanos 1: 25 !bando de humanistas

    Administrador André respondeu:

    Deixe-me ver: o mundo é lindo e maravilhoso, certo? Mas, quem escreve “psiciatrico” (de peixe?) não merece ser levado a sério.

    Sim, somos humanistas. Pena que vc seja tão IGNORANTE que não sabe o que isso significa.

    Abbadon respondeu:

    Ontem, em um bate-papo na Internet, um crente com o nome “GatoKerVaroa” escreveu exatamente assim:

    “psiciatrico”

    E ainda alegou ser “pisicologuo formado”. Sera a mesma pessoa ?
    :D

    Administrador André respondeu:

    Varoa é feminino de varal? :mrgreen:

    Joseph K respondeu:

    @raony,
    vc é um fraco
    E você é um semianarfa, que nem sabe usar uma vírgula.

    tanto tempo na cristandade e relata que o mundo é muita dor e sofrimento…
    Sem esquecer que uma boa parte dessa merda atual foi causada pela cristandade. Sua fé criou muitas das merdas que assolam o mundo, hoje.

    vc é um palhaço só é mas um querendo ganhar um público sem opinião….
    Bem, a despeito da profissão de palhaço ser MUITO mais honesta que a de sacerdote, por exemplo, ainda resta considerar que você, por seu comentário, ainda está muito abaixo dos “palhaços”; primeiro por não ter graça, e em segundo lugar, por sua “opinião” ser uma nada, do mesmo tipo dos “sem opinião”.

    seu fracoooooooo……
    tsc, tsc, você acha que, escrevendo como um retardado, vai conseguir aumentar seu “argumento”? Só conseguiu fazer com que todos rissem da sua incapacidade de argumentar. Patético.

    vc tem prblemas psiciatricos…..
    Hum? Isso vindo de um troll, que não disse nada com nada, até agora? Vá se tratar, filhote.

    ou alguma angustia……particular..!!!!!
    Como já foi dito antes, “Cinco pontos de exclamação, o sinal certo de uma mente insana.”. Vá comprar seu tarja preta, e jogue na sua caixa d’água.

    seus argumentos são muitos mas muitos fracos.
    Uau! Tremei, todos os que ouvem o troll, que não acha as próprias nádegas usando as duas mãos!

    como ja disse meu amigo paulo:romanos 1: 25 !bando de humanistas
    HAHAHA!
    Do mesmo gibi místico, que diz que “Ló se recusa deixar dois anjos a mercê de um bando de pervertidos, e ao invés disso, ele oferece as duas ‘filhas virgens’. Ele diz para o grupo de estupradores: “fareis delas como bom for nos vossos olhos.” Este é o mesmo homem que é chamado de ‘justo’ em [II Pe 2:7-8]. [19:8]“? Acorda.

    Abbadon respondeu:

    Eu nao tenho a minima duvida de que vc é muito fraco em se expressar da forma mais adequada e compreensivel.

    Falta-lhe nocoes rudimentares de Gramatica Portuguesa, saber fazer paragrafos, frases, periodos, acentuacao, pontuacao.

    E alem do mais, so sabe xingar, ofender, ironizar e criticar. Mas argumento consistente, solido e inteligente, cade ? Nao, vc nao tem.

    Vc é so um reles crente sem muita inteligencia e cultura.

    Administrador André respondeu:

    Cuidado ao falar de acentuações. ;)

    Nihil respondeu:

    @raony, Impressão minha ou ele pensou que o André é próprio Ehrman? :shock:

  5. 5. raony disse:

    ficou nervoso não foi analfabeto….fracote

    Administrador André respondeu:

    http://ceticismo.net/2010/01/17/voz-dos-alienados-9/

    Curta isso no seu ostracismo.

    Joseph K respondeu:

    @raony,
    Sei que uma trollzinha como você não precisa de convite, mas não perca a chance de dar chilique, lá no outro tópico, chamando a todos de fracooooos, enquanto suas frases são humilhadas, mas vê se, antes, aprende a escrever.

  6. 6. Jose Ribamar Sousa disse:

    Tenho lido alguns livros do autor, o Bart Ehrman desenvolve-se muito bem com suas pesquisas, são práticamente inrrefutáveis, ao contrário das afirmações de outros estudiosos biblicos, que empurram goela abaixo doutrinas que só tem prejudicado o nosso desenvolvimento espiritual, acredito que trabalhar com a verdade fundamentada é que faz com que o ser humano possa galgar algo divino, pois, Deus é verdade e só a verdade pode libertar o homem das amarras nefastas da mentira. Acredito assim como ele, que exista Deus e que Ele ainda não conseguiu se deixar claro, pois, ainda o homem com toda a sua podridão espiritual tem retirado esta oportunidade única, haja vista, que Jesus tentou deixar algo original e como vimos foi interrompido de tal tarrefa, agora, cabe a nós assumirmos a missão de João Batista, (que também foi morto, por ser mal interpretado), e preparar o caminho do Senhor. Deixo um forte abraço a todos, se quiserem se comunicar comigo eis o meu e-mail: doutorjrsousa@hotmail.com

    Administrador André respondeu:

    Jesus não existiu, Deus é mito e João Batista, no máximo, foi casado com Chiquinha Gonzaga.

    voix69 respondeu:

    @Jose Ribamar Sousa,

    “…Deus é verdade e só a verdade…”

    Filipenses 1:18 “Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda”

    “…e que Ele ainda não conseguiu se deixar claro, pois…”

    Um deus que não consegue se deixar claro? Mas ele não é onipotente? Se ele não consegue ele não é onipotente, portanto não deve ser chamado de Deus.

    “…Jesus tentou deixar algo original e como vimos foi interrompido de tal tarrefa…”

    Eu não sei o que exatamente você quis dizer com “original”. Se você quiz fazer alusão aos ensinamentos dele, posso lhe dizer que Sidarta Gautama fez melhor uns 400 anos antes do que Jesus.

    Se você faz alusão ao sacrificio pessoal, posso citar dezenas de deuses que se submeteram à isso. Pra citar um deus mais conhecido, Odin é um deles.

    Se você faz alusão à promessa do paraíso aos que lhe seguirem, só posso lhe dizer que, se o VT é um livro abominável em virtude de tudo que Deus ordenou nele (massacres, estupros, assassinatos, etc..), o NT é pior pois nos apresenta o inferno que é uma outra abominação, já que para aqueles que não seguirem Jesus ou cometerem pecados o castigo é o sofrimento eterno.
    Que coisa pode ser mais abominável do que receber um castigo eterno por um erro finito?

    E quanto ao “…foi interrompido de tal tarrefa…” como assim “foi interrompido”?
    Nada foi interrompido. Durante a última ceia ele já sabia o que ia acontecer. E esse acontecimento era a derradeira tafera dele. O sacrifício pessoal (que não houve visto que ressuscitou) para expiar os pecados da humanidade. A missão foi cumprida plenamente. Nada foi interrompido.

    Fazendo-se a análise da lenda, é claro. ;-)

Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.