Acidificação dos mares pode causar extinção em massa

Piores cenários sobre aquecimento global podem estar se concretizando
Cientistas britânicos encontram Peixe-Drácula

Carol Turley do Laboratório Marinho de Plymouth, no sul da Inglaterra, disse que é impossível saber como a vida marinha vai reagir, mas ela teme que várias espécies não sobrevivam. Desde a Revolução Industrial, no século 18, as emissões de CO2 já elevaram a acidez dos mares em mais de 30%, de acordo com pesquisadores.

“Eu estou muito preocupada com os ecossistemas dos oceanos, que atualmente são produtivos e diversificados”, disse Turley à BBC. “Eu acredito que nós podemos estar caminhando para uma extinção em massa, pois esse ritmo de mudanças nos oceanos não é visto desde o tempo dos dinossauros”, afirmou. “Isto pode ter um grande impacto na segurança alimentar. É realmente imperativo reduzirmos as emissões de CO2.”

O problema mais acentuado é para criaturas que precisam de um ambiente alcalino para produzir conchas e carapaças formadas por cálcio. Testes de laboratório sugerem que as estrelas do mar podem desaparecer até o final do século se atual tendência de emissões continuar.

Os cientistas receiam que os mariscos também não consigam suportar o aumento da acidez. Turley disse: “As coisas vão mudar. Nós não sabemos ainda exatamente como.”

Andy Watson, biólogo marinho da Universidade de East Anglia, acredita que mudanças climáticas e pesca excessiva podem trazer sérios danos aos oceanos ainda antes dos efeitos da acidificação. Ele condena o aumento da emissão de CO2 resultante de atividades humanas, mas destaca que a acidez oceânica também pode flutuar naturalmente.

Ele imagina que algumas criaturas podem se adaptar às mudanças ao longo do tempo. “Em várias experiências que estão sendo feitas no momento, são provocadas mudanças repentinas. O CO2 ou a acidez são aumentados rapidamente, por exemplo.”

“Claro que isso não é realmente o que vai acontecer no mundo real. Ao invés disso, haverá uma elevação gradual do CO2 e da acidez. E nós não sabemos se os organismos poderão se adaptar ou o quão rápido poderão fazer isso”, disse Tony Knapp, diretor do instituto BIOS, nas Bermudas, onde são feitas algumas das medições da acidez dos oceanos.

Knapp defende sua conclusão de que o aumento recente da acidez foi causado por emissões de CO2 resultantes da queima de combustíveis fósseis. “Levou muito tempo para que eu me convencesse. Sou um cético por natureza. Mas se olharmos para os dados recolhidos (…) na verdade não se pode chegar a outra conclusão”, afirmou.

Como exemplo para suas previsões sobre os efeitos da acidificação nos oceanos, os cientistas citam a ilha de Ischia, na Baía de Nápoles, Itália. Ali, os cientistas encontraram indícios de que várias criaturas não vão conseguir se adaptar à crescente acidificação.

A água do mar em volta de parte da ilha é mais ácida há milhares de anos por causa de emissões de CO2 por aberturas vulcânicas que borbulham no leito marinho. Se a pesquisa em Ischia apresentar uma imagem precisa do futuro dos oceanos, as perspectivas para os organismos que formam conchas são sombrias.

“Nós estamos muito preocupados”, disse Jason Hall-Spencer, da Universidade de Plymouth, que estuda o local. “As mudanças aqui claramente tornaram a vida impossível para criaturas que formam conchas.”

“Quando você começa a mexer num ecossistema complexo, é impossível prever o que vai acontecer.”

O ambiente na ilha italiana serve para dar uma idéia de quais as espécies que sairão ganhando e perdendo por causa dos altos níveis de acidez. Algumas algas marinhas podem se desenvolver mais em um ambiente altamente fertilizado com CO2.


Fonte: BBC Brasil

Piores cenários sobre aquecimento global podem estar se concretizando
Cientistas britânicos encontram Peixe-Drácula

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • A BBC errou num detalhe: a Revolução Industrial não foi apenas no século 18. Ela foi contínua, até os anos 70 ou 80 (conclusão da Terceira Rev.Ind.) e foi dividida em três partes.

