jan 29

Tecnologia espacial viabiliza o rádio para carros do futuro

Seja o primeiro a comentar
Escrito por .
Ciência, Fí­sica, Informática, Matemática, Tecnologia

satelitecar.jpgEstações de rádio com chiados, perda de sinal em túneis ou em baixadas na estrada, ficar procurando uma nova estação legal a cada 100 quilômetros de viagem – o rádio para carros já teve os seus dias de glória, dias nos quais ele era chamado de auto-rádio.

Mas agora, graças a tecnologias da era espacial, esses dias poderão estar de volta. Ninguém menos do que a Agência Espacial Européia (ESA) está capitaneando um esforço de desenvolvimento tecnológico que visa trazer de volta os rádios aos carros – mas auto-rádios “high-tech”, sem nenhum daqueles velhos problemas.

A ESA aproveitou uma exposição sobre a exploração espacial, realizada semana passada na Holanda, para apresentar o projeto do seu auto-rádio do futuro. Ele funciona da mesma forma que as TVs por satélite atuais, com qualidade da era digital e sem que o usuário tenha que ficar mudando de estação cada vez que sai da área de cobertura da sua emissora predileta.

Sem prato no teto

É claro que os carros não vão precisar levar um enorme “prato” no teto. Os engenheiros da ESA desenvolveram uma antena móvel plana, que pode ser construída no próprio chassi do carro, sendo virtualmente invisível. A antena capta sinais na banda Ku de freqüência, utilizada para comunicações via satélite.

A idéia de um rádio para carros via satélite não é nova e já existem soluções no mercado. Só nos Estados Unidos, 13 milhões de pessoas assinam os serviços de distribuidores desses sinais. Mas esses serviços ainda dependem de uma rede rural de retransmissores.

Já a nova solução européia, ao invés de depender de uma nova rede de satélites ou de uma rede terrestre de retransmissores, utiliza apenas satélites de comunicação já em operação.

O sistema também emprega uma memória cache – um disco rígido ou uma memória flash. Os sinais recebidos podem ser armazenados e continuar a apresentação durantes os momentos em que o usuário está passando por um túnel ou em qualquer local onde a recepção do satélite fique prejudicada.

É claro que a programação também poderá ser tocada muito tempo depois, de acordo com a preferência do usuário: ele pode interromper sua música favorita ao parar no shopping, por exemplo, e continuar ouvindo-a quando estiver voltando para casa.

A Agência Espacial Européia agora está discutindo os termos de licenciamento com seus parceiros, para que a nova tecnologia possa viabilizar o auto-rádio do futuro nos veículos produzidos em série.

Fonte: Inovação Tecnológica

Artigos relacionados:

  1. Exploração espacial é vital para a humanidade
  2. Base espacial brasileira pode sair de Alcântara
  3. Rússia inicia projeto para construir nova nave espacial
  4. Besouro brasileiro tem a chave para computadores ópticos do futuro
  5. Cientistas planejam construção de elevador espacial


Deixe um comentário

Mas, antes, leia a nossa Política de Comentários. Obrigado por sua participação.

Você precisa estar logado para deixar um comentário.