  • Rodrigo

    Definitivamente uma religião… Já tem até “profetas”… 🙄

    ZzXx respondeu:

    @Rodrigo, você eh cristão por acaso? xinga tudo de religião nunca vi, parece qndo vem algum religiososinho aqui e sai dizendo q ateísmo virou religião. AFF

    Rodrigo respondeu:

    @ZzXx, religião pra mim é quando pessoas se unem pra defender uma idéia furada, de forma hierárquica.
    Vejo muita gente dando palpite sobre aquecimento global baseadas em evidências locais ou parciais. É tanto achismo e pouco conteúdo fatual.
    Re-leia este artigo, e veja quantos “previsões” sustentadas por suposições tem.
    Vou deixar de tratar essa gente “ativista ambiental” como uma seita assim que suas observações e hipóteses forem comprovadas. Até lá são só pessoas confusas tentando influenciar outras à seus ideais.
    O.K.?

    ZzXx respondeu:

    1.Essa idéia não eh furada.

    2.O que a forma hierárquica tem para tirar a credibilidade do objetivo dessas pessoas?

    3.Poucos fatos? muito palpite? em que planeta esteve vivendo nos ultimos 10,20, 30 anos?

    4.Previsões só são previsões pois são sustentadas por fatos e estatísticas, senão não seriam previsões, uma pessoa precisa estourar um balão para ver oq aconteceria se continuasse a soprar?

    5.Nem todos que defendem o meio ambiente são fanáticos, mas hoje em dia, diferentemente de coisas uber legais como drogas e álcool, defender a natureza virou coisa de gente esquisitona.

    6.Não faço nenhuma questão que pare de tratar os ativistas como seita.

    7.Observações e hipóteses comprovadas? a acidez dos mares aumentou em 30% e vamos todos simplesmente dizer que eh mentira? Bah!

    Rodrigo respondeu:

    1.Essa idéia não eh furada.

    Por que não fazemos uma analogia como aquela do balão com moedas coladas, exemplificando a expansão do espaço-tempo no universo?

    2.O que a forma hierárquica tem para tirar a credibilidade do objetivo dessas pessoas?

    Os escravos e soldados só obedecem, os monarcas são malucos drogados sedentos por poder, no meio disso tem os trabalhadores se lascando pra viver.

    3.Poucos fatos? muito palpite? em que planeta esteve vivendo nos ultimos 10,20, 30 anos?

    Eu vivo na internet, faço pesquisas científicas pelo Google e recebo notícias relevantes diretamente no email.

    4.Previsões só são previsões pois são sustentadas por fatos e estatísticas, senão não seriam previsões, uma pessoa precisa estourar um balão para ver oq aconteceria se continuasse a soprar?

    Se está estudando a elasticidade do látex, não.
    Se está estudando a propagação do som, sim.
    Se está testando uma hipótese de que o látex vai chegar a um ponto que fará a pressão do gás dentro se transformar em fluído, também não.
    Agora se nunca viu um balão estourar ou látex rasgar, bem, ainda pode fazer analogias proféticas.

    5.Nem todos que defendem o meio ambiente são fanáticos, mas hoje em dia, diferentemente de coisas uber legais como drogas e álcool, defender a natureza virou coisa de gente esquisitona.

    É porque as pessoas não entendem diferença entre respeito e proteção, e acham que o excesso de dedicação com animaizinhos e plantinhas é babaquice. Isto não os faz desvalorizar a importância da cannabis/levedura e sua proveniência.

    6.Não faço nenhuma questão que pare de tratar os ativistas como seita.

    É, principalmente quando tem várias células descentralizadas.

    7.Observações e hipóteses comprovadas? a acidez dos mares aumentou em 30% e vamos todos simplesmente dizer que eh mentira? Bah!

    Mentira não, mas 30% em relação a que?! Que ácido?! CO2 é um ácido agora?! Qual o espaço de tempo entre as medições e a precisão das anteriores?! E se me disserem que aumentou 100% eu me espanto ainda mais.

    Daqui a pouco tão vendendo barcos, lanchas, iátis com agentes neutralizantes pra “reduzir o pH na água”, não importando onde navegue…

    ZzXx respondeu:

    Gostei dessa coisa das respostas em negrito.

    Por que não fazemos uma analogia como aquela do balão com moedas coladas, exemplificando a expansão do espaço-tempo no universo?

    Huh? poderia dizer que analogia e essa e qual a relação com o tema?

    Os escravos e soldados só obedecem, os monarcas são malucos drogados sedentos por poder, no meio disso tem os trabalhadores se lascando pra viver.

    Isso ainda não fez a causa deles justa ou injusta, se alguém luta por algo bom de forma errada, aquilo continua sendo uma boa causa, mesmo que esteja errado no jeito de alcançá-la, até por que, as multinacionais e a economia não ligam para cidades cobertas de água ou florestas que viram deserto de um dia pro outro, e a voz de quem defende o meio ambiente eh sempre desvalorizada perto do consumismo e da falta de vontade destes dias. Os monarcos são drogados? malucos? generalização pl0x!

    Eu vivo na internet, faço pesquisas científicas pelo Google e recebo notícias relevantes diretamente no email.

    Que coincidência! eu também!

    Se está estudando a elasticidade do látex, não.
    Se está estudando a propagação do som, sim.
    Se está testando uma hipótese de que o látex vai chegar a um ponto que fará a pressão do gás dentro se transformar em fluído, também não.
    Agora se nunca viu um balão estourar ou látex rasgar, bem, ainda pode fazer analogias proféticas.

    Quando se está estudando a elasticidade do látex, você já sabe seu coeficiente de elasticidade, sua densidade, sua massa e seu volume!? Sim? Tchan Tchan Tchan! você está prevendo, e não desmereceu o que eu disse. Alguém que nunca viu um balão estourar mas tem conhecimento o suficiente não precisa estourá-lo.

    É porque as pessoas não entendem diferença entre respeito e proteção, e acham que o excesso de dedicação com animaizinhos e plantinhas é babaquice. Isto não os faz desvalorizar a importância da cannabis/levedura e sua proveniência.

    Novamente, se um drogado defende uma boa causa, ela não deixa de ser uma boa causa, e a maioria dos defensores do meio ambiente não usam drogas.

    Mentira não, mas 30% em relação a que?! Que ácido?! CO2 é um ácido agora?! Qual o espaço de tempo entre as medições e a precisão das anteriores?! E se me disserem que aumentou 100% eu me espanto ainda mais.

    LAWL! onde você viu no texto dizendo que CO2 eh um ácido? acidez não eh o sinônimo de ácido, se você reparar nenhuma vez no texto eh dito que CO2 eh um ácido, e sim que aumenta a acidez. E quanto a esta citação :

    “Eu acredito que nós podemos estar caminhando para uma extinção em massa, pois esse ritmo de mudanças nos oceanos não é visto desde o tempo dos dinossauros”

    Que a mudança está ocorrendo, está, agora os danos são imprevizíveis, mas se continuar veremos com nossos próprios olhos.

    Daqui a pouco tão vendendo barcos, lanchas, iátis com agentes neutralizantes pra “reduzir o pH na água”, não importando onde navegue…

    Apenas reduzir as emissões de poluentes na atmosfera jah seria o suficiente, ou pelo menos um bom começo.

    XaparraL respondeu:

    @Rodrigo,

    “Conhecimento Científico é o conhecimento racional, sistemático, exato e verificável da realidade.”

    O estudo publicado não se trata de um caso isolado. São várias as publicações a respeito do assunto. Portanto, suas previsões estão muito longe de ser puro “achismo” ou “idéia furada”, como você disse.

    O ph da água exerce influência na vida marinha – isso se aprende no ensino fundamental, jovem. Experiências em pequena escala (aquários, por exemplo) podem te dar uma noção do quanto a variação de ph da água afeta a vida nestes meios.

    A diminuição do PH da água exerce influência direta, por exemplo, na formação de recife de corais, mais precisamente na sua calcificação, tornando-a muito mais lenta.

    É tão sem sentido assim imaginar o que pode acontecer com todo o ecossistema marinho ocorrendo a diminuição da quantidade de recifes de corais?

    Isso não é achismo, é um conhecimento científico adquirido que vai muito além da ideologia de qualquer ativista ambiental.